MENU

O Ceticismo como técnica de auto-defesa intelectual

Os Vírus da Mente

9 de agosto de 2009 Comments (10) Views: 2984 Ceticismo, Fortianismo, Paranormal

Um Almoço Light

Mathew, original em inglês em Web.scan

Na escola, eu sempre achei Biologia fascinante. Mas eu era mais naturalmente predisposto a engenharia, que freqüentemente fornecia uma perspectiva diferente em assuntos biológicos. Por exemplo, lembro de um sentimento de alegria quando descobri que algumas bactérias têm rodas; para mim, sempre tinha parecido estranho que não houvessem sido encontradas rodas na natureza, e agora de repente era revelado que haviam afinal de contas. Eu ainda quis saber por que não havia nenhum mamífero com rodas, mas enfim… 

Outro mistério das minhas lições de biologia na infância era a pergunta de por que os animais não realizam a fotossíntese. O professor disse que eles não estavam equipados para tal, mas é claro que essa não era uma resposta satisfatória. A resposta, eu agora sei, é que a fotossíntese simplesmente não pode fornecer as quantidades de energia necessárias a (digamos) um mamífero. O que me leva ao assunto web.scan deste mês.

Wiley Brooks descobriu uma solução radical para a fome; chama-se Respiratorianismo (Breatharianism). Você pode pensar nisto como o próximo passo lógico depois de vegetarianismo, veganismo e frutarianismo.

De acordo com o Respiratorianos, todo este negócio de comer e beber é um tipo de vício passado de pais para filhos. Você nasce, fazem você comer e beber– e logo você se convence de que não pode viver sem comida e água! O intestino se enche de comida se deteriorando, e você sente um reflexo instintivo para comer mais, unicamente para empurrar fora a matéria em decomposição. Porém, os Respiratorianos aprenderam a se livrar deste ciclo, através de um programa rigoroso de jejum. Livres de comida, eles podem se nutrir com a pura energia Prana extraída do ar a cada respiração. Agora eles estão levando sua mensagem de esperança ao mundo, através do Web Site oficial Respiratoriano.

A mensagem de salvação de Wiley Brooks é explicitada de maneira clara no web site: $425 por um seminário, pagamento adiantado, nenhum reembolso. Como ele disse alguns anos atrás, quando os preços eram mais baixos: se você não pode achar $300, então como você espera achar Deus?

Mas ultimamente, o próprio Brooks parece estar mais discreto, e a nova estrela ascendente do Respiratorianismo é Ellen Greve, uma mulher australiana de 42 anos que agora se chama Jasmuheen. Seu livro "Living on Light" (Vivendo de Luz) está disponível na Amazon.com. Lá, descobrimos que tragicamente, muitos que aprendem a viver de Prana ainda voltam a comer–por causa da pressão de amigos. Os comerciais de TV devem ser um problema, também–esqueça a Philip Morris [companhia de cigarros], quando os Respiratorianos vão abrir um processo contra o McDonalds?

No momento em que escrevo, há resenhas na Amazon.com, dando cinco estrelas ao livro de Jasmuheen, escritas por três felizes Respiratorianos.

Porém, Respiratorianismo não tem sido um sucesso completo para todos. No começo deste ano outra australiana, Verity Lynn, aparentemente morreu de inanição auto-infligida; acredita-se que ela podia estar tentando se purificar e tornar-se uma Respiratoriana. Alguns casos semelhantes foram relatados em outros países. Talvez o único problema seja que eles não acreditaram com bastante fé?

Talvez não. Vejam, eu ouvi falar primeiro deste culto de saúde religioso por volta de 1989, graças à Igreja do SubGenius e ao Reverendo Ivan Stang.

De acordo com Stang, os Respiratorianos sofreram um pequeno revés nos anos oitenta quando Wiley Brooks foi descoberto fazendo viagens secretas tarde da noite para pegar comida gordurosa, doces e salgados nas lojas de conveniência locais. Em entrevistas, Jasmuheen parece gostar de esclarecer as coisas: ela não está alegando que não come ou bebe nada. Não, ela está alegando que se fosse deixar de comer e beber, ela não morreria. Enquanto isso ela se contenta em comer biscoitos e tomar chá.

Acho que estou começando entender o que está acontecendo aqui. Sabe, eu poderia pular de uma janela, voar até as nuvens, e sapatear nelas–se eu quisesse fazer isso. Eu só não quero fazer isso agora. Algum outro idiota… digo, sujeito buscando a verdade pode tentar pular de janelas. Talvez eu devesse começar a vender seminários de $450 sobre Defenestracionismo?

Há mais no Respiratorianismo do que apenas não comer, entretanto. Considere esta explicação inspiradora de como o homem veio a ser, de uma das entrevistas de Jasmuheen

"Você tem que olhar para o processo de evolução. OK, como nós nos manifestamos originalmente no planeta. Algumas histórias dizem que eram essas gotas gigantescas de energia como fluido, com essas 2 antenas tipo transmissores para percepção saindo de nossa cabeça… algumas histórias (risos)… e então nós definitivamente nos parecíamos como hoje, e nós não tínhamos órgãos digestivos, nós sintetizávamos luz, OK? Assim nós apenas estávamos tão sintonizados com os campos morfogênicos de criação, e não tínhamos individualização–e qualquer um que quiser conferir esse processo de evolução pode ir estudar teosofia e os ciclos de origem de raças. OK, assim nós passamos por um processo natural onde o corpo apoiava nosso sistema de crenças. Nós nos densificamos. Assim durante eras de tempo, milênios, nós desenvolvemos os órgãos necessários para apoiar nosso sistema de crenças que dizia que nós precisamos de comida. E então durante eras de tempo por vir, nós passaremos por um processo evolutivo onde nós não teremos nenhum trato digestivo provavelmente, nós poderemos não ter dentes, nós poderemos não ter bocas! E Deus sabe com o que nós nos pareceremos! Assim nosso corpo apenas reflete nossa consciência hoje".

Se você quiser mais da sabedoria desta mulher, há vídeos e CDs disponíveis. Há vários outros autores de Respiratorianismo também. Como Hilton Hotema, que escreve: "Esta brochura demonstra o quão incrível cada mente pode ser". Incrível, sim, essa é quase a palavra certa não é?

Então há a CIA. Não, não aquela–mas a Cosmic Internet Academy (Academia de Internet Cósmica) de Jasmuheen. Infelizmente a maioria do material parece estar em formato PDF, mas se você tiver a paciência de baixar, estou certo de que não se arrependerá.

Mas já basta de Jasmuheen; vamos olhar para um auto-denominado NUT [em inglês, NUT significa louco] — isto é, um "Naturopathic Urine Therapist" (Terapeuta Urino Naturopático). Um "consultor de saúde" que passa pelo nome Ahmen Heaven (Amém Paraíso…). Com um nome assim seria de se esperar que ele tomasse urina, e você não estari
a muito enganado: seu website Pesquisa Cristã de Saúde é uma mistura potente de Respiratorianismo, Cristianismo, misticismo hindu, e bebida de urina.

Sim, urina. Porque na Bíblia, Jesus disse "Se você acreditar em mim, você nunca terá sede" e "Rios de água viva fluirão de suas barrigas" (João 7:38). E obviamente ele estava falando sobre urina, não estava?

Urina, a fonte de juventude. É pura, é saudável, está cheia de anticorpos, vitaminas e minerais, é "uma bebida nutritiva, que também limpa, assim como também é medicinal ". Na realidade, soa tão bem que eu aposto que a única razão porque a Coca-Cola não vende latas de urina gaseificada é porque a Anheuser-Busch já dominou o mercado.

Mas Ahmen Heaven e outros entusiastas da urina não só a bebem. Eles também a usam para massagem, e tomam banho nela, porque "[as] curas eram mais rápidas e mais efetivas naqueles que tomaram banho, usaram para massagem, esfregaram, e se saturaram com urina". Você também pode fervê-la até 25% de seu volume, guardá-la durante quatro dias, e então pode aplicá-la em sua pele para se livrar de queimaduras. Mesmo que não melhore a aparência das queimaduras, manterá as pessoas tão longe de você que elas não verão suas cicatrizes.

Além disso, cheirar urina pode ajudar a soltar muco; e não se esqueça de tentar colírio de urina também. Não há limite aos usos deste líquido milagroso? Mas o uso realmente enigmático, para minha cabeça, é a alegação de que ficar encharcado em urina é uma cura clinicamente comprovada para tuberculose. Se isso é verdade, por que tuberculose é um grande problema entre bêbados sem-teto?

Uma coisa que eu notei é que de alguma forma, sempre que um website advoga jejum e pureza corporal na frente, sempre parece haver um enema atrás. Por assim dizer. E o website Pesquisa Cristã de Saúde não é nenhuma exceção à regra. Sim, enemas de urina. Não tente isto em casa. Ou se você tentar, por favor não me envie um e-mail falando sobre isto.

Finalmente, uma alegação que é absolutamente acreditável: "Beber sua própria urina o faz pensar seriamente no que você come ". Aposto que sim. Mas não tão seriamente quanto o faz pensar no que você está bebendo, eu imagino.

Se isto parecer um culto de saúde para você, talvez você queira conferir o Resort Hotel Oásis de Saúde na Tailândia. Eles oferecem férias Respiratorianas e programas de Limpeza Celular Colônica. Preços promocionais incluem todo o ar que você puder comer, com enemas quentes e frios. Não pode ser mais justo que isso, hein? Mas como deve ser o cardápio de serviço de quarto Respiratoriano?

mathew
<[email protected]>
<http://www.pobox.com/%7Emeta/> Novembro de 1999

Tags: , , , , , ,

10 Responses to Um Almoço Light

  1. […] criticamos as declarações de alguns convidados do programa – desde os que falam de viver de luz aos CDs em Marte –, nada mais justo do que celebrar e promover participações que sabemos de […]

  2. […] do que absurda em si mesma, a idéia de “viver de luz” é perigosa e irresponsável, tendo levado à morte algumas das poucas pessoas de boa fé e suficiente determinação para […]

  3. De um lado, existe muito fanatismo sobre alimentação prânica, vulgo “viver de luz”. De outro lado ceticismo excêntrico. O que tenho observado porém é que, antes do “viver de luz” era fato científico que uma pessoa não poderia viver 07 dias sem água e comida, pois ela morreria por inanição. E após o “viver de luz” têm surgido estudos diversos, de universidades renomadas, identificando os benefícios da chamada restrição alimentar, para longevidade e saúde, em animais e até em células humanas. Além disso, é interessante citar casos como do menino que foi encontrado vivo depois de uma semana soterrado, após terremoto no Haiti (BBC) e da mulher resgatada no Paquistão após 63 dias sem água ou comida, soterrada em escombros (UOL Notícias). Apesar de todas as certezas de especialistas, há casos inconteste que desafiam explicações convencionais. Para encerrar deixo meu testemunho, de quem fez o processo dos 21 dias tres vezes, sem damos, e passou, pelo menos 06 meses ingerindo apenas água, chá, água de côco, e sucos de frutas, com corridas de 20km, duas vezes por semana, além de exercícios físicos diários (100 apôios, 80 abdominais, etc). Provei para mim mesmo o que meu corpo era capaz de fazer, a despeito de todas as certezas dos especialistas de plantão. Se viver “viver de luz” é possível, alimentando-se apenas de ar, eu francamente não sei. Mas sei que é possível viver com muito, muito menos ingestão de alimentos do que normalmente se acredita. Mas não recomendo essa prática para todos. Diversos amigos tentaram fazer o processo e não conseguiram. Por que não? Não sei. Mas creio que a ciência oficial deveria estudar o tema mais a sério, além de fazer experiências com pequenos animais e algumas piadas sobre pessoas como Jasmuheen. Que há exageros é fato, de ambas as partes, dos fanáticos crédulos e dos céticos inveterados.

  4. Ivonevebber disse:

    o alimento pesado impede desepertar da glandula pineal-raciocinio ou  os 90 % do cérebro atrofiado , somos animais com  10% ou menos de raciocínio
    quanto mais comida sanguinária mais animal ficamos, mais medo e stresss…
    nosso nascimento é traumático, levamos palmadas pra respirar, o nariz dói
    choramos  de medo e dor  depois vem as vacinas com mercurio ou não  cheio de  efeitos colaterais ( asma, gripes, preoblemas  neurologicos….)
    depois os fast foods, churrascos cancerígenos, colesterol matador,
    acidos  que  sujam  sangue  e  causam falencia renal….
    comemos pra  encher o vazio ,mas não adianta, só podemos enche-lo com luz
    bem vinda jasmuheen ,saibaba, babji, e os qua  ja vivem de prana…é o natural
    veja no google
    -perigos das vacinas
    -perigo das carnes  -perigo do leite
    terapia z    terapia de gerson
    saude amiga

  5. Darlene Vilalta disse:

    O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem.
    Mateus 15:11
    sugiro que visitem o site http://www.mariopersona.com.br e verão que todas essas práticas nos ajudam a descobrir uma coisa: existe algo mais, algo que nos livra de tudo isso…

  6. Darlene Vilalta disse:

    Minha bisavó morreu com 94 anos e comia de tudo, até isá (formiga bunduda) com feijão. Tinha uma paz de espírito que jamais vi em ninguém hoje dia que tem conforto uma casa, anda de carro e tudo mais.
    Para cozinha, tinha que rachar a lenha e andava quilometros para buscar água, tomava banho no rio, lavava as poucas roupas que tinha no mesmo rio e era feliz.
    O que falta hoje é o que sobra…temos muito, damos pouco de nós pelos necessitados.
    Minha bisavó era benzedeira e recebia gente de tudo quanto é lugar, na casa dela nunca faltou comida para as pessoas que vinham trazer seus filhos doentes para receber benzimento.
    A polenta era compartilhada, e ninguém pagava pelos seus serviços apenas agradeciam e oravam para que Deus a abençoasse por ter salvo o filho querido.

  7. Luiz Gustavo disse:

    Achei que o comentário do tal Zhannko tinha sido imbecil, até ler o comentário de ivoneveber, que eu realmente espero ter sido um comentário irônico. Adorei o texto, é incrivel como é possivel achar charlatões, e por consequência seguidores cegos, em absolutamente todos os lugares. Parabéns pelo site…sensacional.

    • Magnitude disse:

      Achei que o início do comentário do Luiz Gustavo tinha sido imbecil, até ler o comentário todo, que eu realmente espero ter sido um comentário irônico. Adorei os comentários de Zhannko Idhao, Ivonevebber e de Darlene Vilalta. É incrível como é possível achar seres pensantes em meio a tantos charlatões, e também os seguidores cegos dos céticos, em absolutamente todos os lugares. Parabéns àqueles que param para refletir ao invés de simplesmente(e somente) criticar vagamente baseado somente no que já foi dito por outrem.

  8. Marcel Rico disse:

    Acredito que comemos muito mais do que precisamos. Estou diminuindo consideravelmente a quantidade de alimento (cerca de 50%) e estou indo muito bem, com mais energia e disposição, por enquanto. Acho que qualquer tipo de extremismo é ruim. São dois tipos de cegos, o que acredita completamente na Ciência (pois existem interesses financeiros nos estudos científicos, claro!) e o que a nega completamente, da mesma forma. O texto é tendencioso pois usa do recurso da ironia para convencimento, poderia ser mais imparcial, mas é sempre válida a reflexão, cada um que use o seu próprio filtro, pois verdade absoluta, certamente não há.

  9. […] eu disse no outro post, já tinham morrido pessoas devido a esta “dieta solar”, como a australiana Verity Lynn, porque as pessoas acreditam nestas vigarices divulgadas por quem não procura a verdade.E porque […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *