MENU
pandadeus2hjk.jpg

Deus criou os Pandas?

Uri Geller é pego de surpresa

8 de agosto de 2008 Comments (9) Views: 1459 Ceticismo, Fortianismo

Mais casos sangrentos

shiningblood321hj

Uma mulher de 42 anos foi encontrada morta em seu apartamento, que estava repleto de manchas de sangue. Nenhum ferimento aparente foi encontrado na senhora de Detroit, EUA [fonte, em inglês].

O que lembra o bizarro caso recente em Jundiaí, onde a “casa que jorrava sangue” resultou ser apenas varizes da incauta moradora que jorravam pela casa.

O que, por sua vez, remete a um caso de 2004 da Carolina do Sul, EUA, praticamente idêntico, em que um casal de idosos encontrou sangue e descobriu-se que havia sido uma hemorragia das pernas da senhora de 90 anos [fonte, em inglês].

Veja, já temos uma coleção. O estudo do insólito tem uma categoria de casos sangrentos envolvendo mulheres idosas. [via DamnData]

Tags:

9 Responses to Mais casos sangrentos

  1. Jeca Roceiro disse:

    É mais plausível do que aparecer magicamente através de um portal da dimensões dos espíritos astrais onde Jesus lamenta o sofrimento da humanidade.
    Pelo menos ninguém que escreve aqui nos comentários entende de medicina pra saber o que é hemorragia de varizes. Então, só pode ser uma manifestação etérea divina!

    Afinal, quem aqui estava presente para saber se elas estavam de saia comprida ou moletom?

  2. Patola disse:

    Nossa, não encontrei realmente detalhes que ligassem o caso misterioso da mulher de 42 anos a esses dois outros casos. Em nenhum momento da notícia em inglês diz que a mulher era gorda e 42 anos não é, certamente, “idosa”. Além disso o caso é realmente estranho, diz que os policiais não têm nem mesmo certeza se o sangue era da mulher (???). Eles não fizeram exames?

    Mas pelo menos a autópsia disse que não havia sinais de trauma no corpo da mulher. Se fossem varizes estouradas, por que a autópsia falharia em descobrir isso?

    Desculpa, Mori, mas pelo menos por esses detalhes que citei, não dá realmente pra ligar esses casos. Fico me pensando se não é mais provável que ela tenha tido uma luta com alguma pessoa, essa pessoa teve algum corte que fez seu sangue espirrar e, no desespero a pessoa acabou matando a dona de algum jeito que não deixou lesões externas – como, por exemplo, quebrando o pescoço, não sei. Diz a babá que a posição do corpo estava estranha, com a cabeça prensada entre a cama e a parede.

  3. renato disse:

    varizes rebentam por qualquer coisa! ate um pequeno arranhão pode abrir uma! não posso usar sequer calças compridas(mesmo morando em um lugar muito frio aqui no sul)tenho que usar bermudas mesmo aos 5 graus de temperatura..o que é uma droga! e o sangue não jorra não! é pior! ele sai como um spray fino e as vezes imperceptivel quando vc nota ja tem uma baita mancha de sangue no chão, o que não quer dizer que a ferida seja grande pois ela é imperceptivel ficando apenas a sensação de queimadura na pele.

  4. Anônimo disse:

    Isso sim é cultivar o pensamento científico!

  5. Mori disse:

    COmo comentaram, o primeiro caso pode não ser o simples estouro de uma variz. Ou talvez seja. Na nota, escrevi apenas que o caso lembrava os outros. Aguardemos maiores esclarecimentos, caso saiba de algo atualizo este post ou crio um novo.

    O relevante, e sólido, é que o caso de 2004 nos EUA é sim idêntico ao caso recente em Jundiaí. Se eu — ou alguém mais — tivesse tomado conhecimento ou se lembrado, poderíamos ter ajudado a esclarecer o caso com mais rapidez.

    E, de uma forma ou de outra, é relevante notar que esta explicação inesperada se aplique a dois casos em menos de três anos. Há comentários de pelo menos mais um outro caso. Pelo visto, pode ser algo mais comum do que se imagina.

    Abraços a todos,

  6. Caboclo disse:

    Estes cientistas e “peritos” estão sempre inventando alguma coisa absurda e tentando abafar a verdade de que estes realmente são fenômenos paranormais.

    Não conseguem admitir que estas coisas podem acontecer, que sangue pode brotar de outros planos dimensionais.

    Encontrar cicatrizes nas pernas destas senhoras só prova que foram estigmatizadas. Tocadas por seres muito mais superiores que nós!

    E isto é algo que estes “cientistas” não conseguem aceitar…

  7. gabriel torquato disse:

    Tem cara loco mesmo nesse mundo…

  8. alex disse:

    Kramba….Caboclo se vc não é e pelo visto nem estuda ciência, não se manifeste, afinal de contas a ciência não tem nada a ver com religião, uma vez q a ciência é concreta e a religião…bem vamos ao que interessa, varizes podem realmente espirar como micro sprays da perna de uma pessoa sem ser percebida, mas não há caso comprovado de que alguém possa ter sofrido de hemorragia de varizes….(chega a ser engraçado)…e no caso de Jundiaí não podemos esquecer de um fato relevante. Aparecia sangue no banheiro sem a idosa estar lá. E não haveria sangue no chão do box após um banho…de acordo como nossos peritos (uma grande piada) foi feito um exame de DNA e comprovado que o sangue não perencia à dona da casa. Então fica a questão, de quem era o sangue?? Não havia mais ninguém com varizes na casa.

    Para os religiosos fica a pergunta: Você acredita em unicórnio?

  9. GATA COMPORTADA disse:

    Concordo com o Alex!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *