Comentando o post anterior sobre a “Fantástica Fábrica de Tijolos“, Herbert Rocha mencionou o parque arqueológico localizado no município de Cabaceiras, Paraíba, conhecido como Lajedo do Pai Mateus, “que apresenta algumas destas formações rochosas que desafiam a nossa razão. É impossível não observar estas formações rochosas e nos perguntarmos ‘como foi possível?'”

Rocha continua: “Tive a oportunidade de visitar tal local e tenho que admitir que pessoalmente a experiência é ainda mais impressionante. Cabe destacar o próprio Lajedo do Pai Mateus, que é formado por uma enorme formação rochosa de centenas de metros de extensão e dezenas de metros de altura, adornada por pedras redondas e de outros formatos orgânicos, pesando dezenas de toneladas cada uma. Em algumas delas podemos ver pinturas rupestres de um povo pré-histórico que habitava a região a mais de 10 mil anos. Embora a região tenha sido habitada no passado, todas as formações rochosas são de origem natural. Inclusive os abrigos existentes abaixo de algumas rochas e dos estranhos “furos” que existem abaixo de algumas rochas, que apresentam um diâmetros de 70 cm e que são profundos o suficiente para abrigar um ser humano em pé”.

“Mas das formações rochosas existentes no parque, a mais impressinante é a “Saca de Lã”. Uma estrutura piramidal formada por rochas emplihadas como tijolos, com aproximadamente 40 metros de altura, de origem natural… sem nunca ter tido a interferência humana na sua formação”.

Isso mesmo: a formação na imagem acima, composta de enormes blocos aparentes com ângulos retos, de 40 metros de altura, é natural!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *