Filme de ritual de encolhimento de cabeça confirmado?

Em 1962, o explorador polonês Edmundo Bielawski registrou na floresta amazônica o ritual de encolhimento de cabeças da tribo Juar: uma forma macabra que os nativos acreditavam ser necessária para impedir que o espírito maligno do inimigo buscasse vingança.

A cerimônia envolvia a manipulação da cabeça da vítima, com a separação da pele e couro cabeludo do crânio, e seu repetido cozimento com posterior secagem ao sol até que adquirisse um pequeno tamanho. Os olhos eram costurados e os lábios presos com agulhas de madeira.

A National Geographic Society em um novo documentário para seu canal obtém confirmação, incluindo de um nativo sobrevivente da tribo, de que o ritual seria mesmo praticado e o registro seria autêntico.

5 comentários sobre “Filme de ritual de encolhimento de cabeça confirmado?

  1. Muito interessante este ritual.
    A alguns anos atrás aqui em Campinas foi fundado um museu para a cultura indigena e na coleção continham algumas destas cabeças.
    Infelizmente como o Brasil é o túmulo da razão estes artefatos foram roubados e hoje servem de enfeites na casa de um povo que não consegue se comportar como gente.

  2. Fator antropologico que remansce aos dias de hoje.
    Afinal,porque espantar-se com tal forma de encolher a cabeça,se hoje em nosso pais tal pratica é diariamente feita (com outra tecnica) por milhões de pessoas que assistem a programas como o big brother.

    ahh….não é esse tipo de cabeça encolhida que falamos?
    Desculpe.

  3. Hahaha…ótimos comentários.

    Como sempre,a cultura ocidental, superior e civilizada, acha que qualquer ritual que expresse crença “macabro”. Como se não tivesse sentido,para eles.
    Macabro é um governo como o dos EUA achar correto bombardear inocentes para livrar seu povo ‘do terror’.Ou torturar pessoas ‘suspeitas’.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *