Ceticismo abduction logo

Published on janeiro 31st, 2002 | by Kentaro Mori

2

Abduções Alienígenas

abduction logo ufologia destaques ceticismo - O que são as abduções alienígenas?

É a alegação de pessoas de que teriam sido raptadas por seres alienígenas, sendo levadas para dentro de suas naves (a abdução propriamente dita) e submetidas a diversos experimentos – injeção de substâncias, alteração genética, implante de objetos e relações sexuais. Como este último relato é bastante freqüente nos depoimentos das vítimas, levantou-se a suspeita de que seriam fantasias alucinativas de indivíduos que teriam sofrido algum tipo de violência sexual. De fato, em muitos casos verificou-se que teriam sofrido abuso durante a infância. Além disso como muitos casos de abdução são revelados durante sessões de hipnose e regressões é possível que haja um forte efeito de sugestionamento [para ver mais].

- E como se explica a semelhança entre os relatos de abdução?

A suposta semelhança entre relatos de abdução é um mito. Há de fato surpreendentes similaridades entre casos de abdução, mas elas geralmente só são encontradas em relatos contemporâneos. Os relatos de abdução dos anos 50 contêm aspectos muito diferentes dos da atualidade, que provavelmente são muito diferentes dos que serão comuns em algumas décadas. Assim fica claro que as similaridades são mais fruto da influência cultural do que de experiência real compartilhada. Esta influência cultural pode até ser traçada, após o sucesso de “Contatos Imediatos de Terceiro Grau”, ETs com pescoços finos e alongados passaram a fazer sucesso entre abduzidos. Mas esse pescoço foi uma criação artística do filme, sem quaisquer bases mesmo em relatos de abdução anteriores.

As surpreendentes similaridades são acompanhadas de surpreendentes diferenças, mesmo entre relatos contemporâneos. O que de fato ocorre é que ufólogos freqüentemente ignoram as diferenças quando falam sobre abdução.

Analisando em detalhes diversos relatos, percebe-se que a forma como os “abduzidos” são levados ao UFO varia bastante [você pode flutuar ou ir andando, se flutuar pode atravessar paredes ou não, ser levado por uma luz ou não...], a forma como os próprios ETs se apresentam varia [dos clássicos grays passando por reptilianos e robôs ou mesmo múmias...], o que os ETs fazem varia [de análises no cérebro ou no abdômen à coleta de sêmen ou até relações sexuais com seres aparentemente humanos...], a forma com que as pessoas são devolvidas varia [a pessoa pode acordar de repente na cama, pode ser levada flutuando, pode ficar com as roupas trocadas ou não...]. Quase tudo varia.

Haveria uma seqüência de eventos que seria seguida pela maioria dos casos de abdução, porém mesmo esta seqüência comum não é extraordinária pois: 1- Nenhum caso de abdução repete todos os eventos de outro caso de forma exata, ou seja, a seqüência pode ser mantida mas alguns eventos podem faltar ou ser adicionados. 2- A lógica por trás desta seqüência de eventos é a lógica de uma narrativa. Algo esperado de uma confabulação.

A rigor, a única constante absoluta na abdução é a idéia de que ETs lhe seqüestraram. E isso porque esta é a própria definição de abdução.

- E quanto aos implantes?

Até hoje nenhum suposto implante mostrou evidências suficientemente seguras de que é  de origem alienígena. Algo que deveria ser fácil de comprovar, a menos que os alienígenas intencionalmente quisessem que seus implantes fossem indistingüíveis de artefatos convencionais que podem adentrar ou surgir no corpo humano de mil e uma formas. Neste caso, é de se esperar que nunca possamos comprovar a natureza alienígena de nenhum implante, mas também estaríamos caindo em uma crença auto-sustentada que justifica a ausência de evidência a si mesma.

Curiosamente, os locais de origem de muitos supostos implantes coincide com áreas propensas à entrada de tais corpos estranhos, como o pé. “Implantes” também são por vezes formados por secreções corporais, como o famoso caso de um suposto implante retirado da área do pênis de um paciente que revelou ser fibra de algodão (presumivelmente das cuecas que ele usava) solidificada por secreções.

- Como se explica o enorme alcance da idéia de abdução? Milhões de pessoas dizem ter sido abduzidas, isso não pode ser fantasia. É bem diferente e mais sério que o ridículo fenômeno dos contatados por exemplo.

A afirmação de que milhões de pessoas acreditam ter sido abduzidas é um tanto distorcida. Ela geralmente se baseia em uma pesquisa americana com métodos duvidosos que teria concluído que 1% da população americana foi abduzida. Quanto ao alcance da idéia de abdução, Martin Kottmeyer sugere que a idéia de abdução ressoou bem porque permitia um contato entre humanos e alienígenas sem portar os inconvenientes freqüentemente associados ao simples contato.

Sendo um seqüestro:

- como é involuntário, os alienígenas não precisam fornecer provas. Um contato amigável entretanto é inverossímil se os ETs simplesmente aparecem e depois partem sem deixar algum presente;
- a vítima também não dá a impressão de ser precisamente uma pessoa escolhida, na verdade ela é realmente uma vítima. Se ela é escolhida, é por algum motivo que escapa a ela mesma. Os contatados entretanto muitas vezes implicavam que eram especiais;
- O seqüestro também dá todo um tom dramático que dificilmente poderia surgir em uma história de contato amigável;
- A idéia também envolve sigilo, conspiração e um grande plano secreto de forma muito mais plausível que um simples contato.

E esses são apenas alguns elementos que explicam a ampla ressonância da idéia de abdução. Ela seria simplesmente uma variação da idéia de contato com os elementos necessários para explicar a ausência de evidências e ao mesmo tempo ser convincente (pode-se dizer que é um meme bem melhor projetado que o meme dos contatados).

Por outro lado, a própria noção de que a aceitação popular de uma idéia deva indicar sua veracidade é infundada, e a rigor não precisaria de refutação adicional.

Tags: , , , , , ,


About the Author

+



2 Responses to Abduções Alienígenas

  1. joao says:

    e muita burrise das pessoas pensa q estamos so no universo

  2. Pentelhando says:

    e escrever “burrise” é uma coisa muito “inteligenti”
    ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑