MENU

Carro Voador na Austrália?

Meu encontro com um “paranormal”

26 de janeiro de 2006 Comments (6) Views: 2481 Ceticismo, Fortianismo, Ufologia

Weekly World News – notícias exclusivamente inventadas

Depois de ser reproduzida em uma matéria — sem nenhum comentário crítico — pelo jornal O TEMPO, a “notícia” da Nuvem do Caos ganhou outro impulso e se espalha neste exato momento pela rede. Já havíamos abordado a adorável historinha de ficção científica B em setembro do ano passado. À parte as inúmeras inconsistências e absurdos, uma olhada em sua fonte já bastaria. Vinda do tablóide norte-americano Weekly World News, sim, é um hoax, uma fraude, completamente inventado.
O WWN esteve por trás da história do viajante do tempo Andrew Carlssin — outro grande sucesso na rede — e desempenhou um grande papel na divulgação de outra lenda urbana clássica, anterior à popularização da internet, com as vozes do inferno.
O tablóide é divertidíssimo para aqueles que o lerem como se supõe que deva ser lido: no melhor estilo “Acredite se Quiser”. Ainda sem acreditar, pode-se rir com exclusividades como a foto abaixo:

É a reencarnação do presidente Kennedy como um nativo da Nova Guiné. Incrivelmente, seu rosto tem certa similaridade com a vida passada. A foto foi tomada de um pequeno livro japonês que comprei há pouco, repleto com as melhores (ou piores, tanto faz) histórias e fotografias publicadas pelo tablóide.
Greg Sandow já trabalhou uma semana no WWN, e descreve a divertida experiência em uma mensagem na lista UFOUpdates:

Sentados em um canto do edifício do National Enquirer em Lantana, Flórida, estão os em torno de vinte sujeitos que criam o Weekly World News, boas almas que aprenderam a sorrir e agüentar quando os funcionários do Enquirer dão uma passada, prendendo seus narizes para afastar o cheiro de má reputação. Afinal, como um cara do Enquirer disse a mim, com desdêm em sua voz, “Eles não checam suas histórias!”

“Checar suas histórias”? Caramba, como você pensaria que mundo inteiro soubesse agora, eles as inventam, à exceção de algumas pelas quais eles realmente investigam e relatam, ou reeditam das agências de notíci. Estes são na maior parte sobre sangue ou sentimento — ossos humanos encontrados em um armário da estação de ônibus, vamos dizer, ou um vaqueiro do Texas enterrado, como tinha desejado, com suas botas. Você pode sempre dizer quais histórias são inventadas. Apenas compare as legendas com o expediente de funcionários do WWN. Se o escritor for listado, a história é verdadeira, ou pelo menos tão verdadeiro quanto qualquer coisa que você leria em um jornal comum. Se o escritor não puder ser encontrado, então a história é ficção — ou “freelance,” como diz a expressão no WWN, o conceito sendo que os artigos realmente suculentos são submetidos por correspondentes freelance, e a realidade, naturalmente, sendo que “freelance” é o apelido no escritório para “ficcional.”

Como eu rapidamente aprendi, uma regra semi-oficial no WWN é que coisas científicas realmente malucas têm que ser creditadas a pesquisadores fora dos EUA, em um país onde o inglês não é a língua nativa, para que os leitores não possam checar facilmente as histórias. Assim, quando inventei um item sobre uma menininha que podia ler dois livros de uma só vez, um com cada olho, eu a fiz búlgara. Isso me permitiu inventar um cientista da universidade de Sofia, que podia especular que a pequena acadêmica talvez possuísse dois cérebros.

Pois bem. A história da nuvem do caos no WWN é de autoria de um tal “Mike Foster”. O jornalista Rob Borsellino tentou contatar Foster — com relação a outra de suas notícias bombásticas, “Pé-Grande de Duas Cabeças Baleado por Policial de Iowa” — apenas para descobrir que ele não existe. “É apenas um pseudônimo“.

Tags: , , , , ,

6 Responses to Weekly World News – notícias exclusivamente inventadas

  1. Nilson disse:

    Acho que você não é mineiro e talvez não saiba que este tal de jornal o Tempo é realmente algo que não merece credibilidade nenhuma. Aqui em Ouro Preto – quando era gorvernada por um prefeita considerada pela maioria com alguém de extrema incompetência – de Tempos em Tempos alguns jornais eram distribuidos gratuitamente pela cidade e na capa aparecia a manchete destacando as inumeráveis realizações da super prefeita mariza (notícia inventada e encomendada com certeza). Acho que pode-se ter certeza de que eles publicariam qualquer coisa se fosse bem pago ou se isto significasse mais jornais vendidos.

  2. Felipe Moro disse:

    Eu ja dei minha singela contribuição com a causa lá no fórum do Projeto Ockham: http://www.projetoockham.org/cgi-bin/yabb/YaBB.cgi?board=midia;action=display;num=1137170075

  3. bem, quando uma historia pode ser checada a verdade pode aparecer,o realmente ruim é quando uma historia esta calcada naquela celebre frase ¨credo quid absurdum¨tipo as aparições de virgens e coisas do genero.

  4. juarez s cunha disse:

    Sinceramente fiquei preocupado pois um meio de comunicaçao
    nao pode jogar no ar uma coisa dessa, pois existem pessoas
    perdem o interesse.
    esse tipo de notiçia e muito nociva para a populaçao e pode causar danos emoçionais em algumas pessoas.
    por favor tomen alguma providençia.
    grato juarez

  5. […] a lenda que o Homem-Encilopédico da Gávea seria Andrew Carlssin. A sério, resolvi checar os números no tapume, investigando mais este mistério de nossa […]

  6. Camila disse:

    muito engraçado….. muito bom para a minha entrevista… “UM HOMEM” “UM RATO E OS RATOS” E ” NOTÍCIAS INVENTADAS”….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *