MENU

Consequências Práticas do Ceticismo Filosófico

Cientistas chineses filmam OVNI por 40 minutos? Não.

4 de setembro de 2009 Comments (18) Views: 3847 Ceticismo

OMS adverte contra o uso da homeopatia

homeopatia_

“A Organização Mundial de Saúde (OMS) endossou uma carta enviada pela organização Voice of Young Science Network, condenando a promoção do uso de homeopatia para o tratamento de malária, tuberculose, Aids, influenza e diarreia infantil em países em desenvolvimento, principalmente na África ao sul do Saara. Segundo a rede, formada por jovens profissionais da medicina interessados em pesquisa e ligada a uma ONG que promove tratamentos de saúde que já tenham sido comprovados, a promoção da homeopatia nesses países põe em risco a vida dos pacientes. Segundo a OMS, a homeopatia "não tem lugar" no tratamento dessas doenças”.
[Fonte: OMS alerta para risco de homeopatia contra Aids e malária, O Globo]

Traduzimos abaixo a carta enviada pela ONG aos ministros de saúde. Que tal repassar e enviar também para as autoridades nacionais, em especial o Conselho Federal de Medicina, que reconhece a homeopatia como especialidade médica?

“Caro Ministro de Saúde,

Estamos escrevendo para alertá-lo aos comentários recentes da Organização Mundial de Saúde (OMS) de que não recomendam o uso da homeopatia para HIV, tuberculose, influenza e diarreia. Como um grupo de jovens médicos e pesquisadores do Reino Unido e África, escrevemos à OMS em junho deste ano levantando questionamentos sobre a promoção agressiva da homeopatia para essas doenças sérias, que colocam vidas em risco (www.senseaboutscience.org.uk/index.php/site/project/331/).

Recebemos as seguintes respostas:

Dr. Mario Raviglione, diretor, Departamento de fim à Tuberculose, OMS: “Nossas orientações para administração e tratamento baseadas em testes, além dos padrões internacionais para o tratamento de tuberculose, não recomendam o uso da homeopatia”.

Dr. Mukund Uplekar, Sistemas de Estratégia e Saúde TB, OMS: “As orientações baseadas em evidências da OMS no tratamento da tuberculos… não dão lugar a remédios homeopáticos”.

Dr. Teguest Guerma, Diretor Ad Interim, Departamento HIV/AIDS, OMS: “O departamento de HIV/AIDS da OMS investe recursos humanos e financeiros consideráveis (…) para garantir o acesso de informação médica baseada em evidências a a tratamentos comprovados, eficazes e seguros para o HIV… Deixe-me terminar parabenizando os jovens médicos e pesquisadores de Sense About Science pelos seus esforços para garantir que abordagens baseadas em provas para tratar e cuidar de pessoas vivendo com o HIV”.

Dr. Sergio Spinaci, Diretor assistente, Programa Global de Malária, OMS: “Obrigado pela fabulosa documentação e pela denúncia nesta questão… O programa Global de Malária recomenda que a malária seja tratada seguindo as orientações da OMS para o Tratamento da Malária”. (Essas orientações não incluem qualquer uso de homeopatia”.

Joe Martines, em nome da Dr. Elizabeth Mason, diretora, Departamento de Saúde e Desenvolvimento Infantil e Adolescente, OMS: “Não encontramos nenhuma evidência até hoje de que a homeopatia traga qualquer benefício no tratamento da diarreia em crianças… a homeopatia não foca no tratamento e prevenção da desidratação – em total contradição com a base científica e nossas recomendações para o controle da diarreia”.

O escritório da Dr. Margaret Chan, diretora geral da OMS, declarou em 14 de agosto de 2009 que estas respostas “expressam claramente a posição da OMS”.

Pedimos que você divulgue estes conselhos às agências de saúde em seu país e se junte a nosso esforço para combater a promoção de terapias ineficazes como a homeopatia (que raramente contém qualquer ingrediente ativo) para estas doenças sérias. Por favor contate-nos caso queira discutir este assunto.

Atenciosamente,

Julia Wilson
Em nome da rede Voice of Young Science
Sense About Science, Londres
Marianne Baker
Estudante de pós-graduação
Programa de Patologia Molecular do Câncer, Cancer Research UK
Harriet Ball
Estudante de pós-graduação
Instituto de Psiquiatria, King’s College London
Dr Vitor Bernardes Pinheiro
Career development fellow
Medical Research Council UK
Julie Bristow
PhD Student
Working on control of the vector of trachoma, Durham University
Duncan Casey
PhD student
Department of Chemistry, Imperial College London
Dr Meera Cush
Toxicologist
The Health Protection Agency
Dr Oliver Fenwick
Research Associate
Department of Physics, University College London
Dr Melissa Friswell
Postdoctoral Research Associate
Deptartment of Clinical Gastroenterology, University of Liverpool.
Dr Melita Gordon
Senior Lecturer and Consultant in Gastroenterology
University of Liverpool Gastroenterology Unit
Previously Research Fellow, College of Medicine, Blantyre, Malawi
Dr Robert Hagan
Postdoctoral Research Fellow
Biomolecular Scientist, University of St Andrews
Evelyn Harvey
Biochemist and Medical Writer
Andrew Johnston
Neuroscientist and Neurogeneticist
Dr Tina Kresfelder
Post-doctoral Fellow
Department Medical Virology
University of Pretoria, South Africa
Jennifer Lardge
PhD Student
Department of Physics, University College London
Dr Simnikiwe Mayaphi
MMed (Virology) student
Department of Medical Virology
University of Pretoria, South Africa
Dr Daniella Muallem
Postdoctoral researcher
Department of Neuroscience, Physiology and Pharmacology, University College London
Dr Michael Ofori
Research Associate
Noguchi Memorial Institute for Medical Research, University of Ghana
Bobby Ramakant
Health and Development Networks Key Correspondent, India
Dr Blanka Sengerová
Postdoctoral researcher
Weatherall Institute of Molecular Medicine, University of Oxford
Juliet Stevens
Medical Student, University of Oxford
Currently on placement at Somerset State Hospital, Cape Town, South Africa
Harriet Teare
DPhil Student
Organic Chemistry, University of Oxford
Dr. Marietjie Venter
Senior Lecturer
Department Medical Virology
University of Pretoria, South Africa
Tom Wells
PhD Student
Department of Chemistry, Imperial College London
Patrick Woodburn
PhD Student
London School of Hygiene and Tropical Medicine
Formerly a medical statistician with the Medical Research Council in Uganda for three years.

Nosso pedido para divulgação também é apoiado pelos seguintes peritos e organizações:
The AIDS Care Watch campaign (ACW)
www.aidscarewatch.org – a civil society partnership of over 400 organizations
Dr NJ Beeching
Senior Lecturer and Clinical Lead in Infectious Diseases
Tropical and Infectious Disease Unit
Royal Liverpool University Hospital
Dr Peter Flegg MD, FRCP, DTM&H
Consultant Physician
Department of Infectious Diseases
Victoria Hospital
Stephen Graham
Associate Professor
Centre for International Child Health
University of Melbourne
Marianne Johnson
Director
AidCamps International
Celina Menezes
President – World Care Council Asia
President – Delhi Mahila Samiti (a women forum of Delhi Network of Positive People)
Dr Alastair Miller MA FRCP DTM&H
Consultant Physician
Tropical & Infectious Disease Unit
Royal Liverpool University Hospital
Beri Gisela Ntam
Strategic Humanitarian Services in Cameroon
Billian Nyuykighan
Program Co-ordinator
Strategic Humanitarian Services in Cameroon
Ndzerem Stephen
Director and Development Analyst
Strategic Humanitarian Services in Cameroon

Signatories are on an individual basis unless otherwise stated

Julia Wilson
Development Officer
Sense About Science
25 Shaftesbury Avenue
London W1D 7EG
Registered Charity No. 1101114
Tel: +44 (0)20 7478 4380
www.senseaboutscience.org
Sense About Science is a small charity that equips people to make sense of science and evidence. We depend
on donations, large and small, from people who support our work. You can donate, or find out more, at
www.senseaboutscience.org/donate

Mais informações, incluindo a cobertura mundial da mídia à valorosa ação da ONG britânica, podem ser lidas em sua página.

Tags: , , , ,

18 Responses to OMS adverte contra o uso da homeopatia

  1. Igor Santos disse:

    Kentaro, eu estou preparando um documento para enviar para o CFM com o apoio de alguns médicos.
    Infelizmente a decisão de incluir homeopatia (e acupuntura) como especialidade médica foi movida por interesses políticos, mas a manutenção, ao meu ver, é apenas inércia.

  2. Carlos Magno disse:

    Engraçado como céticos adoram torcer as coisas. A OMS já cansou de se manifestar favoravelmente aos tratamentos alternativos e inclui a homeopatia no rol das ciências médicas, deixando a critério dos governos sua regulamentação.

    Agora vem o Mario Ravigkione diretor do departamento Stop TB (Para a tuberculose), da OMS, e diz: “Nossas orientações para administração e tratamento baseadas em testes, além dos padrões internacionais para o tratamento de tuberculose, não recomendam o uso da homeopatia”.

    Vejam bem ele não é a autoridade máxima da OMS e NÃO RECOMENDA. Aí vem os céticos aloprados e dizem que a OMS “condena”.

    Tem mais: vem um suposto porta-voz do departamento de saúde da criança e adolescente da OMS dizendo que “até agora não encontramos nenhuma prova de que a homeopatia traria qualquer benefício”. Bonitinho ele, não? Desde quando céticos vão achar graça na homeopatia? E quede o nome da figura? Quem é ele no cenário das ciências? Ninguém sabe…

    Então os inimigos da homeopatia, aqueles mesmos mecanismos mundiais ligados aos grandes monopólios internacionais de medicamentos, trazem na algibeira declarações ofensivas de médicos e pesquisadores contra a homeopatia na tentativa de barrar sua ação. Ora, quem não sabe que esses laboratórios e agregados são biliardários e se negam a fornecer medicamentos de graça ou a preços de custo para os países de populações abaixo da linha da pobreza? Temem perder a hegemonia e os trilhões de US$ que já estão começando a perder. São cruéis, desumanos e poderosos.

    E tem gente que vem dizer que a homeopatia é aceita por manobras políticas! A homeopatia? Acordem obtusos!

  3. Fernanda disse:

    @ Carlos Magno

    Quer coisa mais cara que um frasquinho só com água e álcool vendido como medicamento?
    A única explicação plausível que já me deram até hj para a regulamentação da homeopatia é a desoneração do servico público no que diz respeito àquelas pessoas que tem doenças leves de fundo emocional.
    Dá conforto emocional para a pessoa receber uma receita médica e uma atenção redobrada por parte do médico – o homeopata geralmente conversa mais com o paciente e isso se reflete no seu bem-estar.

    Agora.. considerar que a homeopatia é injustiçada por pessoas céticas com interesses financeiros obscuros é no mínimo ingenuidade. Afinal, não vivemos mais no séc. dezoito e o método científico está aí para derrubar mitos.

  4. Carlos Magno disse:

    “Quer coisa mais cara que um frasquinho só com água e álcool vendido como medicamento?”
    “Dá conforto emocional para a pessoa receber uma receita médica e uma atenção redobrada por parte do médico – o homeopata geralmente conversa mais com o paciente e isso se reflete no seu bem-estar.”

    Fernanda, nota-se facilmente que você é expert em assuntos de homeopatia e interesses multinacionais. Alías, nada surpreende vindo de céticos, pois são conhecedores profundos de todas as coisas, não só por teoria doméstica como por irrepreensível pragmatismo. Grato por se pronunciar com tanta sapiência!

    Hare Baba!

  5. Carlos Magno disse:

    Deu no Estado de São Paulo:

    Ministério da Saúde questiona eficácia do Tamiflu.

    Levantamento preliminar realizado com pacientes graves com suspeita ou confirmação de gripe suína no Rio Grande do Sul levou o Ministério da Saúde e a Secretaria Estadual a relativizarem a importância do oseltamivir (Tamiflu) no combate à doença. Os dados mostram que o número de mortes foi semelhante entre os doentes que receberam o remédio nas primeiras 48 horas, como recomenda a bula, e após esse período.

    De um total de 83 pacientes avaliados, 36,1% foram medicados com o Tamiflu nas primeiras 48 horas, 38,5% depois desse período e 25,3% não o receberam. No entanto, os dois primeiros grupos tiveram número semelhante de mortos: 12 e 14, respectivamente. Entre aqueles que não tomaram a droga houve apenas seis mortes. Segundo o secretário de Vigilância em Saúde do ministério, Gerson Penna, os dados desfazem o mito em torno do remédio. “Só o que salva é a vacina”, afirmou durante evento sobre a gripe no último sábado, em SP.

    Vige!! Imagina que o Tamiflu não é frasquinho de álcool com água. Se fosse heim?

    “Só o que salva é a vacina”. Vamos torcer pela eficácia da vacina, pois se não funcionar e a vacina homeopática continuar funcionando, o que dirão?

  6. Joanna disse:

    Sr. Carlos Magno,

    Com todo o respeito à sua pessoa, no meu entender já madura e experiente, gostaria que indicasse onde posso encontrar dados comprovados de cura com utilização de homeopatia nocasos de tuberculose,malária,AIDS e câcer.

    Com certeza seria muito proveitoso para calar a boca desses céticos ignóbeis e suas conspirações materialistas.

    Obrigada

  7. Carlos Magno disse:

    Sra Joanna:

    No meu entendimento, e com todo o respeito a sua pessoa estudiosa, certamente profissional da nobre área médica, não saberia indicar-lhe, e nem faria essa heresia a alguém cético, a não ser para sugerir-lhe que procurasse nos consultórios médicos homeopáticos, em sites, ou em centros espiritas cardecistas alguma referência.

    Acho, e não afirmo, veja bem, que lhe serviria de ótimos elementos conceituais as experiências com espíritas,(crentes burros segundo céticos notáveis) se deles se dispusesse ouvir casos de curas.

    Entretanto, se por um infortúnio o preconceito assolar-lhe a mente, não vá e não faça qualquer esforço no sentido de reprovar o que veria, ouviria ou anotaria. Entenda isso somente como humilde sugestão, em absoluto como uma tentativa de direcionamento.

    Esperando de alguma forma ter sido de utilidade, envio-lhe cordiais e sinceras saudações.

  8. J. Fonseca disse:

    O sujeito entra em um site chamado CETICISMO ABERTO e fica criticando o método cético de pensar (o que é redundante, mas vamos facilitar para o amigo).

    Caro, se não concorda com o exposto aqui, suma. Aliás, primeira regra da internet (que estou descumprindo, admito) NÃO ALIMENTE OS TROLLS.

    Se por algum motivo, o que acho pouco provável, a homeopatia vier a ser desregulamentada você nem será prejudicado, já que um remédio homeopático você pode fazer em casa mesmo, e para tornar-se um “especialista” na área não lhe tomará muito tempo, não há muito o que estudar e pesquisar.

  9. Carlos Magno disse:

    Olhe, João, já nos conhecemos de outro blog, claro, bem como a Joanna que usou esse nick. No Brasil ainda vivemos um estado democrático e me proponho sempre a discutir idéias e assuntos, não pessoas. Mas se você acha que discutir a relevância da homeopatia num blog cético é “do not feed the troll”, então minhas condolências, pois você é um defensor confesso do autoritarismo e dos monopólios. Portanto, está mais do que claro que você realmente não vem aqui para dialogar senão impor.

    E eu sinto muito ter de dizer-lhe que ceticismo só é ceticismo porque nele tudo é discutível e nada é absoluto.

  10. Tiago disse:

    http://www.anovaordemmundial.com/search/label/medicina%20natural

    Apenas leiam o primeiro parágrafo de cada post e tirem suas conclusões.

    Interesse político é isso que estão fazendo, usando uma Organização de influência Mundial para disseminar a idéia de que somente os medicamentos produzidos pelos “monstros” dos grandes laboratórios é que fazem efeito.

    Porque será então que os desenvolvedores da vacina contra o H1N1 se recusam a tomar a vacina?

    Por que será???

    Mais um link pra quem ainda tem dúvida…

    http://www.youtube.com/watch?v=vSyTwEP-cc4&feature=PlayList&p=7A888E9DF53C7210&playnext=1&playnext_from=PL&index=2

  11. FoX disse:

    @ Carlos Magno

    Você poderia primeiramente citar em que momento da matéria, algum “cético aloprado” disse que CONDENA a homeopatia.
    A não ser que tenhamos lido matérias e comentários diferentes.
    Quanto ao Tamiflu, acredito que a retratação por parte do Ministério da Saúde demonstra no mínimo, atenção aos medicamentos em uso.
    Porém, o Ministério de retratou quanto ao problema de um medicamento, mas o que dizer quando a Organização Mundial de Saúde alerta quanto ao uso de UM MÉTODO?
    Pelo tom agressivo de seus comentários, você se mostra paciente ou quem sabe até um “médico” que faz uso da Homeopatia.

    Concordo com os comentários da Fernanda.
    Muitas pessoas acreditam estar com algum problema, quando na verdade não possuem nada ou no máximo possuem algo o qual não necessita de medicação e assim, buscam algum caminho, encontrando então a homeopatia pra curar-se de algo que nunca existiu.

    Algumas pessoas “acordam” dessa ilusão, outras não.
    Como diz aquela frase -“o ignorante acredita estar sempre certo de tudo, enquanto o sábio permanece em dúvida”.

    A ciência é feita disso, afinal como seria se ainda acreditássemos que nosso planeta é um completo plano e não um círculo?

    Lembrando, que o alerta foi feito por um órgao chamado Organização MUNDIAL de Saúde.
    Não simplesmente um “clube do bolinha” composto por um ou outro “cientista”.

    Sinceramente, bons sonhos sr. Carlos Magno.

    Queira você que ninguém próximo necessite um dia de cuidados médicos sérios ou de remédios de verdade.

  12. Carlos Magno disse:

    Fox é mais uma raposa de sabedoria na área. Parabéns pelo seu alto nível de conhecimentos e capacidade argumentativa.

    Tiago, excelente sua colocação e links. Mas já sabemos que o ceticismo da negação adora revestir-se com vendas para não ver o óbvio. Há vários meses David Icke já falara sobre essa vacina, agora não é somente ele. E a homeopatia é que paga a conta.

  13. RICARDO VERAS disse:

    A homeopatia com certeza não é indicada no tratamento de TB pulmonar,SIDA,NEOPLASIAS,OU outras DOENÇAS GRAVES.Mas tem o seu valor no tratamento de doenças alérgicas,distúrbios emocionais,doenças dermatológicas e outras doenças crônicas,como está fartamente provado9perguntem aos pacientes).O fato da oms não recomendar a homeopatia para as doenças já citadas,não quer dizer que ela condena a mesma como terapêutica.A homeopatia possui embasamento científico,em bora haja poucos trabalhos de pesquisa em grandes revistas médicas.Qualquer médico homeopata de bom senso,e me incluo nesse grupo,nunca prescreveria medicação homeopática para essas doenças.Os céticos mal intencionados não conseguiram acabar com a homeopatia ,que já tem mais de duzentos anos de existência,com certeza não é com matérias como essa que conseguirão.

  14. Marco Aurélio Agarie disse:

    Discordo respeitosamente de Ricardo Veras: há casos comprovados em que o uso de placebos produz o mesmo efeito dos “remédios” homeopáticos nas doenças por ele citadas e nada que a alopatia também não cure. Na verdade, a alopatia não resolve em casos onde há, por exemplo, inabilidade na prescrição, erros nos diagnósticos ou descuidos nas posologias ou ainda na administração dos fármacos pelos próprios pacientes. A homeopatia sempre pode agir, talvez, como terapia coadjuvante assim como certas medicinas alternativas mas nunca deve ser levada em conta como primeiro tratamento, principalmente em casos mais graves ou de maior complexidade. Termino dizendo que a OMS fez advertências naquelas doenças por serem elas as principais causadoras de grande parte da mortalidade na África, em momento algum porém, a OMS não cita a homeopatia como válida paras outras doenças. Quanto ao Tiago e Carlos Magno, teorias conspiratórias sempre fazem parte das mentes crédulas e me pergunto por que acreditar em coisas estranhas? Porque elas são mais “interessantes” do que as coisas mais simples e plausíveis já que qualquer um pode acreditar nelas. A ilusão realmente exerce um poder magnífico já que a verdade é muitas vezes cruel e é bem mais consoladora do que as coisas mais paupáveis.

  15. Adelmo Oliveira disse:

    Prezados amigos,
    diante de tão acalorado debate sobre a eficácia do uso da homeopatia, gostaria de fazer uma humilde sugestão. Que os médicos e outros cidadãos com influência no legislativo, proponham alguma lei que retire a homeopatia (bem como a acupuntura) das especialidades médicas e façam ela voltar para o submundo de onde ela veio, pois assim só os místicos e ignorantes poderão utilizá-la como quiserem. Dessa forma deixaremos a verdadeira ciência livre e purificada do misticismo arcaico da idade das trevas.
    Da forma como estamos hoje, uma pessoa que resolver preparar e administrar seu próprio placebo homeopático poderá responder judicialmente por exercício ilegal da profissão.
    Agradeço a oportunidade democrática de me manifestar e aguardo ansiosamente a ajuda nesse projeto popular

  16. marcone disse:

    NA musica da Cassia Eller diz : o mundo está ao contrario e ninguém reparou.
    A palavra verificar é algo como : ver e ficar. Porque será que a maioria das pessoas que verificam a homeopatia ficam com ela????
    Sejamos criticos, custa só um pouquinho verificar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *