MENU

Projeto SETI x Ufologia

Ceticismo e Ufologia

6 de julho de 2009 Comments (8) Views: 3134 Ceticismo, Ufologia

Canetas BIC e extraterrestres

Um objeto tão simples e de uso tão cotidiano quanto a caneta BIC é uma prova evidente de que os extraterrestres não só nos visitam, mas que estão entre nós.

Permitam-me mostrar porque. O comprimento da caneta com a tampa colocada é de 150mm, e a distância entre a Terra e o Sol é de 150 milhões de km. A relação é evidente. As canetas BIC são objetos de culto solar introduzidas no nosso planeta por alguma civilização extraterrestre. Mas isso não é tudo. O comprimento da tampa da caneta é de 58mm, e se descontamos o que mede o ganchinho (a parte que serve para que a caneta fique pendurada), restam 35mm. Somamos as duas medidas e obtemos 93, que multiplicado por 2 dá 186, exatamente 40mm mais do que o comprimento da caneta sem a tampa (146mm). Ademais, a soma dos números do comprimento da tampa sem o ganchinho, 35mm (3+5), é 8, que é o diâmetro da caneta. Qualquer um pode ver que nestas proporções existe uma relação, e dessa relação tem que se derivar uma mensagem, provavelmente as chaves para a utilização de todo o poder e a energia do Sol.

E tem mais. Se somamos o comprimento da caneta sem a tampa, e o comprimento da caneta com tampa, obtemos o total de 296, que é exatamente a distância, em km, entre Recife e Natal pela rodovia. Caso alguém ainda duvide, a tecnologia necessária para construir rodovias é de origem extraterrestre (suponho que ninguém seja capaz de pensar que uns primitivos humanos poderiam desenvolver sozinhos uma tecnologia assim), e a relação entre essa tecnologia e as viagens interplanetárias encontra-se oculta nas mágicas proporções das canetas BIC. E não apenas isso, provavelmente todos os segredos do Universo estejam nessa caneta. Somando o resultado anterior, 296, com a medida da tampa sem o gancho, 35mm, temos 331, que multiplicado por 2 é 662, quase a Constante de Gravitação Universal salvo o correspondente fator de proporcionalidade (o valor desta constante é de 6,67 x 10-11, o erro pode ser devido bem a falta de precisão em nossas medições, ou bem a que a inteligência superior que criou estes objetos decidiu que era perigoso demais pôr conhecimento demais em nossas mãos).

Além do mais, o comprimento do gancho é de 23mm. Se somamos os números do comprimento total da caneta, 150mm (1+5+0), temos 6, que com os 23 do gancho resultam em 6,023, bastando acrescentar o fator de proporcionalidade 10-23 para obter o número de Avogadro. Com certeza poderíamos seguir estudando as características deste maravilhoso objeto vindo das estrelas, e encontraríamos assim respostas aos grandes enigmas da humanidade.

Por nossa parte, e trás muitos anos de pesquisa e análise das canetas BIC, podemos afirmar que estamos muito perto de descobrir o segredo da eterna juventude, a Pedra do Filosofal, e na melhor das hipóteses, o porque das pessoas tenderem a se aglomerar num mesmo ponto durante uma reunião social embora tenham muito espaço a utilizar.

***

Tags: , ,

8 Responses to Canetas BIC e extraterrestres

  1. daniel disse:

    mas tem q fazer essas contas nos dias ímpares, de lua cheia e com o vento vindo do leste. E vc tem q estar de quatro pra funcionar.

  2. Joaquim Fernandes disse:

    Caro(a)s Amigo(a)s,

    No âmbito de um a investigação levada a cabo no CTEC, da Universidade Fernando Pessoa, acaba de ser editada a antologia “De Outros Mundos. Portugueses e Extraterrestres no século XX”,

    uma visão multidisciplinar que, pela primeira vez, trata do ponto de vista científico esta controversa matéria, numa revisão das crenças, leituras e interpetações das experiências insólitas alegadas

    por cidadãos portugueses ao longo do século XX.

    São 19 trabalhos de 23 investigadores oriundos de várias universidades portuguesas e que legitimam assim uma abordagem única, pioneira, de um tema recuperado da marginalidade académica

    para o qual havia sido relegado.

    Mas, como disse Niels Bohr, Nobel da Física, “não há temas idignos de Ciências, mas métodos indignos dela”.

    Página da editora:

    http://www.planetaeditora.pt/

    Da Apresentação do volume:

    “Textos inéditos e fundamentais sobre “De Outros Mundos…”
    Ao longo do século XX, milhares de portugueses confrontaram-se com o inesperado e o desconhecido, vindos de algures. Cerca de 800 “encontros” súbitos, por vezes traumáticos,

    com “luzes” e objectos voadores vindos de algures, mas também com seres insólitos, estranhos, aparentemente pouco humanos…
    Dos arquivos do CTEC – Centro Transdisciplinar de Estudos da Consciência, da Universidade Fernando Pessoa, revela-se finalmente um retrato de “corpo inteiro” do

    ideário Extraterrestre, tal como foi sendo vivido entre nós, as suas experiências incríveis e as visões celestes” protagonizadas por cidadãos comuns.
    Um estudo único participado por experimentados investigadores e teóricos nacionais que se juntaram num projecto singular. Da antropologia à física, passando pela

    psicologia e a religião, variadas são as propostas de leitura e interpretação destas caprichosas “observações” e dos eventuais agentes que as provocam.
    Esta antologia, a primeira no seu género, em língua portuguesa, elaborada por uma vasta equipa de académicos nacionais, propõe-nos uma digressão por “outros mundos”

    que se atravessaram, subitamente, no quotidiano normal de pessoas normais. Uma visita guiada pela mão de especialistas, de diferentes disciplinas aos conceitos, ideias

    e imagens geradas em Portugal durante um século.

    De onde procedem estas “aparições” de fenómenos extraordinários que, durante décadas, espantaram e muitas vezes confundiram cidadãos de todas a idades e

    condições sociais em toda a geografia do território nacional? Um grande inquérito a um verdadeiro “mito” vivo: a ideia do Outro além de nós. Que origens, que

    evolução, que modelos foi revelando esse imaginário ET como parte integrante da nossa cultura contemporânea?

    Joaquim Fernandes – professor na Universidade Fernando Pessoa e co-fundador do Centro Transdisciplinar de Estudos da Consciência (CTEC). É licenciado em História

    pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, e mestre em História Moderna. Doutorou-se em História, com a tese “O Imaginário Extraterrestre na Cultura

    Portuguesa – do fim da Modernidade até meados do século XIX”, a primeira no seu género a ser apresentada numa universidade portuguesa e europeia.
    Autor de várias obras de investigação histórica, é co-editor da revista anual Cons-Ciências, e publica na Imprensa diária centenas de artigos referentes à Cultura Científica,

    tendo coordenado em 2008, a série televisiva “Encontros Imediatos” para a RTP 2, a primeira realizada no nosso país sobre a Cultura ET”.

    Votos de boa leitura !

    Cordiais cumprimentos,

    Joaquim Fernandes, Ph.D

    University Fernando Pessoa

    Praça 9 de Abril, 349

    4249-004 Porto

    Portugal

  3. Juca disse:

    concordo plenamente com tudo que foi dito, inclusive com aquela parte que diz como obter o numero do avogrado. Esse número por sinal é muito importante para o eu saber mais a respeito do interior intelectual da minha mulher. Ela diz muitas coisas que eu realmente náo entendo.

    Mas enfim, gostei muito da matéria e não sei como eu consegui viver até hoje sem essas preciosas informáções.

    Parabéns, e continue com a pesquisa, e cá pra nós, tem muita coisa misteriosa por ai, eu acho que a geladeira é um excelente objeto a ser estudado. Eu acho a geladeira um objeto muito bonito. Eu sou apaixonado pela geladeira aqui de casa, inclusive.
    Eu vou começar um estudo sobre a minha geladeira, e se caso alguém tiver uma dica, ou uma informação relevante, gentileza enviar-me.

    ps.: o meu e-mail também está sob investigação, ele apresenta muitos aspectos diversos que podem ter relação com o fim do mundo com que nós conehecemos e as piramides do egito.

    Juca da Silva e Santo

  4. niko disse:

    leia a teoria das canetas BIC na desciclopédia, é melhor e mais completa do que essa.

  5. Silvio disse:

    Sim, essas sondas espaciais mordeníssimas foram trazidas para cá por extraterrestres montados em jegues voadores de pelagem branca. Numa missão muito secreta e perigosa o capitão Coelhinho da Páscoa e o sub-tenente Pato Donald recolhem para os ET,S todas as informações de nossas vidas.

  6. Paulo da conspira disse:

    O mais interessante é que as canetas bic estão em todo o lugar elas estão pela nossa casa, escritorio e as veses até no nosso carro mas você se lembra de ter comprado alguma ves alguma caneta bic!
    É um fato, não podemos negar algo ou alguem esta por trais disso

  7. Dek_love19 disse:

    affffffff  mais a verdadeira historia é que as canetas tem nines ets dentro delas que quando estoram soltam uma gosma em vc qe é dificil de sair

  8. Sergio disse:

    Isso explica pq as tampa vem furada na ponta, antigamente era toda vedada, eles tiveram que liberar os sinais de comunicação com os ET devido ao grande numero de interferencia de satélites ao redor da terra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *