Ceticismo 01.jpg

Published on fevereiro 28th, 2011 | by Kentaro Mori

164

Darryl Cunningham Investiga: Homeopatia

Série de ilustrações do cartunista britânico Darryl Cunningham sobre a homeopatia, gentilmente traduzida por Bruno Belo como parte da Campanha 10:23 – Homeopatia é feita de nada.

01 destaques ceticismo

02 destaques ceticismo

03 destaques ceticismo

04 destaques ceticismo

05 destaques ceticismo

06 destaques ceticismo

07 destaques ceticismo

08 destaques ceticismo

09 destaques ceticismo

10 destaques ceticismo

11 destaques ceticismo

12 destaques ceticismo

13 destaques ceticismo

14 destaques ceticismo

15 destaques ceticismo

16 destaques ceticismo

17 destaques ceticismo

18 destaques ceticismo

19 destaques ceticismo

- – -

Tags: , , ,


About the Author

+



164 Responses to Darryl Cunningham Investiga: Homeopatia

  1. Nihil says:

    Mesmo assim ainda tem idiota que a defende. Qualquer espécie tem que ser banida e criminalizada. A humanidade só tem a perder com elas.

  2. eduardo says:

    Acho q deveria ser expressamente necerrário um aviso na porta de “médicos” homeopatas… aviso do tipo: “Homeopatia não substitui tratamentos convencionais. Assim sendo, seu funcionamento não trás a mesma eficácia… Entre por essa porta por sua conta e risco…”
    É sério, como as mensagens que vimos nas embalagens de cigarros…
    E o pior de tudo é q muitos pais “tratam” os filhos doentes com essas balas de açúcar…

    Ótimo artigo Kentaro…

  3. Val Valiant Thor says:

    Só um questionamento, pois não quero entrar em discussão sobre o tema.

    Se o tratamento é psicoterapeutico, por causa da suposta atenção dada pelo médico homeopata, como se explicaria a auto-medicação, muito comum com quem se trata dessa forma? Existem tomos/manuais bem específicos para cada caso sintomático, onde as pessoas o consultam e fazem seu próprio “plus” (como é chamada a solução diluída em água) ou tomam a combinação de algumas hoeopatias.
    Comigo foi assim, até os 16 anos. Minha mãe possui esses livros, tratou seus dois filhos e a resposta sempre foi positiva.

    • Guilherme Almeida Pascon says:

      Que grandes doenças uma criança pode ter na infância fora meningite? Se você tivesse meningite e ela tivesse curado você com homeopatia, aí você podia escrever e dizer que você é um sobrevivente.

      Mas não, você é só um palhacinho que acredita em palhaçada. É que nem comer uma laranja e achar que a vitamina C que é mínima vai curar sua gripe, para a vitamina C fazer diferença em combate a gripe, você teria que tomar um caminhão-pipa de suco de laranja.

  4. Felipe says:

    Aposto que ninguem aqui se pergunto, se é remédio porque só funciona com uns e outros não?

    Se é um remédio tem que funcionar pra todos, é como por exemplo o remédio pra dor de barriga, ele tem que funcionar pra todos ou se não é descartado, mas tu nunca viu a homeopatia funcionar pra todos. entre 100 pessoas que usam a homeopatia 50 funciona o resto não.

  5. Val Valiant Thor says:

    A resposta, Felipe, é porque uma remédio homeopático deve ser feito único e exclusivamente para cada caso. E nisso se insere as características pessoais.

    Muito do que vocês vêem por ai não se trata de um tratamento seguindo as bases da homeopatia. Quando começam a ser produzidos em bateladas e vendidos genericamente, não faz mais sentido, sob o olhar da qual foi fundamentada.

    Do que todos aqui já viram algum acso de tratamento homeopático, nem 10% se adequam aos tratamentos que os defensores da homeopatia, de fato, defendem…

  6. Leandro says:

    Demorou mais apareceu! Excelente artigo. Tem gente que sinceramente… associa a melhora de pequenas doenças como resfriado a uma dose homeopatia.

  7. Diogo says:

    Muito boa tirinha! Homeopatia é perda de tempo.

  8. Otto Pessanha says:

    A homeopatia é caso de saúde pública já. (trocadilhos a parte)

    “Médicos” homeopatas, também conhecidos como placebistas pelos “outros” médicos. Acabam prestando um deserviço (sp?) a sociedade por receitar remédios que comprovadamente não surtem efeitos. Por mais que os entusiastas da homeopatia venham aqui e digam que “sempre funciona” com eles e etc, a ciência diz que pra cada 5 que a homeopatia funciona, em outros ela 95 não funciona.

    Isto é: Funciona pra você, puxa sorte a sua, mas outras 19 pessoas que se trataram, pra cada um de vocês, o tratamento foi ineficientes. Isso não são resultados positivos.

    No entanto, quero usar aqui os comentários pra fazer talvez uma crítica (e propor uma outra abordagem) ao projeto 10:23.

    No projeto 10:23 se diz tomar uma overdose de remédios homopáticos, tomando altas doses do remédio. Pois bem, pela alopatia, isso não funciona, ninguém morre de overdose de remédio homeopático, ou cai de sono, ou etc.

    Talvez o lance todo, pra desacreditar a homeopatia, seja jogar na regra deles e ao invés de tomar um monte de remédio, ir “dinamizando” o remédio da farmácia cada vez mais e tomar uma quantidade ainda MENOR do remédio.

    Vi o vídeo do James Randi e ele fala que o homeopata recomenda tomar de 2 a 3 pílulas para dormir melhor. Mas não seria, pelo princípio homeopático, receitar 1 pílula ou fração? (se quanto menos do principio que causa o sintoma, melhor, menos remédio seria mais adequado)

    A crítica é construtiva, antes de tudo, mas é pra pensar que ao invés de tentar provar a ineficácia da homeopatia numa língua que os homeopatas e entusiastas não “aceitam”, talvez seja a hora de tentar falar na língua deles.

    No final das contas, é claro, os homeopatas dizem que se você não acredita, vc não é curado. Com esse último recurso, nós caímos na questão da fé e não há como discutir fé.

    Triste.

  9. Otto Pessanha says:

    Algumas pessoas não colocam pontuação, eu coloco demais. Vixe.

  10. Nihil says:

    Valiant Thor, sinto avisar que o assunto aqui é ciência. O seu testemunho não vale absolutamente nada para os céticos. Então, procure um argumento de verdade. Você viu que a mais respeitada revista científica do mundo não caiu nesse papo.

    Mais sorte na próxima.

  11. Mephisto says:

    Homeopatia é um insulto a inteligência de qualquer um, deveria ser um crime. Seus princípios são completamente contraditórios e vão contra toda e qualquer estudo científico, vão até mesmo contra as leis da ciência.

    Sinceramente… Esse tipo de enganação deveria ser proibida… Quantas pessoas já não morreram como a mulher da historia acima.

    Homeopatia só serve pra diminuir o numero de idiotas desesperados e aumentar o de picaretas.

  12. aldoluiz says:

    Conspiram como respiram e a massa de entulho midiocrático que nos infantiliza às raias da demência, lhes garante nossa cegueira e estúpido servilismo.
    Mas, é impossível eu não ver a verdade quando em limpeza permanente desse lixo, coloco os óculos do óbvio que me motiva pensar.
    Infelizmente é muito maior o número dos idiotas à “esquerda” e à “direta” que dizem que sou um idiota.

    Os idiotas senzalados e cegados, não percebem que são a massa de manobra da milenar escravagista casa grande. Agora em ascensão com a nova embalagem de 4º Reich ( reich significa reino) nazi-sionista.

    A sua FARMÁFIA avança sua agenda escravista contra a Homeopátia. A estupidificação da midiocrática da humanidade avança sua dolosa propaganda.

    Sinto muito, sou grato.

  13. Bruno says:

    Homeopata Não é Placebista.
    Se vocês não acreditam em homeopatia, muito bem, podem discutir com os CRMs e demais conselhos de medicina, porém não venham com essa historinha apelativa de argumentação pontual vomitando regras que nem mesmo os médicos conseguem criar.

  14. Skywalker says:

    Brincadeira, mesmo após ver (ou não) as tiras acima, ainda temos crédulos vindo aqui tentando desesperadamente defender a homeopatia. Porque não levam o seu caso á Fundação James Randi para uma analise minuciosa, para ganharem de lambuja 1 milhão de dólares para torrar ou financiar esses tratamentos pseudo-medicinais.

  15. Felipe says:

    Ueh cade os defensores da homeopatia, e porque não me responderam com um argumento concreto, só uma observação não sou cético porem, não acredito muito na homeopatia porque ela não funciona em prol de um todo, mas sim de poucos… o dia que a homeopatia conseguir curar todo mundo e provar sua eficácia talvez eu acredite nela.

  16. Nihil says:

    Felipe, os principais argumentos deles são:

    “O vizinho do primo da cunhada do sobrinho do meu colega se curou da unha encravada graças a homeopatia.”

    “Me curei de um resfriado graças a homeopatia.”

    “Meu papagaio curou-se de uma dor-de-dente graças a homeopatia.”

    “Meu cacto só ficou bom porque o reguei com remédio homeopático.”

    “Vocês, céticos, fizeram um pacto com a indústria farmacêutica!”

    Ou seja, somente testemunhos e acusações. Argumentos embasados em métodos científicos que é bom… Nada!

  17. Sérgio says:

    aldoluiz…Aumente a dosagem do Tegretol que você ficará melhor!

  18. Val Valiant Thor says:

    Caro Nihil,
    O assunto pode ser ciência, mas se você não tem o mínimo de tolerância (ás vezes leia-se: educação), não se deve abrir um tópico aberto ao público em geral.

    Volte e leia o meu primeiro comentário, onde o meu tal testemunho é apenas uma ressalva.

    O problema é simples: é muito fácil discutir qualquer assunto considerado “pseudo-científico” quando temos “pseudo-céticos” na roda. Assim como sempre acontece com a astrologia, espiritismo e tantos outros assuntos que são frequentemente alvos de vocês, o que é debatido é o que chega ao seus ouvidos e aos olhos, pelo senso comum ou materiais já viesados…

    Ninguém aqui se dá ao luxo de estudar com afinco de onde vem todas essas “loucuras”, as quais, em um momento da vida, por influência alheia, suspeita ou descrença preguiçosa você as julgou assim.

  19. Rodrigo Aguiar says:

    Caros céticos, tratamentos com remédios ordinários, também não são 100% eficazes na luta contra o câncer, ou contra qualquer outra doença existente na face da terra.

    Nem mesmo uma simples gripe somos capazes de curar definitivamente.

    A ciência, assim como todos os outros inventos produzidos pela mão do homem é falha.

    Um estudo científico consistente é baseado levando-se em consideração os dois lados da moeda:

    “O uso da homeopatia, tradicionalmente utilizada no Brasil desde 1840, é recomendado pelo Ministério da Agricultura e também pelo Sistema Único de Saúde (SUS), além de ser um curso de extensão universitária tradicional da Universidade Federal de Viçosa/MG.”

    fonte: Jorna do Brasil (www.jb.com.br)

    Se a homeopatia é apoiada pelo Governo Federal (inclusive por um Instituto de Educação Superior), não é possível que não haja dados que os tratamentos homeopáticos sejam benéficos.

  20. RICARDO RJ says:

    Os quadrinhos são legais e muito bem feitos,mas não fazem diferença nenhuma para quem usa e se beneficia com a medicina homeopática.Amigos céticos,boa tentativa!Vai ser preciso muito mais do que isso para acabar com a homeopatia.

  21. Nihil says:

    “Ninguém aqui se dá ao luxo de estudar com afinco de onde vem todas essas “loucuras”, as quais, em um momento da vida, por influência alheia, suspeita ou descrença preguiçosa você as julgou assim.”

    Eu me dou. Agora quero ver algum artigo da JAMA que defende a homeopatia. Quero ver um laudo médico de alguém que se curou usando apenas homeopatia. Se encontrar entre em contato.

  22. Luis says:

    Fé por fé, melhor rezar. Falo isso mesmo sendo ateu.
    Porque, pelo menos, rezar é de graça.

  23. Felipe says:

    Acho que o caro rodrigo não percebeu o que eu escrevi, quando a ciência produz algo e a medicina testa e ela não é eficaz ele é descartado, algo que não acontece com a homeopatia…

    Você acha que os ceticos não procuram evidencias das coisas, assim como nós ateus procuramos a evidencia de um ser chamado deus?

    Agora querer comparar a homeopatia com a cura do cancêr já demais pra mim…

  24. Nihil says:

    “Caros céticos, tratamentos com remédios ordinários, também não são 100% eficazes na luta contra o câncer, ou contra qualquer outra doença existente na face da terra.”

    Qual é a eficácia da homeopatia? 0%. Bob Marley rejeitou a medicina tradicional e veja o que aconteceu.

    “Nem mesmo uma simples gripe somos capazes de curar definitivamente.”

    A minha filha se curou da gripe A totalmente, graças a medicina.

    “A ciência, assim como todos os outros inventos produzidos pela mão do homem é falha.”

    A ciência é a única ferramenta eficiente para resolver problemas de saúde e adquirir conhecimento. Homeopatia só serve de canalhice mesmo.

    “Um estudo científico consistente é baseado levando-se em consideração os dois lados da moeda:

    “O uso da homeopatia, tradicionalmente utilizada no Brasil desde 1840, é recomendado pelo Ministério da Agricultura e também pelo Sistema Único de Saúde (SUS), além de ser um curso de extensão universitária tradicional da Universidade Federal de Viçosa/MG.”

    fonte: Jorna do Brasil (www.jb.com.br)”

    A homeopatia não cura, diz a Organização Mundial de Saúde.

    http://news.bbc.co.uk/2/hi/8211925.stm

    E isso fora que a Nature também questina a eficácia da homeopatia (para não dizer que nega, a prova? Releia a tira).

    “Se a homeopatia é apoiada pelo Governo Federal (inclusive por um Instituto de Educação Superior), não é possível que não haja dados que os tratamentos homeopáticos sejam benéficos.”

    Para evitar as porcarias dos hospitais públicos brasileiros fiquei super-lotados vale apoiair qualquer porcaria. Até mesmo terapia com cristais. Uma pergunta: desde quando o governo é sério?

  25. Nihil says:


    Os quadrinhos são legais e muito bem feitos,mas não fazem diferença nenhuma para quem usa e se beneficia com a medicina homeopática.Amigos céticos,boa tentativa!Vai ser preciso muito mais do que isso para acabar com a homeopatia.”

    Enquanto houver analfabetos científicos, ignorantes e incautos existirá canalhices chamada homeopatia (me recuso em chamar isso de medicina).

    PS: minha miopia foi curada com Lasik. O que a homeopatia teria a me oferecer?

  26. Felipe says:

    http://www.jb.com.br/ciencia-e-tecnologia/noticias/2011/03/01/curso-de-homeopatia-sera-realizado-no-rio-em-marco/

    Porem, o objetivo da Universidade Federal de Viçosa, através desse curso, é mostrar também que qualquer pessoa pode aprender e manusear indicações homeopáticas, não somente médicos.

    É isso que quer dizer homeopatia? faça o favor.

  27. regina says:

    Nihil, de qual médico hopeopata você ouviu que a terapia homeopática está em guerra contra a alopatia pra ver quem ganha? Eu não acredito em nada que, alternativamente: eu não tenha experimentado pessoalmente, OU que não tenha comprovação científica OU que não tenha embasamento empírico válido. Usei homeopatia sim, às vezes com eficácia às vezes não. Mas fiz cirurgia ocular com lasik (mesmo porque um homeopata ia rir de mim se eu pedisse que ele curasse minha miopia). Tomo dipirona pra dor de cabeça, mas uso arnica nas contusões, com 100% de eficácia. Mas claro, deve ser auto-sugestão, afinal não tem nenhuma grande companhia farmacêutica explorando a arnica. Essa credulidade dos índios, tsc, tsc.

  28. Nihil says:

    Felipe:

    “Agora querer comparar a homeopatia com a cura do cancêr já demais pra mim…”

    Pergunte a eles o que aconteceu com o Bob Marley e Gloria Thomas:

    http://es.wikipedia.org/wiki/Gloria_Thomas_Sam

  29. Felipe says:

    O tiririca também pode virar homeopata.

  30. Nihil says:

    Regina,

    “Nihil, de qual médico hopeopata você ouviu que a terapia homeopática está em guerra contra a alopatia pra ver quem ganha?”

    Releia o que escrevi. Acho que você divagou.

  31. Nihil says:

    Felipe

    “O tiririca também pode virar homeopata.”

    Diria que até a gorila Koko.

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Koko_(gorila)

  32. Nihil says:

    Mas acho que até ela deve entender a homeopatia não presta.

  33. Pedro Gama says:

    Eu não entendo essa moda de se revoltar contra a homeopatia.

    Por que em vez de mobilizarem tantas pessoas para a tal da “overdose” não foram protestar por um sistema de saúde melhor? Pela pesquisa da vacina contra a Dengue? Pela cura do Mal de Chagas?Quantas pessoas são prejudicadas pela homeopatia e quantas são prejudicadas pelo SUS?

    Por que esse protesto direcionado em escala MUNDIAL?

    Quantos de vocês foram realmente prejudicados pela homeopatia?

    Sei lá… questionem também suas próprias atitudes pra não virarem marionetes pseudo-céticos…

    bjoks!

  34. Nihil says:

    Pedro Gama,

    1º Já fui obrigado a tomar remédio homeopático quando criança. Só gostava porque era doce. Detalhe que na época já tinha tomado uma “overdose”…

    2º Esse texto tira o restante das suas dúvidas:

    http://1023.haaan.com/2011/o-estado-pode-financiar-tratamentos-homeopaticos-ten23/

  35. Glauber Silva says:

    Nada pode ser tirado de contexto. Todas as coisas (mesmo as ditas) têm implicações na vida de todos. Desacreditar a homeopatia é uma maneira de fortalecer a alopatia. Desacreditar a homeopatia enfraquece outras maneiras de tratamento que dão resultados, como o uso de fontes termais no processo de cura para uma série de doenças. A produção de remédios alopáticos é uma cadeia produtiva. O mercado é a parte final desta cadeia, e quanto mais se compra alopáticos mais dinheiro os laboratórios têm e investem em novos remédios que não curam, apenas aliviam. Nesta tirinha se critica sutilmente a nutrição, mas os próprios alopatas dizem que uma boa nutrição garante a saúde das pessoas… Nesta disputa não tenho lado, pois o que está em jogo é o dinheiro e não a saúde das pessoas. Saúde não rima com lucro.

  36. Augusto says:

    Por que ser categórico com as indústrias farmacêuticas afirmando que elas só visam lucro? Pensa bem, você como farmacêutico trabalharia de graça só por ser bonzinho pra desenvolver novos medicamentos? Pesquisas custam grana meu amigo. Testes de eficácia e ensaios clínicos mais ainda porque levam anos. Tem falcatrua? Sim, mas a coisa funciona mesmo assim e seria pior sem ela. Você já imaginou o quanto estaríamos ferrados sem vacinas e antibióticos?

    A coisa não é tão simples assim, inventar e sair distribuindo. Se você desenvolve por exemplo um antibiótico que mata estafilococos resistentes à vancomicina, gasta grana com teste e ensaio clínico, fora as logísticas da pesquisa, você vai simplesmente doar a fórmula e arcar com o prejuízo? Procura no google quanto custa uma dose de vancomicina pra entender o que to falando.

    Quanto a homeopatia, se funcionou com alguém, fique sabendo que provavelmente foi uma cura espontânea. É tão eficaz quanto reza e pajelança. Vamos procurar ter mais respeito com o método científico. Tem muita gente se esforçando pra proporcionar segurança à humanidade comprovando a eficácia das coisas e o povo vem dar mais crédito a algo que tem a fé como embasamento? Aí não, né…

  37. Nihil says:

    Glauber, o seu argumento simplesmente não está sustentado em nada. Tente outra coisa e argumente usando o racionalismo. Só vi mimimi no seu comentário. Passando a Navalha de Ockham no seu argumento simplesmente não sobra nada que preste.

  38. Nihil says:

    Glauber deve ser um homeopata. Só pode! Quero ver a homeopatia ERRADICAR doenças como a medicina de verdade fez com a varíola e a paralisia infantil.

  39. Felipe says:

    E como sempre sem argumentos para a defesa da homeopatia, além do site que eu passei sobre o curso, QUE DIZ CLARAMENTO QUE QUALQUER PESSOA SEM CONHECIMENTO CIENTIFICO, pode indicar ou manusear remédios homeopatas…Isso se chama profissionalismo? pra mim é “hobby”.

  40. Felipe says:

    E como sempre sem argumentos para a defesa da homeopatia, além do site que eu passei sobre o curso, QUE DIZ CLARAMENTO QUE QUALQUER PESSOA SEM CONHECIMENTO CIENTIFICO, pode indicar ou manusear remédios homeopatas…Isso se chama profissionalismo? pra mim é “hobby”.

    Os argumentos dos defensores da homeopatia sempre são os mesmos, tu é mariaonete, tu é feio, tu é bobo, tu é isso ou a aquilo, nunca existe uma evidencia concreta para tal.

  41. Rodrigo Aguiar says:

    Felipe, na verdade não sou homeopata, só quis ressaltar o apoio do governo federal à homeopatia, e caso não haja evidências que isto funcione, tal apoio é inadmissível, seria como apoiar o curanderismo.

  42. Rodrigo Aguiar says:

    Nihil, um governo sério, deriva de uma nação séria, e infelizmente uma nação que elege Tiririca, e aceita que este seja admitido na pasta da educação e cultura, não pode ser admitida como séria.

  43. Nihil says:

    Impressão minha ou um comentário meu foi apagado por dizer umas verdades?

  44. Pedro Gama says:

    Nihil,

    Eu entendo q vc tenha boas intenções, mas vc podia direcionar um pouco mais (na verda, ampliar) essa sua determinação em combater as falcatruas:
    Se nossos políticos fizessem seu papel com ética e decência, a saúde estaria ótima e eles poderiam sim destinar 3 milhões (cá entre nós, dinheiro de pinga perto do orçamento) para que algumas pessoas tivessem acesso a tratamentos alternativos, obviamente acompanhados de perto para constatar a melhora efetiva da saúde do paciente. Se melhorou, mesmo se for placebo, tá bom, não tá?

    Abraços!

  45. Skywalker says:

    Com poucas informações, os defensores da homeopatia se encontram livres para colocar em pauta qualquer bobagem sem fundamento, em defesa da Homeopatia. Vamos ser diretos, Homeopatia foi criada e desenvolvida por Hahneman em 1755 e de lá até aqui, em nada se modernizou tanto na teoria quanto na pratica, e seus metodos além de dúvidosos e com pouco fundamento científico, reprovaram em todos os testes e metanalises ao qual foi submetida mostrando não haver qualquer eficacia de cura se não por puro PLACEBO. Seus fundamentos são tão ridiculos e pobres de conteudo, que o professor graduado em Medicina e com Mestrado em Genetica e Biologia Molecular da UFRGS, Dr Renato Flores, muitas vezes já desafiou qualquer médico homeopata á entrar com processo de caçassão de seu registro no Conselho de Medicina, por quelquer tipo de perjúria ou difamação referente á esta pseudo-especialidade médica (acompanho-o em suas participações em debates em podcasts universitários incluindo o Fronteiras da Ciencia). Nem irei discutir os principios fundamentais da Homeopatia (Lei da Similitude, Dozes Minimas e Dinamizadas, blablabla) uma vez que, os mesmos não possuem qualquer fundamento ou enbasamento cientifico mas para finalizar, só irei ressaltar as ultimas metanalises feitas em 2005/2006 pela LANCET (mais conceituada revista de medicina) onde a Homeopatia e seus fundamentos falharam sucestivamente demostrando de maneira clara o que os testes anteriores já apontaram, cura atraves de puro PLACEBO.

  46. Rodrigo Aguiar says:

    Dois Casos Verídicos.

    Estes e outros casos, registrados por Dr. Rossi, mostram que a resposta placebo pode se manifestar em doença ou cura.

    O primeiro caso é relatado por Dr. Rossi como um caso de “vida e morte vodu”, ou como “o complexo de desistência no sistema nervoso autônomo”, onde um médico da Fundação Rockfeller, a serviço em uma missão no Pacifico Ocidental, convivia com nativos convertidos e não convertidos. O caso envolveu o padre da missão, seu assistente de serviços gerais, um nativo chamado Rob e um feiticeiro de nome Nebo. Certo dia, o padre veio até o médico depois de constatar que o nativo Rob estava muito doente. O médico examinou o nativo e não encontrou sinais de febre, nem queixas de dores, nem sinais evidentes de doença, mas, ao mesmo tempo, ficou impressionado ao constatar que o nativo estava extremamente fraco e doente. Por meio do missionário, o médico soube que o feiticeiro Nebo havia apontado um osso para Rob e o nativo se convenceu que iria morrer. O médico e o missionário foram até Nebo e o intimaram a ver Rob, caso contrário seu suprimento de comida, fornecido pela missão, seria cortado. O feiticeiro foi com eles até o nativo e, lá chegando, aproximou-se de Rob dizendo que tudo havia sido uma brincadeira, um engano. O médico (cujo relatório na íntegra foi publicado no livro de Dr. Rossi e nos artigos do fisiologista Walter Cannon) ficou estupefato ante a metamorfose. De uma fase de pré-coma o nativo passou imediatamente a uma fase saudável, com total força física, e na mesma tarde estava perambulando pela missão.

    Dr. Rossi relata, mostrando artigos de outros pesquisadores como Cannon e Engel, que a morte vodu, muito comum naquela região, é devida a uma exposição intensa e prolongada ao stress emocional e à crença dos nativos de que estavam sob o poder do médico feiticeiro. A causa ‘real’, na verdade, era um sistema nervoso simpático superativado. Em outro caso semelhante, um nativo veio a falecer diante de um agudo completo “desiste-retoma” e de um poderoso agente sugestionador, que acabou se revertendo em tempo no caso do nativo Rob.

    O segundo caso, descrito ainda por Dr. Rossi em seu livro, é do Sr. Wright, o qual estava acometido de mal generalizado e avançado envolvendo os nodos linfáticos, linfossarcoma. O Sr. Wright desenvolveu uma resistência a todos os tratamentos paliativos conhecidos e sua anemia o impedia de esforços com raios-X ou tratamento quimioterápico. Massas tumorais do tamanho de uma laranja já existiam no pescoço, axilas, virilha, peito e abdômen. O baço e o fígado estavam enormes e o duto torácico obstruído. A impressão, diz Dr. Philip West que acompanhou pessoalmente o caso, é de que ele estava em estado terminal e não-tratável.

    Contrariando isso tudo, o Sr. Wright se encontrava menos desesperançado que seus médicos e pediu para ser incluído em um grupo de pesquisa que iria testar uma nova droga, o Krebiozen (que depois se demonstrou ser uma preparação inócua e sem utilidade). Os médicos não o consideraram qualificado para o experimento, já que não contavam que seu câncer pudesse regredir, depois de tudo já ter sido tentado. Sua expectativa de vida era de duas semanas, não mais que isto. Mas o Sr. Wright havia lido nos jornais que a clínica estava pesquisando o Krebiozen e implorou para ser colocado entre os que iriam receber a droga.

    Ele mostrou enorme entusiasmo ao chegar a droga e implorou tanto que, contra todas as regras, seu médico acabou concordando em incluí-lo.

    Dr. West, então, permitiu que ele recebesse injeções da droga, sendo que a primeira foi numa sexta feira, quando o médico, segundo conta Dr. Rossi em seu livro, foi para casa imaginando que na segunda feira, com quase toda certeza, infelizmente encontraria o paciente já sem vida. Mas, para surpresa de Dr. West, o Sr. Wright estava à sua espera. Sem febre, nada abatido, andando normalmente. Nenhuma mudança para pior foi observada. As massas de tumor haviam desaparecido, mostrando uma regressão mais rápida que o médico pudesse até mesmo entender.

    O Sr. Wright teve alta e foi para casa, quando saiu novamente nos jornais que o Krebiozen era inócuo. O homem teve uma recaída e retornou ao hospital. Desta vez, porém, foi o médico quem propôs que ele retomasse as injeções de Krebiozen, alegando que a droga surtia efeito e que o que saíra no jornal era referente a um lote da droga com validade ultrapassada. Dr. West fez isso porque sabia que seu paciente saíra do estado terminal para voltar para casa são, graças à esperança que ele depositava na nova droga, e sabia também que nada mais poderia ajudá-lo. Novamente, a doença do Sr. Wright regrediu, diante das injeções. A recuperação, segundo o médico, foi ainda mais intrigante, pois as massas tumorais se dissolveram, o fluido no peito se extinguiu e ele voltou a andar. O caso do Sr. Wright teve um final menos auspicioso que o do nativo Rob, pois ele acabou falecendo, semanas depois de ter novamente sido veiculado no jornal – que ele tomou conhecimento – de que o Krebiozen realmente não tinha função alguma.

    No entanto, o caso se tornou clássico para o eterno dilema da resposta placebo até mesmo em doenças graves como o câncer. O que todos os médicos do Sr. Wright concordaram foi que seu poder de otimismo, de alguma forma, havia influído nas várias fases de “desiste-retoma”, em que o paciente atribuiu ao placebo uma qualidade salvadora, daí seu tempo de vida ter sido pelo menos prolongado e com evidentes manifestações de cura.

    Fonte: http://boasaude.uol.com.br.

  47. Felipe says:

    Pedro gama quer levar pro lado emocional, ao inves de discutir o assunto em questão…Tsc Tsc

  48. Nihil says:

    Pedro Gama,

    “Se nossos políticos fizessem seu papel com ética e decência, a saúde estaria ótima e eles poderiam sim destinar 3 milhões (cá entre nós, dinheiro de pinga perto do orçamento) para que algumas pessoas tivessem acesso a tratamentos alternativos, obviamente acompanhados de perto para constatar a melhora efetiva da saúde do paciente. Se melhorou, mesmo se for placebo, tá bom, não tá?”

    Dá para produzir quantas doses de vacina com três milhões de reais? Quantos médicos podemos formar?

    Outra, o placebo NÃO é cura de verdade, e mesmo que que alguns casos raros seja não é algo em que podemos confiar. Por mais que três milhões de reais seja uma pequena parcela dentro do orçamento ela tem que ser destinada à algo útil e não canalhice.

  49. Nihil says:

    Felipe, não que ele queira, crédulos em geral só sabem levar para o lado emocional. Ele acha que isso nos sensibiliza e faça aceitar os argumentos.

  50. Pedro Gama says:

    Eu concordo Nihil, mas no dia em que o dinheiro destinado à saúde for REALMENTE utilizado neste fim, teremos médicos, vacinas, etc, e ainda sobraria $$$ para gastar com “besteiras” (acho q já deu pra perceber q eu não acho besteira hehehe) como a homeopatia.

    O que eu acho é que, já que a preocupação é contra a canalhice, vale muito mais brigar para que os políticos parem de meter a mão na grana do que contra a homeopatia, entendeu?

    Parece uma “caça às bruxas”… rs

    Abraço!

  51. Pedro Gama says:

    Felipe, não é lado emocional, eu só questiono o foco do esforço de vocês.

    É a mesma coisa que chegar um cara com traumatismo craniano e uma unha encravada, e uma junta de médicos começar a tratar da unha encravada, entendeu? Você não ia pensar que os médicos tem algum problema psicológico? rs

    Abraço!

    PS: acredito em memória da água e mais uma pá de coisas que se eu for elencar aqui vcs vão rolar no chão de tanto rir

  52. Skywalker says:

    Opa, PLACEBO oferece cura sim, em casos de doenças de causa externa como febre e víroses, em dores cronicas, disturbios fisiologicos e alimentares, etc etc. Existem medicamentos “alopaticos” importados com a finalidade de estimular o efeito placebo, usado em raras ocasiões, no termino de tratamentos com uso de antibióticos fortes causadores de reações adversas graves, com intuito de amenizar o encomodo ao paciente no estágio final do tratamento. Só pra constar!!

  53. Nihil says:

    “Eu concordo Nihil, mas no dia em que o dinheiro destinado à saúde for REALMENTE utilizado neste fim, teremos médicos, vacinas, etc, e ainda sobraria $$$ para gastar com “besteiras” (acho q já deu pra perceber q eu não acho besteira hehehe) como a homeopatia.”

    Não. Se sobrar dinheiro ele tem que ser investido na educação e pesquisa, para procurar curas para doenças ainda sem curas.

    “O que eu acho é que, já que a preocupação é contra a canalhice, vale muito mais brigar para que os políticos parem de meter a mão na grana do que contra a homeopatia, entendeu?”

    Gasto de fortunas para fabricar frascos de água e pílula de açúcar também é canalhice. Aliás, são esses mesmos canalhas que faz o Ministério da Saúde reconhecer a homeopatia como medicina.

    “Parece uma “caça às bruxas”… rs”

    AINDA não chegamos nesse ponto, mas tem muitos países, especialmente na África Subsaariana, que já.

    Abraço para você também.

  54. Pedro Gama says:

    Nihil, realmente é louvável seu esforço nesta cruzada contra a canalhice. Espero que vc coerentemente tb frequente blogs e/ou fóruns de política e saúde, discutindo as aplicações do dinheiro público, desvio de dinheiro e pesquisas nessa área. Pois não quero acreditar q toda essa revolta é um ato de fé (ceticismo agudo tb é fé! rs) contra a homeopatia.

    Futuramente a ciência conseguirá provar coisas como a memória da água. Recomendo a leitura de “O Tao da Física” ou “Ponto de Mutação”, de Fritjof Capra, pra q vc enxergue alguma relação entre o q vc considera mentira e o q vc considera verdade e consiga ir um pouco mais além (além no meu ponto de vista, lógico).

    Abraço!

  55. João Santos says:

    Não é difícil entender a homeopatia até o ponto onde pretende atuar como as vacinas, isto é, “ensinar” o organismo a se defender do agente causador da doença. Todavia, quando entra a parte fictícia de que a água (H2O) “adquire memória” torna-se um pouco sobrenatural. Acho que aí reside a componente negativa da questão homeopática.

    As vacinas, por sua vez, não estão isentas de efeitos colaterais diversos e componentes tóxicos que podem causar inclusive autismo em crianças, havendo casos de óbito. Sem falar nas tramoias comerciais por trás das vacinações em massa das populações, como foi no caso das gripes aviária e do porcina.

    Por outro lado, existe suporte tecnológico para novos paradigmas de tratamentos menos invasivos, baratos e de pouca ou nenhuma toxidade, de maneira a sair desse modelo que nos compele a consumir drogas e consultar apenas a panaceia do “doutor-alopata”, como sendo um padrão definitivo para curarmos nossos males.

    Quem não for demasiado ingênuo, e procurar se informar, vai perceber que há interesses comerciais que, há muito, vem patrulhando e punindo profissionais na supressão de técnicas alternativas de saúde comprovadamente baratas e eficazes (só pra ter uma uma noção, sugiro o livro: CURAS NATURAIS QUE “ELES”" NÃO QUEREM QUE VOCÊ SAIBA).

  56. João Santos says:

    A indústria da doença é um negócio fabulosamente lucrativo. Principalmente nas doenças crônicas, pois o doente precisa da droga para manter-se vivo, portanto um consumidor garantido até a morte. De modo que, quem vive da venda de serviços ou drogas para controle de doença crônica não vai achar interessante uma cura definitiva, ainda mais se for de uma forma simples e barata. Só compensaria se fosse bem cara, porque nesse caso o doente já pagaria à vista o que gastaria no curso de sua vida. Evidente que há também doenças incuráveis, para as quais pouco se pode fazer.

    O tratamento do câncer é dos mais dispendiosos. Quem pode pagar “bons” médicos, “boas” clínicas, cirurgias de alta tecnologia, drogas caríssimas, quimio ou radioterapia, tem boas chances de, pelo menos, conviver com a doença sem morrer de fome. Temos até um caso em andamento que é o do nosso ex vice-presidente. Procurem na net: “A CONSPIRAÇÃO DO CÂNCER pdf”

  57. João Santos says:

    Conta-se que Louis Pasteur, que em seu leito de morte, disse: “O VÍRUS NÃO É NADA, O TERRENO É TUDO”. Ele quis dizer que os vírus (ou qualquer agente infeccioso) só se multiplicam sem controle, causando doenças em um organismo, se encontrarem terreno vulnerável para isso. Portanto a primeira providência preventiva é cuidar do terreno.

    Por exemplo, a biotecnologia modificou os alimentos, introduziu os grãos híbridos e geneticamente modificados, a aplicação de adubos químicos e agrotóxicos, com isso aumentou a produção, baixando os custos. Tudo para atender as demandas de uma população que cresce como epidemia (nós somos a doença do planeta). Então passamos a consumir frango de granja (geneticamente modificado), leite UHT e todos esses pacotes prontos com corantes, aromatizantes, conservantes, estabilizantes etc. Em muitos países, o gado passou a ser criado sob confinamento e a alimentar-se de ração industrializada e hormônios, ganhando bastante massa (“boi bombadão”. Depois ainda vem as tensões da vida moderna para piorar a situação. E o impacto no organismo tem sido péssimo, porque os índices de doenças vem aumentando. Isso dito pelos próprios estudiosos. Vejam os documentários: “Food Inc” e “Earthlings”

    E é aí que entram as drogas pra remediar (controlar) o estrago para que o sujeito não morra, mas que ao mesmo tempo, torna-se um dependente químico. Um ciclo vicioso e rentável para as duas faces do mal.

    É evidente que a indústria farmacêutica tinha mesmo que se multiplicar, na mesma intensidade dos males e na mesma lógica econômica da procura e da oferta.

  58. Gilson says:

    Nao existe memoria de agua, gente, que mundo voces vivem. A homeopatis viola tudo em relacao a bioquimica e farmacologia, simplesmente nao funciona. Dai o carz vem citar o charlatao do Capra como evidencia, dai e demais, eh muita credulidade.

  59. Nihil says:

    Memória da água? Existe! Mas só dura, no máximo, 50 fentosegundos. Ou seja, considerando que um fentosegundo seja 1/1.000.000.000 de segundo, não é nada, ou quase…

    Para que sargaços gravar uma memória que dura tão pouco tempo na água?

  60. Skywalker says:

    Nossa, quanta bobagem, os defensores desta pratica pseudo-cientifica (Homeopatia) poderiam debater o assunto sem recorrer á:

    1 – Usar das raras ocasiões onde o Placebo se mostrou eficiente para demonstrar erroneamente, que sendo ele aparentemente o melhor “principio ativo” da Homeopatia, a mesma esta correta em seus principios teoricos e praticos.

    2 – Ataques a industria farmaceutica de medicamentos “alopaticos” expondo seus pontos negativos como preços altos, reações adversas medicamentosas, raras ou fraudulentas ocasiões de ineficiencia em tratamento de patologia X ou Y.

    3 – Transpôr ou desmerecer os meios ou metodos cientificos usados no desenvolvimento e fabricação de medicamentos comprovadamente eficazes segundo revisões sistematicas e metanálises, citando ou inaltecendo estudos e experimentos de cientistas ou pesquisadores, cujos meios não obedecem os criterios rigorosos do metodo cientifico e, de quebra, desafiam todos os principios da fisica, quimica, bioquimica e farmacologia

    Será possível demostrar os fatores positivos e confiáveis que tecnicamente, ou melhor, teoricamente venham a sustentar de alguma forma a Homeopatia, sem recorrer á estes 3 tipos de argumentação evasiva. Acho dificil, alguem se habilita??

  61. João Santos says:

    Penso que a coisa certa a fazer é prevenir-se. Alimentar-se sem artificialidade, evitando fast foods, refrigerantes industrializados, gordura animal, gordura vegetal saturada ou hidrogenada (margarinas), comer mais verduras, legumes e frutas frescas, beber mais água, fazer caminhadas, praticar técnicas de meditação, e relaxamento etc. Enfim, procurar viver o mais naturalmente possível e estar com a mente livre para se dar a oportunidade de examinar o inusitado que, embora num primeiro momento, possa causar certa estranheza.

    O que me incomoda é: “Está com infecção urinária? Antibiótico. Resfriado? Antibiótico. Dor-de-garganta? Antibiótico. Hemorróida? Antibiótico. Gastrite? Antibiótico”. Precisamos de novas alternativas, não?

    Evidente que até poderia usar drogas de farmácia como último recurso. Nunca utilizei a homeopatia, mas a fitoterapia e outras técnicas não formais, resolveram muitos problemas meus que os quimioterápicos não conseguiram.

    Sou simpático à postura da China, que usa também a medicina alopática, entretanto com a sua “empírica” medicina tradicional milenar, apresentam-se mais saudáveis que nós ocidentais.
    Talvez a ideia básica seja: se funciona perfeitamente não precisa explicar “cientificamente”.

    Um médico brasileiro quando, morava na China, foi enviado a uma aldeia para atender um menino e aplicando o seus conhecimentos não conseguiu curá-lo. Então pediu ajuda a uma aldeã que resolveu rapidamente o problema. Então ele perguntou porque não tinha feito isso antes. Ela respondeu que como ele representava um agente do governo, só poderia interferir no processo, e usar de seus conhecimentos tradicionais, se fosse convidada.

    Um engenheiro usava o chá das folhas de pata-de-vaca para controlar sua diabete e sentia-se muito bem. Entretanto resolveu contar para seu médico, que reprovou – Isso não tem comprovação cientifica! Ficou confuso, seria então um efeito placebo? Até que bioquímicos (não sei se da USP) resolveram testá-la. E qual não foi a surpresa quando constataram que a planta era dez vezes mais potente que o melhor remédio de farmácia para o caso dele, e sem efeitos colaterais. Então o engenheiro voltou a tomar o seu chazinho sossegadamente.

    Um cara perguntou – A acupuntura funciona?
    - Bem, comigo, com meu cavalo, com meu cachorro e com minha goiabeira, que antes nunca sequer deu um fruto, produziu goiaba de primeira, após algumas sessões.
    - Não terá sido produto da sua fé?
    - Talvez. Mas quanto aos animais e a planta ?

    “Um engano não se torna verdade por meio de ampla divulgação, nem a verdade se torna um engano porque ninguém a enxerga.” – Mahatma.Gandhi

  62. Nihil says:

    João Santos, por gentileza, forneça as fontes da sua história. De preferência uma fonte indexada escrita por cientistas dizendo que a acupuntura funciona. E claro, a história do médico brasileiro enviado à China. Acho que o nome dele só está bom. Obrigado e aguardo sua resposta.

  63. Nihil says:

    Skywalker, eles só sabem atacar a alopatia. Argumento de verdade e teste embasado no método científico não existe na homeopatia.

  64. Felipe says:

    Como sempre historias que o povo conta, pra defender a homeopatia por favor ARGUMENTOS SUSTENTAVEIS, e não historias do tipo minha mãe disse ou meu primo disse que tal se curo, homeopatia pra mim parace muito restrita, só os “ESCOLHIDOS” podem se curar.

  65. Felipe says:

    Me mostre um caso que a hoemopatia por exemplo curo a renite, que eu tenho e com fontes, criar historias não vale.Alguem se habilita?

  66. Dr. Paulo Rubiano says:

    Ontem o Sr. Pedro Gama escreveu “Futuramente a ciência conseguirá provar coisas como a memória da água”. Como ele sabe que no futuro a Ciência vai provar uma coisa, que já foi descartada por experimentos rigorosos, e que ele só acredita pela fé?
    A história contada acima nos mostra que as “evidências” da memória da água só aparecem quando os experimentos são realizados com um certo grau de liberdade e descuido para não dizer outra coisa, e que se os experimentos são realizados com o rigor e o cuidado exigidos pela comunidade científica, as “evidências” desaparecem completamente.
    Então, como no futuro a Ciência vai provar a memória da água?

  67. João Santos says:

    VOCES COSTUMAM DESPREZAR A INTEGRIDADE DO TEXTO. AO MENOS APONTEM QUALQUER ASNEIRA QUE EU TENHA ESCRITO, OK!

    Em momento algum defendo fraudes ou canalhices de quaisquer. Sejam na alopatia, fitoterapia, homeopatia, fisioterapia, etc. Penso que o objetivo é justamente verificar o melhor e o pior de cada proposta, discutindo também os interesses mercantilistas nocivos, sem qualquer exceção, nessa INDÚSTRIA FABULOSAMENTE LUCRATIVA DAS DOENÇAS.

    Ressaltei a prevenção como princípio primeiro da saúde. Nesse sentido evito qualquer intoxicação tanto quanto possível, quer sonora, quer atmosférica, quer por alimentos ou por drogas, inclusive fármacos. Por exemplo, no caso de uma dor lombar, vou dar preferência à terapia de menor toxidade, a saber: FISIOTERAPIA > ACUPUNTURA > FITOTERAPIA…ou ANALGÉSICO – como última opção válida. Portanto se a ACUPUNTURA funcionar, não vou pedir nenhum LAUDO TÉCNICO A RESPEITO, OK!
    Como nesses exemplos: http://www.youtube.com/watch?v=Lpzam4WlwzA&playnext=1&list=PLE63D0C8A76AFD764

    TAMBÉM DISSE QUE NUNCA EXPERIMENTEI A HOMEOPATIA, mas que APENAS A ENTENDIA ATÉ O PONTO EM AFINIDADE COM O PRINCÍPIO DA VACINA, cujo objetivo é “ensinar” o organismo a construir defesas que, num conceito mais simplista, consiste em dopá-lo do mesmo agente causador do mal, devidamente atenuado, para o qual desejam imunizá-lo. Técnica essa utilizada amplamente.

    Como exemplo, temos o mesmo princípio utilizado na elaboração do soro contra picadas de cobras (soro antiofídico). Injeta-se no cavalo DOSES CRESCENTES DO VENENO até chegar a uma determinada porção que o mataria rapidamente, caso fosse injetado em dose única na primeira aplicação. Posteriormente o sangue é retirado, separando-se o soro (parte branca) . Portanto O PRÓPRIO VENENO CRIA A DEFESA CONTRA O MESMO: SEMELHANTE CONTRA O SEMELHANTE.

    No caso da Homeopatia, a diferença reside na tal DILUIÇÃO PROGRESSIVA, portanto DOSES DECRESCENTES até culminar com a água pura que teria a FICTÍCIA capacidade de memória, até que se prove o contrário. Entretanto há estudos mostrando as diferentes cristalizações da água quando exposta a freqüencias de sons diferentes.

    TENHO AVERSÃO A MONOPÓLIOS, por isso não sou xiita, nem torcedor de A ou B. Creio que todas as formas de tratamento são bem-vindas, DESDE QUE FUNCIONEM PERFEITAMENTE, mesmo não havendo a tão exigida comprovação ortodoxa. Por isso ressaltei a medicina tradicional chinesa como exemplo de empirismo milenar que tem dado resultado para aquele povo. Inclusive a ACUPUNTURA, TAI SHI CHUAN, LIAN GONG SHI BA FA, etc.

    Na mesma linha filosófica da AVERSÃO AOS MONOPÓLIOS, também não uso como sistema operacional principal o WINDOWS da Microsoft, prefiro sistemas COOPERATIVOS E LIVRES, como o LINUX, BSD e SOLARIS. Por entender que o mundo será melhor quando COOPERAR e COMPARTILHAR, ao invés de competir para ter privilégios egoístas, em detrimento dos demais.

    Depois posso postar detalhes do médico brasileiro na China – vou pedir permissão a ele.
    O caso engenheiro foi tema de reportagem no Globo Repórter.
    O caso da goiabeira também vou postar.

    Outras técnicas alternativas que tem produzido bons resultados em pessoas, animais e plantas.
    Em pessoas e animais: http://www.youtube.com/watch?v=XVwhOoxwxEI
    Em plantas: http://www.youtube.com/watch?v=PUctLCxuC7U&feature=related

    Capitalistas! Monopolistas! Ditadores! Criminosos da saúde! Chôôô, Chôôô, Chôôô! Vazando! Vazando! Vazando!…

  68. Ilham says:

    Não tomo remédios homeopáticos, mas penso que eles devem ter sim alguma eficácia. Agora, o que devemos é usar o bom senso, ou seja, é impossível tratar câncer com remédios homeopáticos. Quanto a acumputura , creio que é muita má vontade dizer que não funciona. Realmente não funciona em todos os casos, mas em algumas situações se mostra eficaz. Na minha família pessoas com hérni de disco superaram as crises graças a esta técnica. Acho imprescindível a leitura do livro Anticâncer. Nele, um médico francês acometido desta doença no cérebro narra a sua luta . De forma equilibrada e sensata ele argumenta mostrando que somente as técnicas alopáticas não resolvem a doença, embora ele afirme que elas são imprescindíveis.Como ele bem demonstra os cancerologistas desconhecem por completo os cuidados que a pessoa deve ter na alimentação para impedir uma recidiva da doença. Mas, de qualquer forma , infelizmente se tantos parecem querer fazer uso de métodos alternativos é porque salta aos olhos a mercantilização da medicina e a falta respeito e humanidade com que uma grande parte da classe médica trata seus pacientes.

  69. Gil Cleber says:

    Um dos principais aspectos das pretensas contestações à homeopatia é alegar o famoso efeito placebo e pôr em dúvida a idoneidade do paciente, isto é, o paciente nunca é capaz de dizer com certeza, com conhecimento, com isenção acerca de seu problema de saúde e da maneira como obteve benefícios do tratamento. Ora, com um argumento desse tipo é possível demolir qualquer tratamento, principalmente os psicoterápicos, e não me consta que a psicologia seja uma pseudo-ciência.
    Outra crítica é quanto às diluições. De fato, as diluições devem ser questionadas, uma vez que o questionamento leva ao conhecimento, mas não se pode simplesmente afirmar – como faz o autor – que não funciona, pois nesse caso caberá a ele provar sua afirmação. No entanto, os críticos esquecem que a homeopatia trabalha também com tinturas, em que o princípio ativo está altamente concentrado (já ouviram falar em tintura de arnica?). Isso nunca é referido pelos detratores!
    Outra alegação dos críticos é que o tratamento por um homeopata é similar a uma “seção no divã”, e isso alivia o stresse, o que leva à melhoria ou mesmo à cura. É um argumento, mas há médicos alopatas que são extremamente atenciosos com seus pacientes, fazem um atendimento demorado, examinam, conversam, querem saber coisas a respeito da vida pessoal, etc. Ora, se for assim, não é necessário ao médico alopata receitar, bastaria o bate-papo, mas todos receitam algum remédio, pedem exames, etc.
    O autor afirma que a homeopatia nunca irá curar o câncer. A alopatia por acaso cura? O câncer de pâncreas continua com o índice de 100% ou quase isso de casos fatais. Ora, todo tratamento é limitado, não existe terapia perfeita, milagres – se existem – não podem ser buscados no consultório médico.
    Uma outra alegação contra a homeopatia que deparo nos quadrinhos, e que consiste numa grave falácia lógica, refere os maus profissionais homeopatas, que negligenciam o tratamento alopático. O homeopata consciente sabe que ambas as formas de tratamento têm suas peculiaridades, vantagens e desvantagens, portanto não podem negligenciá-las. O argumento deveria ser contra os profissionais irresponsáveis, mas é dado contra a homeopatia! Ora, a mídia nos tem mostrado inúmeros casos de maus médicos alopatas causando prejuízos e mesmo a morte em seus pacientes. Isso desqualifica a alopatia?
    O caso de Penélope Perth não é prova contra a homeopatia, apenas mostra que qualquer terapia – convencional ou alternativa – possui limitações. Quem pode garantir que a quimioterapia iria funcionar no caso dela? Há pouco tempo uma senhora das minhas relações pessoais faleceu de câncer após nove anos de tratamento convencional. Isso desqualifica o tratamento convencional? O pior é que, apesar de não haver provas, o autor dos quadrinhos parece querer fazer crer na má intenção do marido de Penélope! Como argumento, isso não vale nada.
    Enfim, o que vemos nos quadrinhos é tão só um palavrório inconsistente.
    Admito que muito se ignora acerca da homeopatia, creio que ela seja limitada pois todas as formas de tratamento o são, não duvido de que haja erros pois em todas as formas de tratamento ocorrem erros; que há maus profissionais na homeopatia é fato, assim como em quaisquer outras áreas.
    Mas não é detratando que se vai chegar a um consenso, e sim aprofundando estudos.
    Eu já obtive resultados positivos com tratamento homeopático em alguns casos, não obtendo em outros. Como sou uma pessoa esclarecida e não tenho motivo algum para defender a homeopatia caso eu não tivesse sido beneficiado por ela, julgo-me um paciente idôneo, isto é, sei avaliar o meu caso específico no qual fui tratado e obtive benefícios, e não tenho dúvidas de que os resultados foram efetivos e não apenas placebo. Até porque, qualquer coisa pode deflagrar o efeito placebo, mesmo um remédio alopático, o que não ocorreu. Por outro lado, também já fiz uso de medicamentos homeopáticos sem obter o resultado esperado, o que é natural e não significa que a homeopatia não funcione!

  70. Gil Cleber says:

    Com referência à acupuntura, vem sendo utilizada em diversos hospitais por profissionais ALOPATAS. O radical Daniel Sottomaior criticou a acupuntura num programa da Luciana Gimenez e foi contestado imeditamente, no ar, por um médico. Teve de “efiar a viola no saco” e calar a boca. Certa vez mesmo foi transmitida uma cirurgia em que o paciente fora anestesiado por acupuntura.
    Sobre as plantas, cientistas da USP – e parece que de uma universidade do Paraná -, em documentário exibido pela TV (ou em nota jornalística, não me lembro bem), já comprovaram a eficácia de cerca de 80 plantas brasileiras no tratamento das mais diversas doenças, plantas essas de uso e conhecimento popular. Do universo de plantas estudado, apenas umas poucas não apresentavam eficácia terapêutica, conforme mostraram os estudos.

  71. Adriano says:

    Gil Cleber,

    sua amiga ficou 9 anos tratando cancer com medicamentos convencionais e morreu…pena não podermos saber quanto tempo ela ficaria viva com apenas a homeopatia não? (ou seja, não fazendo nada).
    É simples e enriquecedor provar que os remédios homeopatas funcionam. Basta pegar o desafio do Randi para homeopatia..
    1 milhão de dolares…http://www.randi.org/site/index.php/swift-blog/1222-homeopathy-challenge-update.html

  72. Nihil says:

    João Santos:

    “VOCES COSTUMAM DESPREZAR A INTEGRIDADE DO TEXTO. AO MENOS APONTEM QUALQUER ASNEIRA QUE EU TENHA ESCRITO, OK!

    Em momento algum defendo fraudes ou canalhices de quaisquer. Sejam na alopatia, fitoterapia, homeopatia, fisioterapia, etc. Penso que o objetivo é justamente verificar o melhor e o pior de cada proposta, discutindo também os interesses mercantilistas nocivos, sem qualquer exceção, nessa INDÚSTRIA FABULOSAMENTE LUCRATIVA DAS DOENÇAS.”

    Pesquisa e produção exige muito tempo e dinheiro. Você tem que ser muito grato por existir hospital público.

    “Ressaltei a prevenção como princípio primeiro da saúde. Nesse sentido evito qualquer intoxicação tanto quanto possível, quer sonora, quer atmosférica, quer por alimentos ou por drogas, inclusive fármacos. Por exemplo, no caso de uma dor lombar, vou dar preferência à terapia de menor toxidade, a saber: FISIOTERAPIA > ACUPUNTURA > FITOTERAPIA…ou ANALGÉSICO – como última opção válida. Portanto se a ACUPUNTURA funcionar, não vou pedir nenhum LAUDO TÉCNICO A RESPEITO, OK!”

    Opção sua. 

    “TAMBÉM DISSE QUE NUNCA EXPERIMENTEI A HOMEOPATIA, mas que APENAS A ENTENDIA ATÉ O PONTO EM AFINIDADE COM O PRINCÍPIO DA VACINA, cujo objetivo é “ensinar” o organismo a construir defesas que, num conceito mais simplista, consiste em dopá-lo do mesmo agente causador do mal, devidamente atenuado, para o qual desejam imunizá-lo. Técnica essa utilizada amplamente.”

    Para isso existe vacina e o nosso sistema imunológico.

    “Como exemplo, temos o mesmo princípio utilizado na elaboração do soro contra picadas de cobras (soro antiofídico). Injeta-se no cavalo DOSES CRESCENTES DO VENENO até chegar a uma determinada porção que o mataria rapidamente, caso fosse injetado em dose única na primeira aplicação. Posteriormente o sangue é retirado, separando-se o soro (parte branca) . Portanto O PRÓPRIO VENENO CRIA A DEFESA CONTRA O MESMO: SEMELHANTE CONTRA O SEMELHANTE.”

    Aprendi no ensino-médio. Cade a novidade nisso?

    “No caso da Homeopatia, a diferença reside na tal DILUIÇÃO PROGRESSIVA, portanto DOSES DECRESCENTES até culminar com a água pura que teria a FICTÍCIA capacidade de memória, até que se prove o contrário. Entretanto há estudos mostrando as diferentes cristalizações da água quando exposta a freqüencias de sons diferentes.”

    A diluição é tanta que não sobra NENHUMA partícula do agente ativo. Portanto, homeopatia é canalhice. Quanto dinheiro é gasto para produzir frascos de água pura e comprimidos de açúcar? 

    “TENHO AVERSÃO A MONOPÓLIOS, por isso não sou xiita, nem torcedor de A ou B.”

    Não lembro de ninguém querendo monopolizar ninguém. Existem REGRAS e elas devem ser seguidas. Homeopatia, acupuntura, terapia magnéticas, etc, não seguem essas regras.

    “Creio que todas as formas de tratamento são bem-vindas, DESDE QUE FUNCIONEM PERFEITAMENTE, mesmo não havendo a tão exigida comprovação ortodoxa.”

    Por isso existem charlatões. Eles não costumam mostrar nenhuma “comprovação ortodoxa.”

    “Por isso ressaltei a medicina tradicional chinesa como exemplo de empirismo milenar que tem dado resultado para aquele povo. Inclusive a ACUPUNTURA, TAI SHI CHUAN, LIAN GONG SHI BA FA, etc.”

    Existem centenas de milhões de chineses sentindo falta da medicina ocidental. Eu moro do ladinho e conheço a realidade. Se acha que a medicina chinesa é uma maravilha convido-o a ver de perto a realidade. Periga você sentir falta do Brasil. Ainda não conheci nenhum chinês querendo voltar para o seu país.

    “Na mesma linha filosófica da AVERSÃO AOS MONOPÓLIOS, também não uso como sistema operacional principal o WINDOWS da Microsoft, prefiro sistemas COOPERATIVOS E LIVRES, como o LINUX, BSD e SOLARIS. Por entender que o mundo será melhor quando COOPERAR e COMPARTILHAR, ao invés de competir para ter privilégios egoístas, em detrimento dos demais.”

    Pode fazer o você quiser. Eu uso I-Phone, brinco num PlayStation, deu um Wii para minha filha e meu carro é um Toyota. Gosto de coisas populares? Não. Apenas não me preocupo com isso. Não de olhar as etiquetas da minha roupa para ver se está escrito “Made in China”. Se preocupar com o monopólio é perda de tempo. Compro e uso o que achar melhor.

    “Depois posso postar detalhes do médico brasileiro na China – vou pedir permissão a ele.
    O caso engenheiro foi tema de reportagem no Globo Repórter.
    O caso da goiabeira também vou postar.”

    Aguardo. Procure publicações indexadas a respeito também.

    “Outras técnicas alternativas que tem produzido bons resultados em pessoas, animais e plantas.”

    Vídeos do Youtube não são as melhores provas disponíveis. Até porque estamos tratando de homeopatia.

    “Capitalistas! Monopolistas! Ditadores! Criminosos da saúde! Chôôô, Chôôô, Chôôô! Vazando! Vazando! Vazando!…”

    Qual é a marca do seu computador? Qual a sua conexão? Qual é a marca do seu carro? A sua casa/apartamento é própria ou alugada? Não adianta fugir do capitalismo, meu filho. Monopolistas, ditadores? Está falando do que? Criminosos da saúde? Quem erradicou a varíola, paralisia infantil e a raiva na Europa e aqui no Japão mesmo? Ah, sim! Malditos alopatas! 

  73. Skywalker says:

    Senhor João Santos e Gil Cléber, já pararam de chorar pitangas?? voces usaram e abusaram dos argumentos evasivos citados por mim acima, acho que ja deu já né?!! Para sustentar as alegações que voces fizeram, é preciso citar fontes cientificas enão materia de jornais, blogs e sites de medicina alternativa.

  74. Nihil says:

    “Para sustentar as alegações que voces fizeram, é preciso citar fontes cientificas enão materia de jornais, blogs e sites de medicina alternativa.”

    Nem vídeos do Youtube.

  75. Dr. Paulo Rubiano says:

    Algumas pessoas criticam, e com razão, os interesses finaceiros da indústria farmacêutica. Mas e quanto aos interesses da indústria homeopática? Um dos medicamentos homeopáticos mais usados é o oscillococcinum que “serve” para tratar gripe; ele é feito com fígado de pato, um produto muito barato; ele é diluido em 1/100 e essa diluição é repetida 200 vezes! Ou seja, com 10 gramas de fígado de pato a 2 reais é possível encher dezenas de milhares de frascos, rigorosamente sem nenhuma molécula do príncipio “ativo”, ao preço de talvez 15 reais cada! É um dos negócios mais lucrativos que existem. A ultradiluição é apenas um pretexto para produzir uma grande quantidade de produto final com uma quantidade irrisória e barata de matéria-prima. Em termos relativos, a indústria homeopática lucra muitas vezes mais que a inústria farmacêutica. A homeopátia, na minha opinião, é o maior exemplo de capitalismo selvagem. A maior prova de que a homeopatia não funciona é que as companhias farmacêuticas poderiam investir em medicamentos homeopáticos e através de propaganda convencer a população de que a homeopatia funciona, e assim multiplicar seus lucros muitas vez. Não fazem isso porque a resposta terapêutica nos doentes não seria satisfatória a ponto de convencer o público e os médicos, e a concorrência faria com que as companhias voltassem a produzir medicamentos alopáticos que são mais eficazes.

  76. Felipe says:

    E depois disso que o João Santos disse, falam que os defensores da homeopatia não querem levar pro lado emocional, ainda espero uma cura relacionada a renite, e tambem a homeopatia mas como sempre vou ouvir xingamento e nunca um argumento irrefutavel.

  77. Felipe says:

    Daqui a pouco os defensores da homeopatia, vão nos chamar de nazistas ou então de ditadores, e vão ficar fazendo mimimimi chamando disso e daquilo e não vão argumentar,sobre a questão em jogo.

  78. Felipe says:

    Cansaram de chinga e leva pro lado emotivo? cade os defensores da homeopatia, é da pra ver que só sabem contar historinhas sem citar fontes ou nomes.

    Quando souberem debater sem levar pro lado emotivo me chamem.

  79. brunobelo says:

    Vai ser divertido ler todos esses comentários. :D

    O mais divertido é que, depois de pesquisar como a homeopatia funciona, eu fiquei me perguntando “COMO DIABOS ALGUÉM COM MAIS DE MEIO CÉREBRO ACREDITA NISSO?!”.

  80. Nihil says:

    Existe gente: acredita em homeopatia, tratamento a base de sanguessugas, florais de Bach, esoterismo, astrologia, acupuntura, terapia de cristais, terapia magnética, toque terapêutico (pasme! Uma menina de dez anos, Emily Rosa, foi quem desmascarou. Tanto que até publicou um artigo na JAMA, que é uma publicação indexada, coisa que homeopatas nunca fizeram e nem vão fazer), pulseira do equilíbrio, psicanálise… Portanto não me surpreende. Ainda aguardamos o João Santos com as fontes de suas estórias.

  81. Nihil says:

    Vejam que uma menina de 10 anos consegue publicar uma pesquisa num periódico científico desde que a sua pesquisa seja relevante e siga o MÉTODO CIENTÍFICO! Coisa que homeopatas e outros praticantes de medicina alternativa não consegue. As únicas publicações a respeito são só desenganadores como no caso do toque terapêutico. Aqui está

    http://jama.ama-assn.org/content/279/13/1005.full.pdf

    João Santos, quero uma publicação assim dizendo que a homeopatia e outras formas de medicina funcionam. Quando encontrar me chame, OK. Enquanto isso esperarei dormindo.

  82. regina says:

    Felipe, é RINITE, não “renite”. Primeiro se instrua no básico da língua portuguesa, e depois discuta ciência. Isto É um xingamento, como você diz – polido, mas é.

  83. regina says:

    E, Nihil, cadê o controle de emoções que caracterizam o intelectual? “Ai, como eu ODEIO esses pseudocéticos que OUSAM discutir homeopatia!!!!” Desculpem, mas é muita adolescência testosterônica pra mim.

  84. RICARDO RJ says:

    Vejo que o NIHIL É O MAIS NOVO CONVERTIDO DA SEITA DOS CÉTICOS.Aquela que prega o cientificismo a toda prova,tentando convencer a todos da infalibilidade científica,e da nulidade dos outros saberes da humanidade.Seja feliz Nihil,que o Irmão Mori e o Irmão Vítor te abençoem na sua onipotência causal.

  85. Franciscodog says:

    Acho que vcs deveriam discutir isso no forum, é mais prático e a discussão fica mais organizada

  86. João Santos says:

    Ui,uii, uiiii ! O pau tá comendo solto por aqui! Muito emocianante, excitante! Melhor que o Big Brother!

    Antes gostaria que todos lessem meus comentários e apontassem onde eu estou defendendo a homeopatia em si.

    Nihil,Estude mais interpretação de texto!

  87. Nihil says:

    Não, RICARDORJ. Eu só näo sou otário.

    Ciência=conhecimento
    Crendice=ignorância

    Meu pensamento sempre foi assim. E estou cagando e andando sobre o pensam de mim. Portanto, escreva o que você quiser.

  88. Nihil says:

    Regina, só brinco aqui. :)

  89. João Santos says:

    Nihil

    Olha eu aqui otra vêiz!

    Adiantando pra você, o nome do médico do episódio que relatei, da criança doente, numa aldeia da China, é Gutemberg Livramento, se conseguir entrar em contato com ele terá maiores detalhes (acho que tem artigos dele na net).

    Se você não sabe, na China os médicos são mais completos, pois, além da medicina ocidental, aprendem também a tradicional (tai shi, acupuntura, fitoterapia), com excelentes resultados práticos.

  90. João Santos says:

    Nihil

    Você disse que: “”Quem erradicou a varíola, paralisia infantil e a raiva na Europa e aqui no Japão mesmo? Ah, sim! Malditos alopatas!”

    — Nihil, não foram os malditos alopatas! Pois a vacina é um princípio originariamente homeopata, isto é: O SEMELHANTE COMBATEndo O SEMELHANTE; cuja menção mais remota deve-se ao rei grego Metridades, 2000 a.c.

    Evidente que sou a favor da imunização, desde que criteriosa. Não aquelas vacinações “capitalistas”- pra ganhar muito dinheiro, do George W. Bush e do Donald Humsfeld ( dono do remédio TAMIFLU). Pois isso é também canalhice, ou não?

  91. João Santos says:

    Opa, correção: o nome do rei é MITRIDATES.

  92. João Santos says:

    Nihil

    Você disse: “Aguardo. Procure publicações indexadas a respeito também. Vídeos do Youtube não são as melhores provas disponíveis. Até porque estamos tratando de homeopatia.”

    – Nihil, os videos estão apenas “HOSPEDADOS” no Youtube, mas as matérias são do Jornal Nacional e do Fantástico. Há muitos documentários e entrevistas muitos boas por lá.
    O testemunho daqueles pacientes, como dos profissionais envolvidos, são autênticos, como se podem constatar. Ou será você que vai desmenti-los?

    – Outra coisa, os vídeos indicados NÃO SÃO RELATIVOS A HOMEOPATIA, mas à ACUPUNTURA E AO TRATAMENTO POR MAGNETISMO E INFRAVERMELHO LONGO, que tem sido usado por médicos e fisioterapeutas com ótimos resultados em pessoas, animais e plantas, isso é fato, não depende da sua crença.

  93. João Santos says:

    Nihil

    Você disse: “Não adianta fugir do capitalismo, meu filho.”

    – Quando digo “capitalismo”, refiro-me àqueles malefícios vinculados ao sistema. Penso que a melhor proposta seria o equilíbrio entre o público (coletivo) e o privado (individual) – Conforme os “Princípios de Pareto” – conhece ?

    Alguns países mais próximos desse ideal são a Noruega, Dinamarca, Suécia, Suíça e Finlândia, dentre outros. Mas, que fazer, se a humanidade ainda não evoluiu para tanto?

    Por isso, continuaremos assistindo: concentração de renda, miséria, favelizações e as suas penosas consequências – sequestros, tráficos, assaltos…e mortes.

    Mas se está bom pra você, que importa os demais, né?

  94. Nihil says:

    João Santos, estou esperando as fontes dos casos que vocês citou lá em cima. Blogs, testemunhos, sites de medicina alternativa e vídeo do YouTube não valem.

    Aguardo a sua respostas.

    PS: falácia do espantalho muito menos. Você aprendeu o que é uma fonte de verdade, né.

  95. Franciscodog says:

    Fala João! Nos encontramos novamente!
    Permite que eu teça uns comentários sobre seus posts?

  96. João Santos says:

    Fala, dotô Francisco! O comentário é livre, mas eu tô me divertindo um pouco com as “meias verdades” de cada um de nós, inclusive com as minhas!

    Nihil, não leve muito a sério. Não parece, mas eu até que gosto de você.

  97. João Santos says:

    No programa do Jõ Soares, da TV Globo,apareceu certa vez um velhinho que não era curandeiro e nem religioso. Mas todos na cidade achavam muito estranho o fato de os pássaros pousarem nele,quando sentava-se nas praças públicas, uma vez que não faziam isso com mais ninguém.

    Certo dia ele, sem qualquer pretensão, pegou as mãos de um rapaz com muitas verrugas nas mãos e as mesmas secaram, posteriormente.

    O rapaz que já há muito tentava curar-se, acreditou que fora o toque do tal velhinho e voltou a procurá-lo, pedindo para que tocasse em pessoas com câncer etc.

    Uma sucessão de “milagres” aconteceram e, é claro, foi parar no Programa do Jô. Este, que é bem cético, mas não podendo negar os fatos, perguntou a quem ele atribuia essas curas.
    O velho respondeu que não fazia a menor idéia, mas que estavam estudando-o. Vai entender!

    Não sei se está no Youtube, mas está no acervo da Glogo.

    Mori, você que tem intimidade com o Jô, posta aí pra gente!

  98. Dr. Paulo Rubiano says:

    Tem-se comentado muito aqui que a vacina seria um exemplo do princípio dos semelhantes, isto é, que “semelhantes combatem semelhantes”. Entretanto essa frase é muito vaga e pode ser aplicada a inúmeros processos nada relacionado com a homeopatia. Por exemplo, uma guerra é basicamente semelhantes combatendo semelhantes, assim como uma disputa de dois machos pela fêmea, uma estrela massiva drenando a matéria de sua companheira num sistema binário muito cerrado, etc. Portanto, é muito fácil chamar o princípio da imunização de princípio dos semelhantes quando se é ignorante sobre como age o sistema imunológico, e não se tem conhecimento de causa sobre o que está dizendo.
    Se considerarmos o princípio dos semelhantes estritamente dentro do escopo da homeopatia, veremos que esse princípio não tem rigorosamente nada a ver com a imunização por dois motivos, a saber: (1)enquanto um medicamento homeopático não contém absolutamente nenhuma molécula do princípio “ativo”, uma dose de qualquer vacina contém milhares de agentes patogênicos atenuados, uma proteína de sua superfície ou um pedaço de seu DNA (uma vacina pode ser tudo menos homeopática); (2)enquanto a atuação do princípio dos semelhantes no modo como um medicamento homeopático “age” para “realizar a cura” seja muito nebulosa e desprovida de evidências , o mecanismo de atuação do sistema imunológico no processo de imunização, seja na vacina ou numa infecção, foi muito bem estabelecido pela Ciência Médica, e envolve diversos tipos de anticorpos (como IgG, igM e IgE), bem como uma variedade dos seus complementos, além de diversos tipos de leucócitos num sistema complexo, mas muito bem conhecido.
    Insinuar que o sistema imunológico tem alguma coisa a ver com o princípio dos semelhantes é tentar esvaziar todo conhecimento científico que temos sobre ele e reduzi-lo à mesma nulidade da homeopatia.

  99. Franciscodog says:

    João, dei uma editada pra não ficar muito grande o post

    “médico do episódio que relatei, da criança… Gutemberg Livramento’
    Se não me engano o Livramento justamente dá palestras sobre medicina chinesa

    “na China os médicos são mais completos”
    Fontes?

    “com excelentes resultados práticos”
    Fontes? Pelo que eu sei o pessoal que tem dinheiro e acesso vai se tratar no Japão.

    “Pois a vacina é um princípio originariamente homeopata, isto é: O SEMELHANTE COMBATEndo O SEMELHANTE”
    Não é verdade. o Princípio homeopático professa que medicações que provocam SINTOMAS SEMELHANTES aos da doença reforçam o sistema imune do paciente, não advoga usar microrgnismos atenuados ou equivalentes. Muitos hoemopatas inclusive são contra o uso de qualquer das vacinas “convencionais”.

    “Não aquelas vacinações “capitalistas”- pra ganhar muito dinheiro, do George W. Bush e do Donald Humsfeld ( dono do remédio TAMIFLU)”
    Se não me engano quem ganhou dinheiro foi uma indústria francesa! Mas tudo bem, são todos porcos capitalistas mesmo…

    “O testemunho daqueles pacientes, como dos profissionais envolvidos, são autênticos, como se podem constatar. Ou será você que vai desmenti-los?”
    João, relatos de melhora com qualquer tratamento, incluindo os alopáticos não “provam” a eficácia. Além do problema inato referente a epistemiologia, é importante salientar que relatos anedóticos carecem de randomização, não seleção de resultados, controle duplo cego, reprodutividade, falsiabilidade, impacto do efeito placebo, falta de end-points claros, má interpretação de dados, variação estatística e o mais importante a história Natural da Doença

    “ACUPUNTURA”
    Utilizada para controle de dor, principalmente crônica e com alguns bons relatos em anestesia cobinada. Isso é conhecido desde a minha época de faculdade (infelizmente há muito tempo) quando estava muito em voga a “Teoria dos Portais”
    Hoje acho que ninguém que produz trabalhos fala muito em meridianos e outras explicações não convencionais.

    “TRATAMENTO POR MAGNETISMO”
    Esse nunca foi comprovado por nenhum estudo, se foi por favor me mostre.

    “INFRAVERMELHO LONGO”
    Nunca ouvi falar, talvez o pessoal da fisio use e eu não conheça

    “pessoas, animais e plantas”
    em pessoas e animais já vi, mas em plantas? Acupuntura, magnetismo e infravermelho?

  100. Nihil says:

    João Santos, antes de responder peço desculpas pelo comentário anterior. Eu o postei sem atualizar a página. Agora a minha resposta:

    Gutemberg Livramento:
    —”Mestrando em Medicina e Saúde Humana pela Escola Bahiana de Medicina.”—
    http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4751485H6

    Não existe artigos dele em publicações indexadas. Quando  concluir o mestrado talvez escreva algo relevante.

    “Se você não sabe, na China os médicos são mais completos, pois, além da medicina ocidental, aprendem também a tradicional (tai shi, acupuntura, fitoterapia), com excelentes resultados práticos.”

    A maioria das mais importantes descobertas da medicina foram feitas por ocidentais. Engraçado como vi chineses virem até aqui no Japão para se tratar.

    “Você disse que: “”Quem erradicou a varíola, paralisia infantil e a raiva na Europa e aqui no Japão mesmo? Ah, sim! Malditos alopatas!”

    — Nihil, não foram os malditos alopatas! Pois a vacina é um princípio originariamente homeopata, isto é: O SEMELHANTE COMBATEndo O SEMELHANTE; cuja menção mais remota deve-se ao rei grego Metridades, 2000 a.c.”

    Na vacina os princípios ativos estão presentes. A prova é nas raras vezes que falha existem efeitos colaterais e algumas pessoas são alérgicas e podem até morrer. Coisa que a homeopatia não consegui provar é a presença de princípios ativos na sua composição.

    —”O processo de erradicação da doença deu-se a partir de 1796 com a “invenção” da primeira vacina por Edward Jenner e foi construído durante percurso que se estendeu por quase 200 anos, ao longo dos quais a vacinação teve papel preponderante. O que caracterizou, nesse período, os primeiros esforços para controlar a varíola foi a introdução da vacina, primeiro na sua forma jennneriana, caracterizada pela passagem de pessoa a pessoa do vírus vaccinia, agente etiológico da Cowpox; depois em sua forma animal, pela cultura do mesmo vírus em bovinos.”—

    http://www.scielo.br/pdf/csp/v27n2/22.pdf

    Ah, sim. Um artigo em publicação indexada em Português para facilitar. Recomendo este site.

    “– Nihil, os videos estão apenas “HOSPEDADOS” no Youtube, mas as matérias são do Jornal Nacional e do Fantástico. Há muitos documentários e entrevistas muitos boas por lá.
    O testemunho daqueles pacientes, como dos profissionais envolvidos, são autênticos, como se podem constatar. Ou será você que vai desmenti-los?”

    Não. Mas eles não provam que o que mostram são confiáveis. A Globo não tem boa reputação.

    “– Outra coisa, os vídeos indicados NÃO SÃO RELATIVOS A HOMEOPATIA, mas à ACUPUNTURA E AO TRATAMENTO POR MAGNETISMO E INFRAVERMELHO LONGO, que tem sido usado por médicos e fisioterapeutas com ótimos resultados em pessoas, animais e plantas, isso é fato, não depende da sua crença.”

    Mais tarde me aprofundo no assunto.

    “Por isso, continuaremos assistindo: concentração de renda, miséria, favelizações e as suas penosas consequências – sequestros, tráficos, assaltos…e mortes.”

    Esses países citados têm não só um governo comprometido com a qualidade de vida com a população como também um povo educado e culto. Incluiria também a Holanda, famosa pela sua liberdade que oferece. Na Suiça todas as casas possuem armas de fogo, mas a criminalidade beira o zero. Por que? Porque o povo é educado, culto e não vota num Tiririca ou ex-BBB da vida. Educação. Essa é a chave.
    PS: ainda vou morar na Holanda :)

    “ Nihil, não leve muito a sério. Não parece, mas eu até que gosto de você.”

    Depois defina esse “gostar”. :/ O mais importante é discordar sem desrespeitar. E sigo a famosa citação ATRIBUÍDA ao Voltaire (sou fã desse cara):

    “Posso discordar de cada palavra sua. Mas defenderei até a morte o direito de você proferi-las.”

    Abraços.

  101. Nihil says:

    É… Ainda bem que sempre quis morar longe do mar… Na minha cidade deu um tsunami de 3 metros, mas estou seguro.

  102. João Santos says:

    Nihil

    Ao ver os telejornais pensei exatamente na sua família, até comentei a respeito aqui em casa. Mas, enfim, estamos felizes por vocês, a despeito das famílias enlutadas.

    Nesse planetinha nada temos, apenas pagamos para usar. Mesmo o nossos corpos retornarão ao lugar de onde vieram – “revertere ad locum tuum”.

    O “gostar”, a que me referi, vai ao encontro das minhas convicções filosóficas que, em síntese, é a fraternidade.

    Fraterno abraço !

  103. Nihil says:

    Deixei uma postagem no meu blog a respeito. Segue no meu nick.

    Abraços e obrigado!

  104. Maximiliano says:

    Eu sinto quando digo que tive preguiça de concluir a leitura da contra-argumentação aparentemente tão ‘bem’ elaborada de Nihil, quando me deparei com a afirmação erronea de que o conceito de vacina é puramente o semelhante a combater o semelhante. Com base em toda a minha humilde porém nada curta formação como profissional da saúde eu insisto em lembrar que, a partir do momento em que se tornou conhecido o funcionamento do sistema imunológico humano, não levou muito tempo até surgir a ideia de introduzir um organismo causador de algum mal, atenuado é claro, para que não proporcionasse incomodo ao indivíduo, e para que por sua vez seu sistema imunológico tomasse conhecimento disso e iniciasse as medidas necessárias para conter qualquer infestação do supracitado microorganismo maléfico. Portanto, o conceito do semelhante combatendo o semelhante em nada se aplica no caso das vacinas uma vez que o real combatente são simplesmente as celulas de defesa produzidas para tal finalidade.
    Meu nome é Maximiliano, sou infectologista há 15 anos, e parabenizo o autor pelo texto.
    A homeopatia é uma mentira que mata muito mais do que se imagina.

  105. Ricardo RJ says:

    Ao meu colega Maximiliano.Meu nome é Ricardo,sou clínico e homeopata há 20 anos.Diga aos aproximadamente 500 milhões de pessoas em todo o mundo,DE VÁRIAS ETNIAS E NÍVEIS CULTURAIS,INCLUSIVE NA EUROPA, que usam e se beneficiam com a homeopatia que a mesma é uma mentira que mata.Diga TAMBÉM ao CFM(CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA),que a reconhece como Especialidade Médica ,QUE A HOMEOPATIA É UMA MENTIRA ASSASSINA,E QUE TEUS COLEGAS HOMEOPATAS SÃO COMO JAMES BOND 007(COM LICENÇA PARA MATAR) E POR FIM DIGA AO TEU ADVOGADO QUE PREPARE UMA BOA ESTRATÉGIA DE DEFESA NO CASO DE PROCESSOS POR CALÚNIA E DIFAMAÇÃO TE ATINGIREM.

  106. sarthorius says:

    papai noel usa homeopatia

  107. Nihil says:

    “Meu nome é Ricardo,sou clínico e homeopata há 20 anos.”

    Mamãe! Tenho PhD em pseudociência!

    Diga aos aproximadamente 500 milhões de pessoas em todo o mundo,DE VÁRIAS ETNIAS E NÍVEIS CULTURAIS,INCLUSIVE NA EUROPA, que usam e se beneficiam com a homeopatia”

    Entre os benefícios temos matar a sede e o placebo.

    “CFM(CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA),que a reconhece como Especialidade Médica”

    Num país que elege palhaços, ex-jogadores e ex-BBB tudo é possível.

    “DIGA AO TEU ADVOGADO QUE PREPARE UMA BOA ESTRATÉGIA DE DEFESA NO CASO DE PROCESSOS POR CALÚNIA E DIFAMAÇÃO TE ATINGIREM.”

    http://www.dailytelegraph.com.au/news/homeopath-thomas-sam-guilty-of-daughter-glorias-death/story-e6freuy9-1225723018271

    http://www.life123.com/arts-culture/pop-stars/bob-marley/bob-marley-biography.shtml

    O que foi dito não é verdade?

  108. Skywalker says:

    [{ Ao meu colega Maximiliano.Meu nome é Ricardo,sou clínico e homeopata há 20 anos }]

    Apelo á autoridade

    [{ Diga aos aproximadamente 500 milhões de pessoas em todo o mundo,DE VÁRIAS ETNIAS E NÍVEIS CULTURAIS,INCLUSIVE NA EUROPA, que usam e se beneficiam com a homeopatia que a mesma é uma mentira que mata }]

    500 milhões beneficiados pela homeopatia. Onde se encontra esta informação ou melhor, onde se encontram os dados desta suposta pesquisa que ainda separa os casos por etnías e íveis culturais?? Isso sem contar o seu belo ad consequentiam, ou argumento por consequência, falacia muito usado por homeopatas.

    [{ Diga TAMBÉM ao CFM(CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA),que a reconhece como Especialidade Médica ,QUE A HOMEOPATIA É UMA MENTIRA ASSASSINA,E QUE TEUS COLEGAS HOMEOPATAS SÃO COMO JAMES BOND 007(COM LICENÇA PARA MATAR)... }]

    E novamente o Apelo á Autoridade que no caso, se trata do Conselho Federl de Medicina, tsc tsc tsc.

    [{ E POR FIM DIGA AO TEU ADVOGADO QUE PREPARE UMA BOA ESTRATÉGIA DE DEFESA NO CASO DE PROCESSOS POR CALÚNIA E DIFAMAÇÃO TE ATINGIREM. }]

    Hehehe … Dr Renato Zamora Flores, Geneticista e Bioquímico pós-graduado da UFRGS, muitas vezes em muitos debates não apenas ridicularizou, mas tambem, desafiou qualquer homeopata ou associação de homeopatas á processa-lo por injúria e difamação e até o presente momento, nenhuma manifestação judicial chegou ao meu conhecimento nem tampouco um pedido de cassação de seu registro no CRM do Rio Grande do Sul. Como processar alguem por injúria e difamação contra a homeopatia e os homeopatas se, a propria homeopatia em sí, é uma completa calúnia e difamação do metodo cientifico e de toda especialidade médica derivada dele. Só rindo mesmo hahahahaha !!

  109. Nihil says:

    Pior que apelo à autoridade é apelo à própria autoridade. Homeopatas entendem tão de medicina quanto um tijolo entende de mecânica quântica.

  110. Nihil says:

    Maximiliano,

    “Eu sinto quando digo que tive preguiça de concluir a leitura da contra-argumentação aparentemente tão ‘bem’ elaborada de Nihil, quando me deparei com a afirmação erronea de que o conceito de vacina é puramente o semelhante a combater o semelhante.”

    Não lembro de ter postado nada errôneo no comentário que o senhor disse “ter preguiça” de ler. Assim como senhor sou um opositor da homeopatia. Portanto não colocaria nada que a favoreça aqui. Inclusive eu postei um trecho de um artigo indexado que escolhi cuidadosamente para mostrar a gritante diferença entre a vacina e essa pseudociência que é a homeopatia.

    Bem, se eu estiver enganado me avise.

    Abraços.

  111. Adriano says:

    “Enviado por Nihil em 15 de março 2011 às 00h42

    Pior que apelo à autoridade é apelo à própria autoridade. Homeopatas entendem tão de medicina quanto um tijolo entende de mecânica quântica.”

    Você não deveria fazer essa afirmação. Poderia no máximo falar que não entendem o que seja um estudo científico sério, e nem todos, pois vários, corretamente, pensam poder provar que a homeopatia funciona.Existem trabalhos sem resultados positivos onde homeopatas participaram, o que é bom.

  112. Adriano says:

    Digo que é correto eles quererem provar, participar do método científico, não que é correto que homeopatia funcione (tenho todas as evidências para concluir que não funciona).

  113. João Santos says:

    Ei, doutores, inicialmente, deveriam ler todos os comentários para não pegarem o bonde andando…
    Qualquer criança sabe disso que os senhores disseram, nenhuma novidade!

    Na verdade quem tem de estar fortalecido é o organismo, caso contrário, nenhum tratamento vai salvar o doente. Mesmo o antibiótico, não cura sozinho. Por isso que o Pasteur disse: “O invasor não é nada, o campo é tudo!”

    Se Homeopatia mata por sua inocuidade muitas drogas também matam por sua toxidade. Imagine se eu, com dores crônicas, vou preferir tomar morfina todo dia, se uma sessão de acupuntura resolver o caso!

    Evidente que drogas bem ministradas salvam muitas vidas, mas tornaram-se também uma parafernália voltada para um comércio fabuloso. Só um exemplo, o Vioxx deveria ter sido retirado de circulação em 2000, porém continuou a ser vendido livremente até 2004, mesmo sabendo que causava danos e mortes.

    Enfim, todos querem o monopólio do doente, porque estão “preocupados” com a saúde do povão, né? Uma outra coisa linda de se ver é a farra dos planos de saúde, clínicas particulares, drogarias… e enquanto isso, hospitais públicos abandonados, né?

    Uma coisa me intriga, se a medicina tradicional é tão infalível, porque as pessoas estão migrando para outras propostas de tratamento, inclusive correndo riscos? Masoquismo, burrice, filosofia ?

    A verdadeira revolução na cura do câncer e todas as doenças parasitárias foi interrompida nos anos 30, que a AMA, FDA, laboratórios e demais integrantes da quadrilha suprimiram. Essa sim, não invasiva, limpa e barata….MAS NÃO DARIA LUCRO! Em um outro tópico já falei a respeito da conspiração criminosa desse conglomerado que simplesmente vandalizou o laboratório do Dr Royal Rife, saqueou e destruiu todo o seu acervo, comprou a imprensa da época, etc, etc, etc… Tudo por interesses “capitalistas” do mais mesquinhos.

    Quem perdeu com isso foi toda a humanidade. Até imagino como estaria aperfeiçoada essa técnica que já funcionava 100%. E nos anos 30! Um dos maiores crimes contra a saúde, uma vez que estaria resolvida a cura de todas as doenças parasitárias por vírus, por fungos, bactérias, protozoários, etc.

    Quem manda mesmo na parada é a grana, o resto é conversa fiada !

  114. Skywalker says:

    Sr João Santos

    Já chega de choramela pois os poucos casos em que medicamentos falharam ou causaram danos permanentes em pacientes, não anulam nem tampouco arranham a confiança e credibilidade que os verdadeiros medicamentos transmitem aos medicos patologistas, onde 67% de todos eles possuem 100% de eficacia comprovada contra 28% de homeopaticos com eficacia “duvidosamente” comprovada (vide efeitos placebo) – [Lancet 1997/ revisão de metánalises Lancet 27/08/2005]. Atacar a medicina tradicional com sua choramela de efeitos colaterais de vacinas e aumento significativo na procura por medicina alterntiva (vide pseudo-medicina), não só é uma argumentação evasiva mas tambem, uma argumentação recheada de falacias.

    Nihil

    Não importa se o apelo é á uma autoridade externa ou á propria autoridade pois, por mais longo e perstigiado que seja o seu currículo, não tornará as alegações verdadeiras nem aqui nem no raio que o parto hehe

  115. João Santos says:

    Skywalker

    Você é outro que pega o bonde andando…E deve estar a serviço do seu patrão, né?

    Tente ler e entender meus comentários, então aponte onde é que eu estou atacando ou defendendo A ou B.

    Se você é racional, deveria saber que nada nesse mundo é aperfeiçoado sem o falseamento filosófico crítico. Se assim não fosse, estaríamos contente com a primeira versão do automóvel, do avião, do telefone e a Terra ainda seria o centro do universo.

    Assim também todos os processos em curso na humanidade devem sofrer criticas para o bem comum. Que é a nossa proposta aqui, no tocante às formas de tratamento das doenças, com enfoque na homeopatia.

    Portanto as alopatias, fitoterapias, fisioterapias, terapias magnéticas, terapias com infravermelho longo, acupuntura, etc., devem sofrer críticas, no todo ou em parte. Podendo serem aceitas ou rejeitadas, também no todo ou em parte. Mas, a priori, todas as propostas são possibilidades. É assim que funciona !

    Por exemplo: quando criança, curavam minhas lombrigas com mastruz macerado, em jejum. E funcionava perfeitamente, com um mínimo de toxidade. Mas sei que é um vermífugo limitado.
    Recentemente descobriram uma erva que serve de antídoto para o veneno da jararaca, mas será que serve para o de todas as cobras ?

    A sensatez não adota a postura radical de algo definitivamente concluído no contexto das ciências, no amplo sentido. Mesmo a natureza está ainda a busca do equilíbrio. Nem o ser humano está pronto ainda, pois há um processo de evolução em curso.

    Procure refutar cada comentário com argumentos sensatos, que sirvam tanto para min quanto para os demais. Gosto de aprender com quem sabe e não com um pseudosábio fanfarrão.

    E deixa de ser limitado!

  116. Franciscodog says:

    Olá João!

    “Na verdade quem tem de estar fortalecido é o organismo, caso contrário, nenhum tratamento vai salvar o doente. ”
    É uma verdade aceita por toda a comunidade científica, porém não exclui nehum dos avanços tecnológicos da medicina. Há diversas situações que só o organismo fortalecido não dá conta

    “Se Homeopatia mata por sua inocuidade muitas drogas também matam por sua toxidade.”
    Verdade, remédios podem causar efeitos colaterais graves. Daí a importância de estudos que comprovem estatisticamente com todo o rigor científico que o benefício de determinada medicação é maior que o malefício.

    “Imagine se eu, com dores crônicas, vou preferir tomar morfina todo dia, se uma sessão de acupuntura resolver o caso!”
    A morfina no nosso meio é parcamente usada, apenas para dores muito fortes e normalmente só em pacientes terminais.
    A acupuntura é utilizada há muito tempo para tratamento de dor crônica, apesar da falta de estudos grandes a respeito.

    “Só um exemplo, o Vioxx deveria ter sido retirado de circulação em 2000, porém continuou a ser vendido livremente até 2004, mesmo sabendo que causava danos e mortes.”
    O Vioxx foi retirado pois contatou-se que o uso contínua por mais de 18 meses aumentava o risco de morte cardiovascular em paciente previamente cardíacos. Tecnicamente sua retirada foi muito discutível, existem remédios semelhantes no mercado. A pressão dos consumidores e o medo de processos judiciais funciona muito nesses casos

    “Enfim, todos querem o monopólio do doente, porque estão “preocupados” com a saúde do povão, né?”
    Todos quem?

    “Uma outra coisa linda de se ver é a farra dos planos de saúde, clínicas particulares, drogarias… e enquanto isso, hospitais públicos abandonados, né?”
    OS hospitais públicos estão mau-tratados desde que me formei, os motivos são muitos e bem complexos. A maioria dos personagens da medicina privada não tem relação direta com esse fato.

    “Uma coisa me intriga, se a medicina tradicional é tão infalível”
    Não é verdade, a medicina está longe de ser infalível, nem se arvora a isso. É apenas o melhor metódo atualmente disponível (comprovado cientificamente)

    “, porque as pessoas estão migrando para outras propostas de tratamento, inclusive correndo riscos? Masoquismo, burrice, filosofia ?”
    Pessoas que não conseguem resolver seus anseios com a medicina muitas vezes procuram outros métodos, a procura de uma solução. Isso não depõem contra a medicina (pois esta sabe suas limitações) nem enaltece as alternativas.

    “Quem manda mesmo na parada é a grana, o resto é conversa fiada !”
    Em última instância, e de uma maneira muito simplificada, o interesse financeiro prevalesse na sociedade capitalista onde vivemos. Mais há discussões a esse respeito.

  117. Franciscodog says:

    “Se você é racional, deveria saber que nada nesse mundo é aperfeiçoado sem o falseamento filosófico crítico. Se assim não fosse, estaríamos contente com a primeira versão do automóvel, do avião, do telefone e a Terra ainda seria o centro do universo.”
    Particularmente esses avanços tecnológicos aconteceram com a utilização do Método Científico, aí incluso o falseamento não-filosófico.

    “Assim também todos os processos em curso na humanidade devem sofrer criticas para o bem comum. Que é a nossa proposta aqui, no tocante às formas de tratamento das doenças, com enfoque na homeopatia.”
    Estamos de acordo

    “Portanto as alopatias, fitoterapias, fisioterapias, terapias magnéticas, terapias com infravermelho longo, acupuntura, etc., devem sofrer críticas, no todo ou em parte. Podendo serem aceitas ou rejeitadas, também no todo ou em parte. Mas, a priori, todas as propostas são possibilidades. É assim que funciona !”
    Continuamos concordantes.

    “Por exemplo: quando criança, curavam minhas lombrigas com mastruz macerado, em jejum. E funcionava perfeitamente, com um mínimo de toxidade. Mas sei que é um vermífugo limitado.”
    Aí começamos a discordar… Veja bem João, o fato de você ter melhorado das lombigas usando o mastruz não significa que o mastruz realmente funcione.

    “Recentemente descobriram uma erva que serve de antídoto para o veneno da jararaca, mas será que serve para o de todas as cobras ?”
    Justamente para dirimir essas dúvidas que entra a pesquisa médica e o método científico, com experimentos in vitro e in vivo.

    “A sensatez não adota a postura radical de algo definitivamente concluído no contexto das ciências, no amplo sentido. Mesmo a natureza está ainda a busca do equilíbrio. Nem o ser humano está pronto ainda, pois há um processo de evolução em curso.”
    Desculpe, naõ entendi esse parágrafo

    Abraços

  118. João Santos says:

    Franciscodog

    Meu comentário foi uma réplica ao Skywalker.

    Se o falseamento é filosófico ou não-filosofico, são detalhes. O que importa é o aperfeiçoamento resultante.

  119. João Santos says:

    Franciscodog

    Quando placas tectônicas se movem, estão procurando se acomodar, estão à procura do equilíbrio, em que pesem os flagelos.

    Nós só existimos porque os elemetos procuram o equilíbrio de suas cargas. Se todos fossem nobres como o ouro ou como os gases nobres, não haveria a formação dos compostos que nos deram origem.

    Por falar em filosofia, penso que tudo no universo são propostas. A vida é uma delas. Muitas espécies foram extintas, poderemos ter o mesmo destino.

    Somos ainda primitivos, agimos como os esquilos que escondem mais nozes do que necessitam para sua subsistência. Acumulamos riquezas porque estamos preocupados com nossas sobrevivência e conforto egoistas.

    Faço parte disso, afinal preciso sobreviver, embora não saiba o real sentido da vida. Talvez seja a construção do deus inexistente. Eu disse “talvez”.

  120. João Santos says:

    Franciscodog

    Eu entendo a Filosofia (ciênca) como o conjunto universo das filosofias onde, nesse contexto, a nâo-filosofia seria também uma filosofia.

  121. Nihil says:

    “Quando placas tectônicas se movem, estão procurando se acomodar, estão à procura do equilíbrio, em que pesem os flagelos.”

    Não, João Santos. Isso se deve à convecção da astenosfera. A energia liberada pelo núcleo é muito grande devido a pressão. O magma tende a sair pelas zonas divergentes das placas e estas se chocam nas convergentes. Não como elas se acomodarem, se um dia isso acontecer o Planeta Terra se transformará numa gigantesca panela de pressão com a saída de vapor entupida. Ou seja, os terremotos infelizmente são um mal necessário. Bem, de qualquer forma há um equilíbrio nesse ciclo e nessa parte tem você tem razão. :)

    Voltando ao assunto. O “dotô” RICARDORJ, com seu PhD em pseudociência veio aqui com seus peudoargumentos, ameaçando com seu pseudoprocesso. O erro dele deve ser reparado. Pode-se ver que ele saiu de fininho. Talvez não queira passar vergonha.

  122. Nihil says:

    “Eu entendo a Filosofia (ciênca) como o conjunto universo das filosofias onde, nesse contexto, a nâo-filosofia seria também uma filosofia.”

    Acho a filosofia “romântica” demais para se envolver na ciência aplicada. De qualquer forma ela ajuda muito para criar “ferramentas” aplicadas no método científico. Exemplos: Falsealidade Popperiana e a Navalha de Occam.

  123. Skywalker says:

    {[ Tente ler e entender meus comentários, então aponte onde é que eu estou atacando ou defendendo A ou B.}]
    Se não esta atacando ou defendendo, então para que ou com que proposito, citar casos de falha em tratamentos com medicamentos alopáticos, efeitos colaterais de vacinas e aumento na procura por medicina alternativa, em uma matéria de crítica sobre a homeopatia?? Que relevancia tem isso tudo em favor ou desfavor da homeopatia á não ser que, seu objetivo seja desviar o foco em defesa ou atque de A ou B, e isso ficou evidente.
    {[ Se você é racional, deveria saber que nada nesse mundo é aperfeiçoado sem o falseamento filosófico crítico. Se assim não fosse, estaríamos contente com a primeira versão do automóvel, do avião, do telefone e a Terra ainda seria o centro do universo.
    Assim também todos os processos em curso na humanidade devem sofrer criticas para o bem comum. Que é a nossa proposta aqui, no tocante às formas de tratamento das doenças, com enfoque na homeopatia.
    Portanto as alopatias, fitoterapias, fisioterapias, terapias magnéticas, terapias com infravermelho longo, acupuntura, etc., devem sofrer críticas, no todo ou em parte. Podendo serem aceitas ou rejeitadas, também no todo ou em parte. Mas, a priori, todas as propostas são possibilidades. É assim que funciona ! }]
    Quê? Hipoteses são postas á prova e falseadas através de critica filosófica? Aiaiai por Odin!! E as … blablabla … devem sofrer criticas e serem aperfeiçoadas … blablabla … e tudo isso para no final concluir que; medicina tradicional (alopatia) se equipara á medicina alternativa e, por isso, esta sujeita á criticas (por opositores, claro) para então poder ser aceita ou rejeitada (por quem não esta familiarizado com a matéria, obvio) e por fim, terminando com um Non Sequitur. tsc tsc tsc
    {[ Por exemplo: quando criança, curavam minhas lombrigas com mastruz macerado, em jejum. E funcionava perfeitamente, com um mínimo de toxidade. Mas sei que é um vermífugo limitado.
    Recentemente descobriram uma erva que serve de antídoto para o veneno da jararaca, mas será que serve para o de todas as cobras ? }]
    Irrelevante
    {[ A sensatez não adota a postura radical de algo definitivamente concluído no contexto das ciências, no amplo sentido. Mesmo a natureza está ainda a busca do equilíbrio. Nem o ser humano está pronto ainda, pois há um processo de evolução em curso. }]
    Sheakspear??
    {[ Procure refutar cada comentário com argumentos sensatos, que sirvam tanto para min quanto para os demais. Gosto de aprender com quem sabe e não com um pseudosábio fanfarrão.]}
    Nature 144-56
    Nature 022/144 (periodic review of UC and UW-Madison Department of Biochemistry 99/2001)
    Lancet 1997 / revisão de metanálises Lancet 27/08/2005
    Cara, voce é hilário mesmo com esse seu ar de intelectual mas ao ler seus comentários se percebe claramente que o “pseudo-sábio” aqui é você. Sem contar o seu insistente uso da técnica do Espantalho, sempre interpretando mau ou ignorando argumentos embasados, para poder atacar assuntos diferentes ou mais fáceis de contra-argumentar e claro, sempre com argumentos ou respostas evasivas. E como todo bom troll, não poderia faltar no final um belo de um Ad Hominem, falácia esta bastante recorrente dos argumentadores encurralados, enfim, foi um prazer perder o meu tempo com você Sr João Santos. (não haverá réplica ao seu próximo comentário)

  124. João Santos says:

    ok, Nihil!

    Com relação aos movimentos das placas, isso não vai ter um final feliz? Digo, esse movimento vai continuar indefinidamente?

  125. João Santos says:

    Skywalker

    Você está parecendo um vulcão em atividade.
    Além de radical é também truculento.

    Passar bem!

  126. João Santos says:

    O Vioxx teria causado 27 mil mortes, só nos EUA,
    só para encerrar o caso.

  127. Nihil says:

    “Digo, esse movimento vai continuar indefinidamente?”

    Isso mesmo, Joã Santos. Podemos considerar isso uma espécie de moto-perpétuo. Pois as partículas emitidas pelo pelo decaimento atômico do núcleo interno são vencidas pela pressão exercida pela manto e o núcleo externo, aí volta tudo de novo. Nas zonas convergentes como no nordeste do Japão (na verdade em todo o arquipélago) uma placa “mergulha” sob a outra que se eleva. A placa que megulhou se funde sob pressão e volta a ser magma de novo. Enquanto isso na zona divergente as placas se afastam deixando o magma expostos que ao se solidificarem se transformam em vulcões.

  128. Ricardo RJ says:

    Nihil e Skywalker:Minha réplica foi dirigida ao Maximiano,e vcs se encarregaram das tréplicas.Esse blog,pelos assuntos que aborda é polêmico por natureza.Mas não há necessidade de ofensas pessoais,dirigidas a quem pensa diferente de nós,como vcs estão fazendo.Vejam que a ironia fina e elegante é instigadora e nos faz pensar,mas a ironia caústica e destrutiva só faz ofender,e é um modo detestável de se expressar.Cada um tem seus valores,e vcs com a capacidade analítica que possuem podem contribuir bastante para o aclaramento da verdade.Isso aqui não é concurso de retórica,não é o BBB,não estamos disputando que humilha mais o outro que pensa diferente dele.Pensem nisso e até um próximo debate,preservando o alto nível de diálogo,alimentando o contraditório,mas respeitando-nos uns aos outros na infinita diversidade do pensamento humano.Fui!

  129. Nihil says:

    ” e Skywalker:Minha réplica foi dirigida ao Maximiano,e vcs se encarregaram das tréplicas.”

    É nóis na fita! :) Hehehe!

    “Esse blog,pelos assuntos que aborda é polêmico por natureza.Mas não há necessidade de ofensas pessoais,dirigidas a quem pensa diferente de nós,como vcs estão fazendo.”

    Mimimi…

    “Vejam que a ironia fina e elegante é instigadora e nos faz pensar,mas a ironia caústica e destrutiva só faz ofender,e é um modo detestável de se expressar.Cada um tem seus valores,e vcs com a capacidade analítica que possuem podem contribuir bastante para o aclaramento da verdade.”

    Quase chorei… Vou chorar! Buááá!…. São tantas emoções…

    “Isso aqui não é concurso de retórica,não é o BBB,não estamos disputando que humilha mais o outro que pensa diferente dele.”

    Se você leu os argumentos viu que eles se baseiam em fatos e nós aqui defendemos o método científicos e apontamos falhas grosseiras na homeopatia. Resta você provar que os remédios que você receita não são pura água ou puro açúcar e que as “curas” não são placebo!

    “Pensem nisso e até um próximo debate,preservando o alto nível de diálogo,alimentando o contraditório,mas respeitando-nos uns aos outros na infinita diversidade do pensamento humano.Fui!”

    Estamos aguardando-te. E venha preparado, pois podemos te processar também por charlatanismo e difamação do método científico. Portanto, tome VOCÊ uma postura civilizada! Entendeu, doutor em pseudociência.

    Até a próxima postagem.

  130. NoBody says:

    Prefiro me tratar num terreiro, com um curandeiro na africa, com simpatia, com mãe de santo, reza brava, cirurgia espiritual ou qualquer outra coisa que não seja homeopatia, se é pra se ferrar, pelo menos prefiro ir em uma que não se finja de ciência.

    Todo mundo adora a ciência dos criacionistas aos homeopatas, nenhum deles quer ter o trabalho de fazer verdadeira ciência durante anos com muito estudo, afinal é mais fácil simplesmente falar um monte de baboseiras e apelar pra fulano que tem tal titulo ou tal instituição, para usar a boa imagem da verdadeira ciência a seu favor não é?

    “Diga aos aproximadamente 500 milhões de pessoas em todo o mundo,DE VÁRIAS ETNIAS E NÍVEIS CULTURAIS,INCLUSIVE NA EUROPA, que usam e se beneficiam com a homeopatia que a mesma é uma mentira que mata”

    Diga aos mais 1 milhão de testemunhas de jeová no Brasil que transfusão de sangue pode salvar vidas e que o deusinho mágico não vai perder seu tempo com eles.

    Diga para os milhares de terroristas que se explodiram em atentados que eles não vão encontrar sua 72 virgens.

    Diga pros milhares que acreditam em discos voadores, sobrenatural, conspirações reptilianas, terra oca, que eles estão errados.

    Só pra lembrar, alguns séculos atrás todo mundo acreditava que a terra era plana e que o sol girava em torno da terra, você acha que naquela época essas coisas eram realmente verdade só porque todos acreditavam nela?

    Você defende a homeopatia, faz um favor vai falar com a Penelope Dingle antes fingir que sabe algo de ciência.

  131. sergio mendes says:

    Por que voces não deixam a homeopatia em paz ?

    Pq isso tudo ? não tem nada melhor para fazer ?

    seguindo essa linha de pensamento, tudo que não é “cientifico” nao existe, entao:

    Deus nao existe
    alma nao existe
    nada existe, ja provaram o buraco negro ?

    toda a psicologia, psicanalise nada existe
    froid é um idiota

    na boa, voces não somam nada para a humanidade, a homeopatia (e eu me trato com alopatas) é aceita pelo conselho de medicina e ponto.

    voce que defende a Ciencia, nao esqueça, tudo muda o tempo todo, Newton não é mais soberano, tudo é relativo, o mundo de aristoteles é um pé no saco.

    chatos

  132. Franciscodog says:

    JOão, várias medicações tem efeitos colaterais terríveis, estatisticamente comprovados mas que mesmo assim utilizamos. Daí a importância do acompanhamento médico, da não atuo-medicação, do desenvolvimento tecnológico e da vigilância epidemiológica.
    Para ocê ter uma idéia a Dipirona (Novalgina) simplesmente não existe nos Estados Unidos, pois ela pode causar Aplasia Medular (complicação muito grave que pode levar a morte). No enetanto é vendida sem receita no Brasil, utilizada em larga escala e no dia a dia não vemos esse efeito colateral (os hematologistas por tratarem esse tipo de complciação vêem). Vários outros remédios que podem causar o mesmo efeito são vendidos livremente aqui e lá fora, sem problemas.
    Nunca se provou que o uso do Vioxx (ou Bextra, ou o Arcoxia na dosagem de 120mg) 25mg tenha algum desses efeitos colaterias,no entano esse três remedios foram retirados do mercado enquanto parentes mais proximos continuam a ser vendidos (arcoxia é um bom exemplo).

  133. Nihil says:

    Quando minha garganta inflamava me enchiam de remédio homeopático e não melhorava, mas certa vez um tio meu que é farmacêutico aplicou uma benzetacil numa das nádegas e pronto! Noutro dia estava bonzinho. Essa é a diferença de eficiência.

  134. Nihil says:

    “Deus nao existe”

    Concordo.

    “alma nao existe”

    Concordo.

    “nada existe,”

    Discordo.

    ” ja provaram o buraco negro ?”

    Isso responde a sua pergunta?

    http://www.sciencedaily.com/releases/2010/03/100322083859.htm

    “voce que defende a Ciencia, nao esqueça, tudo muda o tempo todo, Newton não é mais soberano, tudo é relativo, o mundo de aristoteles é um pé no saco.”

    A ciência é corrigida pela própria ciência, métodos científicos e revisões por pares. E claro, aprenda a acentuar as palavras.

  135. Gil Cleber says:

    Minha resposta é para o Adriano. Quanto ao Skywalker, não li nada que ele escreveu, portanto não tomo sua nota como referente a mim.

    O fato é que a tal senhora a que me referi fez consultas iniciais com um médico alopata, dizendo que sentia dores num dos braços. O médico errou no diagnóstico, parece-me que estava tratando-a de reumatismo ou qualquer outra coisa, e quando se comprovou que na verdade era um câncer de mama já não havia mais jeito. Foram nove anos. O que eu discuto não é quanto tempo viveria se tratada pela homeopatia, já que essa forma de tratamento não pretende curar o câncer, assim como diversas outras (fisioterapia cura câncer? Não, mas funciona naquilo para o que é destinada). O que eu discuto é a eficiência da alopatia: simplesmente não funcionou nesse caso, mas funciona em outros. O fracasso nesse caso não a desqualifica, assim com não desqualifica a homeopatia quando ela não se mostra eficiente no tratamento de alguma doença para a qual seja indicada. E o médico alopata errou no diagnóstico. Não adianta: erros e limitações ocorrem em qualquer tipo de tratamento. Primeiro é preciso provar que a homeopatia não funciona, e depois então, sim, criticar. Mas isso até hoje não foi provado. O que se vê é muito debate e pouco resultado. Melhor dizendo, muita galinha e pouco ovo.

  136. Skywalker says:

    “Primeiro é preciso provar que a homeopatia não funciona, e depois então, sim, criticar. Mas isso até hoje não foi provado.”

    Haa não, ninguem merece, parece que ignora ou se fazem de bobos, não se dão nem ao trabalho de pesquisar e ler os periódicos.

    * Nature 144-56
    * Nature 022/144 (periodic review of UC and UW-Madison Department of Biochemistry 99/2001)
    * Lancet 1997 / revisão de metanálises Lancet 27/08/2005

    Parece-me que estou tratando com criacionistas hehehe …

  137. Nihil says:

    “A homeopatia funcionou comigo, logo ela funciona.” “A alopatia matou um conhecido meu, logo ela deve ser questionada.”

    Nada de surpreendente…

  138. Joseph says:

    “Primeiro é preciso provar que a homeopatia não funciona, e depois então, sim, criticar.”
    Errado.
    Se você entra em uma farmácia e pede remédio para o coração, e o farmacêutico diz: “leva esse que funciona, ninguém provou que não funciona” você compraria?
    Ninguém tem que provar que a homeopatia “não funciona”, os defensores dela é que tem o ônus da prova, eles é que tem que provar que funciona.
    Querer que se prove que homeopatia “não funciona” é inverter o ônus da prova.
    Até parece os crentes que pedem para provar que deus não existe.

  139. Nihil says:

    Aposto a coleção completa do Crepúsculo da minha mulher e mais um CD da banda Calypso que a homeopatia não funciona.

  140. Pingback: [OFF] Trollando a homeopatia na livraria « Arauto da Consciência

  141. Adriano says:

    Gil Cleber,

    “Primeiro é preciso provar que a homeopatia não funciona, e depois então, sim, criticar.”

    Se você realmente pensa assim, que precisa provar que algo não funciona…bom, fica bem difícil o debate…esse é um erro primário…

    em todo caso vou deixar aqui um levantamento de outro tópico para você tirar suas próprias conclusões.

    http://hem.passagen.se/fbendz/eng/homeopathy-abstract.html

  142. O pensamento é de Carl Sagan, guru midiático da ciência:

    “A ausência da evidência não é evidência da ausência.”

    Acho que ele criou essa frase para os ETs. Acho que serve para a homeopatia.

  143. Nihil says:

    Não serve para a homeopatia. ETs não podem ser estudados pela falta do “objeto” de estudo ao contrário da homeopatia. Portanto a falta de evidência da eficiência da homeopatia é evidência da sua ineficácia.

    Pseudociência da grossa.

  144. Marcelo says:

    Ele bem poderia investigar um pouco a indústria farmacêutica e todos os malefícios e mortes que ela provoca.

    Iria escorrer sangue dos quadrinhos.

    ri ri ri

  145. Nihil says:

    Verdade, né. Apesar dessa industria ter erradicado a varíola, ter erradicado várias doenças em países. O que aconteceu com a pólio no Brasil? E a raiva na Europa, e Japão? Não temos casos de dengue aqui no Japão, nem lepra. Gripe aqui cura-se em dois dias. Homeopatia? Não. Tudo aqui se cura a base de antibióticos fortíssimos. Quase não temos casos de compicações. Ah, sim. Apesar de nunca ter ouvido falar num caso a imprensa golpista deve estar acobertando tudo…

    PS: Mori, se começar a sair palavrão da minha parte você deve saber o porquê.

  146. Nihil says:

    Eu não defendi pena de morte para quem contraria a indústria farmacêutica. Nem disse que ela é perfeita, mas é o que temos de melhor. Se quiser evitá-LA esteja a vontade.

  147. Christian says:

    Se a experiência de Benveniste não era convincente, a equipe da Nature também não. Mágico avaliando medicamentos?!… Mas esta história é muito antiga e já ultrapassada.
    É preciso se atualizar sobre a questão para discuti-la. Seguem alguns achados de pesquisadores sérios, publicados em revistas sérias:
    O químico Shui Yin Lo pesquisou aditivos para motores no laboratório de jatopropulsão do Instituto de Tecnologia da Califórnia, em Pasadena (EUA). O empreendimento, patrocinado pela American Technologies Group acabou nào produzindo um aditivo tão revolucionário, porém quando Lo observou o comportamento molecular da água em soluções que ultrapassam o número de Avogadro, descobriu que estas moléculas, dispostas de forma aleatória em estado normal (água pura) passaram a formar “cachos” de seis a cem unidades, todos alinhados de forma original e exibindo características específicas, como campo elétrico singular e adesão firme a superfícies. Tais cachos se replicavam a cada diluição, mesmo sem resquícios da substância original. Denominou esta água de “IE Water” (devido a sua conformação similar à cristais de gelo e ao campo elétrico estável. Recentemente Kurt Geckeler e Shashadhar Samal observaram efeito similar, ao estudar o comportamento de soluções ultra diluídas de fulerenos (material formado por átomos de carbono). Como, a cada nova diluição, mais as moléculas se aglomeram, pode-se inferir que isto justificaria o fato de uma substância mais diluída tornar-se mais potente.
    Finalmente, o imunologista Benjamin Bonavida, da Universidade da Califórnia, constatou a “IE Water” de Lo tem a capacidade de estimular células do sistema imunológico até cem vezes mais que a água pura. Bonavida constatou ainda aumento na produção do interferon gama, interleucinas e fatores de necrose tumoral. Entretanto, o próprio Bonavida adverte que o fato desta água apresentar atividade imunobiológica não significa necessariamente a comprovação dos preceitos da homeopatia.
    Referências:
    O, S. Y.; LO, A.; CHONG, l. W. TIANZHANG, L.; HUI HUA,L. e GENG, X.: Physical properties of water with IE structures. Excerpt from Modern Physics Letters B, Vol. 10, No. 19 (1996) 921-930
    GECKELER, K. e SHASHANDAR, S. cyclodextrun-fullerenes: a new class of water-soluble fullerenes. Chemical Communications, v.13, 2000: 1101-1102
    LO, S. e BONAVIDA, B. (eds.): A book cointaining a dozen experiments using Ie crystals. Procedings os the First International Symposium of Ie Water Clusters. Singapure: World Scientific, 1988.
    ULLMAN, D.: Extremely dilute solutions create non-menting ice crystals in room temperature water: The implications on homeopathic medicine. Homeopathic Educational Services Home Page ,2002.

    • Joseph says:

      Legal a iniciativa de postar referências, para que possam ser checadas.
      Vamos aos fatos:
      Referência 1: seu comentário não tem relação com o conteúdo do artigo (não estou dizendo que você invetou o que disse, pode ter lido em algum lugar), que trata de propriedades físicas da água com estruturas IE (que, no caso da água, são estruturas rígidas estáveis, como gelo formado sob a ação de um campo elétrico) que podem ser formadas a partir de moléculas de água em temperatura ambiente e pressão normal.
      São utilizados eletrodos para estimular os momentos de dipolos das moléculas de água, para formar as estruturas IE. A homeopatia NÃO se utiliza desse princípio. A homeopatia NÃO se utiliza de campos elétricos para formar as estuturas. A homeopatia não tem relação com as propriedades observadas nesse paper.

      Referência 2: Não tem nada a ver com o “mecanismo” de “funcionamento” da homeopatia. Fullerenos. Não preciso falar mais nada, não é mesmo? Fulerenos.

      Referência 3: Não pude conferir, por se tratar de um livro que não tenho acesso.

      Referência 4: a fonte é “Homeopathic Educational Services Home Page”, não indexada e -provavelmente- tendenciosa.

      • Carloszarref says:

        Joseph, não estou dizendo que homeopatia seja verdadeira ou falsa, mas percebo pelo seu compentário que há uma prédisposição muito grande de sua parte em rejeitá-la, e que é BASEADA EM FÉ, pois você mesmo já admitiu a carência de estudos nesta área. Rogo então pela máxima de que a ausência de evidências não é necessariamente evidência da ausência, muito menos uma prova.

        Penso que a homeopatia deve ser explorada melhor, estudada e pesquisada, antes de ser descartada apenas por inicialmente não parecer se adequar ao seu modelo pessoal de ciência, mesmo que este modelo seja o mais difundido. A Ciência legítima não se constitui de fé, não descarta possibilidades com base em fé, nem está fechada a novas descobertas.

        Pergunto-lhe portanto, para aplicar um raciocpinio mais honesto sobre o assunto, o seguinte:
        1) Acaso a água também não é um agente químico ATIVO e com propriedades diversas?
        2) Acaso uma de suas propriedades não seria a capacidade de criar estruturas geométricas de variabilidade virtualmente infinita?? 9como ocorre no IE ou com os flocos de neve)
        3) Será então que seria “impossível” que um elemento com tamanha capacidade organizacional não possa de algum modo “replicar” conformações químicas de outros elementos???

        4) A IE usa campos elétricos para estimular e observar esta propriedade de diversidade estrutural da água, e isto está provado existir, concorda?!

        5) Agora, mesmo que a homeopatia não use “eletrodos”, não acha que o processo de agitação que é feito durante a diluição seja POSSIVELMENTE capaz de gerar um campo elétrico e/ou eletrostático na água, por causa da FRICÇÃO das moléculas e lâminas moleculares?

        Novamente, não estou defendendo a funcionalidade da homeopatia, estou apenas traçando um raciocínio MAIS HONESTO sobre esta POSSIBILIDADE, pois este seu modo de descartá-la com base na FÉ de que seja “impossível funcionar” é paupérrimo, nada científico, e desonesto intelectualmente. Na ciência legítima é preciso muito mais que isso para descartar uma hipótese.

        Abraços,
        Carlos

      • Joseph says:

        ======================================
        NÃO FOI POSSÍVEL UTILIZAR O BOTÃO
        “RESPONDER” PARA O COMENTARISTA
        Carloszarref
        =====================================
        @Carloszarref16
        Má vontade baseada em fé????????????
        Acabou aqui, o pretenso início de discussão.

        Onde, cara pálida, estou dispensando a homeopatia? Apenas estou fazendo o favor de mostrar como essas “pesquisas” em nada contribuem para esse conto de fadas.

        “Fé”, cara-pálida, é querer que aceitemos assertivas baseadas em fatos que não tem qualquer correspondência com a homeopatia; “fé” é o mundinho em que você vive.

        Quanto às suas assertivas:
        (1) mercúrio também o é, e daí? Nada.
        (2) E daí? Isso significa que acontecem a todo momento, e a bel prazer dos “médicos” homeopatas que podem controlar esse processo?
        (3) Pois é, e os shamans, digo, homeopatas, podem controlar esse processo de “escolher” dentre as “infinitas” configurações. UAU! Nobel instantâneo!
        (4) raios existem, logo Frankenstein existiu, concorda?
        Agora a cereja do bolo:
        (5) NEM A PAU! PROVE ISSO E GANHE UM PRÊMIO NOBEL!
        Não se trata de “pode ser”. “Poder ser” é um monte de faz-de-conta.
        Se o homeopatas querem provar que eles merecem os trocados que ganham, devem PROVAR que chacoalhar um frasco é o mesmo (na verdade, devem provar que é MELHOR) que usar eletrodos.

        Agora, vamos continuar:
        “Novamente, não estou defendendo a funcionalidade da homeopatia,”
        Ah, tá, então perdeu seu tempo.

        ” estou apenas traçando um raciocínio MAIS HONESTO sobre esta POSSIBILIDADE,”
        Honesto? Mais do que eu fui? Prestenção: EU não fiz nada mais que demonstrar que os “argumentos” do colega acima eram furados, por isso eu agi por “fé”? Poupe-me de tamanha ignorância.

        “pois este seu modo de descartá-la com base na FÉ de que seja “impossível funcionar” é paupérrimo, nada científico, e desonesto intelectualmente. ”
        Preste atenção e aprenda: e NÃO descartei a homeopatia, eu descartei os ARGUMENTOS apresentados por não terem relevância, é difícil demais para você? Quanto à “fé”, é preciso muito dela para acreditar, honestamente, que chacoalhar um vidro é o mesmo que usar eletrodos para induzir. Só por isso posso não apenas refutar sua acusação de desonestidade intelectual, mas rebatê-la para você.

        “Na ciência legítima é preciso muito mais que isso para descartar uma hipótese.”
        Hum? Estou certo que você apresentará argumentos que demonstrem, sem sobra de dúvidas, que agitar um vidro com diluição absurda é o mesmo que colocar eletrodos e passar uma corrente elétrica. Boa sorte.

        “Abraços,
        Carlos”
        Dispenso, não gosto de hipócritas desonestos.

  148. Dr Sky says:

    Acreditar que a industria farmacêutica não tenha interesses sobre a venda dos seus rmedicamentos e que eles não apoiam várias pesquisas tendenciosas para novos medicamentos. Isso é no minímo ter alguns neurônios a menos. Porque é comum e rotineiro.

    Assim como acreditar que cegamente na  homeopatia que ainda não possui nada comprovado é no mínimo ter um lobo do cérebro a menos. Tenham senso crítico.

    Curei minha bronquite com homeopatia. Bah, eu curei a minha com nada.
    Quero ver qual seria o medicamento que o homeopata daria em um infarto, chamaria outro homeopata, até lá … Não pago pra ver.

    Bom senso!

    • Joseph says:

      A indústria farmacêutica é como TODAS as outras, fazem loby do mesmo modo que TODOS os outros. Fim. Nobel por perceber isso? Vai sonhando.

      Homeopatia comprovada por causa de você ter sido “curado” por ela? Vai sonhando. A Aspirina tem que provar que funciona; ONDE a homeopatia PROVOU que funciona, usando métodos como o TESTE DUPLO CEGO e a boa e velha ANÁLISE ESTATíSTICA?

      Você se curou? Ótimo, pra você. PROVE que não foi efeito placebo. Não pode, não é mesmo? Afinal não foi um experimento controlado.
      Homeopatia funciona? OK. Tudo bem. QUANTOS homeopáticos toparam um teste duplo-cego básico e divulgaram os resultados? Todos? Muitos? Cem? 10? Nenhum?

      Enfarto e homeopatia não funcionam, pois tem que mostrar resultado NA HORA; é muito melhor algo que possa tomar outro rumo e, se bobear, se curar.

  149. Lucas Gazzoli says:

    Ha que se ter cuidado no que é divulgado nesta charge … Medicina homeopata é uma coisa, reposição de vitaminas por suplemento é outra.

    Eu sou exemplo vivo de tratamento eficaz com homeopatia, fazem 8 anos que não possuo mais reações alérgicas por poeira. Tentei todos os tratamentos possíveis no campo da alopatia mas não obtive sucesso, apenas a homeopatia conseguiu regularizar minha situação.

    Além disso, conheço um amigo que NUNCA se tratou com remédios alopatas em sua vida, nem sequer tomou vacinas obrigatórias pelo programa do governo. Esse meu amigo nunca, eu disse nunca pegou se quer uma gripe. Eu nunca vi o mesmo hospitalizado.

    Somos hoje escravos da medicina alopata pesada, onde para nos curarmos de um câncer necessitamos receber altas cargas de radiação para que as células câncerigenas possam ser eliminadas, porém, nosso organismo nunca mais se torna o mesmo …

    Quando vamos aprender ?

  150. Devilla says:

    é isso ai lucas, tomo remedio homeopatico pra cinusite e tô tranquilo. tomo pra hemorroidis, sauhsuihaiushiuahsia, tbm to tranquilo.

    essa materia obviamente tem um financiamento de alguma grande compania da industria farmaceutica.

  151. Jesa Nideck says:

    Tome 3 comprimidinhos de laxante homeopático, nem precisa tomar o vidro todo, o resultado vai ser esclarecedor.

  152. Liel Pires says:

    Wow! Tirinha muito boa. Eu tinha minhas dúvidas

  153. Paulo Galliza says:

    …temos certeza que a Homeopatia foi uma etapa da Historia cultural da Medicia e da Famárcia. Precisamos saber se ela (a Homeopatia) terá algum significado no futuro!

  154. Natália says:

    Bom texto e boas referências.Porém,faltou falar do outro lado.Homeopatas não são curandeiros.São médicos(ou seja,pessoas com plena consciênciada parte física humana,incluindo a função imunológica) ESPECIALIZADOS em homeopatia.Ou seja,se a medicina tradicional aceita essa especialização,ela é válida.Ademais,a homeopatia NÃO é uma medicina alternativa(alheia às verdades da medicina alopática)e sim uma medicina/um tratamento coadjuvante,agindo em comunhão com a medicina tradicional(já que ambas derivam da medicina chinesa) aplicada,geralmente,em prevenção de doenças,não na cura,A homeopatia não é fruto de fé,É fruto do entendimento holístico do ser, o que envolve o corpo somático e a estrutura mental,mesmo que muitos descreiam da existência da mente e seus efeitos psicosomáticos.

  155. Rogério says:

    Tudo isso me parece claro, límpido e de fácil compreensão. Contudo, ao tentar argumentar com outros, defensores, usuários da homeopatia, mostrando todos esses fatos, sem que possam apresentar argumento contrário, quase sou crucificado. Não sou totalmente contrário. Aceito que fé deve ser respeitada. Tenho as minhas também. Mas não é o caso. Insistem que tem a ver com ciência. E esta é a questão: a não aceitação deles de que nada prova a validade científica da homeopatia que me é obscura, confusa e de difícil compreensão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑