MENU

OVNIs no Haiti: o Retorno

A Maldição Kleenex

25 de outubro de 2007 Comments (15) Views: 2860 Ceticismo

Divaldo Franco e psicografias em análise


Novas análises críticas de obras psicografadas e mensagens de supostos médiuns:

Divaldo Pereira Franco Psicografou Léon Denis no 4º Congresso Internacional de Espiritismo?
Confira as assinaturas de Denis vivo e então, supostamente psicografado por Divaldo Franco.

As Palestras de Divaldo Franco São Confiáveis?
Um longo caso apresentado em um vídeo de Divaldo Franco, sobre o qual o médium diz não se lembrar a referência.

Divaldo Pereira Franco e Sathya Sai Baba
O suposto médium baiano promove o suposto guru indiano como um dos seres mais evoluídos do planeta. Mas é o mesmo guru pego em fraude e envolto em acusações sérias de assassinato e pedofilia.

A Mensagem do Menino João Hélio
Descubra como a pobre criança em verdade estava apenas recebendo por vontade própria o mesmo destino das pessoas que torturou em vidas passadas. Com o detalhe de que o espírito só teria encarnado no bebê depois de um ano de vida.

Erros de Física Encontrados no Livro “Mecanismos da Mediunidade” (1960), de Chico Xavier e Waldo Vieira

Tags: ,

15 Responses to Divaldo Franco e psicografias em análise

  1. MoonChild disse:

    Caros amigos,

    Aqui vai um texto do amigo Vitor Moura que mostra claramente a mudança que o mesmo teve em relação aos médiuns espíritas, especialmente Chico:
    ——————–
    (texto abaixo de Vitor Moura, autor do site “Obras Psicografadas”)
    ——————–
    “Jefferson – A psicografia em Chico Xavier atinge níveis de qualidade inigualáveis. Cientistas e parapsicólogos estudam suas obras. Chico dá demonstrações do nível incomparável ao escrever perante mais de duzentas pessoas, em Campos, Estado do Rio de Janeiro, mensagens em línguas mortas, ou então em inglês clássico, mas de trás para frente, levando as pessoas presentes a usar um espelho para a leitura do texto. A velocidade de sua mão era espantosa. E Chico, pouco tempo depois, acaba psicografando textos diferentes, com as duas mãos, ao mesmo tempo, fenômeno até hoje não realizado por nenhum outro médium.

    A repercussão é tão significativa, que o jornal O Globo enviou a Pedro Leopoldo o repórter Clementino de Alencar, sem prazo determinado para voltar, com o objetivo de entrevistar o médium, autoridades, assistir a reuniões mediúnicas, enfim, verificar in loco os fenômenos de além-túmulo. O jornalista chega a entrevistar em língua estrangeira vários espíritos e assiste, extasiado, a um fenômeno da escrita invertida em inglês. Hospedado no hotel Diniz, o jornalista ali permanece por dois meses até concluir sua “investigação”, sempre acompanhado de fotógrafo, o qual faz dezenas de imagens para registrar os acontecimentos.

    Posso tentar obter mais dados com o Jefferson, caso queira.

    E antes que vc pergunte: “Senador romano falando Inglês??”, Emmanuel disse que estava aprendendo inglês no mundo espiritual …

    Quanto ao latim, Emmanuel também dizia ter sido o padre Manuel da Nóbrega. Falava português na última reencarnação, portanto.Era mais natural que se expressasse nessa língua.

    Abraço,

    Vitor”
    ——————-

    Para não ser injusto, aqui vai um link para a resposta dada pelo Vitor explicando o porque mudou tão drasticamente de opinião:
    http://obraspsicografadas.haaan.com/2007/erros-de-fsica-encontrados-no-livro-mecanismos-da-mediunidade-1960-de-chico-xavier-e-waldo-vieira/#comment-365

    Abraços a todos e ótimo fim-de-semana,

  2. Carlos Magno disse:

    MoonChild:

    Excelente colocação. As pessoas mais desavisadas ou induzidas por espertalhões ateus são inclinadas a achar que espíritos desencarnados da intelectualidade de Emmanuel e André Luiz, são oniscientes, onipresentes e nada mais têm a aprender. Acham também que médiuns da qualidade do Chico e do Divaldo, não devem buscar se esclarecer, estudar, informar-se sobre o mundo ou no mínimo ler.

    Quando interesses obscuros permeiam-lhes as vidas, transformam-se nos mais estapafúrdios críticos, tenazes nas buscas do insólito e até mesmo do banal, se assim lhes acena a mínima possibilidade de glorículas ou dinheiro à sombra dos mais capazes. Jamais titubeiam no cretino papel de difamar, destruir reputações, evocar fraudes onde fraudes não há. A muitos os movem a frustração, a inveja, e atiram pedras em quem antes jogavam pétalas de rosas; conseguem enganar-se a si mesmos: convencer-se de que antes estiveram errados, hoje são arautos e paladinos da verdade.

    Outros sequer pisaram uma casa de nobres atividades espirituais; julgam oportunamente todos os espíritas e as instituições espiritualistas por dois ou três casos de infelizes e fracassados que possam ter conhecido.

    São personalidades frágeis no espírito. Quando se diziam espíritas e espiritualistas viviam na realidade noutra certeza, pois jamais deixaram de ser ateus e materialistas; estimulavam-nos, unicamente,inconseqüentes interesses pessoais e particulares, – pura incongruência! Já seriam, naqueles tempos, areia movediça ou terreno infértil, onde as sementes do amor e da espiritualidade de todas as formas não vingariam.

    Se existe ciências, filosofias e religiões no mundo é porque mensageiros como os do Chico e de tantos médiuns viventes
    no anonimato, impuseram-se no passado e ainda impôem-se baluartes dessas vias, portais e átrios de acesso ao saber e devoção humanos. Vias, portais e átrios que milhões palmilharam, transpuseram e alcançaram, e hoje se beneficiam mental, espiritual e culturalmente.

    E nem por isso os críticos perdoam-nos e a possíveis enganos, ou a eventuais inserções da mente do médium de citações e coincidências em assuntos sobejamente conhecidos dos acadêmicos. Não desejam reconhecer, quando acontece, que a cultura e o saber de um médium facilitam no fluxo das comunicações, nas colocações mais populares ou nos mais claros silogismos que preparam o leitor para melhor e mais proveitosas assimilações. Além do mais, poupam-no das energias mentais que o comunicador forçosamente absorve-lhe, no labor da busca de melhor imagem ou figura gramatical.

    Lançam-lhes, ao mensageiro e ao médium, a desnecessária e odiosa pecha de embusteiros e covardes enganadores da fé alheia. Esquecem-se propositalmente de que “quanto mais apropriado for um bisturi, melhor instrumento será ao competente cirurgião!” Desejam que o médium seja, ignorante, burro, pobre e analfabeto e ainda assim as comunicações sejam as maravilhas de todos os tempos. E se forem, não descansarão, buscarão motivos e armadilhas para injustiçar e demolir um respeitado mito ou um ícone verdadeiro.

    São, ou não, insidiosas falanges das trevas atuantes em tais críticos?

    Fico por aqui, já escrevi demasiado. Abraços.

  3. MoonChild disse:

    Carlos,

    O que me surpreende é a perseguição injustificada ao Espiritismo. Existem igrejas que enganam, vendem lotes no céu (sem piada, ocorreu mesmo), trocam benção por dinheiro, aceitam até cartão de débito em seus templos.

    Mesmo assim eu as respeito.

    Por que motivo será a abordagem de sites como este ou o “Obras Psicografadas” tão agressivas em relação a talvez se não a única, uma das poucas religiões totalmente filantrópicas que é o Espiritismo.

    Chico Xavier por exemplo nunca teve lucro com seus livros, pelo contrário, até pegou tuberculose ajudando os pobres. Será que seus críticos, sentados confortavelmente atráz de uma tela de LCD abraçariam um tuberculoso em nome do amor ?

    Me lembro de um centro que eu frequentei durante uns anos, sabe como eles reformaram o centro todo ? Festa do pastel e da fogaça. Nunca ouvi a palavra dinheiro lá dentro, e sim amor e caridade, sempre.

    Vamos abrir um pouco o jogo, em que religião temos as seguintes colocações:

    1. Entre a ciência e o espiritismo, fique com a ciência (Allan Kardec)

    2. A surpresa, a perplexidade e a dúvida são de todos os
    aprendizes que ainda não passaram pela lição. É mais que
    natural, é justíssimo. Não comentaríamos, desse modo, qualquer
    impressão alheia. Todo leitor precisa analisar o que lê.
    (Chico Xavier, através de Emmanuel)

    3. “Uma religião que não estivesse, em nenhum ponto, em ontradição com as leis da Natureza, nada teria a temer do progresso e seria uma religião invulnerável.”

    4. “A ciência e a religião são as alavancas da inteligência humana.”

    5. “Se a religião recusa caminhar com a ciência, a ciência avança sozinha.”

    6. caminhando de par com o progresso, o Espiritismo jamais será ultrapassado, porque, se novas descobertas lhe demonstrassem estar em erro acerca de um ponto qualquer, ele se modificaria nesse ponto. Se uma verdade nova se revelar, ela a aceitará. (!!!)

    7. “Fé inabalável é somente aquela que pode encarar a razão face a face, em todas as épocas da humanidade.”

    (Boa parte das fontes http://pt.wikiquote.org/wiki/Allan_Kardec)

    Ainda, qualquer tipo de cobrança é vetada em nossa religião.

    Assim, me custa compreender considerando todos os fatores acima, por que tanta perseguição e intolerância ?

    Abraços e muita paz a todos,

    Aproveito para pedir a aprovação de meus outros comentários ao estimado amigo Kentaro.

  4. Carlos Magno disse:

    MoonChild:

    Creio que já dissemos tudo o que pensávamos, mas a perplexidade continua a mesma.

    Entretanto, quem for realmente espírita se negará a admitir que o Chico e outros mensageiros de luz tenham sido farsantes. Acho até que no final das contas o tiro irá sair pela culatra, pois milhões nem irão tomar conhecimento desse movimento difamatório.

    Outros passarão por cima, porque uma coisa é a teoria, outra coisa mais importante é a prática. E a prática é sentida na alma, coisa que teóricos materialistas ou falsos estudiosos da doutrina não sentem e jamais sentirão.

    É só notar como o verdadeiro espírita, após algum tempo de nova vida modifica-se em tudo, até na expressão da fisionomia. Portanto, a Cesar o que é de Cesar, a Deus o que é de Deus.

    Entretanto, sobre certas afirmações de Kardec sobre ciência e religião discordo em alguns pontos. Acredito que Kardec, na época, necessitou aproximar os materialistas e abrandar um pouco as perseguições. E nada como lançar um pouco de mel às moscas.
    Abraço.

  5. Caveira Melancólica disse:

    Eclesiastes 9 : 5,6,10
    “Pois os vivos sabem que morrerão, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco têm eles daí em diante recompensa; porque a sua memória ficou entregue ao esquecimento.
    Tanto o seu amor como o seu ódio e a sua inveja já pereceram; nem têm eles daí em diante parte para sempre em coisa alguma do que se faz debaixo do sol.
    Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças; porque no Seol, para onde tu vais, não há obra, nem projeto, nem conhecimento, nem sabedoria alguma.”

    Se os mortos nada sabem, nada sentem, nada fazem, quem são os interlocutores (quando não há fraude) ? Tenham certeza de que nem é Deus nem nada divino.

    Isaias 8: 19
    “Quando vos disserem: Consultai os que têm espíritos familiares… que chilreiam e murmuram, respondei: Acaso não consultará um povo a seu Deus? Acaso a favor dos vivos consultará os mortos?”

  6. Carlos Magno disse:

    Caveira é morte mesmo.

    Acaso serão todos os encarnados os vivos, ou serão esses os mortos?

    Corpos biológicos em movimento não significam absolutamente que há vida neles no restrito sentido espiritual. Nem os que partiram desse mundo físico significam esses serem realmente os mortos.

    Mortos mesmos são os sonâmbulos, os zumbís humanos, aqueles que só vivem para a matéria. Espíritos que se comunicam com mensagens edificantes são bem reais e vivos.

    Acredite se quiser, ou seja escravo da letra.

  7. Fernando Barreto disse:

    Meus amados irmãos!
    Não nos preocupemos com os perseguidores de nossa doutrina, a doutrina dos Espiritos, que foi codificada por Kardec.
    Cedo ou tarde, a verdade surge e os que não a aceitam, pagam com o seu sofrimento!
    A todos esses nossos irmãos, encarnados ou desencarnados, vamos elevar os nossos pensamentos para o alto e orar por eles pedindo que Deus permita que os Bons Espiritos levem até eles a luz e abram os seus olhos se assim for a hora e vontade de nosso Pai!
    Vamos buscar o nosso progresso e ajudar a todos os nossos irmãos a alcançar o deles também, com sabedoria, com serenidade e sob a assistencia dos Bons Espiritos, lembrando sempre que tudo deve vir a tona ha seu tempo, Se Jesus não tivesse pregado por parabolas, seria ainda mais incompreendido do que foi!
    Que a paz de nosso amado Mestre Jesus esteja com todos nós!

    Assim Seja!

  8. Patrícia disse:

    Não entendo o porquê de perder tempo com algo que não acredita…
    Não é mais fácil respeitar a opinião e a fé dos outros.
    Busquem sua própria verdade.
    Perca de tempo é tentar provar o que você não tem capacidade de provar! o dia em que tiveres uma situação em sua própria vida, terás a prova que tanto procuras.
    Respeite todas as crenças, indistintamente.
    E vá se ocupar com coisas mais importante e que tem fundamento.

  9. Eraldo Silva disse:

    Caros amigos.
    Lembremos dos contraditores da Doutrina, conforme Codificador. No mais, a Doutrina por si só basta para sua própria defesa.
    Abraços.
    Eraldo.

  10. Ricardo RJ disse:

    É Carlos,parece que o Caveira Melancólica está mesmo morto para o entendimento,se apegando á letra que mata,e ainda querendo suplantar a realidade espírita com pingue-pongue de versículos bíblicos.Concordo com o que o Eraldo Silva disse.Mas me permitam um desabafo:Esses céticos que povoam esse blog talvez sejam os mesmos que contradiziam a Doutrina na época de Kardec,agora muitos deles ostentam até phd,mas a realidade das idéias espíritas continua a mesma

  11. Sonia Maria Bacelar disse:

    Preciso saber como faço para me comunicar com a equipe do dr. Divaldo Franco afim de fazer uma consulta.

    Agradeço

  12. Tábata de sousa disse:

    Desculpa a ignorancia, mas é para analisar os documentos assim no olho. Caso seja alguém aqui tem cursos ou é especialista em grafologia?

    Afinal, estamos discutindo ciência, religião e autenticidade não é mesmo?

    Desculpe é que me perdi em meio de tantas opiniões e argumentações passionais: uns guiados pelo Deus Eu e outros pelo deus ciência.
    Aliás a propria ciencia tem os seus dogmas e um deles é justamente metodo de estudo cartesiano e positivista se mudar o metodo a ciência e outra. Pois é como ver o mundo sobre outro prisma. Então baseado em que pode se refutar hipoteses?

  13. Luis Henrique disse:

    Basta olhar o quanto Chico se esforçou em pregar o amor e a caridade, ajudando inúmeras pessoas com seu consolo e com o material (alimentos e dinheiro).
    Uma pessoa considerada pouco estudada. Levando em consideração mais de 400 obras escritas durante a vida, alguams de tamanha complexidade, variações de temas, escritas, etc.
    Se ele fosse mesmo farsante, então no mínimo era um GRANDE gênio.
    Pois muitos aqui com seus cursos superiores e especializações mal tem a capacidade de escrever um livro sequer.

  14. Ricardo RJ disse:

    Gostaria de ver esse site, que é tão crítico em relação ao Espiritismo ANALISAR E CRITICAR TAMBÉM OS CHAMADOS “MILAGRES”,DAS SEITAS EVANGÉLICAS QUE PULULAM POR AÍ,LESIONANDO OS BOLSOS E AS MENTES DAS PESSOAS.POR QUE SÓ O ESPIRITISMO MERECE TANTA ATENÇÃO DO VÍTOR E DO MORI DO CETICISMO ABERTO.VEJAM QUE NEM A UMBANDA E OUTRAS RELIGIÕES AFROBRASILEIRAS SÃO CITADAS,APESAR DE APRESENTAREM COMUNICAÇÕES ESPIRITUAIS(MEDIUNISMO) E TRABALHO DE CURAS.NÃO CITAM A APOMETRIA QUE TEM UM MODUS OPERANDI BEM PECULIAR(SEM CRÍTICAS AOS NOBRES APÔMETRAS).TODA A ENERGIA DESSES IRMÃOS SÃO VOLTADAS PARA O QUE PARECE SER UM ‘CRUZADA” CONTRA O ESPIRITISMO.POR QUE SERÁ?QUAIS AS RAZÕES DESSAS PESSOAS?O QUE LEVA UM INDIVÍDUO QUE SE DIZ ESPÍRITA(VÍTOR)A TENTAR DESCONSTRUIR A BOA IMAGEM QUE CHICO XAVIER E DIVALDO FRANCO CONSTRUIRAM COM SEU LUMINOSO TRABALHO NO BEM.LOGO NOS 100 ANOS DE NASCIMENTO DO NOSSO QUERIDO CHICO,OS POSTS SE INTENSIFICAM,E ESTÃO ATÉ EXUMANDO ANTIGAS POLÊMICAS,VIDE REVISTA CRUZEIRO.TUDO ISSO MERECE UMA PROFUNDA REFLEXÃO DE NOSSA PARTE.

  15. Cícero Militão disse:

    Meus irmãos cada um tem sua hora de aprender. Certamente estes também aprenderam no momento certo. Nossos irmãos que encontram-se nos planos superiores certamente estão realizando preces, buscando a compreensão necessária para que nós espíritas e defensores da doutrina possamos perdoar a perseguição e devolver com o profundo amor e fé no que pregamos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *