“Além de Darwin” hoje, no Programa do Jô

darwin_programajo

O autor Reinaldo José Lopes será um dos entrevistados desta noite de quinta (25/03) no programa do Jô apresentando seu livro de divulgação científica sobre “o que sabemos sobre a história e o destino da vida”! Como anuncia no Carbono 14, do ScienceBlogs Brasil:

“Quem quiser me ver falando de algumas das histórias mais divertidas do meu livro "Além de Darwin" — patos bem-dotados, parasitas que manipulam a mente de seus hospedeiros, corvos que fabricam ferramentas e polvos muito, muito espertos — deve ficar de olho no Programa do Jô desta madrugada. Aparentemente o célebre Gordo foi com a minha cara e eu ganhei dois blocos ;-)”

Apenas as entrevistas mais deliciosas costumam ganhar dois blocos, e uma com ciência no meio? Programa imperdível, que segundo a programação da Globo deve iniciar às 1h10 da manhã.

Para quem não puder assistir, tentaremos disponibilizar ou indicar o vídeo nesta mesma página assim que estiver online. E Reinaldo já avisa: “quem quer adquirir o livro com descontão, frete grátis, autógrafo e dedicatória só precisa me perguntar como no e-mail [email protected]“.

Já criticamos as declarações de alguns convidados do programa ““ desde os que falam de viver de luz aos CDs em Marte ““, nada mais justo do que celebrar e promover participações que sabemos de antemão que serão sensacionais. Vale uma insônia.

Atualização 28/03/2010: Confira os vídeos da entrevista, na Globo.com:

Ou no Youtube, em quatro partes: Parte 1, parte 2, parte 3, parte 4.

reinaldojo

15 comentários sobre ““Além de Darwin” hoje, no Programa do Jô

  1. Não vi esta, mas no meio da semana, quando assitia o Jornal da Globo, vi anunciar entrevista com o Marcelo Gleiser e animei esperar , resultado: pura decepção.

    Minha conclusão:

    Os editores devem pagar o bloco para os escritores propaganderem os seus livros.

    O Jô falou um monte de besteiras, mal deixou o Marcelo falar.

    Senti que o Gleiser fazia um esforço sobrehumano para não entrar em nenhuma polêmica religiosa ou para não se parecer um cético ou, deus que nos livre, um ateu.

    O Jô fez referências a Jesus Cristo, fim do mundo e outras bobagens. Disparou perguntas sobre um monte de coisas absurdas e parecia acreditar que um cientista bem sucedido é uma espécie de oráculo para dar dicas tranquilizadoras a pobres espectadores com poblemas de insônia.

    O pobre cientista tolerou – mas, creio eu, que no fundo da sua mente ele tinha vontade de pular naquelas idéias que o Jô insinuava e esganá-las… Porém, bem sabe ele, que um ataque às idéias é algo entendido pelo grande público como um ataque a quem as expressa e, falta de humildade, não vende livros.

    O livro é algo sobre a imperfeição do mundo, acho que vale a pena comprar, mas a perfeição (cordialidade, respostas medidas e humildade) da entrevista foi deprimente (coisas deste mundo estranho).

    1. Em primeiro lugar, cada um pode ter sua própria concepção de Deus. Se ele é católico mas critica o criacionismo, provavelmente enxerga as coisas de uma forma diferente, não ao pé da letra, o que é aceitável.

  2. Assisti a entrevista e não gostei… Não achei que ele aborda o assunto de forma científica… pareceu algo “de brincadeirinha”. Enfim, minha opinião.

  3. Nem assiti a toda entrevista, não achei que fosse me acrescentar algo além do que já li e estudei, e no mais fiquei receoso em acreditar em alguem que se diz científico mas é crente na divindade…Não que alguem assim não seja confiável, mas sobre este assunto é praticamente impossível levar alguém assim a sério.

  4. “Não que alguem assim não seja confiável, mas sobre este assunto é praticamente impossível levar alguém assim a sério” Deve ser impossivel pra uma pessoa do seu altissimo Q.I,não é Fernando? eu penso em quanta gente genial que levava a divindade a sério e te leio escrevendo essas barbaridades.
    É por essas e outras que não se pode levar o ateismo a sério…

  5. Calma pessoal. O fato dele acreditar em Deus e ser católico não o desmerecem como conhecedor do assunto Evolução.

    E evolucionismo não implica necessariamente em ateísmo, assim como catolicismo não implica necessariamente em criacionismo. Achei a entrevista legal, porém concordo que não me acrescentou nada, mas valeu pelo espaço aberto e reparem que a platéia se mostrou muito interessada em participar.

    Ponto positivo para a Ciência. :)

  6. Pessoal,

    Recebi o livro (Além de Darwin) do Reinaldo José Lopes em minha casa, enviado, dedicado e autografado pelo escritor. É um diferencial enorme, em minha opinião.

    Só tenho a dizer que me senti em outro mundo, cercado de pessoas que confiam nos demais e que compartilham boas idéias com sua espécie. Foi estranho.

    Um abraço a todos.
    Alessandro Bornato
    [email protected]

  7. As pessoas estão começando a ficar nervosas, não dou um mes para ter cristãos e ateus aqui discutindo, chingando um a mãe dos outro…
    o que a contece é que as escolas deviam ensinar as duas Teorias, e basta o aluno ver e decidir qual é a mais natural para ele… do mesmo jeito que o nerdizinho “dando tick nervoso” falou que as escolas estão “Empurrando” o criacionismo, hoje em dia, as escolas, pelo menos do Brasil, empurram evolucionismo, que ao meu ver, tem varias contradições, e uma teoria se afirma acima de outra teoria… agora há de ter algum ateu lendo este comentario e ficando irritado, ou um religioso concordando com que eu falei, mais eu só mostrei “minha” opinião, até mais…

  8. Igor, gostei da sua opinião e sugestões, mas deixar que crianças ou adolescentes decidam o que seguir sem ter o discernimento embasados em lógica e bom senso…

  9. Karlos Junior, realmente você é muito inteligente, raciocina as coisas separadamente e vê positivamente o que pode ser construtivamente acrescentado de forma extremamente imparcial. Vou esforçar-me para pensar da mesma forma. Obrigado

  10. Igor. Ensinar Evolucão e Criacionismo seria a mesma coisa que ensinar Heliocentrismo com Geocentrismo. Evolução é ciência, Criacionismo é crença.

    Nas escolas somente a ciência tem de ser válida. Quer aprender Criacionismo? Que vá para uma igreja!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *