Tablóides britânicos como o “Daily Mail” ou o “The Sun” são, ou deveriam ser, bem conhecidos como fontes nada confiáveis de notícias. De fofocas e escândalos a abordagens nada sérias do paranormal e ufologia, a estes veículos interessa mais a polêmica, seja ela verdadeira ou não, do que a credibilidade.

Ainda assim a mais recente barrigada destes desperdícios de papel e tinta é impressionante.

“Um operário, [John Fores], demolindo uma escola antiga descobriu esta assustadora imagem de um menino na fotografia tomada com um telefone celular no local”, anunciou o The Sun. “O zelador Gordon Bradshaw, 54 anos, disse que [a escola] tem uma fama de ser mal assombrada. … Rob Taylor, da Sociedade de Fantasmas Paranormais de Hull, disse: ‘Nunca vi algo tão claro e distinto como o menino nessa foto”, desinformava o Mail.

Ao contrário do que os tablóides noticiaram, poucos levaram a imagem a sério, incluindo aí parapsicólogos e defensores de fantasmas. E foi um destes sites online que logo indicou que a imagem do fantasma era parte de um aplicativo gratuito para o iPhone que insere fantasmas automaticamente em qualquer foto.

É o “Ghost Capture“:

Você pode encontrar o menino fantasma na série de espectros que podem ser inseridos em um clique no celular? Ironicamente, os autores do programa são a companhia chamada “Ghosts Don’t Exist“, ou “Fantasmas Não Existem“.

Tudo indica que alguém simplesmente utilizou o aplicativo para inserir o fantasma nas imagens da demolição da escola. Mas quem? Descoberta a fraude, o operário Fores diz ao jornal local que:

“Durante a demolição alguns de nós estávamos tomando e trocando fotos enquanto montávamos um portifólio do trabalho. Uma das pessoas deve ter me enviado a foto, e eu não notei [o fantasma] até que fossem baixadas para o computador. Eu pensei que fosse autêntica”.

Realmente, o celular que Fores exibe não é um iPhone, mas é interessante notar como o pequeno e conveniente detalhe de que não foi ele a capturar a imagem, e de que nem parece saber quem realmente tirou a foto — e fraudou a imagem — surge apenas agora.

“Eu fiquei incomodado”, conta Fores. Certo.

Vale notar que há vários outros aplicativos para inserir todo tipo de imagens em fotos, de mais fantasmas, como o GhostCam, até discos voadores. Alguns exemplos: UFO Prank, UFO Sightings e UFO camera. Para quem duvidava que estas fraudes automáticas algum dia conseguissem confundir alguma pessoa…

Sempre há os tablóides britânicos para testar os limites da credulidade. [via Marcianitos Verdes, Ghost Theory]

Comments

  1. O ruim é que sempre vai existir alguém que viu a foto, acreditou e não soube quando a  fraude foi encontrada. Morrerá acreditando ser verídica e provavelmetne espalhando a ‘notícia’ de que fantasmas realmente aparecem em fotos. Portanto esse tipo de brincadeira deve ser evitado sempre!

  2. porque alguem tiraria foto d um vaco, com uma camera de celular?
    sem cabimento! da pra percebe q o garoto esta devidamente colocado no canto direito da imagem, sem trisca os pés no chao… e ainda fasendo pose pra foto
    rsrsrs…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *