Ufologia mapaovni.jpg

Published on março 2nd, 2009 | by Kentaro Mori

28

Mapa de relatos OVNI em tempo real

mapaovni ufologia

A MUFON dos Estados Unidos lançou o “UFO Stalker”, uma adaptação do popular serviço Google Maps integrando eventos de avistamentos de OVNIs, permitindo uma busca interativa. Clique para conferir, em inglês.

Uma ferramenta online desta natureza, permitindo ainda a adição de novos eventos de forma simples pelos visitantes, bem como a divulgação de análises e esclarecimentos, seria extremamente útil. E CeticismoAberto está mais do que disposto a patrocinar sua concretização.

Mas hein?”, você pode perguntar. Um sítio cético promovendo um banco de dados aberto sobre OVNIs? “Sim”, devemos responder. Acreditamos firmemente que o maior acesso à informação e ao intercâmbio de idéias só ajudará a lançar luz sobre tais temas.

Se você tem conhecimentos em programação web, se já criou ou participou da criação de um Google Maps Mashup, se acredita que possa contribuir, entre em contato pelo email [email protected].

CeticismoAberto bancará os custos de manutenção do projeto, bem como poderá remunerar o trabalho dedicado à criação do código e sistema – embora todo trabalho voluntário seja bem-vindo. O projeto pode ainda ser independente, caso esta seja uma preocupação. Sim, poderemos patrocinar um projeto independente, desde que este se comprometa com a abertura e conte com participantes sérios.

O chamado está à mesa, e sua concretização depende da participação de você.

Tags: , , ,


About the Author

+



28 Responses to Mapa de relatos OVNI em tempo real

  1. Wanderley Francisco says:

    Muito massa a iniciativa!!!

    Mas acho que muita gente vai querer tumultuar os mapas querendo colocar qualquer coisa só pra tirar onda… Infelizmente tem muita gente assim!!!

    Mas acho legal o projeto!!! Vão em frente… eu vou acompanhar daqui!!!

    anjoveloz8

  2. Pingback: UFO Stalker: Google Maps Ufológico - Google Discovery

  3. Jairo says:

    Isto abre um precedente para transformar o CA numa versão da UFO. Não há nada que justifique perder tempo com ufologia, exceto $$$$$$$$$$$.

  4. Pingback: UFO Stalker: Google Maps Ufológico | Si14

  5. kelsen says:

    bem interessante o projeto…
    quanto ao tumulto nos mapas, da para manter o controle

  6. Fabio says:

    Iniciativa interessante, porém temerária para um sítio cético e para o estudo sério da ufologia.
    Meu pai avistou um disco-voador clássico em 1954 – um pires prateado – onde hoje é a Avenida Pinheiro Guimarães, Jardim Avelino, zona leste de São Paulo. O “prato” avistado voava em pé, perpendicular ao solo. Deteve-se por um instante e disparou velozmente.
    Meu pai e eu sabemos que sua observação foi real. Mas como um relato simples como este, impossível de ser analisado cientificamente, pode ser lançado ao público como “ocorrência inquestionável”?
    Como seria feita a análise de cada relato/plotagem?
    Um abraço.

  7. Matheus says:

    Iniciativa fantástica! Foi exatamente de um sítio assim que eu senti necessidade quando avistei um suposto OVNI. Queria, a todo custo, saber quem mais o vira. Infelizmente, não tive condições de saber. Porém, sendo colocada em prática a proposta do Mori, o encontro de outras testemunhas desse tipo de fenômeno será substancialmente falicitado, bem como a elucidação dos casos.

    Parabéns, Kentaro Mori! Fico na torcida para que o projeto se concretize da melhor maneira possível.

  8. Como pesquisar a ufologia cientificamente?! Oras, basta começar.

    Há áreas da ciência onde existe ainda mais especulações do que na ufologia e, ainda assim, são tidas como ciência. Exemplos? A própria astronomia e a astrobiologia (se alguém quiser que eu explique é só perguntar – to disposto até a desenhar).

    Mas falando especificamente da ufologia, muita coisa poderia ser feita:
    - No caso de abdução, deveriam ser procuradas possíveis evidências físicas (marcas, hematomas, micro-cortes, etc), além de serem feitos exames tanto médicos quanto psicológico para tentar separar o joio do trigo. Algo interessante, aliás, é a queratina quinase. Essa é uma enzima que denota dano muscular grave (usado para diagnosticar enfartes), contudo o programa Caçadores de OVNIs identificaram dois americanos que haviam filmado objetos bastante similares, moravam há cerca de 800KM um do outro e ambos tinham alta dosagem dessa enzima no sangue. Um deles, um ex mariner, já tinha esse problema há 8 anos (inclusive foi dispensado por esse motivo).
    - Quanto a fotos e filmagens não há muito que se possa fazer: tentar separar o que é fraude, do que é engano, do que é mais interessante. Isso além de tentar relacionar objetos similares avistados em diferentes cantos do globo (se é que um globo tem cantos), juntando fotos, vídeos e relatos.
    - Quanto a possíveis pousos, pode-se fazer muito: recolhe-se amostras (em MUITA quantidade) e procura-se por isótopos não terrestres, ligas metálicas desconhecidas, etc (princípio da transferência – a evidência SEMPRE permanece, mesmo que de forma invisível. Só não resiste ao tempo).

    Isso além, é claro, de discussões sobre como conseguir evidências, seguidas de tentativas. E isso é muito importante: é necessário conseguir evidências fortes, nem que seja necessário abater uma dessas “luzes” à bala.

    Fora isso tudo, a pesquisa científica é aquilo que todos já conhecemos: são formuladas hipóteses, as quais podem ser confirmadas ou negadas, depois são formuladas teorias (baseadas em evidências, observações, etc) e por aí vai…

    Enfim, a ufologia só não é estudada de forma científica por um único motivo: preconceito. Afinal, presenciar super-novas é tão difícil quanto presenciar OVNIs (ou até mais). E de onde vem esse preconceito? De vários lados: religião (como explicar que Jesus é o “filho de Deus”, se ele não nasceu também nas outras civilizações?), ego (como admitir que outra civilização possa ter mais conhecimento do que nós? No caso de alguns cientistas, “como admitir que outra civilização possa ter mais conhecimento do que EU?”), etc…

    E vejam: até mesmo cientistas (como Seth Shostak e astrônomos da própria NASA) admitem que existe sim o risco de uma invasão extraterrestre. Aliás, a visita acontecerá mais cedo ou mais tarde (se já não tiver ocorrido), mas como saber as intenções dos visitantes? Agora, se vierem nos invadir, alguém aqui acha mesmo que fariam sem nos estudar antes, sem estudar nosso planeta como um todo? Para acontecer como em Guerra dos Mundos, ou Sinais? Pois é. E quem garante que esse “estudo” já não esteja em progresso?

    P.S.: A viagem inter-estelar AINDA não é possível. Mas ainda não é possível para NÓS. Nada nem ninguém pode garantir que outras civilizações também não tenham tal tecnologia.

  9. Carlos Magno says:

    Não entendo completamente o Mario Cesar. Admite a ufologia e acha que deveria ser estudada cientificamente.

    Mas quem não sabe que a ciência já estuda UFOs há muito tempo com métodos mais avançados que sua sugestão? O problema não é clamar aos cientistas e governos uma admissão razoável, fazer testes de abduções em hospitais e clínicas com sua cartilha, meu caro, mas sim que divulguem os resultados de suas pesquisas abertamente sem mentiras, pois já detém milhares de provas insofismáveis, e a NASA não esconda sobre o que atesta na Terra e nas suas viagens.

    Quanto às abduções, os ufólogos já estão cansados de mostrar que existem e como existem, e a ciência sabe perfeitamente como são feitas. Aliás, os ufólogos que conhecem ciências ensinam como se proteger das abduções, o que para ser trabalhado popularmente envolveria uma série de conhecimentos que os acadêmicos retilíneos e uniformes jamais admitiriam, principalmente na área da psicologia.

    Não sei se o Mario Cesar já ouviu falar que a ufologia esotérica avança bem nessa área. Pois é, esse ramo das pesquisas UFO, entra nas áreas da concentração e meditação, do conhecimento do corpo energético humano, do corpo emocional, do mental, ensina como dissolver ou expulsar das estruturas do ego os chips, ou como trabalhar para apagar os transes abdutores que induzem os humanos a fazer o que os invasores desejam.

    É notório, ressalto uma vez mais, que a ciência oficialmente já sabe disso, e o assunto é tratado nos meios de comunicação dos USA sem esse ceticismo chato e debochado do Brasil, haja visto como o cinema revela a invasão alien através de suas produções. É cinema, sabemos, mas há verdades nas produções.

    O governo americano também se preocupa como os alien fazem. A prova está que há setores e departamentos da NASA que cuidam somente disso há muitos anos. Se não soubessem da existência por que se preocupariam? Alguém acha que iriam gastar alguns bilhões de dólares unicamente para explorar a possibilidade de vida alien no cosmos unicamente por diletantismo científico ou para inspirar literatura de ficção cientifíca? E muitos técnicos e ex-funcionários da NASA já declararam no mínimo que a NASA bloqueia informações da existência alien, uns chegam a dizer que não têm a menor dúvida sobre alien. As revistas especializadas e jornais publicam suas declarações, o problema é que aqui ninguém divulga.

    Mas uma uma coisa é certa, todos estão apavorados com as estatísticas de desaparecimentos de pessoas. Essa semana os órgãos da imprensa americana publicaram que anualmente desaparecem em torno de 200 mil pessoas no país – que somem na poeira – e dentre essas 40 mil são crianças. Por sinal, no Brasil a estatística de desaparecidos anuais é semelhante, inclusive entre crianças.

    Então vêm os caras que se dizem céticos e soltam um monte de imprecações, e riem na cara da gente, mas não lêem e não acompanham que os governos não encontram como explicar esses sumiços: é muita gente, e sequer encontram vestígios dos corpos para levantar outras teses. E se calcula que, de uns anos para cá, os sumiços cheguem a um total mundial de 8.5 milhões de pessoas que não deixaram uma única pista. Até mesmo na segunda guerra mundial muitos dos 6.5 milhões de judeus que foram dizimados pelos nazistas deixavam algo de si.

  10. Carlos Magno: é justamente esse tipo de atitude que joga o nome da ufologia na lama, cara… Misturar com religiões, misticismo e outras fantasias.

  11. Carlos Magno says:

    Não seja ortodoxo, Cesar, e nem visionário das ciências. Quem primeiro trouxe o assunto de ovnis foram espíritas e esotéricos, em relatos de contatos e vasta literatura. Foram esses que desbravaram contra tudo e todos, e continuaram.
    Eles criaram os primeiros movimentos ufólogos aqui no Brasil e no mundo.

    Ufologia esotérica não é religião! E há religiosos que crêem em aliens, mas não em demônios como a igreja ensina. Será que agora os desavisados vão condenar os esotéricos e místicos, para dizer que a ciência é soberana no assunto, quando antes negaram e perseguiram?

    Se atualize, cara! Deixe de ser preconceituoso e unicamente acadêmico. Mas acho ótimo que essas correntes se unam, é o caminho certo.

  12. Carlos Magno: cara, você não faz nem idéia do quanto está enganado.

    As vertentes mística e espírita da ufologia só apareceu nos últimos 20 ou 30 anos. Os primeiros ufólogos foram, na realidade, militares americanos que trabalhavam exatamente pesquisando arquivos ufológicos.

    Quer ver a comprovação disso? Pesquise por Project Blue Book.

    Cara, pra quem quer ter muita razão você não tem conhecimento algum.

  13. Carlos Magno says:

    Cesar:

    Eu não estou procurando por minha razão, engano seu prezado, isso para mim é tolice. Quero expor fatos que você não tem acesso, ou nunca se interessou em resgatá-los, somente isso.

    Ufos, ufologia, ufólogo, ovnis, alien, etc., são termos recentes para designar o que hoje se tornou uma realidade para quem enxerga, ou mentira para quem deseja permanecer cego.

    Vamos por partes.
    1. “General dos UFOs” — Em 1972, o general Uchôa fundou a entidade esotérica Associação Universal Morya, que promoveria, no ano seguinte, o I Congresso Internacional de Ufologia, em Brasília.

    Veja que ele fundou a associação Morya. Sabemos que Morya foi um mestre espiritual da antiga teosofia, fundada no final do século 19 em Adyar, na Índia, e ensinou aos teósofos sobre o sistema solar, cadeias planetárias e populações fora da Terra. Logo,Uchôa era teósofo-esotérico.

    Em 1955, Hercílio Mães, psicografou Ramatís em A Vida no Planeta Marte, onde há novos detalhes sobre as populações viventes naquele planeta, bem como sua avançada tecnologia e aeronaves extraplanetárias. Falava-se na época discos voadores. Em determinado trecho Ramatís diz que na medida em que os anos se passassem, haveria maior intercâmbio de discos voadores no planeta, e muitas comunicações, o que de fato vem acontecendo.

    O médium, era iniciado rosacruz e Ramatís, o espírito comunicante, teve muitas passagens pela Terra, notadamente na Grécia e Oriente.

    Em 1930 o médium Chico Xavier lançou o livro psicografado por Emmanuel, Cartas de Uma Morta, em que descrevia como era a vida de seres encarnados em Marte.
    Voltando um pouco mais no tempo,como adendo, temos os seguintes relatos:

    Em 1500 a.C. rodas ou discos de fogo sobrevoaram o palácio do faraó Thutmósis III.

    Em 323 a.C. quando Alexandre Magno cercava Tiro apareceram nos céus escudos voadores em formação triangular.

    Ezequiel descreve na Bíblia as quatro rodas que voavam com o espírito do Senhor. Dá detalhes preciosos sobre os metais e as luzes que continham. Ufo, naturalmente.

    Também a Bíblia traz o relato da Carruagem de Fogo de Elias, que sem dúvidas era também uma aeronave alien.

    Como se vê, prezado, Ufos não é nem novidade de esotéricos, religiosos e povos guerreiros, nem deve ser apanágio tão somente das ciências atuais que chegaram depois. Mas não se iluda, há fortes correntes de ceticismo pelos acadêmicos retilíneos e uniformes.

    Há ainda muitas provas arqueológicas da presença de ufos pela Terra em tempos remotos, mas nem preciso mais abordar e trazer detalhes, pois acho que esses já nos bastam

  14. Rodrigo says:

    O projeto é uma boa idéia, mas também não é o ideal, pois dados vindo testemunhas oculares leigas não são confiáveis, pois muitos dos relatos podem ser enganos ou mentiras. O melhor seria material audiovisual, fotográfico e prova física,que sejam reais, do local de avistamentos de U.F.O.S. Assim poderia produzir uma metodologia cientifica mais aceitáveis aos meios acadêmicos interessados.

  15. Carlos Magno says:

    Taí, Rodrigo, concordo com você.

    Depois virão as verdades verídicas tão refutadas e rechaçadas. Mas se é para continuar como é feito por aqui em que só se mostram vídeos fajutos procurando desmoralizar ufólogos, deixe-se como está.

  16. Jairo says:

    Carlos Magno, apresente-se nasa imediatamente, eles estão procurando pessoas para contatos com possíveis ets em Marte. Você embarca na próxima missão. Leve roupas adequadas ao clima de Marte.

  17. Jairo says:

    AH! e não esqueça do seu equipamento padrão de invisibilidade, e do equipamento anti-máquinas fotográficas, assim eles vão fotografar apenas borrões. Também não esqueça de sua canetinha laser padrão para contatos luminosos. Lembre-se também de levar o canhão laser padrão gerador de círculos ingleses e não esqueça de configurá-lo para o solo de marte. O que seria dos ets sem os equipamentos Tabajara? Já os teríamos flagrados a todos esses safados!

  18. Carlos Magno says:

    Ah, Jairo, você é tão engraçadinho!

    Olhe, mande para mim suas calcinhas cor de rosa, para eu dá-las de souvenir para as marcianitas a fim de entenderem como é dura a vida aqui na Terra para os optantes.

    Se a sua estiver lavando serve da irmã, eu finjo que é a sua!

  19. Carlos Magno says:

    Vamos corrigir:

    Se as suas estiverem lavando, servem, etc…

  20. Jairo says:

    A ufologia é um fracasso, porque age à moda das religiões, TENTA FABRICAR VERDADES À FORÇA….desta forma, por exemplo:

    “Também a Bíblia traz o relato da Carruagem de Fogo de Elias, que sem dúvidas era também uma aeronave alien.”

    É preciso ser um imbecilóide para fazer uma afirmação destas e esperar que seja verdade. Este é o comportamento padrão dos ufólogos. Esta é verdade que eles possuem. Afirmações fanáticas e borrões espíritas. OU HÁ UMA CONSPIRAÇÃO DOS EUA QUE GARANTE QUE ELES SÓ CONSIGAM COMPRAR MÁQUINAS FOTOGRÁFICAS COM DEFEITO.

  21. Pingback: CeticismoAberto ultrapassa 45 milhões de acessos | CeticismoAberto notícias

  22. marcelo says:

    Mais uma parte do plano de usar “Ceticismo Aberto” para validar a Mentira Ovni pois supõem que esse site tem credibilidade para isso, mas é provável que estejam usando esse site por causa do número de pessoas que visitam diariamente esse “locus”.

    ri ri ri

  23. luciano gonem says:

    Realmente, nós estamos longe de entender outras realidades!Orgulho e vaidade ainda permeiam o coração humano.

  24. Teca Arantes says:

    Fábio
    Hoje meu pai me contou que, em 1954, junto com dezenas de outras pessoas, na Av. São João – São Paulo, avistou um grande número de “pratos” prateados que estavam parados no ar, em grande altitude, depois foram para um lado rapidamente, voltaram velozmente para o lado oposto e depois sairam tão velozmente daí que praticamente desapareceram. Ele conta que várias pessoas estavam olhando para o céu – inclusive um homem foi atropelado por estar tão abismado com o que estava vendo – e que nunca esqueceu desse fato. Ele disse que o fato saiu em vários jornais na época. Comecei a pesquisar sobre o assunto e descobri que parece que em 1954 houve uma grande onda de aparições de ovnis. Meu pai nem liga pra esse assunto, é uma pessoa honestíssima e não mentiria nunca. Porque iria duvidar dele? Vocês outros que duvidam da existencia de Objetos Voadores Não Identificados nem se dão ao trabalho de investigar o assunto…

    • Noces8 says:

      Eu acredito no que vejo e como a uns quatro anos atrz eu avistei um parando em minha frente com varios pisca de farol de alerta  e quando ele se apagou mudou do vertical para horinzontal e sumiu da minha frente. Eu vi minha esposa viou e minha mae que estav em outro local avistou tmb.

      Abraço a todos

  25. Waldemar says:

    No dia 9 de outubro, por volta de 18:20hs eu estava trabalhando no pátio da Usina Abengoa no município de Pirassununga, quando eu olho pra cima, vejo algo subindo na transversal, com um brilho de uma estrela, e com uma pequena calda, na hora achei que fosse fogos de artifício, mas quando dei conta que não era, começei a gritar para que as pessoas que estavam proxíma de mim vissem tbém, aquilo gastou uns 5 segundo pra ganhar uma certa altura, derrepente saiu numa velocidade, mudando seu brilho que parecia uma luz, aquilo não gastou 2 segundos pra desaparecer no céu.
    Aí vai meu relato que nunca imaginei ver algo assim.

  26. Adalberto Pimentel says:

    Ola. ontem eu estava deitado na minha casa aqui em Pirassununga, e ao olhar para o céu vi que a cada 20 ou 25 entre duas estrelas emitia-se um flasc de luz muito rapido. Inicialmente pessei que era ilusão de ótica, mas depois percebi que relamente ela emitia um flasc. comecei a perceber o fato a partir das 21:30h o que durou até as 22:05h. Pensei na possibilidade de ser um satélite ou algum objeto lançado ao espaço, mas pelo que sei estes objetos lançados pelo homem nao fica estatico. Balão acredito que não era porque pelo que ví o objeto aparentava estar a mesma altura das estrelas e um flasc naquela altura jamais poderia ser percebido pelo homem. Portanto não sei o aue vi. Se alguem puder me responder aguardo contato. Adalberto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑