Era desconhecida, pelo menos, porque em poucas horas ““ uma eternidade em tempos de Internet ““ a criatura já havia sido identificada. São colônias de vermes tubificídeos, Tubifex, menores que uma bola de tênis. Isto é, não é uma única criatura gigantesca prestes a fagocitar humanos, como o vídeo parece sugerir. São sim pequenas massas de centenas de vermes presas na tubulação de esgoto em Raleigh, Carolina do Norte, EUA.

A identificação, feita pelo Dr. Timothy Wood a DeepSeaNews e também por Roberto Takata ao Massa Crítica, já foi confirmada por Ed Buchan, coordenador ambiental do departamento de serviços públicos à TV local, News 14 Carolina.

Segundo Buchan, as colônias de vermes se fixam a raízes que penetram em junções mais frágeis da tubulação. Já haviam sido vistos antes pelos biólogos locais, embora filmá-los não seja tão comum. “Eles parecem responder à luz da câmera, que é bem quente”.

Tubifex (vídeo acima) em si são inofensivos, usados comumente como comida de peixes, e é provável que tenham chegado ao esgoto vindos diretamente de um aquário.

A tubulação de esgoto em que os vermes foram encontrados é parte de um condomínio privado, assim não cabe às autoridades decidir remover as colônias. “Você tenta manter os tubos tão limpos quanto possível, independente do que há lá. Por outro lado, as colônias de vermes não parecem estar causando qualquer entupimento”, disse Buchan. Provavelmente permanecerão por lá.

O comportamento de uma série de organismos aparentando um único organismo maior é interessante em si mesmo. Cardumes no mar e pássaros em vôo são belos exemplos, bem estudados, mas no campo do pegajosamente nojento, podemos lembrar aqui de amebas.

Uma espécie em particular, P. polycephalum, unicelular mas com muitos núcleos é mesmo capaz de “resolver” um labirinto, encontrando o caminho mais curto da entrada à saída.

ameba_labirinto

O segredo está no alimento colocado nas duas extremidades. A ameba rapidamente converge para o caminho mais curto entre eles. A pesquisa, publicada na revista Nature em 2000, rendeu aos pesquisadores o prêmio IgNobel de ciência cognitiva.

Amebas P. polycephalum podem ser tão inteligentes quanto os vermes T. tubifex são perigosos, mas agora você sabe que amebas podem resolver labirintos e comida de peixe pode assustar muitos pela Internet.

O vídeo da “criatura” da Carolina do Norte, curiosamente, alcançou maior atenção pela rede quando divulgado pelo blog io9, da mesma rede de blogs que no ano passado havia divulgado o Monstro de Montauk, um guaxinim.

ATUALIZAÇÃO: Duas imagens complementares de vermes Tubifex devem esclarecer o vídeo de vez.

tubifex1

tubifex2

São deliciosos Tubifex vendidos por Kg no Japão.

Comments

  1. interessante , nunca tinha visto uma coisa como estas , encontrei esse video no site issoébizarro e fiquei curioso a respeito …
    Pelo que vi essa colonia de vermes não apresentam nenhum perigo a nós mesmo estando em nossas ” tubulações e canos ” ( não necessáriamente em nossos ) .

  2. Um ser bem nojento,mas como sabemos, anomalias acontecem frequente mente em lugares fechados ou escuros, assim como no mar existem peixes tão estranhos não é de se assustar como um ser como esse :X

  3. Tubifex (Tubifex tubifex) são pequenos vermes avermelhados que vivem no fundo dos mares, lagoa e rios em diversos continentes. Os tubifex medem em torno de 1 centímetro e formam colônias muito densas de em torno de 20 cm de tamanho. Os tubifex são largamente utilizados em aquariofilia como alimento vivo para peixes ornamentais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *