Ceticismo dyatlovpassagem321hjk.jpg

Published on março 2nd, 2008 | by Kentaro Mori

18

Mistério na Passagem Dyatlov

dyatlovpassagem321hjk fortianismo ceticismo

Em 1959, os corpos de nove exploradores russos experientes foram encontrados nos Urais. Evidências no local apontariam para um mistério terrível.

Suas barracas foram rasgadas de dentro para fora, e os corpos foram encontrados com poucas roupas, ou sem dos pares de sapato, indicando que algo fez os exploradores fugirem imediatamente, desesperados, de seu acampamento.

Cinco dos mortos morreram assim com o frio, por hipotermia. Mas um exame dos outros quatro corpos encontrados alterou o rumo das investigações.

Três deles tinham ferimentos letais. O corpo de Thibeaux-Brignollel apresentava extensas fraturas no crânio, e tanto Dubunina quanto Zolotarev tinham sérias fraturas no tórax. A força necessária para causar tal dano deveria ter sido imensa, com um perito comparando-a a um acidente automobilístico.

De forma bizarra, nenhum corpo apresentou ferimentos externos, como se tivessem sido atingidos por uma enorme pressão. Mas uma das mulheres estava sem língua. E testes nas roupas indicaram radiação. E habitantes próximos do local descreveram "luzes laranjas" sobrevoando a região. Ah… e os familiares dos falecidos teriam atestado que os corpos ainda estavam "bronzeados" com queimaduras, e cabelos brancos.

E este é apenas o sumário do "Acidente da Passagem Dyatlov".

Intrigante?Aterrorizante? Perfeita história de terror?

Possivelmente porque seja apenas uma. A internet começa a fervilhar com os rumores, geralmente indicando como referência a entrada na Wikipédia sobre o tema, no link anterior.

Há poucas fontes verificáveis sobre tão intrigante evento. Se for apenas ficção, contudo, é uma bem elaborada. Fotos e documentos do incidente podem ser vistos aqui, ou aqui.

Pelo menos um romance já teria sido publicado, derivado de um documentário russo sobre o assunto supostamente produzido no ano de 2000.

Mesmo a Wikipedia considera remover a entrada pela falta de referências sólidas. O cirílico dificulta ainda mais qualquer verificação.

Mas a história, claro, é boa.

Tags:


About the Author

+



18 Responses to Mistério na Passagem Dyatlov

  1. lordedipo says:

    História ou não, devemos pelo menos considerar o fato de ser verdade.

  2. sartori says:

    pouca roupa..sem sapatos…..será que eles sabiam que dormir sem sapatos nessas condições é querer perder os dedos?bem eles deviam saber! afinal são exploradores em uma região inospita…barraca rasgada de dentro pra fora….como é um rasgão em lona de dentro pra fora? é diferente de um de fora pra dentro? pra mim pareçe apenas um monte de fotos de gente na neve e uma historia muito duvidosa….

    • jorge says:

      pra falar a verdade, é diferente sim o corte feito de dentro pra fora do de fora pra dentro. peritos estudam pra saber identificar esse tipo de coisa. as micro linhas ficam viradas pra um lado que é muito complicado desvirar, mesmo com as mãos.

  3. marcelo says:

    Fotos de pessoas numa região gelada .Cadê , ao menos , uma foto dos supostos exploradores mortos ?

  4. Carlos Magno says:

    Nas décadas do regime totalitário soviético o Kremlin sempre bloqueou notícias julgadas sigilosas ou impróprias.

    Se alguma coisa vazava para o mundo a agência de notícias Tass logo divulgava informações com provas contrárias ao fato.

    Nesse caso, qual seria a lógica de os próprios russos demonstrar espanto e nada de concreto conseguir apurar sobre essas estranhas mortes? É sugerido que um tipo de radiação alcançou os homens, mas as condições dos corpos sugerem também ataques ou, no mínimo, profanação dos cadáveres.

    Desejariam os russos que imaginássemos alienígenas cruéis e assassinos e nesse sentido a farsa teria sido montada? Ou justamente o contrário? Mas qual o motivo de terem permitido essas divulgações? Ou, afinal, essa notícia não deu para segurar, vazou, daí correram para embaralhar tudo? Sei lá…..

    Confesso que meu sentido de Sherlock não está hoje muito elementar.

  5. sartori says:

    é..como o marcelo disse: queremos uma foto de cadaver!!! ou será que os russos gastaram o filme todo se fotografando escorregando no gelo e não tiraram nenhuma? rsrsrrs
    mas eu acho que com absoluta certeza foi uma onda de radiação atrasada do evento de tungska!!e a barraca foi rasgada de dentro pra fora pelo filhote alien que o cara tinha na barriga! e depois a alien mãe chegou e meteu porrada em todo mundo!e alem disso a bruxa de blairovski tava na área!( pensando bem em toda essa bobagem que eu escrevi…acho que essas foram as influencias dessa historia..um monte de filmes de terror adolescente..)

  6. Roberto Ribeiro says:

    “Cinco dos mortos morreram”, isso é o que mais assusta, eles morreram duas vezes!

  7. Pingback: Mistérios explicados | CeticismoAberto notícias

  8. Carlos Antonio Alves dos Santos says:

    Realmente, como o Sartori comentou, com o forte frio existente, todos os elementos com certeza dormiriam com suas roupas e sapatos, pois as barracas obviamente não tinham aquecimento.

  9. Pingback: Retrospectiva Insólita 2008… Feliz 2009! | CeticismoAberto notícias

  10. Pingback: O Incidente da Passagem Dyatlov: verdadeiro | CeticismoAberto notícias

  11. Diogo says:

    O Frio é mais ocasionado pelo vento enão eles não sentindo o frio dentro da barraca de lona dormiram so de cueca(que idiotas)Então ouviram o som da avalanche e na hora do desespero de sair da barraca rasgaram ela para sair.
    Essa é a minha teoria. xD

  12. Glauber says:

    Pesquisei um pouco sobre esse acidente, aqui vai o que achei:

    Os corpos dos que sofreram fraturas foram encontrados caídos num barranco, ou seja, a “enorme pressão” foi causada pela queda, provavelmente porque estavam correndo no escuro.

    O corpo da moça que perdeu a língua foi um dos últimos a ser encontrado (eles desapareceram em fevereiro, o corpo dela foi achado em maio) e a decomposição da língua foi um fenômeno natural.

    As roupas apresentaram níveis baixos radiação, especialmente o casaco de uma das moças. Os alpinistas eram amigos universitários, sendo que a moça do casaco trabalhava num laboratório onde possivelmente ele foi contaminado com um isotopo de potássio.

    A pele alaranjada é um procedimento comum de “maquiagem” feito pela agentes funerários visto que os corpos estavam degradados.

    A parte do “cabelo branco” é lenda da internet assim como as “luzes no céu”.

    As barracas de alpinismo costumam ficar quentes, principalmente quando há nove pessoas dormindo juntas, esta seria a razão de uns preferirem ficar com as roupas de baixo. Porém, algo assustou os nove ao ponto deles rasgarem a barraca para fugir em meio a escuridão e morrer no frio.

    Ninguém sabe o que fez eles agirem assim. Um hipótese seria eles terem escutado o som de uma avalanche.

  13. Carlos says:

    No youtube tem um filme da época mostrando as vítimas, realmente é muito estranho.

  14. patricio says:

    Esse caso foi alvo de uma reportagem no Canal The History Channel, em 19/09/2012, apareceu muitos detalhes, inclusive fotografias dos mortos, das roupas, das barracas e do local do crime, como tambem, apareceu outros locais amaldiçoados que existem na terra.

  15. PAULO CANALI says:

    fotos dos mortos no gelo, inclusive envelhecidos e laranjas, são encontrados fartamente, inclusive no site do discovery channel, só lembrando que fotos com eles rindo foram tiradas por eles mesmos, enquanto dos corpos evidentemente por outrem, já que mortos não podem se autofotografar, cada uma que a gente le aqui, outra coisa, os ferimebtos só aconteceram internamente em seus corpos, e ainda, eles não cairam em barranco para se quebrar, uma vez que estava a frente era em aclive e não em declive, o ceticiso só aumentaa pouca importancia de certas pessoas…

  16. Marcelo Cavalera says:

    Voces nem sabem o que tao falando. Isso aconteceu de verdade.
    Exploradores acamparam nesse local estranho e durante a noite algo os fez sairem correndo de suas barracas desesperados e enquanto corriam, iam tirando as roupas e jogando-as, tambem perderam os sapatos assim. Foram encontrados perto de arvores, um dos corpos estava agarrado a uma arvore e havia vestigios de tentativas de subir nessa arvore.
    Existe uma floresta no local, mas no local do acampamento elas aparentavem estar mortas, secas.
    Eram todos exporadores do gelo experientes e nunca jamais tirariam a roupa num frio muito abaixo de zero grau e sairiam correndo no meio da noite.
    Foram encontrados longe um do outro e todos longe 1km do acampamento.
    Com certeza alguma coisa os fez correr.
    Mais tarde descobriram alta concentracao de radiacao e um tipo de metal diferente no subsolo.
    Testemunhas oculares dizem ter visto luzes laranjadas na regiao no dia do acontecido.
    Existem varias historias de pessoas que vivem na regiao. Existem documentos que foram escondidos e historia controversas foram lancadas na midia a fim de desfocar o assunto.
    Por fim, uma equipe inteira correu quase sem roupa por 1km no gelo a 30 graus abaixo de zero afim de se afastar de algo. Atoa que nao foi.
    A equipe de busca tambem relatou situacoes estranhas na busca. Tal como problema com bussola, relogios.
    Por ultimo e mais importante, todo o local estava com alto teor de radiacao, assim como cada corpo e tecido mesmo a 1km de distancia.

    Tenso!

    Cobertura completa com fotos aqui: http://minilua.com/misterio-dyatlov-pass/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑