MENU

49 melhores fotos fantasma

A ciência em sua defesa

30 de novembro de 2007 Comments (33) Views: 1422 Ceticismo, Ufologia

Quebrando os paradigmas da ufologia


Se a pérola do Orkut acima impressionar, talvez o vídeo abaixo da “interação com uma forma energética ígnea ou biotecnológica” destrua completamente sua fé na espécie humana. Não ria.

O vídeo é parte de um infame projeto cujo líder já foi preso por acusações de estelionato. Não ria.

Tags: ,

33 Responses to Quebrando os paradigmas da ufologia

  1. Dav7 disse:

    não percebi este video :S

  2. sartori disse:

    é apenas um caso de fogo fatuo..ou flatulencia…

  3. Carlos Magno disse:

    Só sei dizer que há videos que são apresentados como fraudes e parecem verdadeiros.

    Mas havendo vídeo verdadeiro sempre será apresentado como fraude, pois a diferença do falso para o verdadeiro é mínima, quase não percebido.

    Logo, o Mori jamais apresentará um vídeo como verdadeiro, pois a campanha que ele e outros desencadeiam nos blogs da internet é de tal forma bem montada que eles só apresentam casos dúbios e reconhecidamente fajutos.

    Eu acredito em vídeos verdadeiros! Mas jamais verei um aqui mostrado pelo Mori.

  4. Homero disse:

    Caro Carlos Magno, porque no lugar de esbravejar, e apresentar falsas acusações contra o Mori (e “outros”, da Grande Conspiração Mundial Para Esconder Os ETs do Resto Do Mundo, etc), você simplesmente não apresentou os vídeos “verdadeiros”, que tem evidências, sólidas evidências, de serem naves espaciais de alienígenas?

    Claro que não vale dizer que os vídeos verdadeiros estão escondidos na área 51, certo?..:-)

    Na verdade, o que é apresentado aqui são as fotos e os vídeos que são enviados para o Mori, como sendo verdadeiros, e só se descobre depois, com análises e o uso da razão, que são fraudes, enganos ou erros de avaliação.

    Vamos, Carlos, apresente os vídeos “verdadeiros”, aqueles que, mesmo depois de analisados com cuidado e rigor, ainda são “verdadeiros” assim..:-) Seria engraçado ver isso..:-)

  5. Wil Santos disse:

    Sou psicólogo e apaixonado pelos processos que nos levam a crer ou descrer de supostas realidades. Gosto de conferir o Ceticismo Aberto, sempre debochado, provocativo. Mas é óbvio que o termo ceticismo hoje em dia é usado para atrair um outro tipo de crente: aquele que já tem certeza prévia de que tudo será desmascarado pela nossa nova religião, a Ciência. Para estar sempre por cima, é preciso portanto nunca tirar a risada de desdém do rosto. Leituras alternativas da realidade devem ser imediatamente banidas pelo escárnio. Pobre Colombo, pobre Copérnico e também Freud com aquelas idéias “comédia”, contrariando o senso comum europeu da época. Não é muita pretensão nossa supor que entre o céu e a terra não haja nada que a nossa vã Lógica não possa explicar? Achar que os meios acadêmicos e o produto de pesquisas sejam neutros,logo confiáveis, não é igualmente muita ingenuidade? O verdadeiro cético, portanto, deveria estar aberto para desconfiar também do próprio ceticismo!

  6. Wil Santos disse:

    Curioso que hoje em dia só quem possui confiabilidade prévia para matar a cobra e mostrar o pau seja a nossa adorada Ciência. Porque qualquer relato popular ou esses vídeo na net, nós todos sacerdotes da única igreja verdadeira (a Lógica)sabemos que não passam de mais uma brincadeira ou tentativa infame de engabelar os trouxas! By the way, devemos parabenizar o “enganador” que veiculou o vídeo da luzinha andando sobre as pessoas, porque os efeitos especiais até que não são dos piores. Porque nós sujeitos sensatos sabemos que não existem discos voadores, espíritos e nem nada que não tenhamos visto com nossos olhos ou gravado com nossas próprias filmadoras.

  7. joao pedro disse:

    “Eu acredito em vídeos verdadeiros! Mas jamais verei um aqui mostrado pelo Mori.”

    Você acredita ou já viu algum vídeo “verdadeiro” se não viu como acredita em tais vídeos ? Se jamais verá um aqui verá onde ,ou melhor, onde você já viu algum ? Pelo que diz nunca viu senão diria “Já vi vídeos verdadeiros, mas nunca foram postados aqui…”

  8. Carlos Magno disse:

    Jõao Pedro:

    Para um bom entendedor meia palavra basta!

    Vou tentar lhe explicar. Mas não se esforce muito. Se não entender eu repito, ok?

    O Mori só apresenta vídeos sobre ovnis ou aparições extraterrestres que ele e outros dessa linha acusam de manipulados e fraudulentos.

    Vou colocar assim: eu acredito que há vídeos verdadeiros, mas como se tornam difíceis achar fraudes neles, o Mori não os coloca na coluna.

    Já vi muitos noutros sites que não me pareceram fraudulentos e acho que jamais verei um desse tipo aqui. Entendido?

  9. sartori disse:

    nossa…se alguem no juizo perfeito acha que luzes do espaço roçando em genitais de mulheres deitadas é um video verdadeiro que prova alguma coisa..eu receito uma visita a um profissional tipo psiquiatra.
    ah proposito uma boa maneira de se saber se um video é falso ou não é usar uma coisa chamada “bom senso” aliada a uma coisa chamada “informação” mas sempre sob o jugo de uma coisa cohecida como ” capacidade de dicernimento”, mas cuidado estes ingredientes ficam deteriorados se expostos aos seguintes elementos: “fanatismo”, “pseudo-cientificismo” e “ignorancia”.

  10. Wil Santos disse:

    Imagine que vc seja um sujeito arrogante e precipitado, ao ponto de catalogar como mais uma infame fraude qualquer fenômeno filmado que não se encaixe no seu atual paradigma do possível .Então vc fica em casa julgando com sua habilidade e experiência se uma filmagem é possivelmente real ou não. Agora suponha que vc NÃO seja assim, e se permitiu então fazer uma pesquisa de campo para, aí sim, obter alguma INFORMAÇÃO! Bom, aí é preciso estar preparado para o grande risco das decepções: se vc é alguém que quer acreditar pode dar de cara com outro enganador, sendo este mais ou menos talentoso. Mas o mais terrível e assustador: se vc tende à lógica cartesiana pode de repente levar um susto e… ouvir “a vaca tossir”!! Resumindo na prática: Sinto muito amigos, apesar de concordar que tem cara de enganação, não há nenhuma trucagemos nos vídeos da tal “luzinha tarada”. É noite, a filmagem é péssima e sem a sequência integral dos acontecimentos. Para quem não estava lá é mais do que saudável e compreensível duvidar. Mas tendo ou não o vídeo qualidades excepcionais, e ainda que o investigador esteja in loco podendo tudo acompanhar, sempre restará a saída para um diScernimento petrificado pelas conveniências: A saída que teve aquela nossa famosa autoridade católica que,instigado pelos passageiros do vôo em que estava a se levantar da poltrona para também observar o estranho objeto que “parecia” estar seguindo o avião(tá bom assim pra vcs?)respondeu: “Por que eu deveria dar a minha atenção para algo que não existe?”.

  11. Carlos Magno disse:

    Concordo em gênero, número e grau com suas últimas referências.

    Mas apliquem-se essas verdades aos comentaristas blogueiros, os cientistas da internet,os dopados por materialismos e ateísmos e aos fanatizados pelas religiões.

    Ah, sim, bom senso. Eis por que me referi a vídeos verdadeiros, falsos e manipulados. Eu acredito e sei da existência de extraterrestres!

  12. joao pedro disse:

    Carlos magno.
    Então que tal postar um link para um vídeo “verdadeiro”. E se possível relate brevemente essa sua experiência com extraterrestres. Onde os conheceu ? Em que circunstâncias ? Onde eles vivem ? Como é a aparência deles ? Se responder qualquer dessas perguntas ficarei grato pois também quero acreditar.

  13. Carlos Magno disse:

    E precisa? Depois de tantos vídeos circulando por aí e depoimentos de pessoas sérias e cultas?

    Se você é tão curioso ou cético, há dezenas de grupos sobre ovnis aqui na internet. Contate-os, vá às suas reuniões, assista lá vídeos e depois saia convencido ou cuspindo marimbondos. Os critérios serão totalmente pessoais.

    Tens coragem ou desprendimento para tal?

    Abraços.

  14. Karlo Bargas disse:

    Evidentemente é mais fácil ser CÉTICO do que crédulo, basta NEGAR, NEGAR SEMPRE. Acompanho a “trajetória” do MORI e respeitos a maioria dos seus contra-argumentos, isto é um fato. Por outro lado, na esteira dele vêm uma montanha de medíocres que sómente querem aparecer, não sabem nada, discutem por discutir.Precisamos ACREDITAR em tudo aquilo que for plausível ou não haverá futuro. Descrer por descrer é também uma forma de ignorância…aguda.

  15. Wil Santos disse:

    Creio que todos nós tivemos alguma vez na infância a oportunidade de sermos invadidos pela ficção científica e a apaixonante abertura de possibilidades que ela traz. Mas é fascinante também o fato de que uns, a partir daí, crescem, continuando abertos e ainda torcendo por aquele futuro (ex: “2001”), enquanto outros assumem atitude até oposta. Tornam-se mais sêcos e certamente hostis para com aquele menino que uma vez foram! Marcianos nunca mais!! São os vira-casaca que em nome da “realidade de verdade” do mundo dos Gigantes só conseguem enxergar agora o que as escolas lhes ensinaram que de fato existe! Acontece que a face da Ciência, no que ela tem de mais fundamental, é a face de uma criança! Aqueles que estagnaram e apostaram no mal-me-quer dos adultos precisam agora de provas que nenhum vídeo poderá trazer, sejam estes gravações de eventos reais ou não.

  16. Wil Santos disse:

    Navegar é preciso! Não só na net, gente!! Não bastam os olhos estarem de frente para a tela do monitor. Também não basta sabermos que “a verdade está lá fora”, estarmos de corpo presente lá na cena, mas não deixarmos os preconceitos em casa (melhor estariam no lixo, por certo). Então, final de 2005, finalmente lá fui eu pros encontros, pros projetos, pras viagens, “audaciosamente indo…”. O Linha Direta sobre a Operação Prato avisara que, pra quem quisesse saber mais sobre o caso, haveria uma palestra sobre com o pessoal da Revista UFO e tal. Olha, se o cara depois de se informar sobre esse caso (Brasil,anos 70!!!) ainda vir dizer que até hoje não há provas de nada é um “caso perdido” mesmo, porque ou o sujeito é um tapado ou tá trabalhando pelo acobertamento.

  17. Wil Santos disse:

    Agora diretamente para o comentador João Pedro: Não vou fazer propaganda a favor ou contra, de graça ou paga para nenhum dos Projetos que conheci nesses últimos anos. Mas vou te dar uma boa JÁ TEM resposta! E mais: não se trata de meras suposições de autores estrangeiros, livros mofados nos sebos ou congressos de ufologia no Novo México! Estamos no melhor lugar do mundo para SABER e VIVENCIAR tudo isso! Mas o novo paradigma não é tão simples: Você vai aos lugares e precisa vencer a primeira e péssima impressão causada pelos pedantes, bagunceiros,imbecis e chatos, que, não se iluda, também habitam esses meios! Seja forte no seu propósito. Tenha coragem e cara de pau para tornar-se próximo das pessoas mais simples, e ouça o que elas tem a contar. Olhe nos olhos delas e se pergunte se estão mentindo ou são casos psiquiátricos (há de tudo, mas a maioria é gente ” normal” e honesta). Não se precipite. Fique. Volte. Depois de pelo menos um ano em campo vamos conversar. Eu te garanto que o que vc vai aprender compensará a sua solidão existencial (que só cresce a medida que vc se afasta do senso-comum da descrença classe-média).

  18. Carlos Magno disse:

    Homero, Homero, por que me persegues?

    Faça um favor a você mesmo, não acredite em tudo o que lê, nem em mim, nem no Debbio, nem no Mori. Primeiro estude, depois debata, finalmente torne-se conhecedor!

    O caminho das pedras é esse. Vociferar não resolve!

  19. Carlos Magno disse:

    À propósito, todos os contestadores deveriam ler acima o que o Wil Santos está dizendo. Se desejarem refletir, naturalmente.

  20. joao pedro disse:

    Negar por negar até pode ser improdutivo. Acreditar por acreditar além de burrice é perigoso em muitos aspectos, pois dá uma vantagem muito ampla para espertalhões lucrarem usando a credulidade de pessoas ingênuas e presas a imaginação infantil.
    Quanto aos vídeos reais gostaria muito que o senhor Will disponibilizasse alguns links mesmo do youtube.

  21. joao pedro disse:

    Operação prato ? Aquela operação que teve como principal ator um crédulo ? Será que nenhum soldado , cabo , sargento que participou da famosa operação está vivo para contar o que ocorreu ?

  22. Wil Santos disse:

    Pelo que conheço do CA, entre os vídeos que vocês já julgaram aqui posso apontar pelo menos um que é real, embora, como já escrevi antes, pareça apenas uma farsa ridícula: o que chamaram de “interação com uma forma energética”. Antes de rirem com toda a leviandade ignorante dos Sábios de Salamanca – que se divertiram com o louco que pretendia navegar para além do grande abismo, devo dizer que sei disso não porque sou melhor na análise de vídeos que vocês, mas simplesmente porque me dei o trabalho de ir in loco ao local e conhecer muitas das pessoas que participaram daquele momento. Não são pessoas ilustres, fanáticos religiosos,usuários de entorpecentes ou com histórico psiquiátrico. São pessoas tão normais, digamos, como quaisquer outras com quem vocês convivam no supermercado, no trabalho, em casa. Umas tem diplomas, outras não. A maioria é classe média, sem grandes poderes intelectuais ou conhecimentos científicos profundos, mas não incapazes de se darem conta se estivessem sendo vítimas de um espertalhão com uma equipe atrás do mato acendendo luzinhas e as puxando com fiozinhos! Essas pessoas vivenciaram e continuam vivenciando experiências extraordinárias. Com certeza a maioria delas nem sequer tem informação o bastante para avaliarem quão únicos são tais eventos, e não os descreveriam de modo convincente, até porque nem sequer os vídeos fazem justiça àqueles acontecimentos! Se vocês se dispusessem a conhecê-las veriam que não estão mentindo. Não dá pra dizermos que foi alucinação coletiva,pois elas viram, sentiram o plasma luminoso e está ali filmado (de modo por demais amador, lamentávelmente). Mas isso não foi na Austrália nos anos 30! Essas pessoas estão vivas, morando no RJ, SP,MS, RS etc! Cada um de vocês poderiam ir ver tudo isso de perto, se vencessem os preconceitos, medos e a preguiça. Como eu já disse antes, não vou fazer propaganda de nenhum desses que são tidos aqui como farsantes e infames espertalhões, mas afirmo que a curiosidade não mata o gato – pelo menos nesse caso.

  23. Carlos Magno disse:

    Wil,

    Isso ninguém quer. Já li de muitos blogueiros e comentaristas de escritórios que sentados em poltronas confortáveis, com o aparelho de ar condicionado ligado, cafezinho, água gelada, música ambiente, etc., julgam o mundo pela telinha do computador.

    Já li noutros blogs comentaristas resolvendo ferozmente as crises internacionais e as guerras, através dos dígitos de um teclado. E com a mesma ferocidade solucionam os mais intrincados problemas do Brasil. Críticos compulsivos objetivos, radicais, ortodoxos, esquerdistas, reacionários, deflagradores de dispositivos mentais inquisidores, racistas, obtusos ou tacanhos. Há de tudo!

    Já li covardia pura, ataques gratuitos e cruéis, mentiras mascaradas de verdades, induções propositadamente ingênuas num determinado texto e noutro o desfecho da teoria contundente.

    Já li de tudo, principalmente dos formadores e manipuladores de opiniões que agem em nome das ciências materialistas e do ateísmo. Ciências que não lhes pediram nada, não os examinaram, não lhes autorizaram a nada. E em nome de uma ciência de almanaques, os papagaios de opiniões alheias, os cientistas da internet, os pseudo intelectuais, criam as mais absurdas situações investigativas diretamente de seus gabinetes a fim de “desmascarar os impostores”.

    E todos são colocados num só balaio, os das bizarras imposturas, – o deleite dos críticos, – e os suscetíveis de uma investigação séria. Só que no final do mês, para os profissionais da crítica: plim, plim, dinheirinho em caixa!

    Seremos nós os errados quando tergiversamos do sonambúlico casuísmo?

  24. Wil Santos disse:

    Dessa vez vou tentar evitar que certas palavras/naus minhas
    caiam no terrível Grande Abismo Negro da Margem Direita! Pq
    o “não” de uma frase foi engulido e ficou “veriam que ***
    ESTÃO mentindo”! Aquelas pessoas – das tais experiências
    inacreditáveis – são até infantis (só que de um modo positivo, pois permaneceram abertas para o Novo Mundo), mas seria muita injustiça chamá-las de mentirosas! Nada ganhariam mentindo.
    E ,pensando bem, a analogia com a viagem de Colombo poderia
    ser ainda melhor explorada. Dizem que Colombo morreu pobre e ainda acreditando que chegara às Índias. Atirara no que vira,
    acertara no que não vira. Bom, se ele era um louco, pelo
    menos era bastante convincente e passava a certeza de que
    encontraria alguma coisa lucrativa além do Mar Tenebroso.
    Pra mim ele tinha levado fé naqueles que, contrariando o senso-comum na Europa daquela época, contavam que havia mais do que monstros para além do Mar Tenebroso. Pq se ele conhece
    sse,como também dizem, os agora já famosos mapas alternativos dos antigos saberia que NÃO tinha chegado nas Índias! Mas o
    que estou aqui comparando é o risco calculado de se levan
    tar da poltrona e a clássica atitude dos novos Sábios de Salamanca que sempre debocham de quem tenha a curiosidade,
    despreendimento e ousadia “infantil” que lhes falta. O que
    não me é incompreensível, porque devem achar que tem muito
    a perder, caso libertem-se do jugo de suas cátedras.

  25. joao pedro disse:

    A curiosidade não mata o gato mas tira um dinheiro em forma de congressos , palestras , assinaturas de sites , camisetas entre outras coisas.

  26. joao pedro disse:

    E sua comparação com Colombo é tão histórica e real quanto a perseguição de Tom ao jerry.

  27. Mustafa disse:

    Salve, Will. Gostei de tuas opiniões, mas acho que deverias agora proceder a um relato pormenorizado de tuas experiências que esses que supostamente viveram o fenômeno das luzes. Que tens de concreto a dizer?

  28. Mustafa disse:

    A propósito, quero dizer o mesmo a Carlos Magno.
    Magno, disseste saber da existência dos extraterrestres.
    Que faz com que te sintas habilitado a dizer tal coisa?
    Saber e crer são níveis de impressão muito distintos,
    ou muito diluídos por razões tanto de cultura quanto
    de consciência.
    Quero concordar (embora provavelmente tenhamos opiniões
    muito diferentes sobre todas as coisas) com a idéia
    segundo a qual precisamos ser céticos em relação ao nosso
    próprio ceticismo. Eu mesmo gosto sempre de desconfiar
    das minhas próprias idéias.
    E sou cético sem me basear em “cátedras”, uma vez qua não
    tenho nenhuma.

  29. Carlos Magno disse:

    Mustafa:

    Prazer conversar com pessoa que sabe argumentar.

    Veja só, o saber não exige necessariamente dar provas objetivas. Nem tão pouco o “ser”. O mundo objetivo dá mais instrumentos ao cético do que propriamente o subjetivo.

    Ninguém vê o vento, o ar, o pensamento, ou o fluido nervoso que percorre nosso corpo mas

  30. Carlos Magno disse:

    Mustafa:

    Prazer conversar com pessoa que realmente deseja argumentar.

    Veja só, o saber não exige necessariamente provas objetivas. Nem tão pouco o “ser”. O mundo concreto dá mais ceticismo ao cético do que propriamente os dá a subjetividade.

    Ninguém vê o ar, o pensamento, ou o fluido nervoso que percorre nosso corpo. Mas os fluxos nervosos se encontram indissociados de nossa psique. Dai que somente saberemos de suas conseqüências ao somatizarmos um tipo qualquer de patologia que a medicina venha acusar “de fundo nervoso”. Não há a necessidade de uma cátedra para entendermos isso, está ao alcance de todas as mentes.

    Mas os céticos irão embarreirar sempre conclusões analógicas, para eles não servem. Então paciência.

    As experiências extraterrestres estão mais no campo subjetivo do que no concreto. As provas físicas alienígenas que surgem no mundo, não surgem para os céticos. Qual a importância dos céticos para o universo, para os extraterrestres, ou mesmo para Deus? Quem são eles? O universo jamais parou de existir, nem o sol parou de brilhar e nem a vida deixou de ser o que é, porque os céticos duvidam.

    Os acontecimentos físicos extraterrestres com que os homens se deparam trazem uma outra conotação, há razões maiores e recônditas. E no entanto, os céticos são os primeiros a disparar toda a sorte de argumentos, imprecações ou invocar racionalidade e teses científicas para tudo desmentir. E acham que sabem muito.

    Uns pousam o dia inteiro de doutos das ciências. São os sabichões que gastaram mais da metade das suas vidas lendo e assimilando opiniões e experiências materialistas alheias. E como papagaios as repetem agora como suas. Foram condicionados a aceitar a matéria como o princípio,o meio e o fim de todas as coisas, e a Terra como sendo o único planeta onde há vida, e a vida como existindo unicamente através das formas concretas, e se satisfazem com essas idéias e refutam muitas outras coisas plausíveis, mas para eles impossíveis existir.

    Tive e tenho experiências verdadeiras extraterrestres subjetivas e objetivas, mas por que relatá-las aqui nesse canto de céticos, materialistas e ateus que não desejam entendê-las, não as querem e certamente as irão ironizar? Há pessoas que nem sabem o básico, ou seja, porque estão vivendo, de onde realmente vieram e nem para onde irão algum dia ao perderem o corpo carnal.

    Espero poder ser entendido, ok?

    Abraços.

  31. marcelo disse:

    “As experiências extraterrestres estão mais no campo subjetivo do que no concreto. As provas físicas alienígenas que surgem no mundo, não surgem para os céticos.”

    Essa é uma pérola . E não está no orkut.

  32. Carlos Magno disse:

    Mustafá:

    Foi muito bom ter conversado com você, pois você trouxe substância aos comentários. Mesmo que venhamos a discordar.

    É sempre legal o comentarista que não é o Australophitecus Neanderthalis do chavão medíocre da provocação, que nada sabe dizer, pois é vazio, e que é também um Brucutu da internet que unicamente cola extratos do pensamento de quem usa o intelecto, para ruminar sobre eles.

    Abraço.

  33. Wil Santos disse:

    Salve Mustafa! Desculpe por não responder antes! É que estive por aí a fora (ficar conferindo a correspondência aqui acaba tornando-se um vício e não gosto de ficar duelando inútilmente, voce sabe!). Mas gente como vc, que parece cético no sentido de exercer a inteligência através da dúvida (e não na prévia certeza da inexistência do que ignora) merece resposta.
    Bom, quanto ao fenômeno das luzes, como vc chamou, eu não quis aqui ir além da afirmação – que reitero – de que não se trata de trucagem ou sacanagem, embora eu concorde que pareça. Como vc vê, nenhum filme ou narração minha poderia servir como prova definitiva, porque existem recursos hoje que tornam, por exemplo, um disco voador hollywoodiano, muito mais “convincente” do que a filmagem amadora de um real – vide o vídeo que fez sucesso no You-Tube ano passado, mostrando a filmagem aparentemente casual de alguns ovnis sobrevoando o Haiti, e que no final era “só” um teste prévio para outro filme!! Então uma “boa” dica seria desconfiar quando o mostrado é concreto e detalhado demais, como era o caso dos ditos objetos voadores da filmagem essa, que mais pareciam caranguejeiras do espaço! Sei que isso não melhora muito a situação do leigo honesto à procura da verdade, já que nem sempre as aparências enganam, não é? Então só lhe resta fazer como eu faço e ir pessoalmente conferir com as pessoas, nos locais onde os fenômenos ocorrem, e, quem sabe, ser brindado com uma experiência própria. Isso é muito fácil já que é só ver os vídeos correlatos a esse do plasma no You-Tube para saber que grupo é esse. E trata-se de contemporâneos e conterrâneos nossos! Se vc for do tipo mais sério como eu irá provavelmente irritar-se inicialmente com o clima à paisana demais e a banalidade dos comentários na voz dos próprios participantes dos vídeos, mas não se deixe abater por isso! Nem acontecimentos extraordinários como esses tornam os bregas em poetas ou artistas iluminados! Boa sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *