MENU

A Maldição Kleenex

Fotografias fantasma famosas

25 de outubro de 2007 Comments (4) Views: 807 Ceticismo, Fortianismo, Ufologia

60 anos de Discos Voadores


Bilbao, na Espanha, acolheu em 5 de julho deste ano a jornada “60 años de platillos volantes“, organizada pela Universidad del País Vasco (UPV), o jornal El Correo, o Círculo Escéptico (CE), o Center for Inquiry (CfI) e o Ayuntamiento de Bilbao.

Confira os vídeos completos das quatro palestras e a mesa redonda, por cortesia da UPV, visitando o sítio magonia. Tudo em espanhol, mas com algum esforço se entende algo. Imperdível.

Tags: , ,

4 Responses to 60 anos de Discos Voadores

  1. MoonChild disse:

    Olá Mori,

    Prazer em comentar novamente! Sabia que o primeiro disco voador reportado claramente e desenhado é muito antigo e vem do Japão ?

    Recomendo que assista o documentário “O Triângulo do Dragão” do History Channel (gratuito aqui http://www.painelovni.com.br/videos_ufologicos16.html).

    Não é verdade que o “mito” começou em 1947 com Arnold! E o formato descrito no Japão antigo, com desenho e tudo ERA EXATAMENTE O DE DISCO VOADOR TÍPICO.

    Interessante né ?

    Abraços

  2. Felipe Machado disse:

    Eu concordo que o MITO começou em 47 sim. Mas o fenômeno sem dúvida é bem mais antigo. Já assistí documentários, aparentemente bons que indicam mesmo ter sido assim. Quanto a essa lenda, não sei de nada preciso ver o documentário.

  3. Carlos Magno disse:

    Você certamente deveria dizer, 600 milhões de anos de discos voadores, pois aqui estiveram e estão desde antes do pré-cambriano.

  4. nonato disse:

    A estrela mais próxima da terra, com excessão do sol, encontra-se a qutro anos luz das terra. (Alfa Centauro).Agora imagine um corpo qualquer viajando a velocidade da luz ( o que é impossível), habitasse um planeta que fosse ilumida por essa estrela; se deslocasse de lá até aqui; quantos anos levaria pra chegar até nós? Quatro anos, claro. Mas quem foi que disse que é possível se viajar a essa velocidade? E que foi que disse que qualquer corpo suportaria essa velociade sem desintegrar-se? E, se havendo ser vivo dentro dessa nave, quando recobraria a conciência (pois a essa velocidade perdria-se a noção do tempo e do espaço) Em suma, essa estoria de disco voador de outro planeta, não existe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *