MENU

Mais criaturas abissais

CeticismoAberto.com atualizado 21.12.2007

18 de dezembro de 2007 Comments (3) Views: 1385 Ciência, Fortianismo

A Fantástica Fábrica de Tijolos


É difícil olhar para essa montanha de blocos e acreditar que é… completamente natural. Clique para conferir outras imagens do local em uma ilha russa.

Essa “Fantástica Fábrica de Tijolos” é mais conhecida em seu aparecimento na Irlanda, batizada de “Calçada dos Gigantes“, composta de mais de 40.000 colunas de basalto. A explicação para sua formação natural envolve o resfriamento rápido da lava vulcânica: não é mera coincidência que todas essas formações surgiram em áreas banhadas por água, e boa parte delas continua à margem de oceanos. O resfriamento rápido provoca um padrão de fraturas, e grosso modo, estas belas colunas têm algo em comum com a lama ressecada:

De fato, por tempos os primeiros geólogos pensaram que as colunas de basalto realmente seriam apenas isso: sedimento ressecado! Houve grandes debates e polêmicas, e curiosamente, o poeta alemão Goethe — também um naturalista — desempenhou seu papel na descoberta de provas de que o basalto realmente tinha uma origem vulcânica.

Enquanto isso, entusiastas e mesmo alguns charlatães, como o americano Richard Hoagland, exibem imagens de Marte e argumentam que pedras de formas curiosas simplesmente “não podem” ser naturais. É o apelo à ignorância — simplesmente porque eles não conseguem explicar o que vêem, assumem que é o que querem acreditar ser. Argumentos dignos de uma tijolada de basalto — terrestre e natural.

Tags: ,

3 Responses to A Fantástica Fábrica de Tijolos

  1. Herbert Rocha disse:

    Ótima matéria.
    Curiosamente eu estava conversando ontem com uma professora amiga, e falávamos sobre formações rochosas naturais que impressionam. Impressionam não só pela sua grandeza como pela sua simetria e precisão.
    Aqui na Paraíba existe uma parque arqueológico localizado no município de Cabaceiras, conhecido como Lajedo do Pai Mateus, que apresenta algumas destas formações rochosas que desafiam a nossa razão. É impossível não observar estas formações rochosas e nos perguntarmos “como foi possível?”
    Tive a oportunidade de visitar tal local e tenho que adimitir que pessoalmente a experiência é ainda mais impressionante.
    Cabe destacar o próprio Lajedo do Pai Mateus, que é formado por uma enorme formação rochosa de centenas de metros de extensão e dezenas de metros de altura, adornada por pedras redondas e de outros formatos orgânicos, pesando dezenas de toneladas cada uma. Em algumas delas podemos ver pinturas rupestres de um povo pré-histórico que habitava a região a mais de 10 mil anos.
    Embora a região tenha sido habitada no passado, todas as formações rochosas são de origem natural. Inclusive os abrigos existentes abaixo de algumas rochas e dos estranhos “furos” que existem abaixo de algumas rochas, que apresentam um diâmetros de 70 cm e que são profundos o suficiente para abrigar um ser humano em pé.
    Mas das formações rochosas existentes no parque, a mais impressinante é a “Saca de Lã”. Uma estrutura piramidal formada por rochas emplihadas como tijolos, com aproximadamente 40 metros de altura, de origem natural… sem nunca ter tido a interferência humana na sua formação.
    Para maiores informações:
    http://www.ecoviagem.com.br/ecoviagem-brasil/viagens/a-natureza-no-sertao-nordestino.asp

  2. […] o post anterior sobre a “Fantástica Fábrica de Tijolos“, Herbert Rocha mencionou o parque arqueológico localizado no município de […]

  3. […] as pirâmides submersas de Yonaguni no Japão, as construções pré-colombianas pelas Américas como Tiwanaku, decodifique usando as idéias de […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *