MENU

Atualizações em “Obras Psicografadas”

leukoderma.jpg

Menino-gato com supervisão encontrado?

25 de fevereiro de 2009 Comments (45) Views: 4498 Ceticismo, Ciência

Se a evolução é real, por que nenhum chimpanzé evoluiu até ser como nós?

macaco2

“Muitas perguntas/desafio de descrentes da evolução apresentam claras lacunas de conhecimento em relação ao que é e ao que não é a evolução. A pergunta/desafio acima, título deste artigo, é uma das mais repetidas, encontrada em quase todo artigo sobre a evolução, nos “comentários” dos leitores. Esse engano sobre chimpanzés e seres humanos poderia ser desfeito com alguma leitura sobre o assunto e vou tentar resumir aqui a resposta a esta pergunta/desafio”.

Confira o texto de Homero “Oráculo” Ottoni Jr, Se a evolução é real, por que nenhum chimpanzé evoluiu até ser como nós?, parte do ótimo Bule Voador.

Tags: , ,

45 Responses to Se a evolução é real, por que nenhum chimpanzé evoluiu até ser como nós?

  1. Carlos Magno disse:

    O artigo é interessante e o esforço do Marcelo é louvável. Mas tanto quanto uma divindade maluca não criaria o homem, segundo colocou o Marcelo, o artigo não explica também como o homem surgiria diferentemente dos símios.

    Fica patente no artigo a abordagem de uma linha bem demarcatória entre as mutações das espécies no mundo animal e outra evolucionista humana paralela, sem elo algum entre macaco e homem. Nesse aspecto, sempre admiti o evolucionismo das espécies, sem saltos para o reino humano, pois animais evoluem ou passam por mutações, mas realmente símios jamais atingem estágios humanos. Ou seja, o reino animal é deles, o reino humano é nosso, sem nunca ter havido misturas.

    A origem do homem, entretanto, mesmo para darwinistas ortodoxos ou neodarwinistas, é ainda obscura, apesar de desejarem convencer-se do contrário. Nesse aspecto, as relações homínios-homem moderno, nos milhões de anos passados, ainda estão blindadas para antropólogos, que somente teorizam em nome do ateísmo. Mesmo porque se não se proclamassem ateus, que sobraria da teoria evolucionista ousada por Darwin?

    Outra teoria esposada por esotéricos é também muito interessante, pois percorre a direção oposta, admitindo que os grupamentos e etnias muito atrasadas como hotentotes e certas categorias aborígenes, por exemplo, foram em passado muito recuado homens mais evoluídos. E como os ciclos naturais do nascer-crescer-evoluir-decrescer-morrer se aplicam a todas as espécies da natureza, os fósseis humanos, reconhecidos por antropólogos como de hominídeos, não demonstrariam, segundo o que dizem, terem vivido num arco evolucionário, mas num arco involucionário até suas completas extinções.

    Essa questão remete à criação das raças divinas, que não se aplica aos ditames dos antropólogos ateus abominadores do criacionismo, por entenderem a genealogia de Adão e Eva num sentido unicamente literal, e a totalidade do Genesis bíblico de Moisés, maluco e descabido.

    Vejo, no entanto, que Marcelo deu uma boa pincelada no assunto, o que muito sabichão darwinista não faz, pois admitem ainda que o homem moderno originou-se humilhantemente do macaco. E ficam satisfeitos com isso!

  2. Homero disse:

    Carlos, acho que não compreendeu bem o artigo. Não há nenhuma separação “reino animal/reino humano”. Nem falhas entre hominídeos/homens.

    99% de seu DNA é idêntico ao dos chimpanzés, assim como 99% do DNA da zebra é idêntico ao dos cavalos. Ambos se originaram de um ancestral em comum, para homens/chimpanzés e zebras/cavalos.

    E nada a ver com ateísmo, uma vez que é perfeitamente possível compreender que temos uma origem em comum com todos os primatas (e todos os seres vivos), na teoria da evolução, e ainda acreditar em deus (em especial, no deus de Spinoza, sem interferência no universo).

    O homem moderno originou-se, sim, de um ancestral primata, e isso não é nenhum demérito (e é extrema arrogância e pretensão acreditar ser filho de rei da cocada preta, que criou um universo de BILHÕES de galáxias, cada uma com CENTENAS DE BILHÕES de estrelas, só para, depois de 13 BILHÕES de anos, acomodar seres humanos em um planeta da periferia).

    E, ao contrário do que parece pensar (provavelmente devido a distorções escritas em sites criacionistas), há abundante evidências fósseis, e diversos candidatos a ancestrais humanos. Mas nem seria necessário, as provas em outras áreas já seriam suficientes.

    Por exemplo, o citocromo C, essencial para todos os seres vivos, de levedo, até seres humanos, passando por zebras e cavalos.

    Entre as quase 300 bases do DNA, que constroem o citocromo em cada ser vivo, há pequenas diferenças. Entre chimpanzés e humanos, 2. Entre zebras e cavalos, 2. Entre cavalos e porcos, 4. Entre seres humanos e cavalos, 4. Entre seres humanos e leveduras, 16. Entre cavalos e leveduras, 16. Ou seja, somos mais próximos de chimpanzés que de zebras e cavalos, mas tanto nós quanto as zebras e cavalos, estamos distantes igualmente do levedo (somos mamíferos de toda forma).

    É assim, contando marcadores, que laboratórios definem paternidade ou parentesco entre pessoas. E é assim, contando marcadores, que biólogos definem parentesco entre espécies.

    Você, Carlos, é 99% idêntico a um chimpanzé, e este e você são 95% idênticos ao ancestral em comum (e há vários candidatos).

    Pode se recusar a “acreditar” na evolução, é um direito seu. Mas pelo menos deve entender que ela não exige “crença”, pois é uma conclusão científica baseada em dados e evidências, não em fé.

    E, mais uma vez, não é um “elo” entre humanos e macacos que deve procurar, até porque “somos” macacos, primatas. O que tem de entender é que o elo é entre nós, chimpanzés e um ancestral símio em comum. E isso está mais que provado.

  3. Carlos Magno disse:

    Homero:

    Talvez tenha entendido o artigo mais além do que ele procurou dizer. A própria ciência já concluiu que toda a vida na Terra tem e sempre teve exatamente os mesmos elementos genéticos, DNA e ACGT, os nucleotídeos. Portanto, a diferença entre apenas 1% do genoma do homem para o chipanzé demonstra que não pode ter havido evolução nas espécies como quis Charles Darwin e como insistem teimosamente os seguidores do darwinismo!

    Nisso a própria evolução das espécies se compromete, pois há espécimes aquáticos ou terrestres recentemente analisados que são iguais há milhões de anos. Por que, havendo evolução das espécies conforme teorizam, ela teria parado somente neles?

    Logo, o homem sempre foi homem, jamais um hominídeo chegaria mais tarde a humano. Essas são linhas evolucionárias que jamais se cruzaram. E reafirmar o contrário nada prova, somente estimula a imaginação. E aqui entra a grande questão, de onde teria surgido a linhagem humana? Quem explicar baseado em Darwin, e em achados que não se acham, estará como sempre teorizando.

    Desculpe Homero, ou Marcelo, o ateísmo foi o trampolim que estimulou Darwin a tentar provar que o homem teria suas origens símias, ou hominídeas, o que não é a verdade. Além do mais, não há nada provado em termos de Darwin, são tudo hipóteses cada vez mais cristalizadas para confrontar as afirmações criacionistas.

    O darwinismo em relação a evolução humana é pura teoria, pois nem o Homem de Cro-magnon e nem o Neanderthalensis formaram atavismos do homem moderno. As mais recentes descobertas na década de 80 provaram que ambos esses espécimes foram, no mínimo, contemporâneos, e de muito mais de 100.000 anos atrás. O que derruba a falácia de o homo sapiens ter surgido há 35.000 anos.

    E há outras provas arqueológicas que se encontram amordaçadas, derrubando hipóteses evolucionárias. Interesses espúrios!

  4. Lucas disse:

    O texto é um xeque-mate contra a teoria criacionista. Parabéns Homero!
    Com tamanha clareza do texto, é impressionate como algumas pessoas conseguem distorcer os fatos para acomodar sua visão de mundo.

  5. Homero disse:

    Realmente, Marcos, não se pode com a cegueira voluntária, e embora você tenha todo direito de se manter “cego” por opção, é um debate inútil. E me espanta que você se dê ao trabalho de freqüentar sites científicos e céticos, apenas para bradar sua fé..:-)

    Sim, deve ser mesmo a “grande conspiração ateísta que deseja esconder a verdade do mundo” a responsável por tantas mentiras sobre seu amigo imaginário.

    Como eu tentei explicar no artigo, existem dezenas, centenas de livros e estudos para ajudar a quem quer, mesmo, entender nossa origem, e desfazer os erros, enganos e mentiras de criacionsitas (como essa maluquice que escreveu sobre neandertais e cro-magnon, aliás, cro-magnon somos nós mesmos, com outro nome, relativo a região onde foram descobertos os fósseis.:-)

    Mas é uma pena, poderia direcionar todo esse esforço para ler, e pensar, sobre as evidências e provas acumuladas todo este tempo, e não apenas as tolices que sites criacionistas escrevem para confundir as pessoas. Uma pena mesmo.

    Se eu achasse que deseja “saber”, em vez de acreditar e pronto (nada como ter ‘certezas” sobre amigos imaginários, não?) eu até tentaria detalhar os erros em que incorre. Mas, acho que ambos concordamos nisso, seria inútil, não?

    Eu, provavelmente, devo fazer parte da “grande conspiração ateísta para destruir deus” e nada do que diga vai mudar sua forma de pensar, ou melhor, de crer, afinal, já sabe “a verdade”, certo?

    Mas eu fiquei curioso, o que seriam as tais “provas arqueológicas amordaçadas” que derrubam as hipóteses evolucionárias? Será que, finalmente, os criacionistas encontraram o coelho cambriano?..:-) Eu realmente gostaria de conhecer as tais provas (se for possível, claro, se não estiverem sido eliminadas pela “grande conspiração, etc”..:-)

    Tente apenas entender, Carlos, espécies podem ficar sem mudar por milhões de anos, se seu ambiente não muda ou muda pouco. Por isso tubarões são muito parecidos com seus ancestrais. Mas baleias, por exemplo, tem ancestrais terrestres, com fósseis bem definidos, (procure por Ambulocetus, “baleia que anda”, na Internet). Por que acha que seu amigo imaginário criou algumas espécies de baleia com ossos residuais de pélvis e membros traseiros, se elas nunca andaram na terra firme? Apenas para “enganar” os cientistas e dar munição para os ateus evolucionistas? Pense um pouco, não doi (não muito, só no começo..:-).

    Talvez se lê-se um pouco mais sobre evolução, em livros sobre evolução, escritos por quem entende de evolução, evitaria esses erros crassos em seus argumentos.

    Homero

  6. Carlos Magno disse:

    Primeiro, uma correção: enganei-me, li mal, e não há amigo imaginário, agora vejo que dialogo com o próprio, um senhor dono da verdade, chamado Homero. Até elogiei, mas ele disse que eu não o entendi, pois pensei que era o Marcelo. Então retiro o que disse, e fico aliviado, graças a Deus.

    Segundo, você unicamente olha seu umbigo, e vê-se que apesar de bradar as teorias científicas lê unicamente o que deseja, e concluiu o que quer concluir.

    Eu, apesar de ser criacionista não tiro os méritos das ciências, se tenho fé, tenho, se não tenho em tudo é porque não sou cego e nem burro ou obtuso. Já não posso afirmar tais coisas de muitos a quem visito em “blogs científicos”, que parecem papagaios de zona, que repetem e repetem como se o fato de repetir e copiar fosse o alfa e ômega da sabedoria científica.

    Vocês céticos não se dão conta de que são muito fanáticos que muitos religiosos, e se você realmente quer saber: tudo a que me referi nessa área, aprendi e não inventei. E olhe, só para esclarecer, não sou religioso!

    Não me importo se os animais evoluem ou passam por mutações em linha paralela, horizontal ou permanecem milhões de anos como são, isso é teoria secundária para mim que admito uma natureza melhor decodificada sem a interferência nefasta dos sábios acadêmicos que somente complicam conclusões.

    Quase tudo o que as ciências pretendem demonstrar nessa área do evolucionismo são teorias.O cético, por oportuno, é um orgulhoso que olha para o que não seja o academismo com o nariz alevantado como se estivesse sentindo o cheiro do próprio peido, e pensa assim: “cambada de ignorantes, não sabem nada, só as ciências sabem.” Todos estão errados, ele é o único certo. Conheço de sobra esse tipo.

    Para encerrar esse nosso diálogo-monólogo: sugiro dar olhadelas nos mais recentes achados arqueológicos, em fotos de objetos de milhões de anos – sim senhor milhões de anos, – feitos de metais e ligas que fariam, ou fizeram, os Pongídeos do final do cretáceo correr e grunhir de medo. Ou sugiro ler as apreciações do neuroanatomista Terrence Deacon sobre os fósseis das cavernas de Qafzeh e Kebara, justamente sobre cro-magnon e neandertalis.

    E se ainda estiver disposto a descer de seu pedestal, busque dar uma olhada nas figura rupestres, recentemente registradas por fotos e vídeos em cavernas antes nunca exploradas e verá imagens de homens modernos e aeronaves, que somente os macacos do filme “ O Planeta dos Macacos”, poderiam imaginar, pois quem mais teria visto essas coisas para poder desenhá-las?

    Quer que diga onde encontrar? Não acredito….

    Passar bem, sabichão!

  7. Desconhecido disse:

    A evolução é um fato que deve ser aceito. Mas ela não é criação de Darwin, mas sim de vários outros cientistas como Dra. Lynn Margulis que com sua teoria sobre simbioses das bactérias com células eucariontes deu origem as mitocôndrias e os cloroplastos. Darwin só deu ponte-pé inicial nos estudos evolucionários, mas foi pesquisa de muitos outros grandes cientistas em diversas áreas da biologia. Um dos grandes benefícios foi que descobertas da microevolução que explica a resistência dos vírus como a AIDS (que com certeza não pode ser uma criação de um deus bondoso) a medicamentos, pois ela sempre esta em mutação e sendo selecionada pelos medicamentos aplicados em seu tratamento.
    Já que os religiosos gostam de criticar tanto Charles Darwin porque não criticar Julius Robert Oppenheimer fisico e chefe do Projeto Manhattan reponsavel pelo desenvolvimento da armas nucleares que podem reverter à terra ao periodo pré-cambriano e matando Bilhões de seres Hunamos.

  8. Carlos Mogno disse:

    ¡Arriba!

    Mi collega homónimo estás correcto e como hay probado com su fé (una ¡demonstración fidelífica!, mejor que la científica puesto que la ciéncia no és segura de nada), el legado de atlántida de milliones de años codificado em las cabiernas de todo el mundo és más do que requerido para refutar la teoria evolucionistista de darwin!

    Que és apenas una teoria assim como la gravitación universal y la teoria atómica! Y los cépticos y cientistas son apenas personas arrogantes que no hacien testes clínicos, no tienem peer-review y acceptan toda bobaje ateísta que los digam sien hesitar!

    Yo no preciso de pruebas, excepto quando ellas concordam com mi ponto de vista, como llas pinturas em cabiernas y objectos de milliones de años, los mangos de los seres humanos con los de los dinosaurios, y otras pruebas fácilmente falsificables. Lo que no concorda com mi ponto de visto yo ignoro!

    Saludos desde Nibiru,

    Carlos Mogno, el cara de palo
    ¡Ligue djá! La garantia soy yo!

  9. Carlos Magno disse:

    Claro, meu querido, óbvio que o Charles Darwin não viveria para semente. Qualquer teoria que seja aceita oficialmente terá seus seguidores, mas as doenças seriam combatidas da mesma maneira com ou sem Darwin.

    Nem de longe ponho em dúvida as contribuições científicas nas pesquisas e descobertas de medicamentos, vacinas e tudo mais que também a tecnologia, que não tem nada a ver com Darwin, contribui.

    O problema é a ortodoxia, é a babação do ovo, como se Darwin tivesse descoberto todos os segredos da natureza, e o homem não tivesse tido uma outra origem senão aquela deduzida pelo CD. Nada está provado das origens do homem pelo academismo. E as origens das espécies também detém muitas teorias e poucas provas, mesmo com os avanços da genética.

    Falta uma nova e atualizada dinâmica nos estudos antropológicos que se encontram cristalizados.

    Quanto aos cientistas que contribuiram para a fabricação de armas de extermínio coletivo, como bombas atômicas, armas químicas, mísseis poderosos etc.,foram sem dúvidas bárbaros selvagens intelectualizados. E se guerras fratricidas atribuidas a religiosos fundamentalistas, se mantém indefinidamente, é porque a tecnologia criminosa, e nisso se incluem chefes de nações, modernizam essas armas estimulando-os a cada vez mais serem adquiridas, pois sem consumo não há produção.

  10. Homero disse:

    He, he, seria comico, se não fosse tão trágico..:-)

    Figuras de alienigenas de Erick Von Daniken, figuras mal compreendidas em cavernas, ligas metálicas misteriosas (e jamais vistas por cientistas de verdade) que ninguém sabe onde estão, criacionismo delirante, tudo misturado com grandes conspirações para esconder a verdade”, uma mistureba só (sem falar na arrogância e pretensão de ser mais importante que o resto dos seres vivos e filho do rei da cocada preta).

    Realmente, o analfabetismo científico é terrível e causa enorme dano a mente das pessoas (mas que fica engraçado, isso fica..:-)

    Homero

  11. Carlos Magno disse:

    Sabe Homero, lendo suas críticas, lamento seu nome, pois Homero foi um poeta fisicamente cego, mas inspirado na sua época, e você, somente homônimo homógrafo, é um diletante cego porque quer, o que se torna uma desgraça.

  12. Wagner disse:

    Olá, Homero

    Parabéns pelo texto. Discorrendo um pouco sobre os mecanismos da evolução, com ênfase àqueles ligados à gênese da espécie humana, demonstra você quão descabido e despropositado é esse questionamento (“Se a evolução é real, por que nenhum chimpanzé evoluiu até ser como nós”?), que tão amiudadamente, e por ignorância, é proferido por teístas e criacionistas.

    Tenho uma dúvida sobre o seguinte trecho, em que você diz: “Neandertais, por exemplo, existiram ao mesmo tempo que Homo sapiens e Australopitecus robustos, e algumas outras que conhecemos através dos fósseis”. Sei que algumas espécies aparentadas e antepassadas dos humanos coexistiram em alguns casos na mesma época e até habitat, mas essa do Australopitecus robustos contemporâneo dos Homo sapiens é nova pra mim. Foi isso mesmo que você quis escrever?

    Abç!

  13. Carlos Magno disse:

    Carlos Mogno:

    Não sei você leu o que lhe enviei que o Mori deletou. Mas se leu ficou valendo, e se não leu refere-se à sua zona erógena, sua cloaca mais diretamente. Mais esclarecimentos, por favor solicite; terei imenso prazer em redirecionar os votos.

  14. Carlos Magno disse:

    Carlos Mogno:

    Não sei você leu o que lhe enviei que o Mori deletou. Mas se leu ficou valendo e se não leu refere-se à sua zona erógena, sua cloaca mais diretamente. Mais esclarecimentos, por favor solicite; terei imenso prazer em redirecionar os votos.

  15. Carlos Magno disse:

    Homero:

    Somente uma dúvida: você falou em amigo imaginário. Você é o mesmo boboca com quem já dialoguei noutro blog e que tem lá outro nick? Não se zangue, é mera curiosidade…

  16. Carlos Magno disse:

    Tá certo Mori, eh, eh!

    Abraços.

  17. MARCELO disse:

    A maior falácia é dizer que 99% do Dna dos chimpanzés é igual ao do homem. A verdade é que em 3 de julho de 2007 Jon Cohen na revista Science revelou o quanto esse número não passa de uma visão propalada aos 4 ventos e que não tem nenhuma base científica. Os genomas de humanos e chimpanzés diferem ACENTUADAMENTE em:

    Grandes porções de DNA ausentes
    Extra genes
    Número e estrutura dos cromossomos
    Conexões alteradas nas redes de genes
    Indels (inserções e deleções)
    Número de cópia de gene
    Genes coexpressados

    Aliás, o que mais há na ciência são verdades que não se sustentam se forem usados os critérios científicos para a verificação da veracidade dos “fatoa”. No fim ciência não passa de crença num modelo e os modelos aceitos são aqueles que a sociedade aceita como benéficos ou então aqueles que a ideologia do cientista tenta impor. Um caso patente é a imposição da mentira chamada aquecimento global. Na Verdade é mais que isso essas mentiras espalhadas por cientistas seguem uma agenda sócio-política específica. Muitos imbecis são enganados pela deusa ciência e acham que sabem a verdade ( ri ri ri )

    E outra coisa quanto a evolução , se existir tal coisa, não passa da vontade de Deus que estabeleceu os critérios de evolução e no que resultariam, ou seja, existir evolução não descarta a ação de Deus. Os tolos que se imaginam cientistas é que acham que o Gênesis diz literalmente que o homem foi criado do barro, não tolos, dizer que o homem surgiu do barro significa dizer que o mesmo é composto dos elementos que existem no Universo ( carbono, cálcio, água, oxigénio, etc).

  18. MARCELO disse:

    REFERÊNCIA

    Jon Cohen, News Focus on Evolutionary Biology, “Relative Differences: The Myth of 1%,” Science http://www.sciencemag.org/cgi/content/full/316/5833/1836 , 29 June 2007: Vol. 316. no. 5833, p. 1836, DOI: 10.1126/science.316.5833.1

  19. Desconhecido disse:

    Sr Marcelo se é contra o mundo cientifico porque usa um computador que foi uma ferramenta criada através de metodos científicos com intuito para auxiliar ciência. Se você mora no sudeste o sul do Brasil já deve ta sentindo os efeitos do aquecimento global com enchentes e fortes chuvas sem contar com raro furacão Catarina e famoso Katrina que devastou boa parte do sul do Estado Unidos da América.

  20. Homero disse:

    Olá Wagner

    Wagner: “Sei que algumas espécies aparentadas e antepassadas dos humanos coexistiram em alguns casos na mesma época e até habitat, mas essa do Australopitecus robustos contemporâneo dos Homo sapiens é nova pra mim. Foi isso mesmo que você quis escrever?”

    Não, faltou um trecho (falha nossa..:-) e ficou confuso mesmo, incorreto. Seria: Neandertais com Sapiens e Robustos com Afarensis. São exemplos de como hominideos viveram na mesma época, como hoje vivem zebras e cavalos, cachalotes e baleias azuis.

    Tem toda razão, Robustus são anteriores a Sapiens e a Neandertais. Vou pedir para o Marcelo corrigir lá no bule assim que possível.

    Obrigado pela ajuda..:-)

    Homero

  21. Homero disse:

    Marcelo, ou bem a evolução é real, e deus “a usou” para gerar seres humanos (e “esqueceu” de deixar pistas e evidências de que fez isso), ou bem a evolução não ocorreu, e deus criou todas as espécies ao mesmo tempo.

    Você parece estar com, profundo, medo de que a evolução seja mesmo verdade (por isso a recusa, como o Carlos, de tentar entender as evidências apresentadas), e já prepara uma “fuga” para manter a fé: ah, sim, não há como refutar a evolução, mas eu SEI que foi deus que quis assim..:-)

    O Vaticano tentou a mesma fuga e admitiu que a evolução é real, e que mesmo seres humanos surgiram dela, mas a “alma” humana é fruto direto de deus. Assim fica fácil, uma vez que não se pode demonstrar a existência (ou inexistência) da alma, é uma saída pela direita bem conveniente..:-)

    Quanto ao problema dos 99% de semelhança, precisaria entender bem mais sobre o assunto, mas principalmente, precisaria não ter a predisposição de recusar qualquer explicação que contrarie sua fé para compreender isso.

    99% de nosso DNA é semelhante ao do chimpanzés. Não identico, e as diferenças, claro, nos tornam humanos e eles chimpazés..:-) Se fosse uma questão de identidade, como por exemplo, entre meu DNA e o seu, seriamos da mesma espécie (sabe que nosso DNA é semelhante mas não identico, não sabe?).

    Nós “partilhamos” DNA em comum, 99% dele. Nem todos os genes deste DNA são ativados da mesma forma, e nem todas as abordagens resultam no mesmo índice de semelhança, já que existem formas diferentes de analisar a que se determina como “semelhança”. Da mesma forma, dependendo da forma como se analisa seu DNA e de seu pai, podemremos encontrar desde 100% de semelhança (se a análise for em termos de DNA sem preocupação com genes ou ativação ou padrão) ou de 50% apenas (se consideramos identidade absoluta, uma vez que metade de seu DNA é de sua mãe).

    Entenda, o mesmo processo que permite definir, com acerto de 100%, se alguém é seu pai, avô, primo ou irmão, pode ser aplicado não apenas a seres de uma mesma espécie, mas entre espécies. Ou funciona para saber se alguém é seu pai, e também para saber o parentesco em termos de separação de espécies entre você e chimpanzés, ou não funciona em nenhum dos dois casos (entenda, a complexidade é maior no caso de analise inter-espécies, pois são precisos muito mais marcadores, mas é o mesmo processo). Acha que o amigo imaginário não percebeu a confusão que isso daria, ao criar o mundo dessa forma?..:-)

    Pense nisso, a semelhança entre o DNA de um leão e de um tigre é MENOR que a que existe entre um ser humano e um chimpanzé (qualquer que seja a forma de análise). E leões e tigres podem ter filhos se cruzarem. Dá o que pensar, não?..:-)

    Por que acha que seu amigo imaginário fez o universo dessa forma, sem NENHUMA evidência de seus atos, mas uma enorme quantidade de evidências que provam a evolução? Apenas para “enganar” os cientistas e dar munição para os “malvados ateus”?

    E se seu amigo imaginário, todo poderoso, decidiu fazer as coisas assim, sem deixar exemplos de sua passagem, acha mesmo que você pode “contraria” esse desejo dele, e “perceber” as evidências que ele tentou esconder?

    Não é pretensão demais, além de ser “filho do cara”, ainda por cima ser mais esperto que ele?..:-)

    Se deseja, mesmo, combater a evolução, tem de estudar mais seus argumentos, ou não vai ser levado à sério por nenhum cientista ou mesmo leigo interessado (que já leu os livros que você não leu sobre biologia e evolução).

    Homero

  22. Carlos Magno disse:

    Prezado Marcelo:

    Se impressiona não com as explicações dessas peças heréticas, que se acham os donos do mundo, e tratam o Criador com o “cara”, “o amiguinho invisível” e outras coisas, – são difamadores, não respeitam a crença alheia e nasceram de chocadeira – somente porque odeiam o que escapa de suas descrenças.

    Cada um diz o que quer, onde quer, e pensa o que quer. Só que estou cansado de ver em sessões espíritas, os gênios do conhecimento, sabedoria e auto-suficiência, ser arrastados para uma corrente, baixar seus espíritos lá num médium simplório e semi-analfabeto, pedindo oração, porque está na escuridão e não encontra um caminho. E choram feito crianças desmamadas.

    Ou se mostram em sonhos para parentes, pedindo missas porque não agüentam mais a solidão. Quem quiser rir que ria, sem nenhum problema, não sou eu o herege e dessa to fora!.

    Marcelo, não é o DNA nas espécies que faz a gente pensar, e nem esse imbróglio que inventam para nos enrolar. É fácil: se temos somente 1% de diferença dos símios, isso remonta há milhões de anos, então realmente continua tudo com dantes: não houve evolução do macaco para o homem.

    Pergunta simples e boba: mas de onde veio o macaco e de onde veio o homem?

    Ah, dizem os arautos da epigênese que o processo terreno espontâneo começaria a produzir vida evolutiva a partir da água marinha e as formas protoplasmáticas unicelulares conseguiriam dividir-se por meiose ou cissiparidade. Daí, viria a formação se um subreino onde os protozoários dariam origem aos metazoários. Depois disso, passando por diversos outros ciclos, esses produtos marinhos chegariam a animais, alcançariam o estágio de primatas e finalmente se tornariam homens. E para que a vida amorfa chegasse a morfogênica tudo teria se iniciado na Terra há 4.5 bilhões de anos, no período pré-cambriano.

    Marcelo, você realmente acredita nesse mirabolante e imaginativa teoria? Nem eles….

    A questão é simples de concluir: macaco é macaco, primata é primata, homem moderno é homem moderno. Não importa os 99% de fatores idênticos, o 1% é unicamente estatístico. Nem que fosse 100% a identidade, isso em nada mudaria, porque a natureza obedece a leis e princípios não claros para pesquisadores mecânicos e somente acadêmicos. Mas de onde teria mesmo vindo o homem? Quem sabe levante o dedo!

    Esclarecimentos:

    Com relação à igreja ter reconhecido que Darwin estaria certo, o que aconteceu lá foi o seguinte:

    a. O arcebispo Gianfranco Ravasi, o ministro da Cultura do Vaticano, deu uma declaração em nome de seu cargo, mas quem manda lá naquela casa grande é o Papa,.

    b. Veja bem que a igreja Anglicana e o Vaticano não são de mesma origem e estrita ideologia, mas sim, andam mais ou menos juntas, conforme pode ser entendido nessas notas:

    23/11/2006 – 12h40
    Papa e chefe da Igreja Anglicana admitem obstáculos ao progresso ecumênico
    CIDADE DO VATICANO, 23 nov (AFP) – O Papa Bento XVI e o arcebispo de Canterbury, Rowan Williams, chefe da Igreja Anglicana, reconheceram nesta quinta-feira a existência de “sérios obstáculos para o progresso ecumênico” em uma declaração divulgada ao fim de um encontro noVaticano…

    c. “Estes novos acontecimentos são também fonte de divisões para os anglicanos”, destaca o texto.

    O Papa e o arcebispo de Canterbury se comprometeram a “desenvolver o diálogo” para enfrentar as divergências sobre temas teológicos e éticos que complicam a aproximação entre as duas alas do cristianismo.

    Claramente se observa que o encontro do arcebispo de Roma com os anglicanos é mais uma jogada política do Vaticano, por interesses óbvios dos religiosos de Roma, pois agradar Darwin serve perfeitamente para adoçar os patriotas ingleses.

    A mesma fonte noticia ainda que há imensa ala religiosa com convicções irremovíveis contra o evolucionismo, em Roma e no resto do mundo.

    Isso não é assunto pequeno, pois mexe com toda a estrutura das crenças em Deus, o criacionismo, o ateísmo, etc, e por isso Ratzinger teve de ser mais uma vez político (não gosto dessa raposa velha) ao afirmar:

    BRESSANONE – O papa Bento XVI disse nesta sexta-feira que “a teoria da evolução vê a verdade, mas de modo limitado”, durante um encontro com o clero, que aconteceu na catedral de Bressanone, onde o Pontífice está de férias.

    Ou seja, para não desagradar seus possíveis aliados anglicanos, disse, mas não confirmou. Interessante como em dois meses ele mudaria de idéia, o que é incomum para um homem cultíssimo e conservador como ele. Veja só, se ele não é estrategista, pois dissera:

    Em setembro de 2006, na cidade de Ratisbona, na Alemanha, o Papa havia afirmado que uma parte dos cientistas se empenha em demonstrar que Deus é “inútil” para o homem. Bento XVI afirmou que a teoria da evolução é irracional, que o ateísmo moderno nasce do medo de Deus, e que o ódio e o fanatismo destroem a imagem de Deus.

    “Uma parte da ciência se empenha com tenacidade em buscar uma explicação do mundo em que Deus seja algo supérfluo, portanto inútil para a nossa vida. Porém, cada vez que a ciência tenta provar a inutilidade de Deus, a realidade mostra que está enganada”, sustentou o Papa durante uma missa celebrada próximo à cidade alemã.

    Será que tal convicção seria abalada tão rapidamente por mera reflexão? Quem acredita nisso levante o dedo.

    Realmente, o homem de cro-magnon e o neandertal conviveram contemporaneamente a muito mais de 100.000 anos e os achados do Homem da Galiléia atestam que estão fora da linha evolutiva que terminaria com o homem moderno, segundo antes juravam de pés juntos os devaneadores teóricos darwinistas.

    Marcelo, há ateus e hereges, há agnósticos sensíveis e os australopitecus. Os heréticos maledicentes, australopitecus, e os totalmente descrentes deveriam ser chamados filhos do NADA, pois eles mesmos não existem; afinal se a matéria surgiu de um big bang de outro dia, do Nada, como é que o Nada poderia produzir tudo? Entende o paradoxo? Logo esses ateus irrefletidos, cegos guias de cegos, fariseus dos postulados científicos, nunca existiram e nem existirão, visto as ciências afirmar categoricamente que antes do big bang era o Nada.

    Abraços Marcelo

  23. wagner disse:

    O Homero já deixou devidamente explicada essa questão dos cro-magnons. Os cro-magnons são Homo sapiens sapiens, tal como nós. Somos uma só espécie, apenas com ligeiras diferenças identificáveis nos traços faciais (os cro-magnons teriam arcadas superciliares um pouco mais pronunciadas). Tais traços foram conservados, ainda que de um modo atenuado, nos Guanches das Ilhas Canárias.

    Pelo menos até onde sei (por favor, corrijam-me se estiver errado), os neanderthais não são de modo algum ancestrais biológicos do homem moderno, mas uma espécie de Homo que se originou a partir do mesmo ancestral biológico do homem moderno – o Homo erectus. Assim, tanto neanderthais como Homo sapiens sapiens derivariam do Homo erectus. Assim, pra rematar, fica devidamente demonstrado que incorre em erro aquele que afirma que cro-magnos não são homens como nós, e que neanderthais são ascendentes biológicos/genealógicos diretos dos Homo sapiens sapiens.

  24. Patola disse:

    Por que vocês ainda tentam discutir com esse cara? Vejam o discurso dele, o artigo todo foi pra tentar explicar a tolice que é pensar em “Scala Naturae” na evolução, e ele repete exatamente essa tolice: “Depois disso, passando por diversos outros ciclos, esses produtos marinhos chegariam a animais, alcançariam o estágio de primatas e finalmente se tornariam homens. E para que a vida amorfa chegasse a morfogênica tudo teria se iniciado na Terra há 4.5 bilhões de anos, no período pré-cambriano.
     

    Pior, ele cai em várias contradições, como tentar convencer céticos de alguma coisa citando “fatos” controversos: “Só que estou cansado de ver em sessões espíritas, os gênios do conhecimento… choram feito crianças desmamadas.
     

    Depois ele ainda tenta dizer que os “darwinistas” estavam errados porque a “linha evolutiva” dos homens de cromagnon e neandertais seria “diferente” da dos humanos. CUMA? Linha evolutiva criacionista? Hahaha.
     

    Pra arrematar, ele em toda mensagem sua cita uma de várias falácias famosas, como relacionar evolução ao Big Bang.
     

    Vocês realmente acham que tem jeito? Um sujeito desses, além de não ter educação acadêmica na área, não conhecer processos físicos e químicos o suficiente pra dar uma opinião embasada dos processos da biologia, nem de computação para ter noção dos algoritmos envolvidos para por exemplo fazer a comparação dos 1% (1,06% descontando os SNPs e 1,23% de diferença de alinhamento) e, pior de tudo, seria reprovado repetidas vezes na matéria “Lógica Formal”, porque o raciocínio dele já é tão torto que não tem mais conserto!

  25. Carlos Magno disse:

    Wagner:

    O Homero não é o dono da cocada preta. O que a antropologia dizia, mas não jurava, é assim em termos gerais, pulando pequenos detalhes: homínidios – da família primata – dizem ter chegado ao homo sapiens sapiens. Os antecessores teriam sido homo habilis e homo erectus.

    Os primatas teriam surgido há 70 milhões de anos no final do cretáceo, originando os prossímios e antropóides. Dos antropóides viriam os homínidios e pongídeos (gorilas, chipanzés, orangotangos, gibão, etc).

    O que se tinha por evolução a partir de um determinado ponto, era: homo sapies neanderthalensis, que viria gerar o homem de cro-magnon há 35.000 anos e depois nós, os modernos da internet. Lindo, né?

    O homem de cro-magnon, que foi o tatá, tatá, tatá, tataravô do Homero, que pelas novas concepções teria surgido na Etiópia e Próximo Oriente, apagou, sendo agora o Homem da Galiléia, e pelas centenas de descobertas fossilizadas, tanto o cro-magnon como o neanderthalensis, foram, no mínimo, contemporâneos há mais de 100.000 anos,. Mas segundo outras conclusões a ordem estaria invertida e o cro-magnon teria vivido a muito mais de 100.000 anos, anteriormente ao neanderthalensis. Confusão dos diabos. Quem poderá nos salvar agora?

    O que surpreendeu nas análises dos sítios arqueológicos, foi também o tamanho do cérebro do cro-magnon: grande pacas, muito inteligente, não podendo, obviamente, ser antecessor longínquo de nossa intelectualidade.

    Será que pertence a outra linha evolutiva, alienígena, por exemplo? Quem acha que o neanderthalensis e o cro-magnon, foram experiências genéticas aliens, por favor, levante o dedo!

    Tem jeito, não: homem é homem, macaco é macaco, veado é veado!

  26. Carlos Magno disse:

    Caracóis:

    Patola voltou! Não sabe nada, não apresenta nada e busca erros na própria ciência. E acha que sabe muito. É mais um exemplo de quem não sabe ler, continua analfabeto de pai e mãe!

    Ele é tão burro, tão burro, tão estúpido que nem repara que o que eu passo está embasado pelas ciências que ele diz conhecer.

    Patola, eu leio livro de ciências, tenho formação superior, quando escrevo não invento.

    PATOLA: DESAFIO VOCÊ A DEBATER E NEGAR TUDO O QUE EU ESCREVI EMBASADO EM CONHECIMENTOS. PODE USAR O GOOGLE À VONTADE, SE VOCÊ NÃO FIZER SERÁ COVARDE, E DOENTE MENTAL!

    Mori, vou lhe dizer uma verdade, não apague o comentário, por favor. Esse camarada Patola (já viu o nome dela. não?) é mocinha. Outro dia lá no Lablogatório, fez biquinho e charminho exibido e se insinuou para mim. Como eu não dei bola, pois, travestis não é comigo, ela veio aqui com raivinha.

    Há quem goste, tudo bem, nada contra, mas eu não!

  27. Jairo disse:

    Essa discussão vai demorar anos e anos, mas a ciência se esforça por encontrar respostas ao passo que a religião se limita a esperar que caiam do céu. Acredito que por causa da inflação cósmica deus não tem conseguido visitar seu monstrinho azul e trazer noticias novas, deixando os criacionistas em maus lençóis, pagando mico a torto e a direito.

    Por isto que eu digo sempre: Lugar de crente é no inferno! (nada mais justo já que é invenção deles )

  28. Carlos Magno disse:

    Não, Jairo, faça isso não!

    O inferno não foi invenção, foi se construindo naturalmente pelos maledicentes.

    O inferno é lugar onde a matéria se torna o máximo degradante, onde os infelizes que só buscaram os gôzos materiais e amontoaram edifícios de pensamentos plúmbeos, se chafurdam.

    O inferno, como você definiu, é justamente o produto da matéria, e a matéria é o pai-mãe universal dos céticos obtusos. Logo é seu.

    Não inverta as coisas, amigo, matéria atrái matéria e você está no caminho certo: é lá mesmo, e se bobear, boa viagem!

  29. wagner disse:

    Outra coisa que deve ser conhecida e compreendida é que a coexistência de espécies matrizes e espécies rebentas, de ascendentes e descendentes, não invalida a Teoria da Evolução. Muito pelo contrário até… Tais coexistências são um fato devidamente registrado, reconhecido e explicado por mecanismos que regem o processo de especiação (transformação de uma espécie em outra). O isolamento geográfico, separando uma espécie em 2 populações, pode fazer com que 1 delas, sujeita a pressões ambientais diversas, se adapte e se transforme ao ponto de dar origem a uma espécie distinta da outra população, a qual pode muito bem se manter virtualmente inalterada geneticamente, caso as pressões ambientais não demandem ajustes ou adaptações de sua parte.

  30. Mário César M. de Araújo disse:

    Eu tive um professor chamado Carlos Magno… Me deu aulas na faculdade de duas matérias: física e álgebra (aplicadas à computação)…

    Agora entendo porque ele explicava TÃO mal e se confundia tanto…

  31. Carlos Magno disse:

    Nunca fui professor de faculdades, e por isso nunca me deparei com portadores de nomes pomposos, que fazem questão de se identificar com imenso destaque. Aliás, houve uma censurável distração: o audaz rapagão não colocou por inteiro seu quilométrico nome, faltou dizer o que começaria por M…. Para evitar más interpretações, seria de bom alvitre completar direitinho, não acha?

    A par dessa correção estimulada, encareço se não daria também fazer uma colagem do brasão da família? Eu estou precisando rir um pouco dessa gente que se acha elite superior, que olha o mundo com o nariz levantado a cheirar o próprio peido do andar de cima, mais cheiroso do que de todos. Mas se for o caso, naturalmente, em não sendo peço humildes desculpas pelas minhas dificuldades em explicar e confundir as coisas.

    Mas voltando um pouco. Seria possível uma pertinente resenha de meus principais enganos, fazendo ótimas e atualizadas correções? Somente me colocar na linha de tiro, mirar e disparar é provocação truculenta, pleistocena, e iguala aos mastodontes chefes de torcidas organizadas.

  32. MARCELO disse:

    Homero

    Não adianta vir com gracinhas. Não há nenhuma prova de que evolução exista. Segundo se existir ela não modifica nada em relação a fé pois se existir tem um autor e esse é Deus.

    Desde os anos 50 a Igreja aceita a evolução como uma possibilidade e essa possibilidade não trás prejúizo nenhum para a fé. Vocês tolos é que tendem a usar a Bíblia em oposição a “ciência” como se o objetivo da Bíblia fosse explicar cientificamente a natureza. Não pequeno poeta a Bíblia é um livro escrito para revelar como devemos nos relacionar com Deus e não para ser usado como livro de ciência. Mas sei como vocês “céticos” são desonestos e querem fazer crer que quem acredita em Deus tem que agir como um protestante neopentecostal americano. Quanto a tudo mais não há evidência nenhuma de que evolução exista. A evolução não passa de uma mitologia científica.

  33. Jota disse:

    Carlos Magno, gostei de suas explicações, queria saber se tu tem a fonte da matérias de onde tirou estes diálogos EX: jornal,revista etc.aonde você deu esclarecimento sobre a igreija ter aceitado a ideia da evolução.também se tu poderes explicar de forma bem simples.teoria da evolução sobre suas versões:seleção natural,sobrevivência do mais apto, mutações,equilíbrio pontuado.,Como combater essas idéias de forma simples e convincente, tu que entende do assunto.se não for inconveniente mande para meu e-mail
    [email protected]

  34. Val disse:

    minha opinião, de que é feito o homem dna rna, o dna precisa de proteinas elas sãoa minoacidos mais os rnas não os nuclideos e lipdeos(resumidamente), deram ogirem as celulas como as celulas são foramdas por moleculas de carbono de oxigenio e outros elementos na natureza e como todo ser não deveria se parecer, mais o dna tem o software humano e os orgãos são diferentes e quem poderia manipualr algo pra mutar a genetica, hoje não mais em breve creio eu.esta meio grosseiro mais creioq eu alguem que saiba entendera.

  35. Claudinei disse:

    Putz!mais complicado que decifrar um codigo genetico!

  36. Carlinha disse:

    Carlos,

    Apesar de ser sua xará não posso compartilhar de algumas de suas idéias…
    Você já esteve no inferno? Viu os tais edifícios? Quem voltou de lá? Quem falou que o inferno é quente ou frio? E de mais a mais, porque tantos ataques aos seus questionadores? Se você pode exigir provas científicas das afirmações sobre a evolução, porquê não apresenta suas armas? Quer dizer,provas?
    Por favor, não cite declarações de médiuns e/ou afins.

    Abraços

  37. sergio emanuel disse:

    Só queria dar prabéns ao Homero pelos excelentes comentários e dizer que a igreja me enganou com essa história de Superman
    durante muito tempo, mas não a vida inteira!

  38. Alexsander disse:

    Gente, para de descutir sobre isso, não tentem impor sobre os outros as suas crenças, isso é egoísmo. Isso tudo vai ser explicado um dia. No final dos tempos para quem acredita na teoria do evolucionismo tiver certo, a única coisa que vai receber por estar certo é, “Óh, vc realmente estava certo”, agora para quem acredita no criacionismo se estiver certo no final dos tempos poderá receber a vida eterna, viver ao lado de Deus e vêr os céticos queimando no fogo do inferno. É simples, não tem mais nada o que descutir. LIVRE ARBÍTRIO PARA TODOS!!!

  39. Bruno disse:

    Se a pessoa acredita na genética, se ela acredita que uma pessoa pode herdar os olhos azuis do pai, ou ainda um defeito genético, ela acredita de forma talvez incompleta na evolução das espécies.

  40. Paola M. disse:

    Carlos, parabéns pela maneira como escreve, e penso que só não entenderam (ou nao quiseram entender) o que você disse aqueles que realmente são “cegos” e o que poderiamos dizer Ateus Fanáticos. A escolha de crer em Deus ou não é deles, e cabe a nós respeitar esta decisão, assim como queremos ser respeitados também.O nosso Deus nao precisa ser defendido ou explicado, nós sabemos (mesmo eles dizendo ahh la vem os crentinhos) que Ele mostrá-ra e vai provar quem Ele é, um dia todo joelho se dobra-rá perante o Rei (mesmo vcs nao acreditando.
    Pra ser ateu e acreditar na teoria da evolução, também deve ter muitaa fé, e porque não dizer que precisa de mais fé do que os cristãos? qual a razão de viver?
    É tão comum ouvirmos que não temos mente aberta para aceitar novas explicações e etc, mas vemos claramente que aqueles nos falam também nao possuem mente aberta para discutir sobre a existência de Deus e etc.
    Ja ouviram falar da teoria do design inteligente? vale apena dar uma conferida, em nenhum momento ela cita a existencia ou as mãos de Deus por tras da origem da vida, do mundo. Mas ela mostra que novos cientistas estao vendo que as explicações da evolução nao sao o suficientes para explicar a tamanha complexidade presente. Nós cristãos, porém enchergamos a grandiosidade do nosso Pai até mesmo naquilo que a ciencia explica e nao apenas naquilo que a ciencia nao pode explicar. Sou criacionista, e também amoo a ciencia! E quanto mais eu estudo,mais eu enxergo as mãos de Deus por tras das pequenas e das complexas coisas!

  41. daniel disse:

    “Pode se recusar a “acreditar” na evolução, é um direito seu. Mas pelo menos deve entender que ela não exige “crença”, pois é uma conclusão científica baseada em dados e evidências, não em fé.”

    mas é esse o principal problema da ciencia, se basea apenas em fatos e evidencias, no entanto ela mesma se contradiz ao dizer que o planeta foi criado aparte do big bang, uma teoria cheia de lacunas sem evidencia ou fatos o q torna tais cientistas tão cegos quanto quem acredita no criacionismo…

    muitas questões existenciais não podem e nunca vão ser respondidos pela ciencias, como: de onde viemos e para onde vamos após a morte?
    É ai q entra a filosofia, a ciencia surgio da filosofia porem fisolofia não pode ser considerado ciencia

    acreditar que a perfeição da natureza, a perfeição das plantas reagindo com o sol veio do big bang e dizer que evoluimos de macacos é realmente uma cegueira ate por que não ha provas concretas men evidencias (base da ciencia, fatos e evidencias) reais de que isso realmente aconteceu, há uma centenas de teorias cheias e hipoteses e alguns fatos o q não encerra o caso.

    Um dos maiores cientistas desse mundo disse uma vez :
    “Acreditar que a perfeição da natureza não foi criado por um ser divino é a maior burrice que uma pessoa pode cometer”

    Albert Einstein

  42. daniel disse:

    “Os cientistas que não crêem na existência de Deus, dizem que o homem surgiu como uma evolução do macaco, mediante mutações e seleção natural, tendo surgido aos poucos macacos cada vez mais semelhantes ao ser humano, até que finalmente surgiu o homem.
    Ora, se assim fosse, deveriam existir macacos bem semelhantes ao homem, ou pelo menos deveriam ser encontrados esqueletos de tais animais quase humanos.
    No entanto, não existem tais animais intermediários entre os macacos e os homens, e nunca foi encontrado nenhum esqueleto de tais seres.
    O padrão genético dos macacos é muito diferente do padrão genético do homem.
    Os cientistas diziam que o assim chamado “Homem de Neandertal” era um ser intermediário entre o macaco e o homem.
    No entanto, cientistas alemães e americanos conseguiram encontrar fragmentos de DNA do “Homem de Neandertal”, e os compararam com o DNA de seres humanos das diferentes raças, e verificaram que o DNA do “Homem de Neandertal” é totalmente diferente do do ser humano.
    A conclusão dos pesquisadores é de que o assim chamado “Homem de Neandertal” não é ancestral nem aparentado com o ser humano.
    Isto põe por terra a teoria dos evolucionistas, e prova que a única explicação possível para a existência do homem é que ele tenha sido criado por Deus.
    Portanto, verifica-se que a teoria da evolução não tem nada de científico, já que não existe nada que a comprove, e é na verdade uma lenda, um mito, semelhante aos contos de fadas.”

    retirei esse fragmento de uma artigo, e como eu ja havia dito antes, tanto o criacionismo quanto o evolucionismo são hipoteses (sem comporvação cientifica), porém o criacionismo por ter base filosofica é mais facil de acreditar que o evolucionismo que tem base numa falsa ciencia com alto grau de contradição !

    resumindo:
    criacionismo = visão filosofica
    evolucionismo = ciencia contraditória (aceita hipoteses sem ao menos ter vestigios de evidencia o que dizer então de fatos)

  43. Sandro disse:

    Olá pessoal,venho aqui fazer uma colocação sobre o post depois de analisar também os comentários e dando minha cara a tapa para posteriores colocações aqui.

    Homero colocou muito bem a questão do porquê nossos parentes chimpanzés e sim como o próprio Homero afirma e muitos possam discordar nós temos um laço de parentesco inseparável deles e desculpe criacionistas de plantão:O homo sapiens(pois é o nome da nossa espécie)têm um ancestral em comum com macacos que em algum lugar no passado.E claro como alguns criacionistas podem afirmar eles não evoluíram para nossa direção porque não funciona assim de ‘uma hora pra outra’ ou no saltacionismo como bem coloca Richard Dawkings.É necessário milhões de anos meus caros criacionistas e não décadas ou semanas para uma espécie inteira distribuída por uma grande área geográfica(seu habitat)evoluir.E leve-se em consideração que a evolução leva em conta muitos aspectos biológicos como a adaptação dos membros anteriores e posteriores para determinado terreno,como o andar ereto na savana ou a braquiação para as florestas,o próprio cavalo em si levou cerca de 20 milhões de anos para evoluir para outra espécie com menos dedos pois eles tornaram-se desnecessários para a mudança ambiental pela qual a espécie estava passando.O determinismo ecológico é uma peça chave para a evolução pois as espécies adaptam suas necessidades de acordo com o que elas tem a disposição a sua volta ou seja no seu ambiente,entenda isso e vão entender como as adaptações vão acontecendo.Para se locomover numa árvore serão membros adaptados para pular de galho em galho como a braquiação assim como para se locomover na água os peixes vão precisar de nadadeiras e não braços e pernas,o que é óbvio.Logo,as sucessivas adaptações e características hereditárias passadas de geração em geração ao longo de milhões de anos possibilita que uma espécie seja sorteada ,entre muitas outras que vão desaparecendo pelo caminho,para prosperar e isso não tem nada a ver com plano divino ou destino,como se tudo estivesse ‘planejado’ para que essa espécie X(o homo sapiens por exemplo)reinasse,tudo não passa de um mero acidente que poderia ter acontecido com qualquer das outras espécies que desapareceram por não terem produzido gerações muito prósperas.É simples assim sim!!

    Importante dizer também que parece que tem gente que diz isso:a seleção natural não tem uma ‘finalidade’ de produzir ou evoluir macacos para humanos ela não funciona assim e nem o próprio Charles Darwin disse isso na ‘Origem das Espécies’ pois ai estaríamos falando de seleção artificial o que é diferente meus caros criacionistas,do modo como fizeram com os cães produzindo artificialmente muitas raças que conhecemos hoje além dos pombos que o Darwin estudou como mais um argumento para sua teoria,e seleção natural não funciona assim portanto os chimpanzés vão continuar macacos por muito tempo ainda sem evoluírem pra nós.Para entender que eles,os macacos, vão continuar macacos é necessário entender a seleção natural e tudo que ela descobriu, pois ela já estava ali só esperando por alguém descobri-la do mesmo jeito como foi a relatividade com Einstein ou a gravidade com o Newton,e Deus não tem nada a ver com isso.Então essa de perguntar porque os chimpanzés não evoluíram para nós não cola muito e essa questão fica bem clara e respondida.Entenda a seleção natural pois ela não depende de Deus,criacionistas.Assumo isso publicamente.

    Abraços!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *