MENU

Alienígena filmado no quarto?

circulopombas32hjk.jpg

E a safra de círculos continua…

28 de agosto de 2008 Comments (8) Views: 1578 Ceticismo, Fortianismo

Pareidolia fantasmagórica

pareidoliafantasmae32h1j

"Um garoto inglês de 12 anos apresentou nesta semana uma foto tirada em um casamento e que, segundo ele, capturou a imagem de um fantasma. Na fotografia, ao lado do casal dançando a primeira valsa, aparece a cabeça e o torso de uma mulher "flutuando"."
Do G1: Menino diz ter fotografado ‘fantasma’ durante festa de casamento

A imagem é realmente muito interessante, mas sua versão completa deixa um pouco mais claro que é apenas fumaça iluminada pelos spots de luz:

ghosttewks1

Aqui em CeticismoAberto já comentamos um outro exemplo fantasmagórico de pareidolia vindo da Argentina, em que elementos aleatórios aparentam rostos ou corpos (clique para ver mais).

fantasmatucuman3

Tais imagens podem impressionar, e com certa razão porque são de fato raras. Mas para cada uma delas há todas as bilhões de outras fotografias de mesas e fumaça que não se parecem com fantasmas. E, no meio-termo, temos imagens como esta, enviada por Erasmo (obrigado!):

 fogueirafanta321jkl

Você pode ver algo nas chamas? Já Odilair Leão nos enviou a imagem abaixo (obrigado também!), tomada no cemitério de La Recoleta, em Buenos Aires, onde os túmulos com os caixões à mostra são uma atração:

ricoletacemiteriohjk

Pode ver algo no canto inferior direito? "Acredito que a figura que se vê no canto inferior direito seja o reflexo da minha jaqueta de cor clara no vidro do mausoléu. Mas mesmo assim ficou bem interessante pelo contexto da foto", conta Odilair. Erasmo também não viu nada de sobrenatural em sua fogueira, mas a achou curiosa mesmo assim.

Talvez não tão curiosa quanto a fumaça no casamento inglês ou a possível mesa atrás da porta na Argentina, mas são exemplos a mostrar que há todo um espectro indo de muitas fotos caóticas que parecem… caóticas, até imagens caóticas que parecem… nada caóticas.

Tags: ,

8 Responses to Pareidolia fantasmagórica

  1. Martinho disse:

    Eu não consigo aceitar esse metodo cético de ver as coisas. Como se o comum fosse capaz de descartar o incomum…
    enfim.

  2. Carlos Magno disse:

    Nem eu.

  3. marcel disse:

    É só que a pareidolia é bem comum.

  4. […] nos aprofundamos nas intrigantes nuvens Pileus, na pareidolia fantasmagórica e propusemos capturar OVNIs – e muito […]

  5. fabio disse:

    nõs ñ sabemos se e verdade mas tenho medo de duvidar acredito entudo q vejo mas ñ vi nada de encomum nas fotos. ainda ñ temos nada q prove q a vida apos amorte mas sei que um dia vai acontecer alquem vai mostrar atela….

  6. ricardinhus disse:

    “nõs ñ sabemos se e verdade mas tenho medo de duvidar acredito entudo q vejo mas ñ vi nada de encomum nas fotos. ainda ñ temos nada q prove q a vida apos amorte mas sei que um dia vai acontecer alquem vai mostrar atela….”

    eu também não acredito que exista um teclado “ABNT SPAÑOL” KKKKKKKKKK

  7. Quem diz que não há provas sobre vida após a morte é porque (desculpem dizer…) não pesquisa muito.Veja o livro ” A Volta” que mostra a história real de um menino americano que entre 2 e 4 anos começa a se lembrar de ter sido um piloto da 2a. Guerra Mundial e conta mais de 10 fatos comprovados como verídicos inclusive pela irmão do ex-pilto que atualmente tem 86 anos de idade e pela Aeronáutica dos USA. E o filme “Minha Vida em Outra Vida” onde uma americana se lembra de ter sido uma irlandesa no século passado, se recordando de nomes dela, do marido, dos filhos, lembrando e desenhando a igreja e as ruas da cidade e após na Irlanda pessoalmente comprova que tudo era verdade. Provas existem, tem que arregaçar a manga e procurar. Tenho uma dica: vejam o site http://www.vidaaposamorte.com.br que lá tem um monte de livros e filmes baseados em fatos reais que comprovam a vida após a morte.

  8. […] que as pessoas têm de acreditar (e divulgar!) em qualquer coisa. Falo de discos voadores, fantasmas em fotos, mediunidade, pessoas que levitam, Nefelins Gigantes, códigos em pinturas, monstros, Chico Xavier, […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *