MENU

Mulher segurando a Lua

A verdade sobre o Google Earth

16 de janeiro de 2007 Comments (4) Views: 860 Geral

Vida em Marte

Imagine que nós encontremos a vida em Marte mas ele seja minúscula – digamos, do tamanho de um micróbio. E suponha que essas formas de vida marciana sejam super-inteligentes, amigáveis e pacíficas. O único problema deles é que seriam muito, muito pequenos. E Marte está coberto deles. Isto levanta um monte de questões éticas.

Deixaríamos os minúsculos aliens viver em paz, ou pegaríamos algumas toneladas deles com nossa próxima sonda e não nos importaríamos em nada porque são tão minúsculos. O tamanho faz a diferença no que se refere a respeitar outras formas de vida. Por exemplo, você pode fàcilmente esmagar um mosquito e não se incomodar porque o mosquito é bem pequeno. Mas seria duro para a maioria das pessoas usar uma marreta contra um canguru. Quanto mais próxima a vítima está de seu próprio tamanho, mais empatia você tem com ela.

Este fenômeno é consistente no sentido “grande” também. Se algo for muito maior do que você, é mais fácil vê-lo sendo ferido. Por exemplo, eu penso que nós todos concordaríamos que seria bem interessante assistir o Godzilla ser destripado. Seria curioso ver um pâncreas do tamanho de um ônibus cair na rodovia e bloquear o tráfego. Eu não penso que seja o único a pensar dessa maneira.

Assim de qualquer modo, penso de que os gênios marcianos super-minúsculos seriam tratados como pulgas treinadas por seus senhores terrestres gigantes. Nós pegaríamos câmeras pequenas e faríamos os marcianos dançarem para nós. Se recusassem, nós os mataríamos com pinças. Seria um relacionamento bem desigual.

Eventualmente haveria leis que diriam que os terráqueos não poderiam comprar um saco cheio de marcianos dos russos e mantê-los (os marcianos, não os russos) em um terrário. Mas até que essa lei seja aprovada, vamos dizer que haja um período dourado onde você possa ter seu próprio exército minúsculo de escravos alienígenas. Os marcianos não poderiam fazer muito para você que seja útil, mas talvez poderiam subir uns nos ombros dos outros dentro de seus recipientes de vidro e soletrar os nomes de suas visitas.

Não importa o quanto você tenha a mente aberta, os marcianos ainda seriam muito pequenos para serem amigos. Você não pode fazer uma festa com um amigo que é menor que parte de uma formiga em um dia frio. Pelo menos não depois de algumas jogadas, supondo que tenha uma boa pontaria.

A razão porque é legal ter animais de estimação é porque não são humanos. Apenas porque os marcianos são espertos não faria nenhuma diferença com relação a classificá-los como animais de estimação. Não há nenhuma lei que diz que seu animal de estimação tem que ser mais burro do que você. Apenas tem que temê-lo. A inteligência é irrelevante. Quero dizer, se seu gato pudesse ler, você ainda não o deixaria dirigir seu carro até a biblioteca. Você faria ele ficar em casa no tapete. É seu gato, diabos, não um professor.

Assim eu não penso que os minúsculos alienígenas gênios teriam muita esperança de ascender além do status de peixes dourados uma vez que nós começarmos a mandar pás para Marte. Mas ei, eles provavelmente já aproveitaram bastante.

[Dilbert blog]

Tags: ,

4 Responses to Vida em Marte

  1. Robson disse:

    Marcelo, o homem que sabe demais…

    fe-no-me-nal esse post.. pasarei a ler o blog do qual ele foi tirado,.. alias, estava fazzendo isso nesse minuto..

  2. Jorge disse:

    O homem nunca vai encontrar vida fora da Terra ? Será que seremos assim tão fracassados para sempre ?

    Tenha dó…

    Aliás, há alguma evidência científica de que só a Terra pode ter vida ? (obs. antes de responder pense se você conhece os outros planetas deste de outros universos [como os físicos atuais dizem])

  3. Oberdan disse:

    Seria impossivel acreditar que só nós existimos no universo, srs!O espaço é tão grande para abrigar somente seres humanos na terra,Ora! tenha paciencia! Existem milhões de planetas com vida,e eu acredito que todos precisem do Oxigenio, do Azul do H2O do Ar do mesmo privilegio que temos para nossa sobrvivência,”…a casa de meu Pai,tem muitas moradas ” ao bom entendedor meis palavras!

  4. Ramon disse:

    Bem nunca tinha pensado nisso, não acredito em escravidão de marcianos, acho que nesse assunto o autor do critica foi infeliz.
    Agora esse Marcelo que comentou ai mal sabe o que fala, deve ter achado esse tópico em pesquisas do Google sobre “como fazer bolinhos avermelhados”. Vendo gente assim vejo porque o Brasil tem tantas pessoas mal informadas, é lamentável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *