MENU
argument-clinic.jpg

Como vencer um debate (sem ter razão)

alien-slots.jpg

O Princípio da Indiferença e o Desconhecido

6 de fevereiro de 2009 Comments (11) Views: 3413 Ceticismo, Ufologia

OVNIs que lançam raios! Identificados!!!

No vídeo acima, capturado em 19 de dezembro de 2007 em Rosario, Argentina, vê-se um objeto voador brilhante que dispara breves raios verticais ao solo (aos 26 segundos, por exemplo).

 ufo_beam_s

“Eu o filmei com o celular de um amigo em Rosario, na saída do shoppping Alto Rosario. … Ao ver o vídeo detidamente percebi que essa luz estranha, a qual várias pessoas viram crendo ser um satélite, lançava raios ao solo. … Foi fantástico pessoalmente, algo que comento e as pessoas não acreditam”, declarou a testemunha a uma investigadora local que logo notou que “temos conhecimento desses OVNIs que lançam raios à Terra. Já ocorreu na Alemanha e Inglaterra. Por isso, quando ele me enviou a filmagem, não podia acreditar; é algo diferente ao que estamos acostumados a ver. São raios tipo laser. O garoto filmou cinco raios”, declarou a investigadora a um programa de rádio. [fonte]

Ela estava quase certa. A solução a este caso na continuação.


RAIOS ELETRÔNICOS

Acima, o vídeo capturado também por um telefone celular em Bristol, Inglaterra, em novembro passado. Comentamos o caso à época e sugerimos que os “raios disparados ao solo” seriam apenas um exemplo de sangramento de pixels, “quando as fontes de luz excedem a capacidade do sensor da câmera. A sobrecarga vaza para pixels adjacentes, comumente seguindo a trilha de canais elétricos do sensor. Trilhas que são perfeitamente perpendiculares e retas”.

Nada melhor para ilustrar o sangramento de pixels do que filmar o sol:

Resta, contudo, a questão de que o sangramento costuma surgir, pelo menos em câmeras comuns com sensores CCD, como linhas verticais percorrendo todo o quadro da câmera, e não apenas a parte inferior à fonte de luz. Seria evidência de discos voadores lançando raios? Ou de que câmeras de alguns telefones celulares reagem de forma diferente a fontes de luz intensas?

Para testar essas teses um inglês filmou postes distantes com seu celular Nokia 6300, com um sensor CMOS de 2MP. E, surpresa! Eles mostraram exatamente os mesmos “raios”, rápidos e apenas na parte inferior do quadro:

Há um outro vídeo do mesmo autor, também de postes, que parecem emitir raios vermelhos. O experimento foi partilhado no fórum ATS, e mostra de forma clara que os “raios” são apenas um (d)efeito particular de sensores mais baratos utilizados em telefones celulares.

INGLESES IDENTIFICADOS

Tudo isso pode não ser suficiente para convencer a muitos. Postes de luz podem exibir o mesmo efeito, mas isso não prova que os OVNIs não eram reais.

É bem verdade. Por isso é importante notar que o caso inglês em Bristol teve seus OVNIs identificados. Michael Naisbitt do UFO-Blog.com chamou minha atenção ao fato de que sua pesquisa havia indicado que as luzes eram nada menos que aviões.

De fato, o vídeo foi capturado próximo do aeroporto de Bristol, onde nem a polícia nem os controladores de tráfego aéreo notaram nada de incomum. Estranho uma vez que os OVNIs disparando raios deviam estar justamente em volta do aeroporto, mas nem tanto se entendermos que os OVNIs eram os próprios aviões.

bristol01

Como o pesquisador britânico Martin Shough também notou, “os ventos estavam na direção oposta à comum, de forma que os aviões seriam instruídos a abordar o aeroporto na direção oposta à normal – e diretamente para a câmera”.

“Isto explicaria por que as testemunhas não reconheceram as luzes como o que eram, com a abordagem dos aviões no sentido contrário ao normal, deixando-os em uma posição pouco familiar no céu”, completa Naisbitt.

Aeronaves distantes em trajetórias que se aproximam (ou se afastam) diretamente do observador também responderam pela perplexidade frente a manobras aéreas no Chile. E as luzes de sinalização de aeronaves têm a potência necessária para, no ângulo certo, ofuscar os sensores da câmera e resultar nos breves “raios laser contra o solo”.

Mas os casos não acabam aqui. Se ainda resta alguma dúvida, voltemos à Argentina.

ARGENTINOS IDENTIFICADOS

No fim do mês passado, o shopping Alto Rosario foi palco para novos avistamentos OVNI. Com novos vídeos. Mas aparentemente com os mesmos velhos OVNIs, incluindo mesmo os “raios lasers” lançados ao solo!

Confira como o sítio Visón OVNI noticiou a nova onda de final de janeiro, em uma tradução ao português no CUB: Objeto voador lança raios no solo de Rosário na Argentina. É particularmente relevante que algumas testemunhas alegam ter visto os raios a olho nu, que haja relatos de que “os sinais de trânsito pararam de funcionar ficando na cor vermelha e os celulares das testemunhas que tentaram fotografar ou filmar a objeto, ficaram com seu visor cinza e as suas baterias se descarregaram”.

Impressionante.

Mas indo direto à solução, o OVNI nada mais era que um conjunto de luzes suspenso por uma pipa. Explica-se: ao tomar conhecimento do suposto OVNI no shopping Alto Rosario em dezembro de 2007, o grupo entusiasta de pipas Rosario Vuela lembrou-se de que “nessa data estávamos fazendo vôos noturnos no parque [adjacente ao shopping]”. Vôos noturnos com pipas equipadas com luzes, o que os fez suspeitar que o OVNI lançador de raios não seria nada menos que uma de suas pipas.

“Mas faltava algo: no vídeo se observa como se da luz fossem disparados uma série de ‘raios laser’. E agora?”. E então o grupo decidiu fazer um experimento, empinando suas pipas à noite no mesmo parque. E o resto, como dizem, é história, que você encontra em espanhol em “Vuelos nocturnos y el misterio de los O.V.N.Is en Rosario”.

kiteufo

Seu artefato luminoso com 20 cm de diâmetro equipado com 25 LEDs brancos de alta luminosidade, alimentados com 4 pilhas AA comuns foi confundido por várias testemunhas como um OVNI, ofuscou alguns celulares produzindo os “raios laser” devido a (d)efeitos de seus sensores, e mistificou aos pesquisadores locais.

ledsufos

Mas nem todos. No próprio dia, durante a exibição, algumas testemunhas no shopping conseguiram ver a linha da pipa iluminada por alguns carros que passavam, e caminharam até o parque, encontrando o grupo de “pilotos” controlando a pipa calmamente com sua família. Como o grupo Rosario Vuela nota, “em nenhum momento estivemos escondidos debaixo de uma árvore ou algo assim. Estávamos no parque, ao lado da rua, com nossas família, bolsas, carros e bancos”.

rosariovuela01

Eles também esclarecem que:

“Em nenhum momento, devido a esta atividade, se viu afetado o funcionamento dos semáforos na zona. É normal que depois da meia-noite alguns fiquem em modo intermitente (um fica amarelo e seu companheiro vermelho).

Nenhum celular ou objeto eletrônico similar (câmera fotográfica, de vídeo, etc) foi afetado de forma direta por esta atividade. Se ficou sem bateria, foi simplesmente porque não foram carregados.

Não foi nenhum tipo de ação publicitária. Ocorreu-nos subir a bandeira ao final para que vissem quem somos e não ficarmos no anonimato. Tampouco foi algo para angariar dinheiro ou algo dessa natureza, somos um grupo de amigos que nos reunimos para lançar pipar, e cada um de nós bancamos com nossos recursos este hobby.

Em nenhum momento tivemos a intenção de faltar com o respeito, brincar com a opinião pública, gerar falsas esperanças, enganar a população ou algo similar. Simplesmente realizamos uma atividade, que muita gente ao redor do mundo realizar de maneira similar, e resultou ser vista por muitos, convertendo-se em um bonito espetáculo de luzes e para alguns, em um OVNI ou em uma nave extraterrestre”.

É um caso perfeito. A brincadeira com pipas em 2007 foi confundida por um OVNI, e o grupo só ficou sabendo da confusão recentemente, quando decidiu verificar se era mesmo o seu hobby a origem do mistério.

E ao repetir o feito, confirmaram suas suspeitas: não é preciso muito mais do que uma pipa com luzes para que “experts” enxerguem raios laser, associem semáforos desativados de madrugada e equipamentos eletrônicos sem bateria como provocados por discos voadores e surjam mesmo relatos de raios vistos a olho nu.

A todas as testemunhas bastaria ter seguido a linha da pipa. Algumas o fizeram.

[via MarcianitosVerdes]

Tags: , , , , ,

11 Responses to OVNIs que lançam raios! Identificados!!!

  1. Marcos Claro disse:

    Mas eu estava lá, eu também vi. Confia em mim.

    Quantas pessoas ingênuas, se apegaram aos charlatões que afirmam que é real e que eles tem experiência em identificar o real.

    Seus familiares, amigos, colegas, todos foram convencidos por estes ingênuos que os charlatões que idolatram é alguém especial.

    Você pagaria para suportar pesquisas “sérias” feitas por estes charlatões?

    Que critério você usa para diferenciar charlatões de pessoas honestas?

    Negue, negue o que seu “líder” faz.

  2. Mário César M. de Araújo disse:

    Interessante! E mesmo esse dispositivo de lets, nunca tinha visto algo assim.

    De qualquer forma, parabéns pela pesquisa! Mas, realmente, eu já esperava algo assim…

    Abraços!

  3. Acho que não tem nada á ver com um objeto voador, devem ter sido uma uma ilusão ótica. Esse desenho está mais pra chuveiro de que para um disco voador. desculpe-me é o que penso.

  4. sartori disse:

    tai uma coisa legal pra fazer! empinar pipas ovni !! daria um bom “festival da pipa ufo” rsrsrsrsrs

  5. Fernando disse:

    Sendo eu um interessado pelo fenómeno OVNI, tenho de dizer que o Cepticismo Aberto fez aquilo que OBRIGATÓRIAMENTE qualquer investigador do fenómeno OVNI deveria ter feito logo à partida.
    INVESTIGAR.
    E só depois noticiar.
    Infelizmente a grande maioria prefere dar anoticia, mesmo que especulativa, na esperança de vender.

    São esses investigadores, os que prestam um péssimo serviço à comunidade OVNI, dando armas aos detractores para desacreditarem o fenómeno através destas incompetentes investigações.

    Ao Cepticismo Aberto, os meus sinceros parabéns pelo trabalho que vem fazendo.

    “Não podemos confundir os factos com aquilo que gostaríamos que eles fossem, sob pena de uma investigação séria sobre ovnilogia se transformar numa espécie de devaneio religioso.”
    de José Manuel Chorão

  6. Queridos amigos:
    Pertenço a um grupo de investigação UFO na Argentina, Ovni visão que dá a aparência de um UFO lança raios em compras Alto Rosario, no âmbito da investigação, conseguimos encontrar os autores do evento na noite de 30 e Morning 31.
    Agora você só tem de investigar aquilo que gera o efeito óptico feixe, que como você pode ver no nosso site http://www.visionovni.com.ar, foram considerados especialistas.
    Vale lembrar se não fosse por um e-mail que foi enviado a tempo para voar Rosário, grupo asas e voar não eram os autores do acto, que respondeu ao nosso pedido.

    Esclarecido o fato, penso que esta pesquiza por UFO investigadores, mostra como na Argentina leva tão a sério o item, mesmo que essas investigações sejam incompatíveis com o nosso objeto de estudo.
    Deixo uma saudação e com a possibilidade de qualquer pergunta sobre o fato.
    Andrea Perez Simondini
    Visão Ovni
    Argentina

  7. claudio disse:

    o fato de voar pipas (barriletes ) com luz e muito normal pra min , ja que eu gosto de fazer essa actividade .e muito provabel que a gente vai pra o parque nessa proxima semana para voar com luz se tiver bom vento . cuando tenha fotos do evento vou mandar para voces ver . o pùblicar na web da turma rosariovuela. Brigado pelo seus comentarios e as aclaraÇoes do caso

  8. Balaão disse:

    Penso que o famoso caso “sonda do Capão Redondo” – São Paulo -não passa de um truque como esse.

    • B. Gother disse:

      Não pode ser uma “pipa” pois o “objeto” filmado em Capão Redondo fica um bom tempo parado fixamente no ar e só depois se movimenta. Uma pipa iria se movimentar ao menos levemente.

  9. Andre disse:

    A’i meu deus, que mico! Acho que vou me fantasiar de lobisomem e sair no meio do mato por a’i…..

  10. Pedro disse:

    Vi uma materia que menciona raios: http://www.brasilwiki.com.br/noticia.php?id_noticia=14242
    Teria alguma coisa a ver?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *