MENU

Formigas

“Cegueira de Escolha” e como enganamos a nós mesmos

5 de outubro de 2005 Comments (5) Views: 1566 Ceticismo, Ufologia

Made in USA

The secret truth behind U.S. built flying wing disc aircraft

Supostos documentos secretos recentemente vindos a público revelam, segundo este site, as verdadeiras origens dos discos voadores. Será que afinal os Estados Unidos estiveram a criar discos voadores durante sessenta anos, num projecto de um avião secreto, desenvolvido desde 1947? O site exibe alguns documentos da força aérea americana em que baseia as suas teorias e tem um conjunto de ilustrações baseadas nas descrições desses documentos.
[Da lista BURN]

Não conhecia essa, e é muito interessante, mesmo. E é plausível — ou pelo menos é plausível que ainda haja diversas aeronaves experimentais da USAF em forma de disco que ainda não tenham sido tornadas públicas.
Mas há diversos elementos estranhos, nos detalhes, e na história, principalmente.

Já de início, a história fala de um tal de “Jack”, dando a entender que é um pseudônimo. Mas nos supostos “documentos” vemos claramente que seria um tal de Jack D. Pickett. E vemos que se deram ao trabalho de censurar números de telefone dos documentos, mas aparentemente se esqueceram de censurar o “verdadeiro” nome de “Jack”. Que seria Jack mesmo.
Os documentos em si são apenas cartas supostamente escritas por Jack e Botz, duas pessoas que segundo a história supostamente viram as aeronaves em questão. Curiosamente não são exibidas nem mesmo as respostas oficiais a tais cartas. Forjar tais respostas seria um crime. Não sei exatamente se forjar supostas cartas enviadas a alguém também seria um crime. Imagino que sem forjar selos, postagem e afins, não seja.
Uma busca via Google mostra que o autor do website, das imagens, do texto — Mike Schratt — é de fato um sujeito bem envolvido com o tema de discos voadores terrestres e projetos secretos.
Em particular, Schratt é um dos promotores das lendas de UFOs nazistas. Ele as menciona no website em questão, e afirma que o inexistente cientista nazista Miethe estaria por trás de tudo.
Ainda sobre a história contada no website. Segundo Schratt, tais discos voadores da USAF seriam extraordinários, poderiam ir até a Rússia sem escolta, dispensariam bases, reabastecimentos…
O que difere um tanto do que o mesmo escreveu a um fórum:

Devido a problemas de estabilidade, este modelo em particular foi destruído, com a exceção dos últimos quatro restantes na base aérea de MacDill”.

A referência aos “problemas de estabilidade” é possivelmente uma referência ao problema real que cercou os projetos — também reais — de discos voadores AVRO.
O que mais me faz desconfiar de tudo é no entanto isto:
F-19 Revealed? By Mark McCandlish and Michael Schratt
O mesmo Schratt contando uma história sobre um outro militar aposentado que viu, por acaso, um outro projeto super secreto. No caso, um F-19. A mesma profusão de detalhes aparentemente técnicos, quase a mesma história.
De tudo isso, suspeito que Schratt tenha inventado a história, assim como criou as imagens — que abertamente admite serem apenas ilustrações. Talvez imagine que inventando tais histórias, tenha mais chances de conhecer algo concreto sobre projetos secretos. Esta bizarra lógica pode ter motivado mesmo a fraude dos “documentos” MJ12. Se você acha que algo é real e mantido em segredo, mas não tem provas; fraude algo similar, e espere para ser envolvido na trama verdadeira. Blefe.
Claro que é apenas uma suspeita. Talvez Schratt tenha realmente conhecido um tal de Jack Pickett, que realmente tenha visto tais aeronaves. A existência delas, repetindo, é plausível. À parte que elas expliquem todos os avistamentos de “discos voadores”; que tenham
sido criadas por nazistas; que tenham exibido características extraordinárias e sejam mantidas em segredo exatamente por causa disso; o que resta é plausível. Mas não seria nada especialmente novo.

Tags: , , , , , , , ,

5 Responses to Made in USA

  1. Andréia disse:

    Eu vi um documentário com o mesmo nome e conteúdo no Discovery.

  2. Nosophorus disse:

    Hallo, Mori!!

    Eu dei uma olhada na pesquisa que tu fizeste no Google sobre o tal Michael Schratt e vi que quando se escreve o nome dessa pessoa sem as aspas, como tu fizeste, os resultados retornados pelo Google são de 12000. Entretanto, usando as aspas (“michael Schratt”), os resultados retornados caem drasticamente: apenas 66. Eu não sou experiente no assunto e etc, mas considero que o tal Schratt não seja um expoente no assunto tratado.

    Busca:

    http://www.google.com/search?num=100&hl=pt-BR&rls=GGLG%2CGGLG%3A2005-34%2CGGLG%3Aen&q=%22michael+Schratt%22&btnG=Pesquisar&lr=

    []´s

    Nosophorus

  3. renato sartori disse:

    quantas coisas secretas do passado não estão totalmente conhecidas e explicadas atualmente? todas estas fotos de aeronaves experimentais que temos acesso hoje em dia, não eram secretas? acredito que se houvesse algo parecido com estas aeronaves , hoje em dia teriamos milheres de fotos delas, afinal nem tudo que é pesquisado realmente é produzido.

  4. Raphael disse:

    Por favor… dá pra ver que é montagem… as naves não tem textura e não a conformidade com o padrão de luz do resto das imagens… pura fraude…

  5. […] o avião D-558-2 Skyrocket, primeiro a ultrapassar Mach 2 — é novidade, mas já havíamos comentado o caso em outubro de 2005. As ilustrações são falsas, mas seu autor, Michael Schratt, admitia tal no […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *