Acima, fotografia tomada em abril por Paul Campbell, sem telescópios, mostrando Vênus logo acima da Lua. Nas semanas seguintes, Vênus continuaria dando shows com seu brilho, e logo após a reentrada do foguete Soyuz sobre o Brasil, na segunda metade de maio, pode ter sido a principal responsável por uma enorme série de relatos de OVNIs nos céus. MarcianitosVerdes tem a tradução das explicações de um astrônomo não só sobre Vênus, mas também sobre Júpiter, que pode ser visto no extremo oposto de Vênus: ¿Qué son esas cosas que se ven en el cielo? (em espanhol, e as explicações são para o outro hemisfério, mas valem em grande parte para nós ao sul também).
Abaixo, uma simulação de como o céu deve aparecer ao anoitecer de hoje, 17 de junho de 2007, em São Paulo:

A imagem foi produzida com o programa gratuito stellarium.
Explicar um OVNI como Vênus pode ser algo tão comum que não agrada a muitos. É assim uma boa surpresa que neste tópico de discussão do GEO no Orkut, depois de muitos relatos e imagens, um participante — Marcelo (Bizza) — tenha indicado a resposta astronômica e boa parte das pessoas as tenham aceito. Incidentalmente, Marcelo de quebra também indicou ótimas imagens que pôde fazer de Júpiter e Saturno.
Mas… e se a “lindona” se movia, brilhava demais, e não podia ser Vênus ou Júpiter? Bem, confira um diálogo sobre Vênus.
Atualização: Marcelo Domingues tem uma série espetacular de imagens astronômicas belíssimas que você confere em sua página no Astrofotos. Abaixo, Lua e Vênus (quem mais?) em 2005:

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *