Ceticismo 1023-Brazil.png

Published on janeiro 26th, 2011 | by Kentaro Mori

305

Consumidores brasileiros encenarão “overdose homeopática”

1023 Brazil destaques ceticismo

Grupos de ativistas pelo país irão praticar uma “overdose homeopática coletiva” no início do próximo mês como forma de participar de um protesto global contra estes tipos de remédios.

Os participantes em cidades como São Paulo, Natal e Porto Alegre tomarão caixas inteiras de pílulas homeopáticas na manhã do dia 5 de fevereiro de 2011 a fim de atrair a atenção do público para o fato de que os ditos “remédios” homeopáticos são inertes – e também como forma de pressionar farmácias e médicos a vender e prescrever apenas medicamentos que de fato funcionem.

Kentaro Mori, que mantém o sítio online “Ceticismo Aberto” e participa da iniciativa no Brasil, comenta:

“A maioria das pessoas pensa que remédios homeopáticos são a mesma coisa que fitoterápicos e outros remédios ‘naturais’, mas a homeopatia em si é particularmente diferente. Os próprios homeopatas concordam que suas pílulas e preparações homeopáticas mais ‘potentes’, por princípio, não devem conter nada além de água e açúcar. Participaremos do protesto para ajudar a mostrar como esses ‘remédios’ são inúteis. Médicos não deveriam recomendar e farmácias não poderiam vender pílulas de puro açúcar para pessoas que estão genuinamente doentes”.

A demonstração está sendo organizada como parte da campanha “10:23”, um protesto global contra a homeopatia que teve início no Reino Unido. Eventos semelhantes acontecerão em dezenas de países ao redor do planeta, com manifestações anunciadas na Inglaterra, Alemanha, Hungria, Austrália e Canadá.

Michael Marshall, coordenador da campanha internacional, explica:

“Nossa intenção é mostrar que existe uma conscientização crescente em todo o mundo do quanto já foi desperdiçado em homeopatia, tanto em tempo quanto em dinheiro. Nos duzentos anos em que esses tratamentos existem, nunca houve uma só evidência de que eles funcionem. E sendo nada além de água e açúcar, é de fato impossível que eles funcionem para qualquer uma das coisas alegadas pelos homeopatas. Dezenas de bilhões de dólares são gastos todos os anos ao redor do mundo nesses remédios ineficazes e, quando se explica do que realmente se tratam e como são feitos, a maioria das pessoas se choca e não acredita que esses tratamentos inúteis continuam a ser vendidos para o público incauto”.

A revisão mais profunda de tratamentos homeopáticos já realizada foi publicada no periódico médico The Lancet em 2005. O trabalho analisou toda investigação clínica publicada até então sobre os efeitos da homeopatia, e concluiu que quaisquer benefícios aparentes de “tratamentos” homeopáticos eram apenas efeitos placebo. No ano de 2004, o programa Fantástico da rede Globo também divulgou um teste da homeopatia conduzido pela BBC.

A Homeopatia não funciona. Esta conclusão foi apoiada pala Cochrane Collaboration, uma rede global independente de profissionais da medicina encarregada de examinar a pesquisa médica para determinar exatamente quais tratamentos são efetivos.

1023homeopatia destaques ceticismo

A campanha 10:23 foi lançada há um ano no Reino Unido, onde quase 400 participantes tomaram uma “overdose” em eventos semelhantes ao redor do país após uma das maiores cadeias de farmácias britânicas admitir que vendia as tais pílulas “porque os consumidores compram e não porque elas funcionam”. A campanha foi batizada em homenagem ao número de Avogadro, uma constante científica que pode ser usada para demonstrar que preparações homeopáticas podem não conter absolutamente qualquer resquício de ingrediente ativo.

Alguns podem pensar que pílulas de açúcar não fazem mal algum, no entanto o apoio dado às preparações homeopáticas por farmácias e médicos traz consequências sérias. Além de diminuir a confiança do público na ciência médica baseada em evidências, pode fazer com que pacientes com doenças graves que acreditam na homeopatia evitem procurar tratamento médico de verdade para tratar dos seus casos e com isso percam um tempo precioso. Isso pode custar suas vidas.

Uma investigação da BBC em janeiro de 2011 revelou que homeopatas estão dispostos a receitar preparações totalmente ineficazes contra malária a seus clientes que pretendem viajar, além de alternativas completamente inúteis a vacinas. No Brasil homeopatas chegam mesmo a receitar e vender remédios que supostamente preveniriam a dengue.

A Campanha 10:23 está organizando protestos em mais de vinte e três cidades espalhadas por mais de dez países no dia 5 de fevereiro de 2011.

Você pode acompanhar mais informações sobre o evento no Brasil através do site http://1023.haaan.com/

Tags: , , ,


About the Author

+



305 Responses to Consumidores brasileiros encenarão “overdose homeopática”

  1. Nihil says:

    Acho que qualquer primata com um pouco de cerebelo funcional e dotado de polegar opositor consegue pensar e concluir que essas porcarias NÃO funcionam! Basta umas aulas de química do ensino-médio.

    Quanto a campanha acho louvável, mas ainda falta o governo banir todo tipo “medicina” alternativa e prender esses charlatões que oferecem esse “serviço” com fins lucrativos!

    PS: quando tinha nove anos tomei um vidro inteiro de comprimidos homeopáticos. Pensei que fosse bala e achei gostoso. Depois desse episódio ninguém mais comprou em casa.

  2. To nessa também! E o Kauê, que também participa do LP, disse que também está!

    Tomaremos, filmaremos e colocaremos no LP. Depois, se quiser, pode usar os vídeos para divulgação à vontade. ;)

    Abraço!

    P.S.: Já me deram uma vez isso quando eu era criança… É gostoso, docinho… Então será um PRAZER participar! :D

  3. Eduardo says:

    É uma pena eu não morar em nenhuma dessas cidades onde ocorrerá o suicídio homeopático.
    É importante para sensibilizar a opinião pública, principalmente dos que possuem um certo conhecimento científico. Porém, acho um pouco difícil extirpar a homeopatia da sociedade medica, já que existem muitos médicos homeopatas. E equivalem a metade do número de cardiologistas brasileiros. Já existe toda uma indústria estabelecida.

  4. Margarete says:

    Jim Jones ficaria orgulhoso. sera q polícia vai deixar se suicidarem?

  5. Pingback: Sul 21 » Consumidores brasileiros encenarão “Overdose homeopática”

  6. Poderiam informar o local e horário em Porto Alegre?

  7. raph says:

    É impossível obter uma “overdose homeopática”, ou pelo menos seria mais fácil obter uma “overdose” de água, pois água você pode beber direto da garrafa.

    Não significa que homeopatia não funcione, pois ainda que seja somente efeito placebo, a ciência não faz idea do que diabos seja realmente o efeito placebo.

    Enfim, estudar a mente é mais produtivo do que esses “protestos”.

    Abs
    raph

  8. Willy says:

    É válido como uma forma de protesto, para que o governo reveja regulamentações, mas é só isso.

    Não pensem que tentar overdose prova alguma coisa:
    1o – Não é nada claro que tudo que tem efeito positivo tem efeito negativo em caso de overdose.
    2o – Mesmo que 1 fosse verdade, não é nada claro quanto de remédios homeopáticos seriam necessários para uma overdose (1 frasco? 10 frascos? 100 frascos?).

  9. Gilmar Lopes says:

    Que ótimo! Onde exatamente vai acontecer o desafio em São Paulo? No site mencionado não há o endereço. Tem como manda pra gente?

  10. Nihil says:

    Raph, quando você precisar de transplante de órgão use a homeopatia. Ela cura fratura? Cárie? AIDS? Raiva? Lepra? Cólera? Gripe A? Algum tipo de neurose? Intoxicação alimentar? Combate a solitária ou lombriga? Dengue, malária, febre amarela? Algum tipo de câncer? Tuberculose? Arritmia cardíaca? Procure saber se o placebo cura essas doenças citadas. Placebo é sim muito bem estudado.

    http://en.wikipedia.org/wiki/Placebo

  11. Magno says:

    É realmente uma boa campanha da industria farmacéutica.

  12. Mauro says:

    Mas que bando de desocupado que nao tem mais o que fazer, a nao ser desacreditar tudo o que as outras pessoas acreditam….

  13. Jeff says:

    @Magno

    Porque temos TVs coloridas se o mundo é preto e branco, não mesmo ?

    Ou seja, o que não for contra a industria farmacêutica, é a favor dela. Ótima lógica. E o combate a ignorância que se exploda.

    Se não fosse a liberdade de expressão não saberíamos quem são os… deixa pra lá.

  14. Lander says:

    como sempre, esse é um assunto polêmico.

    acho ridículo isso que vocês estão fazendo. tem tantas coisas que não se sabe ou se ficou anos sem saber por que funcionavam, e ainda assim funcionavam, como a própria acupuntura.

    em relação a homeopatia, eu tenho rinite alérgica. já tomei tudo que você pode imaginar de remédios normais e o máximo que consegui foi uma melhora durante crise e mesmo assim com remédios que te deixam querendo dormir. quer dizer, tem que escolher entre espirrar e ficar acordado ou parar mas cair na cama e dormir.

    a homeopatia, seja pelo placebo, ou pelo que for, funcionou comigo.

    existem coisas que é melhor tratar pela medicina convencional (que também pode falhar, sejamos justos), e outras pela homeopatia. e se as pessoas querem gastar o dinheiro delas indo em homeopatas, no que isso interfere na sua vida?

    religião eu até entendo. muita gente briga mata e morre por religião, então é bom tentar colocar juizo na cabeça deles. agora por tomar um remédio? pela mor né…

  15. Mauro says:

    @LANDER

    Concordo com vc, existem assuntos mais importantes do que a “crusada” dos céticos contra a fé dos outros…

  16. Nihil says:

    Mauro, veja do que os idiotas adeptos dessa “medicina” são capazes e o que os céticos querem combater:

    http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2009/08/090821_homeopatiaoms_ba.shtml

    PS: é CRUZADA! Pelo jeito a fé não deixa estudar.

  17. Giuliano Gasparini says:

    Buenas.

    Sei lá se pode fazer “merchandising”. Eu tenho uma comunidade no orkut que talvez seja o único espaço regular a permitir uma absolutamente livre troca de ideias sobre homeopatia.

    Trata-se da “Homeopatia não merece crédito.” . Quem uiser um bom debate com gente qualificada, dê uma chegada lá!

    http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=1647571

  18. john smith says:

    Dear friends,
    As the time for our great overdose is approaching, I think that is better to give some dose of science to our international event.
    Someone said to me that if we join a lot of people and put a piece of Cobalt or Radio in their hands for some minutes, all of them will go out the meeting and say that nothing have happened. In fact, the absence of perceptive disturbances doesn’t mean anything. But if we follow them carefully for some days, even months, we will find a few symptoms or diseases that will appear significantly more in our sample, provoked by that radioactive exposition.
    So, I suggest that we met again all persons who will take the homeopathic remedy three or four days after the big ingestion.
    Then, we will search rigorously if they have observed any change in their thoughts, emotions, sensations, functions or habitual symptoms during this short period that could be related to the supposed remedy, because the homeopaths use to say that the alterations in the healthy provers are generally very subtle and transient.
    Besides, we must eliminate hysteric persons from this experiment, because they tend to see and feel imaginary things. We also should emphatically recommend that anyone pay attention to the small differences that could be arise in their body or mind that resemble an homeopathic symptom like is written in their literature. Our aim, in this case, is not only show that homeopathy is nothing, but also to do things proving it. We must accumulate evidence that in healthy people a large dose of homeopathic remedy doesn’t cause any light alteration in their ordinary functions.
    Finally, we must organize very soon a public meeting and invite a lot of sick people among ourselves who are under conventional therapy and some homeopaths to treat them. Our sample only will accept skeptical friends. We will select them as patients to some homeopathic doctors, who will know the condition of the meeting. We will submit ourselves to this experiment during some time to prove definitely that homeopathy is nothing.
    In short, all these considerations are in order to recognize that overdose is only the first step. The homeopathic books say that the experimental symptom require training to be detected, and we are not prepared to do so. But, we will go on. We will not do anymore things that the homeopaths declare that are nothing and laugh at us, as it happened to me.
    Some of us should study homeopathy very hard to escape from arguments of the radioactive example, as above, which demonstrate that we are doing nothing at the scientific point of view. I heard also that is very impressive to see many scientists behaving as children, instead of making truly researches together with sick people and homeopaths. Some friends said to me that the time of condemnation without serious and scientific procedures is an attitude which belongs to the Middle Ages.
    Best regards,
    John Smith

  19. Logos1983 says:

    Considero tal atitude nada eslarecedora ao tentar condenar as práticas homeopáticas, mas apenas um tanto presunçosa… Se as medicações da homeopatia se definem como naturais e mais seguras nunca seria um possível um suícidio por overdose… Ora, que seria mais tóxico? Uma sobredose de benzoadiazepinas ou de raízes de valeriana???

    Tenho minhas desconfianças com a homeopatia, mas um protesto meramente alarmista talvez tenha o dedo da indústria farmacêutica temente em perder terreno…

  20. Giuliano says:

    @Logos.
    Cara, eu por exemplo vou ganhar um chevette 79 da Bayer! Claro que tem o dedo das indústrias, ahaha. Por favor.

    A questão é simples: tem gente submetendo a saúde alheia a beberagens que não fazem efeito! Acha isso ético? Nós não. Esta tal de homeopatia é mais uma implementação de pensamento irracional, místico, religioso, desejoso que isso sim queremos combater.

    A campanha é muito esclarecedora pois evidencia que essas porcarias só matam sede. Alarmista no que? Estamos anunciando fim do mundo? Só há bom humor aí!

  21. Martinho Neto says:

    Só boto fé no protesto se tentarem fazer doses homeopáticas com veneno e tomar. Aí sim vou dar uma estrelinha dourada pros “céticos”. =)

    @Mori: Eu já tomei Borato de Sódio (Borax), que é levemente tóxico. Alguns vão tomar Arsenicum. No ano passado, dezenas ingeriram Arsenicum. Só não vou tomar Arsenicum porque escolhi o vendido para dengue, como forma de protesto. Mas posteriormente posso tomar um de Arsenicum, sem problema.

  22. Giuliano says:

    Martinho,
    Pode me dizer qual veneno quer que eu faça a super-mega-diluição?
    Só dizer.

    E tem outra, não é assim que (não) funcionam os tais “remédios”. Ele faria no organismo uma ação contrária. Logo um veneno não mataria, mas me curaria da ação deste. Isso, claro, é uma balela sem tamanho, mas é oq ue essa gente ACREDITA. Crença, fé.

  23. Lander says:

    pois é. faz tempo que eu acho isso. céticos são tão ou mais chatos do que crentes. eu estou meio que no meio dessas duas categorias. tem coisas que acredito, outras que desacredito e algumas que não duvido que possam ser reais, mas também não vou defender.

    o problema de céticos é que eles sempre são donos da verdade absoluta. se todos continuassem com essa cabecinha fechada, ainda acharíamos que a terra é plana, ou o centro do universo. ainda bem que veio alguém pra quebrar os “paradigmas da verdadeira ciência” da época.

    digo e repito. homeopatia pode ser inócua, mas faz bem pra algumas pessoas que estão gastando o seu próprio dinheiro com isso. indústrias farmacêuticas obviamente são contra tudo que lhes tire lucro e todos sabemos o quanto são mercenárias, por isso não tem credibilidade nessa “empreitada”.

    de resto, vocês fazerem isso é chamar quem acredita de idiota, do mesmo jeito que fazem os crentes que tentam converter vocês pra sua religião. ou seja só estão dando uma de sabichões e com egos inflados. meus pesames por se acharem tão donos da verdade. sinceramente.

    @Mori: Não chamei ninguém de idiota. Nós afirmamos que a homeopatia não funciona, que carece de fundamento, coerência e evidência, e para colocar a mão no fogo por esta afirmação e conclusão, iremos ingerir posologias homeopáticas dezenas ou centenas de vezes superiores àquelas prescritas por homeopatas. Eu já tomei minha overdose, não tive nenhum efeito, e irei repeti-la. Penso, sinceramente, que seríamos arrogantes se disséssemos que a “overdose” nem é necessária, ou que deixássemos os incautos se enganarem. Não; buscamos conscientizar as pessoas, chamar atenção à questão, para que cada um possa tomar suas próprias decisões, mas fundamentado em uma maior e melhor quantidade de informação.
    Não servimos às indústrias farmacêuticas — laboratórios homeopáticos não são entidades sem fins lucrativos, muito pelo contrário, eles também lucram, e muito mais pelo seu investimento, porque não precisam investir bilhões em pesquisa, nem se preocupar com efeitos adversos. Estaremos protestando, manifestando e demonstrando o que defendemos.
    Se isso lhe incomoda, seja mais tolerante. Não é nossa intenção ofender, tampouco cercear a liberdade de ninguém.

  24. Lander says:

    olha mori, não me incomoda, até por que eu nem sou fã de homeopatia. tomei só uma vez, que foi nesse caso da rinite e nunca mais.

    mas me parece um jeito errado de conscientizar. seria mais legal se distribuissem panfletos, mostrando que que não existem estudos que comprovem que homeopatia funciona, etc etc.

    agora falar “ahh olha só, o remédio que você toma não presta, nem é remédio. eu tomo o vidro inteiro e não acontece nada” pra mim é uma forma de falar que quem toma é burro por acreditar que funciona.

    como eu disse, tem coisas que eu acredito. eu gostaria MUITO de ser cético total, mas devido a experiências próprias, nem posso. e quanto ao tema, é que sempre vejo um ar de certa arrogância e superioridade (mesmo que involuntário), em céticos, pois podem apoiar seus fatos na ciência (mesmo que pra cada estudo falando A existam dois falando que A é errado e B é certo) e isso me irrita. não no teu caso específico, mas participo de algumas comunidades de discussão e invariavelmente acontece esse tipo de situação.

    e se temos que ser mais tolerantes, deveriam também tolerar a crença dos outros de que homeopatia pode funcionar, mesmo que não tenha estudos pra isso. afinal, se pessoas não melhorassem, os remédios não seriam tão populares.

  25. Lander says:

    tipo, só pra complementar, o que quero dizer é o seguinte, como você pode falar de praticar tolerância se está sendo intolerante com quem acredita em algo inofensivo?

    ok, religiões sempre tem chatos tentando te convencer. tentando te converter, fazendo propagandas. nada mais justo que conscientizar as pessoas e “lutar contra” isso.

    agora homeopatia? ninguém fica chato por tomar remédios, ou piora a saúde, ou te obriga a tomar. então parece um ataque gratuito. só isso.

  26. Giuliano says:

    A questão não é ser tolerante. Não se pode tolerar crenças com efeito colateral.

  27. Roberto says:

    Alguem traduziu a mensagem do Jonh Smith?
    Achei muito pertinente.É um risco estas campanhas sem fundamentos,somente induzindo as pessoas no que é “certo” e o “errado”em visões direcionadas e sem uma ampla discusão ouvindo o outro lado,convidando os homeopatas para se explicarem juntos e o tiro pode sair pela culatra.
    Por que não fazer o que o john sugeriu?colocar os homeopatas a prova com céticos doente e se submeterem ao tratamento com critério dos homeopatas e fazerem um seguimento deste casos para ver o que acontece?Temos que ter cuidado com o que ainda não é explicado pelos métodos cientificos existentes na atualidade,talves surjam métodos muito mais avançados que explicariam a homeopatia e dai como vai ficar toda esta campanha insana contra algo que não explicamos ainda?Muitos foram queimados em fogueiras no passado por não terem na epoca métodos cientificos que explicassem e hoje sabemos que estavam certos.Temos que ter cuidado,meu receio é estarmos fazendo algo contra uma coisa que poderemos nos arrepender depois.A Fisica quantica esta ai cada vez mais revelando coisas “impossíveis”para muitos de nós até pouco tempo atraz.
    É a minha opinião,vamos ter cuidado.

    @Mori: Por favor, leia o texto ao qual está comentando, Roberto. Há indicação direta ao mais profundo estudo científico sobre testes clínicos da homeopatia.

  28. Mauricio says:

    Sendo pago… que mal há?

    Não é, Mori?

  29. ..::IAQUE::.. says:

    a verdade não existe.
    provas científicas provam apenas que fatos se repetem em uma seqüência e freqüência esperada, são absolutas até um novo entendimento aparecer e nada mais.
    se o efeito placebo da homeopatia se repete e ajuda aos que acreditam, sorte deles e azar dos tontos que só acreditam na realidade não totalmente compreendida pela nossa raça.
    achar que sabe mais ou é mais esperto por ter conhecimento de fatos repetitivos e ridicularizar qualquer outra opinião caracteriza bem do grau de evolução de nossas consciências.
    #paz e #sorte procês…
    @iaque

  30. Carlinhos says:

    Para quem critica o movimento utilizando o argumento da “indústria farmacêutica”: A indústria de remédios homeopáticos não seria também uma indústria farmacêutica? O problema não é ganharem dinheiro vendendo água com açúcar, o problema é dizerem que vão curar com água com açúcar e dizerem que isso teria alguma fundamentação científica, só que não tem. Simplesmente não tem. Os remédios homeopáticos não passaram por nenhum escrutínio científico. O problema é uma criança morrer por que sua família e médicos insistiram num tratamento homeopático para uma doença grave. é para isso esse protesto: para conscientizar as pessoas de que a homeopatia é água com açúcar sem embasamento científico.

  31. Carlinhos says:

    Ei, e no Rio, não vai ter suicídio?

  32. Luciano says:

    Alguma coisa programada para Campinas ?

  33. Nihil says:

    “agora falar “ahh olha só, o remédio que você toma não presta, nem é remédio. eu tomo o vidro inteiro e não acontece nada” pra mim é uma forma de falar que quem toma é burro por acreditar que funciona.”

    Mas não é? A pessoa que acha que água destilada pura e comprimido de açúcar são remédios é o que? Ingênua? Enganada? Pobre coitada? A BBC já dedicou uma reportagem inteira desmascarando essa pseudo-medicina e até a Globo já noticiou.

    Portanto não há desculpa. Eu não participo dessa campanha por três motivos:

    1. Sou casado e pai de família. Tenho mais o que fazer.
    2. Não estou nem aí para os ignorante adeptos dos remédios homeopáticos. Se eu os alerto me respondem com grosseria. Se um dia me pedirem conselhos mandarei lerem o rótulo do vidro e consultarem o homeopata!
    3. Moro no Japão.

    Portanto, essa gente é BURRA, IGNORANTE e GROSSEIRA. E não estou nem aí! Está com câncer e tem um tumor maligno do tamanho de uma laranja em formação? Vá tomar sua água destilada com açúcar para ver se melhora!

  34. marcelo lino says:

    Acho q se algum diabético participar desse suicídio programado, ele pode acabar sendo bem sucedido(ou mal).

  35. Roberto says:

    Ainda acho que vocês devem tomar muito cuidado com tudo isso .
    Muitos estudos “cientificos” são tendenciosos e com métodos totalmente inadequados para comprovar principalmente a homeopatia,que pelo o que sei leva em consideração a individualidade de cada ser,não sou expert,mas precisamos ter muito cuidado.
    Minha opinião é que se a homeopatia não funciona por que é uma das especialidades mais antigas?perdurando mais de 200 anos?será que estão enganando tantas pessoas e por tanto tempo assim?Vamos pensar.Se assim fosse ja teria desaparecido ha muito tempo,alguma coisa há na homeopatia que precisa ser pensado por todos.
    Será que não estão equivocados nos métodos que estão utilizando para comprovar a homeopatia? O termometro é um excelente aparelho pra medir temperatura mas um péssimo aparelho para medir distancia.Vamos pensar.Alguma coisa há.

  36. Roberto Salles says:

    Esse Nihil deve ficar dando VOTO NEGATIVO o dia todo no que ele não gosta….

  37. Danniel says:

    Atenção, nem todo “remédio” homeopático é água pura, e sendo assim, podem causar problemas sérios, como perda do olfato:

    http://theness.com/neurologicablog/?p=2453

    Isso ao menos pela (des)regulação dos EUA, não sei qual é o estado das coisas aqui, mas já ouvi dizer uma vez que alguém que tomou “remédio” homeopático (acho que para dengue!) disse ter gosto ruim — parece então que talvez eles usem no mínimo algum “veículo” para a água pura (cuja segurança em se tomar demais eu não posso atestar), se não houver outros aditivos.

  38. Danniel says:

    Lander escreveu:

    o problema de céticos é que eles sempre são donos da verdade absoluta.

    Não, céticos duvidam de quem diga ser dono de uma verdade absoluta.

    se todos continuassem com essa cabecinha fechada, ainda acharíamos que a terra é plana, ou o centro do universo.

    Sorte que céticos quanto a essas asserções demonstraram que a realidade é diferente disso.

    ainda bem que veio alguém pra quebrar os “paradigmas da verdadeira ciência” da época.

    Er… as crenças em terra plana e etc não eram exatamente o que se poderia chamar de “científico”. Método científico é algo mais recente.

    digo e repito. homeopatia pode ser inócua, mas faz bem pra algumas pessoas que estão gastando o seu próprio dinheiro com isso. indústrias farmacêuticas obviamente são contra tudo que lhes tire lucro e todos sabemos o quanto são mercenárias, por isso não tem credibilidade nessa “empreitada”.

    O fato da indústria farmacêutica ser contra é irrelevante. Aliás, é ridículo a colocar como vilã da história por vender remédios de verdade enquanto os vendedores de óleo de cobra são os mocinhos. É simplesmente defender “scammers”/golpistas de qualquer área porque aqueles da “grande indústria” do setor desses golpistas ganham dinheiro.

    Placebo faz bem para algumas pessoas, OK. E quanto as que morrem por não recorrer a medicina de verdade?

    Difícil entender esse rancor que algumas pessoas aparentemente têm dos “céticos”. Parece até que a melhor postura, a mais “decente”, é deixar as pessoas continuarem sendo enganadas, e expor mitos ou golpes é algum tipo de ofensa.

  39. Danniel says:

    Putz, o comentário anterior ficou todo bagunçado. Pensei que houvesse a tag blockquote.

  40. Nihil says:

    Roberto, a astrologia e alquimia também são bem antigas, mas não deixam de ser pseudociências.

    PS: Argumentum ad antiquum é falácia.

  41. Magno says:

    Concordo Nihil.

  42. Carlos M. says:

    Beleza ver a galera se organizando para prostestar contra algo tãoooooooo importante quanto a não eficácia da homeopatia. Agora podiam, também a exemplo dos ingleses, e protestarem contra problemas “menos” relevantes para o país como a situação indigente da saúde e da educação, a corrupção histórica e entranhada na nossa política, a violência, as desigualdades sociais, em suma essas “boberinhas” que não são, nem de longe, tão importantes como o problema da homeopatia.
    AHHHH!Mas aí ia dar muito trabalho, desagradar muita gente poderosa, sem contar que para que fosse bem sucedido não ia poder ter todo aquele tom carnavalesco e de piada que o povo brasileiro tanto gosta. Aí cadê a diversão?
    Fala sério pessoal! vamos dar importância as coisas realmente importante. Discutir se a homeopatia funciona ou não enquanto grande parte da sociedade não tem acesso a tratamento de saúde dignos chega a ser ofensivo. Querem protestar, ótimo, mas que protestem por mais hospitais, mais médicos e um tratamento mais digno e humano nas unidades hospitalares públicas.
    Os ingleses podem ser dar ao luxo dessas presepadas, nós não!

  43. Lander p/ danniel says:

    cara, discordo completamente de você.

    céticos não duvidam da verdade absoluta da ciência NUNCA. tipo nunca vi um cético pensando “bom, isso não foi provado pela ciência ainda, mas convenhamos, a era científica tem menos de 200 anos e mal começamos a engatinhar, talvez existam outros métodos pra se testar isso” ou coisa que o valha. pra céticos, se não tem como ser provado simplesmente não existe e idiota é quem acredita.

    exemplo da homeopatia, comigo funcionou. com milhares de pessoas funcionou (ou não seria tão famoso) tá ok, com muitas não funcionaram, mas tem remédios convencionais e tratamentos convencionais que também não funcionam. e existem doenças e doenças. algumas se trata melhor com homeopatia, outras com medicina convencional. se alguém quer usar homeopatia, tá te fazendo mal pra vc falar que a pessoa é burra? por que só isso pra justificar um bando de desocupados fazendo passeata com “overdose de homeopatia” pra provar que é inócuo.

    olha, eu me acho uma pessoa meio termo entre cético e crente. tipo eu gostaria muito de ser cético e acredito em muita coisa da ciência (embora duvide de várias outras, por que como já disse, uma coisa que hj é verdade absoluta amanhã não é mais).

    mas tipo eu tenho muitas experiências com espíritos. mas muitas MESMO, inclusive daquelas de saber coisas que eu não teria como saber e ver tipo objetos se mexendo sozinhos, etc. não vou fazer ninguém acreditar nisso. e como sou cético, muitas vezes eu mesmo procuro uma explicação racional, tipo “estava meio sonolento” ou mesmo que é alguma coisa da minha mente que me pregou peças. mas tem outras que nem assim seria possível explicar.

    então eu acredito que espiritos existem. mas nao tento fazer ninguém acreditar. chato é ouvir toda vez que eu sou louco, tenho esquizofrenia, que só retardados acreditam, etc. e isso vive acontecendo :)

  44. marcos says:

    Essa campanha é uma das tentativas da indústria farmacêutica em reconquistar o espaço que anda perdendo com as medicinas alternativas.

    Quanto ao real funcionamento da homeopatia, não tenho uma opinião 100% formada. Algumas minhas experiências com ela me levam a crer que, SIM, A HOMEOPATIA FUNCIONA.

    Há cerca de uns meses atrás minha cachorra, da raça daschund (“linguiça”), teve uma úlcera no olho. Fui ao veterinário e ele receito vários remédios alopáticos. Ok, tentei o tratamento por 2 meses, e a úlcera não curava de jeito nenhum! Aliás, até mudei de veterinário – mas nada, parece que só piorava.

    Até que um belo dia levei ela em um veterinário homeopático e o tratamento FUNCIONOU! Foi impressionante. Em 2 semanas ela tinha se curado.

    Essa caso foi 100% verdadeiro e até hoje me impressiono com a capacidade da homeopatia em curar a minha cachorra.

    E ENTÃO, QUAL EXPLICAÇÃO VOCÊS ME DÃO?

    ALIÁS, EU ACHO QUE DEVEMOS MESMO DISCUTIR CASOS COMO ESSE, ANALISAR PACIENTES E NÃO FICAR PROMOVENDO ESSE TIPO DE CAMPANHA, QUE NA VERDADE, NÃO AJUDAM EM NADA. APENAS PREGAM UMA VERDADE DITA COMO ABSOLUTA.

    @Mori: Leia o texto. Cita-se, e há uma referência direta ao trabalho em si, de um dos mais extensos estudos sobre homeopatia em pacientes. Os resultados indicaram que a homeopatia não difere de um placebo. E que o efeito placebo está presente também em tratamentos convencionais — que, somados a ele, também exercem efeitos reais.

  45. ..::IAQUE::.. says:

    um adendo.
    é impressionante como um assunto com pouca relevância nas vidas de quem participará leva pessoas para ruas enquanto assuntos como a incompetência dos políticos na administração da educação, saúde, transporte e segurança não tira uma bunda do sofá!
    será q alguém paga pra essa galera ir lá tomar over de algo q não entendem? ou é para aparecer e falar que é esperto!!!

  46. Pcesar says:

    Infelizmente, a pseudo-ciencia avança a passos largos no Brasil. Agora estes charlatães homeópaticos querem impingir vacinas e remedios homeopaticos para tratamento da dengue.
    Estes “ventos sopram” da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto.
    Esta prática pode ter um efeito colateral: a falsa sensação de segurança pode levar o doente a não procurar assistencia médica em tempo – e isto é uma das principais causas de morte por dengue.
    Atenção Ministério Público: vamos dar um basta a estas investidas desta pseudo-ciencia – façam a sua parte!

  47. joão says:

    @Mori: Leia o texto. Cita-se, e há uma referência direta ao trabalho em si, de um dos mais extensos estudos sobre homeopatia em pacientes. Os resultados indicaram que a homeopatia não difere de um placebo. E que o efeito placebo está presente também em tratamentos convencionais — que, somados a ele, também exercem efeitos reais.

    placebo em cachorra?

    @Mori: Sim. Placebo nas pessoas que cuidam da cachorra e relatam seus sintomas. Você pode jurar que ela melhorou por causa da homeopatia, mas também poderia jurar que você mesmo melhorou por causa da homeopatia. Os efeitos de subjetividade são essencialmente os mesmos. A forma de controlar apropriadamente o que é ou não placebo é removendo o fator subjetivo humano, através de testes cegos, não através de animais que continuam sendo avaliados por humanos. E em testes cegos, a homeopatia já falhou, repetidamente.

  48. Bruno says:

    Para aqueles que acreditam na homeopatia, se um dia vocês tiverem cancêr favor tomar remédios homeopáticos, depois voltem aqui para contar o resultado…

  49. Gustavo Alberto says:

    Mori, você tem alguma prova de que realmente não funciona? Ou sendo pago, você fala tudo que mandarem? Por que você se importanta tanto com o que os outro se preocupam não há nada mais útil para você fazer?

    @Mori: Leia o texto. Há referência a uma revisão de dezenas de testes clínicos da homeopatia, concluindo não haver evidência de que funcione como algo além de placebo.

  50. marcos says:

    ESSE BLOG ESTÁ EXPLODINDO DE PESSOAS IGNORANTES.

    Que médico homeopata falaria para um paciente com câncer: não faça o tratamento convencional, apenas tome homeopatia. Gente, isso não existe!

    VAMOS PARAR DE SERMOS ESTÚPIDOS UM POUCO? A HOMEOPATIA ENXERGA O SER HUMANO COMO “PESSOA” E NÃO COMO UM ÓRGAO DOENTE. ESSA VISÃO HOLÍSTICA É FUNDAMENTAL PARA A CURA DE QUALQUER DOENÇA.

    NINGUÉM ESTÁ PEDINDO PARA AS PESSOAS NÃO TOMAREM REMÉDIO. ALIÁS, A HOMEOPATIA OLHA PARA O LADO EMOCIONAL DO PACIENTE.

    Portanto, o que a Medicina Psicossomática vem descobrindo está colocando em riscos os milhões de reais que a indústria farmacêutica lucra todos os anos.

    Ora, as doenças têm origem emocional e é nisso que a homeopatia se foca.

    ALIÁS, A ALOPATIA NÃO ESTÁ NEM AÍ PARA A CURA DAS DOENÇAS! VOCÊS ACHAM QUE A PSIQUIATRIA ESTÁ PREOCUPADA EM CURAR OS DOENTES MENTAIS?! NÃO! VAMOS ACORDAR GENTE, POIS EXISTE MUITO DINHEIRO EM JOGO.

  51. Julio says:

    Uso e sempre usei homeopatia. Claro que ela tem suas limitacoes. Aqui no mato grosso do sul usamos homeopatia inclusive para tratarmos bovinos (sera que existe efeito placebo em bovinos-
    http://www.realh.com.br/). Uma coisa que incomoda na homeopatia e que ela nao tem patentes e nem da lucros monstruosos para a industria farmaceutica e nem pra midia.

  52. Marcos says:

    Bom, um tanto de miopia nisto tudo. A alopatia funciona no nível químico, enquanto que a homeopatia atua no nível de energia de uma pessoa, e não no químico.
    Os seres humanos são feitos de vários corpos, – temos corpo, temos energia, temos espirito, temos emoções – e a homeopatia atua num nível mais profundo do que o nível químico..
    Evidentemente trata-se de uma campanha explicita para desacreditar da homeopatia. Lamento a miopia e a ignorancia de tantas pessoas.

  53. carlos says:

    Valeu Kentaro Mori pela iniciativa;
    voce poderia divulgar o local(endereço) do encontro aqui no seu site

  54. Homero says:

    Julio: “Uma coisa que incomoda na homeopatia e que ela nao tem patentes e nem da lucros monstruosos para a industria farmaceutica e nem pra midia.”

    Mentira. Ou ignorância cega. A indústria multinacional da homeopatia gera bilhões de dolares. Um figado de pato (apenas um) é capaz de gerar 2 milhões de dolares por ao, para a multinacional de origem francesa Boiron.

    Bastaria uma rápida pesquisa na Internet para saber isso, para entender que o lucro das empresas de “água destilada em frasquinhos” e bolinhas de farinha lucra muito, mas muito mesmo. Comparativamente mais que as indústrias alopáticas, que precisam gastar milhões em pesquisas, desenvolvimento, testes de segurança, de eficácia, etc, etc, etc.

    O que incomoda, de verdade, é que este lucro todo é feito de “óleo de cobra”, sem nenhuma evidência de que funcione, a não ser relatos anedóticos “funcionou para mim”. Isso incomoda. Pior, ao se tentar explicar, alertar as pessoas, os que são mais prejudicados, os enganados pela indústria “sem fins lucrativos” da homeopatia, é que mais reclamam e lutam para se manterem iludidos.

    Marcos: “Os seres humanos são feitos de vários corpos, – temos corpo, temos energia, temos espirito, temos emoções – e a homeopatia atua num nível mais profundo do que o nível químico..”

    Ai, ai, ai. Não deveria ser tão difícil de entender. Marcos, prove que temos ‘espírito”, e que a homeopatia funciona “em um nível mais profundo”. Apenas sua palavra não basta, porque temos a palavra de “milhares” de defensores das mais malucas alegações extraordinárias, todos dizendo a mesma coisa, seja para a homeopatia, seja para a unrinoterapia.

    A questão é simples, não importa em que “nível” a homeopatia funcione, se funciona, pode ser detectado/determinado em testes feitos dentro do rigor. 100 pessoas sem se tratar, como controle, 100 pessoas recebendo placebo, sem saber, 100 pessoas recebendo homeopatia, e pesquisadores e pacientes sem saber o que recebem.

    Se funciona, mais pessoas que receberam homeopatia devem melhorar, em relação ao grupo que não tomou, e ao que tomou placebo pensando ser homeopatia.

    Não funciona, nunca funcionou. Seja em estudos feitos por “cientistas malvados e céticos”, seja nos feitos por que acredita e defende a homeopatia. Não, não foram as indústrias milionárias que fizeram, ela não desejam fazer, não querem fazer, não precisam fazer, pois sempre haverá mercado para “óleo de cobra”. Foram pesquisadores que realmente pensavam que iriam provar que funciona, e que ficaram honestamente decepcionados com os resultados negativos.

    Marcos: “Evidentemente trata-se de uma campanha explicita para desacreditar da homeopatia. Lamento a miopia e a ignorancia de tantas pessoas.”

    Como assim!?!!? Como tentar explicar essas coisas todas, a falta de resultados, os lucros das empresas que vendem homeopatia, a falha nas premissas, o origem equivocada (miasmas maléficos no lugar de micróbios patológicos), e tudo o mais? Se depois de tudo isso, você AINDA quiser “acreditar” em água destilada e bolinhas de farinha, tudo bem, é seu direito. Mas porque tentar evitar que outras pessoas saibam desses fatos, e tirem suas conclusões mais bem informadas? Por que explicar e esclarecer é tão ofensivo para quem “crê”?

    A homeopatia NÃO precisa de céticos para ser desacreditada, precisa apenas que quem a usa estude um pouco suas origens, sua natureza, e tenha acesso aos estudos que se fizeram para determinar sua eficácia e validade, e que deram resultados negativos.

    Que diabos, marcos, você realmente vai continuar a usar algo que, em todos os estudos, demonstrou não ter efeito algum???

    “Nível de energia” não quer dizer NADA, se não determinar o alcance do termo. Energia, em ciência, é algo bem definido, a capacidade de produzir trabalho. Não é um termo vago e elusivo para ser usado descuidadamente.

    Ou funciona, ou não funciona. Funciona, mas só se ninguém estiver olhando (e anotando), é tolice e ingenuidade.

    Homero

  55. Liddell Hart says:

    O assunto é controverso há séculos, e cada um tem um argumento “irrefutável” para corroborar sua própria opinião.
    O suicídio homeopático foi uma excelente idéia, para mostrar a todos que os efeitos químicos daquelas bolinhas de “nada” realmente não funcionam.
    Mas quero chamar a atenção ao artigo abaixo, falando de uma tal de “memória da água”, que também me parece outra crendice, mas que tem suscitado discussões inovadoras:

    http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=teletransporte-dna&id=010165110117

  56. Magno says:

    Valeu homero, estou começando a ver a homeopatia de outro anglo.

  57. Margarete says:

    Mas dar um abraço e dizer “espero que você melhore” é muito mais eficiente que produzir e vender homeopatia, já que a intenção é fazer a pessoa se sentir bem sem tratar os sintomas.
    Entre numa lancheria e pede um copo de água, vê quanto eles cobram por ela.
    Vai aprender como fisiologia humana funciona antes de defender “holística”. Não é difícil para pessoas intelijentes como voçe.

  58. ejedelmal says:

    Só tomem cuidado com o efeito colateral da “Bexiga Cheia”.

  59. marcos says:

    Olha Margarete é triste ver como vocês estão desprezando o ser humano como “pessoa”, holístico e integrado.

    Já está mais do que comprovado que as doenças fisiológicas possuem uma ligação com o emocional. Isso é tão certo quanto 2+2=4.

    Agora, se vocês não querem olhar nem pra isso, sinto-lhes informar: não poderemos construir uma sociedade melhor e mais saudável.

    O meu foco já é outro. Não estão mais falando de homeopatia, mas sim da compreensão de que o homem é um ser completo e não possui separação no que diz respeito a mente-corpo. Todos os esforços que os cientistas modernos estão fazendo para comprovar que um corpo doente não sobrevive em uma mente saudável parece ser em vão para algumas pessoas.

    Esse tipo de gente possui cabeça fechada e tem medo de olhar a realidade das coisas.

    “Toda verdade passa por três estágios: no primeiro, ela é ridicularizada; no segundo, é rejeitada com violência; no terceiro, é aceita como obvia.”

    Arthur Schopenhauer

  60. Thiago says:

    Liddell Hart, obrigado por compartilhar ciência de verdade.

    Homero, se a ciência fosse onisciente, concordaria contigo, mas a ciência é uma invenção do homem, baseada em nossa percepção do universo. Como citaram acima, são 200 anos de ciência?!
    pois em 200 anos não da para saber tudo do universo.

    Na visão dos céticos, tudo que não pode ser provado cientificamente não existe.
    Isto é ciência ou uma nova religião materialista surgindo?

  61. RICARDO RJ says:

    Se a homeopatia não tem efeito nenhum,por que incomoda tanto os céticos?Não percam tempo com ela,já que para vcs(céticos)trata-se de nada.Não obstante a terapêutica homeopática é cada vez mais ultilizada no Brasil e no mundo.Ela tem os seus limites é lógico!Nenhum médico homeopata sensato trataria de urgências clínicas ou cirúrgicas com homeopatia;é terapêutica que não violenta o organismo e tem aplicação e efeitos positivos comprovados em doenças alérgicas,reumáticas e psicossomáticas,se assim não fosse sua prática já teria desaparecido.Antes de negar os fundamentos homeopáticos leiam o Organon de Hanhemann.

  62. Carlos Magno says:

    Engraçado. Por que será que a homeopatia não funciona com céticos e desconfiados?

    Com espíritas, esotéricos, crianças e animais funciona. Por que essa súcia que não tem o que fazer não vão também protestar contra as dezenas de medicamentos criminosos alopáticos que por décadas enriqueceram laboratórios e divulgadores e assassinaram com seu uso centenas ou milhares de usuários em todo o mundo?

    Quando são retirados do mercado, nem se ouve a voz de um cético escondido a protestar contra os assassinatos e dinheiro gasto ou enfiado nos “forever” dos fabricantes e receitadores.

    Aqui no Mori o negativo é sempre o místico, o esotérico, o espírita. O cético fanático está sempre por cima da carne seca, seja quem for.

    Vão pentear macacos – darwinianos de preferência!

  63. Carlos Magno says:

    correção:…não “vai” também protestar…

  64. Lander says:

    pois é. independente de homeopatia funcionar ou não. acho uma estupidez sem tamanho.

    como disseram, por que não reunir pessoas na rua pra protestar contra o aumento de 100% dos deputados e senadores eleitos? da saúde precária? de escolas podres? mas não, a graça é se reunir pra fazer mimimi contra uma coisa que você não acredita e se acha superior por não acreditar já que não tem provas que funcione.

    meu, a ciência não sabe nem do que é feito 70% do universo, querer considerar ciência uma verdade absoluta é de uma infantilidade sem tamanho. e eu vejo a raça humana como um todo ficando cada vez mais burra se nunca aparecer ninguém que ouse questionar as verdades absolutas da ciência, que ao contrário do que vocês dizem é cheia de verdades absolutas SIM. e ai de quem duvidar.

  65. Magno says:

    Bom, acredito que o debate aqui é a comprovação da eficiência ou não dos remédios homeopátco.

    Então, (com já foi sugerido),por que não colocar os homeopatas a prova com céticos (e crentes também) doente e os submeterem ao tratamento com critério dos homeopatas e fazerem um seguimento deste casos para ver o que acontece?

    Uma alegação aqui é o efeito placebo, então não faz diferença se o remédio é homeopático ou alopático.
    Vejam o que diz a Wikipédia:
    “Placebo (do latim placere, significando “agradarei”) é como se denomina um fármaco ou procedimento inerte, e que apresenta efeitos terapêuticos devido aos efeitos fisiológicos da crença do paciente de que está a ser tratado.”

    Muitos médicos também podem atribuir efeito placebo a medicamentos com princípios activos, mas que apresentam efeitos terapêuticos diferentes do esperado. Por exemplo, um comprimido de vitamina C pode aliviar a dor de cabeça de quem acredite estar ingerindo um analgésico, sendo um exemplo clássico de que o que cura é não apenas o conteúdo do que ingerimos mas também a forma. Seguindo esta corrente de pensamento, o dicionário médico Hooper cita o placebo como “o nome dado a qualquer medicamento administrado mais para agradar do que beneficiar o paciente”.”

    Minha opinão é que em se tratando de um composto (ou não) que é comercializado, deveria se submeter aos mesmos critério que a OMS impõe aos outros medicamento.

    Simple assim!

  66. Magno says:

    Vou deixar um esclarecimento:

    Não sou o Carlos Magno que postou anteriormente (apesar de ter o mesmo nome).

  67. Carlos Magno says:

    Magno, fácil notar-se que não somos as mesmas pessoas.

    Se a OMS autorizou a comercialização da homeopatia, reconhecendo que produz cientificamente seus medicamentos, não terá feito os necessários testes?

    Ou será que com toda a sua estrutura tecnológica e responsabilidade mundial terá usado de má fé e protecionismo com diferentes e propositais critérios para a aprovação? Non sense!

    O problema chama-se ceticismo. Mas vai dar em nada, são marolinhas dos inconformados.

  68. Magno says:

    Carlos Magno, obrigado pela informação.

    Bom ,se a OMS autorizou a comercialização dos medicamentos homeopáticos, então o que estamos debatendo?

    Se for pra prostestar contra a homeopatia, teremos que comerçar pedindo a extinçao da OMS.

  69. Onde e quando será o evento em Poeto Alegre? Quero divulgar em meu blog e num importante site de notícias da cidade.

    Ah, e vou lá tomar a coisa.

    Obrigado.

  70. Carlos Magno says:

    Concordo com você, Magno, com e sem ironias,

    O fato alardeado aqui é somente combustível para discussões céticas. Marolinhas, como já disse.

    Sugiro ao Mori formar uma comitiva de inconformados, com ele à frente com estandartes do CA e tudo mais, e postarem-se diante da sede da OMS. Então haveria um sentido prático e um heroísmo digno de quem realmente se preocupa com o que chamam pseudo ciência.

    Fora isso, mais uma abobrinha postada aqui no CA.

  71. Magno says:

    (Fico legal. Carlos Magno, comentando com Carlos Magno. Hehe.)

    Aí teriam um grande problema, porque se a OMS for destituida por erro de avalição dos homeopatas, então todas as autorizações que ela concedeu perderiam o valor, incluindo as autorizações dos alopatas.

    É, dá pra entender porque o ataque direto na homeopatia e não na OMS.

  72. Mauro says:

    Acho curioso que as pessoas que se dizem “abertas” e “holistas” são os mais exaltados, chegando ao nível de palavras como:
    “ESSE BLOG ESTÁ EXPLODINDO DE PESSOAS IGNORANTES…”
    ou
    “Vão pentear macacos – darwinianos de preferência!”
    ou ainda
    “Esse tipo de gente possui cabeça fechada e tem medo de olhar a realidade das coisas.”

    Não vejo, por outro lado nenhuma ofensa em argumentos dos céticos. Talvez porque os fatos falam por si só.
    Essa atitude dos crédulos me lembra muito as fogueiras: NÓS (os crédulos) temos a verdade! Se vc não a enxerga, é pq é miope, burro e ignorante. E, mais, se os fatos não condizem às teorias que não consigo provar, (mas que são as corretas), é PORQUE OS FATOS estão errados e deveriam se adaptar.

  73. Carlos Magno says:

    É, pagaria pra ver!

    Imagino cá a força do Mori nesses assuntos mundiais! O CA o novo Wikileaks!

    Hare Krishna!

  74. Magno says:

    Acababei de ler toda a matéria novamente e não vi nenhuma citação de que a OMS tenha autorizado a venda dos remédios homeopático.

    Alguém tem como confirmar essa autorização?

  75. Magno says:

    desculpem o erro “acabei”

  76. Rodrigo says:

    O maior erro da sociedade moderna é ter se afastado da Natureza. As massas se esqueceram que seus corpos foram equipados com um poderoso sistema imune que sozinho consegue resolver a maioria das doenças. E por isso tomam um medicamento diferente para cada sintoma que, geralmente, é a indicação de que algo – no ambiente, nos hábitos, na alimentação – não vai bem. Resultado: o que não ia bem piora, os sintomas se camuflam, a pessoa acha que está bem e logo está tomando mais remédios por causa de outro problema. Os problemas vão se acumulando e em pouco tempo temos uma pessoa de vinte e poucos anos que parece um velho. Conheci pessoas de sessenta anos que moram no meio da Amazônia e têm mais força e disposição que muitos jovens das grandes cidades, e acredito que o que se chama de “saúde” nas cidades (número de hospitais? não deveria ser o contrário?) parece um dos principais determinantes dessa situação.

    A homeopatia parece, sim, ser um placebo (mas houve uma época em que se acreditava que não havia NADA numa gota d’água, não é mesmo?). Mas a homeopatia não é apenas aquela aguinha: a ideia por trás da homeopatia envolve alguém que tende a escutar mais o histórico do paciente (em comparação com os médicos do SUS e mesmo dos planos privados), suas reações emocionais, seus hábitos, e tenta resolver os problemas da maneira mais holística possível, isso é, sem recorrer a produtos químicos que sempre têm efeitos colaterais, geralmente pesados. Quase sempre a cura envolve mudança de hábitos, prática de atividades físicas, dedicar tempo à poesia, à pintura, à música, ao amor. Ao convívio humano. Somos um sistema biológico extremamente complexo, e fazê-lo funcionar harmonicamente de acordo com o programa evolutivo que nos criou (ou seja, fazer exercícios e apreciar emoções primitivas) é muito mais saudável – e quase sempre mais eficiente – que injetar químicos concentrados no sistema. Numa analogia, isso seria semelhante a dar chicotadas elétricas para o cavalo correr mais: ele VAI correr mais por um tempo, mas a que preço? Comparem a abordagem holística com o “especialista” do filme Requiem Para um Sonho (ou qualquer médico que vocês visitarem), e depois me digam, combinado? Abraços!

  77. Alvaro Rexs says:

    Essa reunião de céticos para promover o “suicídio homeopático” em nada difere da cerimônia da “rosa ungida”, ou da “noite dos 30 cajados” da IURD.

    Se qualquer industria de remédios dessas por aí me pagar um dindim eu vou! E vcs??? Hã???

  78. Julio costa says:

    Kentaro bom dia.
    poderia nos informar os endereços dos lugares que ocorrerão os protestos em Natal e Porto Alegre?

  79. RICARDO RJ says:

    Seria o ceticismo mais uma seita de adoradores da ciência pura como o positivismo de A. Comte?Seriam seus ícone cientistas com Carl Sagan,Richard Dawkins e assemelhados?Mori e colegas seriam os reprsentantes dessa seita no país para fazer cada vez mais prosélitos?Haveria retorno financeiro (jabá)de laboratórios alopáticos multinacionais para se desconstruir a homeopatia(opção terapêutica acessível a todos)no Brasil?São questões que lançam uma nova teoria de conspiração internacional!

  80. Magno says:

    Rex, se me pagarem eu vou, mesmo que só simule que tomei, porque de repente… quem sabe?
    sou um felizardo, moro em uma das cidades que o evento ocorrerá, por tanto se quizerem me contratar, estou a disposição.

    Ah. Ninguém mandou a comprovação de que a OMS autorizou a comercialização dos remédios homeopático. Se confirmarem, então o texto está no mínimo incompleto por omitir essa informação (pra não dizer tendencioso).

  81. Lander says:

    A história da homeopatia na medicina é marcada por sucessivos embates e argumentações em torno de sua eficácia no plano prático e de seus atributos científicos no plano epistemológico. Apesar do extensivo uso com resultados positivos, ainda é insuficientemente compreendida, e até antagonizada pela comunidade médica acadêmica.
    Várias explicações foram propostas para o mecanismo de ação dos medicamentos homeopáticos, com destaque a uma possível “memória da água”, idéia confirmada em estudo usando espectrometria infravermelha, publicado na conceituada revista Nature (março de 2005). Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a homeopatia é o segundo sistema médico mais usado no mundo, com gastos acima de US$ 1 bilhão. É largamente empregada em países como Alemanha e França, e prescrita por 20% a 30% dos médicos. No Reino Unido, é oferecida no Serviço Nacional de Saúde, e conta com cinco hospitais homeopáticos. Nos EUA é usada por mais de 2,5 milhões de pessoas.

    No Brasil, a portaria 971 do Ministério da Saúde, de maio de 2006, criou a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no Sistema Único de Saúde (SUS), ao autorizar o uso da homeopatia. Isso beneficiará a população, além de reduzir custos. A prática previne várias doenças, o que reduz internações hospitalares. O menor custo de remédios homeopáticos em relação aos alopáticos é uma grande vantagem.

    Uma parcela expressiva da população brasileira procura o tratamento homeopático para fugir da dependência de medicamentos tradicionais, como antibióticos, antiinflamatórios, antialérgicos e corticóides, beneficiando-se com um método terapêutico mais natural, que prioriza, individualiza o paciente e o trata como um todo.

    O 20º Simpósio do GIRI (Grupo Internacional de Pesquisa em Sistemas Dinamizados), de 15 a 17 de setembro, em São Paulo, ocorre pela primeira vez fora da Europa. Reunirá pesquisadores de vários países que desenvolvem estudos voltados para ultradiluições, dentre elas homeopatia.

    A vinda para a América decorre do incremento das pesquisas científicas nas universidades latino-americanas, do aumento de cursos de formação em homeopatia e da sua inserção no serviço de saúde pública com destaque para o Brasil, que vem assumindo posição de liderança na área. O potencial do mercado consumidor da América Latina, em especial do nosso país, atrai a atenção até de empresas estrangeiras relacionadas a produtos alimentícios, farmacêuticos e veterinários.

    A homeopatia (grego, homolos = semelhante + pathos = doença ou sofrimento) é um método terapêutico proposto pelo médico alemão Samuel Hahnemann, em 1796, que usa medicamentos derivados de substâncias vegetais, minerais e animais, capazes de produzir no homem sintomas semelhantes aos relatados pelo doente (princípio da semelhança). A posição de vanguarda da homeopatia brasileira tem sido realçada em vários artigos, inclusive em publicações da própria OMS.

    Sergio Eiji Furuta É médico pediatra formado pela Escola Paulista de Medicina/Unifesp; pesquisador homeopata do Depto. de Otorrinolaringologia da UNIFESP; professor e mestre em Homeopatia pela Faculdade de Ciências da Saúde de São Paulo/FACIS

    Pílulas

    » A homeopatia trata o doente e não só a doença. Remédios homeopáticos são quase isentos de
    efeitos colaterais e são baratos

    » A família real britânica se trata com homeopatia há 150 anos

    » Introduzida no Brasil em 1840, foi reconhecida como especialidade médica em 1980 pelo Conselho Federal de Medicina e integra hoje o quadro das 52 especialidades aceitas pelo CFM

    » Na Disciplina de Otorrinolaringologia Pediátrica da Unifesp, um protocolo de pesquisa estuda a rinite alérgica tratada homeopaticamente. Em 2002, realizei pesquisa com crianças que tinham amigdalites de repetição, e, após tratamento homeopático, não precisaram de cirurgia.

    texto da revista istoé.

  82. Magno says:

    Valeu Lander!

    É Mori, acho que voce deveria conferir as informações do Lander e caso sejam verídicas, inserir elas no texto, deixando que cada um tire as suas próprias conclusões. Asim não poderiam lhe acusar de ser tendencioso.

  83. Rodrigo says:

    Se o site chama ceticismo aberto, porque meu comentário não foi publicado?

  84. Carlinhos says:

    A questão não é se se deve procurar alternativas para remédios caros da alopatia. A questão não é a de se tratamentos alternativos podem ser melhores e mais saudáveis e ecológicos do que os tratamentos de norma. A questão é se a homeopatia é eficaz ou não. A homeopatia não é eficaz: funciona tanto quanto qualquer outro placebo, ou seja, funciona para melhorar ou piorar no caso de 40% das pessoas. Mas a legislação brasileira proibe o tratamento com placebo. Justamente porque não tem lógica dar algo que não é nada para alguém torcendo que essa pessoa esteja dentro desses 40% que serão suscetíveis ao placebo. Considerar o ser humano como um todo é muito importante. Criticar os médicos tradicionais que nem dão atenção a seus pacientes e saem prescrevendo antibiótico a torto e a direito é importante. E é importante lidar com a realidade da homeopatia. Eu acreditei que havia curado minha sinusite com homeopatia e defendi seu uso por anos. Mas não posso continuar acreditando que as bolinhas que não tem uma molécula sequer de qualquer coisa que possa ser ativa contra sinusite tenha me curado. Melhorei de forma espontânea, por efeito placebo, ou por outro fator. Não adiante desviar o argumento para outras coisas: a questão é uma só: a homeopatia não é um tratamento eficaz, não tem fundamentação científica, não se prova como farmacologia operante.

  85. Carlinhos says:

    Só complementando: o placebo pode ter o efeito de piorar, o que também já aconteceu comigo, no caso de tentar tratar hemorróidas com homeopatia. Chama-se “nocebo” quando o placebo faz a pessoa piorar, ou tem efeitos colaterais nocivos (tais quais os do medicamento que ele está substituindo). 40% das pessoas pode sofrer o efeito nocebo de comprimidos de água com açúcar.
    Ainda mais: se for para tratar com placebo, o placebo que tem maior efeito é o procedimento cirúrgico, seguido pelas injeções e depois por comprimidos grandões em doses múltiplas. Ou seja: as pequeninas pílulas da homeopatia são placebo dos mais fracos, ainda por cima.

  86. Uriel says:

    Eu já fui o contrário do Carlinhos. Não acreditava na homeopatia, tomava antibióticos, antiflamatórios e tudo que mandavam os médicos. Essas coisas me estraçalhavam com o estômago, figado e me provocavam labirintite de não poder sair de casa. Minha pressão batia lá em cima!

    Quase morri com a alopatia que me piorava sempre. Fui para a homeopatia por insistência de minha prima que é espírita. Faz já dez anos que não tenho mais nada. Graças a Deus!

    Viva Hannemann!

  87. Claudio Fernando Maciel says:

    @Marcos, você disse que a origem das doenças é psicológica. Gostaria de ouvir você dizendo isso para uma velha amiga minha que perdeu dois filhos, um aos 4 anos de idade e outro aos 2 com cancer.

    Dizer que o estado psicologico do ser humano é o unico e total culpado pelas doenças é dizer que o cidadão que nasceu em berço de ouro, sem preocupações é livre de doenças. É também dizer que a culpa de uma pessoa ter cancer é dela mesma.

    Se este site está repleto de ignorantes, isso começa por você, pelos trolls que fazem plantão em blogs céticos e científicos.

  88. Joao says:

    Aqui no MS estao tratando os bois com remedios homeopaticos e esta funcionando muito bem, eles estao mais felizes e com o a aura mais limpa. Ja tem ate um projeto para se começar a usar pulseiras Power Balance especialmente projetadas para o gado.
    Esses ceticos sao muito iludidos com essas ideias de metodo cientifico e evidencias e outras baboseiras materialistas.

  89. Suzie says:

    Eu CREIO na HOMEOPATIA!
    Não creio na automedicação.
    Nas minhas 6 décadas, 3 décadas de meu filho, 1 década de minha neta saudáveis…tratamentos HOMEOPÁTICOS com médico homeopata, efeito rápido!
    Cada MACACO(A) no seu GALHO!

  90. Diogo says:

    Caso a ciência revele a vida alienígena, ou que seja descoberto o que realmente são os ovnis, ou que o pé grande existe. . .

    Irá haver um suicidio coletivo dos céticos… pois o mundo deles irá desabar…

    =(

  91. Uriel says:

    Não adianta. Enquanto o ceticismo for intolerante com todas – TODAS – as correntes não materialistas da ciência, vai dar sempre nisto!

    Não importam sites nacionais e internacionais de quem fala mal da homeopatia porque são também simplesmente intolerantes. Não há porque justificar a intolerância pelo ceticismo, usando a medicina alopática como o alfa e ômega. Tudo é contestável, tudo pode ser discutível – ninguém tem a fórmula definitiva da ciência universal.

    Podem gritar, espernear, fazer movimentos que desejarem. O que vão conseguir afinal?

    A agressividade dos céticos se faz cada vez maior; é fácil observar a raiva incontida, a perseguição aos espíritas e místicos, achar que a ciência tem de ser sempre exatamente como é, sem nenhuma outra vertente, nenhuma nova alternativa sensível.

    As coisas não são assim. Se há contestações há defesas, se há números contra há a favor. Isso está se tornando num fanatismo cético absurdo! Os céticos precisam entender que há milhões de usuários da homeopatia; há milhões de espíritas, de pessoas que estudam, que têm cérebros desenvolvidos, formações especializadas. Que é isso? Respeito pela inteligência dos outros, pelo direito de usar o que querem e que justificam!

    Desde quando a alopatia e seus representantes são exemplos de perfeição ou inequívoca lidimidade? Não há sempre escândalos diversos com respeitáveis representantes da ciência tradicional e medicina alopática, e contestações dos elementos químicos fartamente comercializados? Coisas horrorosas, inacreditáveis, letais! Quando a medicina alopática não falhou de maneira lamentável e até bizarra?

    Dizer que a homeopatia não é ciência, evocar argumentos placebos, arranjar mil e uma contestações sob vocabulários técnicos, relatórios, experimentações etc., não significam absolutamente nem o certo e nem a verdade. Difícil mesmo, e aqui mais uma vez entra a intolerância raivosa, é aceitar que há direitos às práticas homeopáticas, é deter o incompreensível inconformismo que já é portador do estranho brilho da loucura! Reflitam!

  92. Ricardo RJ says:

    Uriel falou tudo agora!Concordo 100%,vamos refletir sobre isso.

  93. marcos says:

    Claudio Fernando Maciel você realmente está por fora das novas descobertas da ciência moderna.

    Já está comprovado, ou seja, já é aceito pela comunidade científica que a maneira como encaramos a vida pode nos levar à doença ou à saúde.

    Não estou falando de misticismo ou religião, mas sim de fatoss.

    E olha, ninguém está desprezando o sentimento humano quando dizemos que as causas das doenças são psicológicas.

    Aliás, principalmente o câncer, já está mais do que provado que pessoas agressivas possuem maiores chances de desenvolvê-lo. E ISSO É CIENTÍFICO, ESTUDADO, MEDIDO, COMPROVADO.

    COMO EU FALEI, AO PERCEBER QUE O EMOCIONAL HUMANO INTERFERE NA SUA SAÚDE NÃO PASSAMOS A OLHAR COM UM PONTO DE VISTA NEGATIVO, DE JULGAMENTO, MAS SIM A OBSERVAR COMO PESSOA, COM RESPEITO E DIGNIDADE. O QUE PARECE ESTAR FALTANDO AQUI NESSE SITE.

    NINGUÉM ESTÁ FALANDO DE CULPA! PRESTE ATENÇÃO ANTES DE SAIR FALANDO MERDA POR AÍ.

  94. BCP says:

    Acho engraçado que muita gente usa o argumento “está cientificamente comprovado” e não apresenta NENHUMA MALDITA prova.

    Tenho certeza que os céticos sem coração, de mente fechada e não abertos a uma “visão holística” do ser humano, podem dispor de dezenas de pappers mostrando a ineficiência dessa técnica bizarra, cientificamente anacrônica e baseada na mais pura fé. E os pappers PRÓ homeopatia? Onde estão? Ou sua defesa é baseada apenas no “disse-me-disse”?

  95. Joao says:

    Concordo com o Marcos,
    ja esta provado, pessoas que encaram a vida de maneira negativa tem mais chances de pegar aids, é puramente emocional.

  96. Pingback: Campanha 10:23 no Brasil (contra a homeopatia) « Novidades da Ciência

  97. Dr. Samir Rahme says:

    Sugiro aos suicidas, que tomem somente um vidro de Sulphur D30. Depois do suicídio com Sulphur D30, várias análises poderão ser feitas. Se for com outros medicamentos, será mesmo inócuo e se provará somente que Homeopatia não tem efeitos colaterais.

  98. marcos says:

    @Joao: MEU DEUS, é incrível como as pessoas não se atualizam mais no que diz respeito à ciência.

    Pra começar, dados da OMS (Organização Mundial da Saúde): aproximadamente 70% dos problemas de saúde tratanos no planeta tem fundo emocional.

    “Admitimos que todas as doenças são psicossomáticas” – Richard Bandler e John Grinder – Criadores da PNL (programação neuro-linguística)

    Pesquisem sobre Terapia de doenças psicossomáticas.

    A psicossomática já comprovou que a nossa personalidade influencia muito sobre a nossa saúde.

    GENTE, BASTA PESQUISAR!

    Eu acho que nós devemos parar de ser bestas e aceitar novos conhecimentos, PQ, NA VERDADE, ENTENDER QUE O SER HUMANO É UM SER COMPLETO SÓ VAI NOS FAZER BEM.

    “Para mim, tudo em que os cientistas acreditam agora está aberto a mudanças, e eu fico consternado ao perceber que muitos aceitam o conhecimento atual como algo imutável” – Ian Stevenson

  99. regina says:

    Não acredito por princípio em nada, só na minha experiência. Não sou médica nem bioquímica, mas tive pelo menos 3 experiências marcantes com a homeopatia: no meu próprio caso, uma paralisia facial regrediu em 10 dias com homeopatia (na realidade o médico homeopata – sim, um médico – procura no livro guia lá deles um remédio para o lado esquerdo – no meu caso), enquanto o Airton Senna, com o mesmo problema, gastou algunsmilhões com certeza; minha filha, bebê à época, teve uma rinite alérgica séria curada com remédios homeopáticos; e meu filho pequeno teve sintomas assustadores que se pareciam com o autismo resolvidos com uma diluição do curare. A teoria de que a homeopatia não pode funcionar baseada no número de Avogadro (que mede a quantidade de átomos numa substância) é boa, mas nada substitui a experiência direta. Se as pessoas podem se preocupar seriamente com a virgem de guadalupe independemente dos impedimentos lógicos seriíssimos deste “fenômeno”, podem igualmente experimentar a terapia homeopática do ponto de vista experimental. Ceticismo sim, transformar o ceticismo numa religião não.

  100. regina says:

    Além disso,é óbvio que a trilionária indústria farmacêutica odeia de morte a homeopatia – não me admiraria se algumas corporações mundiais estivessem financiando esses experimentos.

  101. Glauco Lima says:

    Gente!
    É muito fácil encerrar esse tipo de discussão: Aos que acreditam que a homeopatia realmente funciona sugiro que, caso suas mães, filhos ou qualquer parente apresentarem um câncer qualquer, que vocês os tratem holisticamente, homeopaticamente, espiritualmente.
    Com a certeza de vocês todos se curarão.
    Só isso!

  102. Eduardo says:

    Vao tratar DOENCA DE VERDADE com homeopatia…

    (Diabetes, cancer, hipertensao)

    O QUE MELHORA SAO DOENCAS DE CRISE REMISSAO pq se desse xixi de vaca ia melhorar (asma, rinite, qq doenca de crise remissao na maioria dos casos)

    E EU QUERO VER UM ESTUDO DUPLO CEGO, PLACEBO CONTROLADO, RANDOMIZADO PUBLICADO EM REVISTA DE INDEX RESPEITAVEL comprovando a homeopatia

    NO DIA Q UM desgraçado que acredita nesta bosta de tratamento infartar , vai mandar tratar com homeopatia? toma… toma acuquinha meu amor p vc ve…

    http://www.youtube.com/watch?v=gRxk-UuQUqc

    Aqui tme um documentario da bbc com um estudozinho legal

    http://www.youtube.com/watch?v=cjgpEfs2-pY

  103. regina says:

    Além disso, homeopatia é terapia, não diagnose. Nenhum médico homeopata trataria uma necrose na perna com homeopatia.

  104. regina says:

    Glauco, nenhum médico homeopata trata câncer com homeopatia. Tenha sua própria experiência: consulte um e diga a ele que foi diagnosticado com um câncer. Opinião sem experimentação nunca dá certo. ESqueci de dizer: a OMS homologa a homeopatia na lista de terapias, assim como no Brasil.

  105. Lander says:

    olha céticos são tão ignorantes (espero que não levem isso como xingamento), que usam os argumentos mais sem nexo do mundo.

    falar “ah se vc acredita em homeopatia trate cancer com homeopatia” é ridículo. nenhum homeopata falaria isso. e é tão sem nexo quanto mandar alguém com cancer tratar com aspirina (que é um remédio alopático).

  106. antonio carlos andrada says:

    Quanta bobagem…
    Homeopatia não funciona da mesma forma que a alopatia, seu princípio de ação fisiológica é indireto, não tem relação com quantidades ou fármacos ingeridos, por isso é tão saudável, você não se intoxica com drogas experimentais; podem tomar uma tonelada de homeopatia que não fará diferença, façam favor, vão estudar, não sabem nem o que estão criticando, é ridículo! Hoje a homeopatia é ensinada nas melhores universidades de medicina do país. Eu mesmo aprendi quando cursei medicina veterinária e funciona muito bem nos animais, “e cadê o efeito placebo”? Esse protesto deveria ser dos ignorantes sem causa. No dia, ao invés de homeopatia, tomem vitaminas pra ver se melhoram o raciocínio e a atenção.
    Quanto aos “relatorios e pesquisas” (uma minoria) que pretendem desmistificar a homeopatia tenho uma tese, não serão eles encomendados ou financiados apenas pelas empresas e industrias farmaceuticas que lucram tanto com a alopatia? existem tantos casos famosos de médicos e pesquisas encomendadas que é só ligar os pontos. É claro que ninguém espera que os céticos de internet sejam “céticos” com quem merece desconfiança (governos e corporações), estranho né, nunca vi? Adoram citar uma autoridade qualquer!
    Desse jeito o “ceticismo de internet” vai ser totalmente ridicularizado (ou será que ja foi?). Eu mesmo só entro nesses sites para dar risada… nada pessoal contra os racionalistas-irracionais cibernéticos de plantão.

  107. APODman says:

    Aos colegas que irão participar do Evento 10:23 informo que hoje comprei, em uma prestigiada farmácia Homeopática de São Paulo, 5 frascos de Belladona 30C com mais de 100 comprimidos cada e um frasco de Oscillococcinum 200C com cerca de 250 comprimidos.
    .
    Esta medicação de Belladona como sabemos pela ciência homeopática é extremamente potencializada, sua ação é tão perigosa que tive que argumentar com a farmacêutica para que a manipulasse.
    .
    A farmacêutica aceitou e sem receita me vendeu o medicamento, mas não sem levantar dúvidas sobre a competência do médico que havia me orientado a ingerir este medicamento nesta potente diluição, me alertando sobre os perigos que pode ocasionar ao balanço energético do meu corpo.
    .
    Pretendo dividir os comprimidos entre os colegas do evento caso ainda não tenham conseguido adquirir alguma medicação homeopática em diluição suficiente para que seja potencialmente letal. A ingestão de Belladona 30C com Oscillococcinum 200C sem dúvida permitirá uma morte rápida e pouco dolorosa.
    .
    Até amanhã amigos ! Boa morte a todos !
    .
    [ ]´s

  108. marcos says:

    Concordou com vc Lander! Eu já cheguei a comentar aqui que os céticos são muito ignorantes. Eles têm medo de pesquisar e mexer em coisas novas.

    Vejam bem, qdo Galileu as estrelas de Júpiter, os céticos não queriam NEM OLHAR no telescópio para verificar, pois isso ia contra o que eles acreditavam.

    Como podemos ver, MUITAS E MUITAS vezes a ciência é tão dogmática quanto a religião. Os crentes fanáticos religiosos são tão chatos e “cabeças fechada” como os céticos.

  109. marcos says:

    *qdo Galileu – DESCOBRIU – as estrelas de Júpiter

  110. Ruriá says:

    que campanha mais absurda!
    Qual é o fim deste tipo de manifestação?
    Tudo certo, acabam os remédios homeopáticos, temos o quê? remédios alopáticos de grandes indústrias que a todo custo tentam conseguir mais consumidores!
    Hoje em dia vc não sai do médico sem uma receita de remédio, pense só: vemos notícias de corporações da indústria farmacêutico dando pequenos agrados a médicos para terem seus produtos receitados ( http://noticias.bol.uol.com.br/ciencia/2011/02/03/quotmedicos-patrocinados-podem-distorcer-informacao-sobre-drogaquot.jhtm – notícia do uol), grandes empresas do ramo produziram remédios que foram colocados fora de circulação por causar danos irreparáveis ao usuário (16/11/2010 – 13h25
    Remédio prescrito para diabéticos causou morte de 500 pessoas na França – também do grupo uol), a indústria farmacêutica alopática tem um passado tenebroso… e agora querem abolir os remédios homeopáticos?
    tomem uma overdose de ritalina pra ver o que acontece, ou deem aos seus filhos agitados

  111. Ruriá says:

    HAHAHAHAHA
    agora que eu entendi, os comentários mais aprovados ficam em evidência e os impopulares são omitidos.
    Isto senhores é o exemplo da IMPARCIALIDADE características da ciência e de “todos” os testes que afirmam comprovar algo cientificamente…
    Eis mais um comentário fantasma para rechear a campanha, boa sorte com os lucros! não gastem tudo em drogas

  112. Logos1983 says:

    Considero tal atitude nada eslarecedora ao tentar condenar as práticas homeopáticas, mas apenas um tanto presunçosa… Se as medicações da homeopatia se definem como naturais e mais seguras nunca seria possível um suícidio por overdose com as mesmas… Ora, que seria mais tóxico? Uma sobredose de benzoadiazepinas ou de raízes de valeriana???

    Tenho minhas desconfianças quanto a homeopatia, mas um protesto meramente alarmista talvez tenha o dedo da indústria farmacêutica temente em perder terreno.

    A acupuntura mesma já foi em algum momento mal vista e hoje é aprovada pelo Ministério da Saúde e incluída em algumas UBS da cidade de SP, por ter se monstrado eficente no controle de dores crônicas como enxaqueca, lombalgia,etc.

    (e já foram feitas experimentações com o efeito placebo para quem adora tal argumento)

    Um paciente com cervicalgia e depressão que se mantém por anos tomando a amitriptilina receitada pelo seu neurologista sem nenhuma melhora irá eventulamente buscar outras formas de curar, desde as mais seguras como a acupuntura até as mais suspeitas como a teraia dos cristais e outras estranhezas… Dois fatos: ainda não há uma totalidade na ciência oficial, e alguém com um problema crônico fará o possível pra se ajudar…

    Portanto, os participantes do protesto poderiam se ocupar de utilidades, como cobrar a melhora dos serviçõs públicos de saúde…

    É melhor ser humanista do que cético…

  113. Carlos M. says:

    Faço coro com o Ruriá, esse negócio de comentários populares em evidência e impopulares omitidos não é um exemplo de imparcialidade (conceito tão caro à ciencia). Na verdade é algo bem antipático. Ainda mais quando a maioria dos comentários omitidos são de opiniões contrárias ao que está no artigo, ou seja, são contra o posicionamento cético. Esse recurso faz com que o seguidores do “culto” ao ceticismo bombardeiem muito dos comentários que divergem dos seus “dogmas” com votos negativos.
    Tremenda bola fora…

  114. O Gringo bem Cetico says:

    //Homeopatia não funciona da mesma forma que a alopatia, seu princípio de ação fisiológica é indireto,//

    A forma pelo qual o tratamento funciona nao importante. A questao e saber se, “Esse tratamento tem efeito, acima do efeito placebo?”. Assim, depois de passar nessa prova a gente pode investigar ‘a funcao’.

    Quanto a questao da homoeopatia, depois de varias pesquisas cientificas, a resposta e nao.

    Se voce tem referencias sobre pesquisas publicadas, por favor, divida conosco. Especialmente, as relacionadas a animais, particularmente as metodologias (groupos controlados, duplo cego e cia)objetivando saber, se os animais melhoraram por causa do tratamento, ou se por efeito de polarizacao de observador, nao confundindo correlação com causação, e cia.

    Testemunhas valem muito somente em religiao e vendas.

    Alem disso, os mechanismos propostos pela homeopatia, como por exemplo,’memoria de agua’ e cia, simplesmente deixam de existir em Quimica.

  115. Henrique Marquez Henriques says:

    A verdade é como a luz, acostumamos com ela pouco a pouco.

  116. Pingback: Saturnais XXVIII: fevereiro sem carnaval « Depokafé

  117. Alfredo says:

    Sou medico, e como profissional em atuação tenho conhecimento (relatos) de casos que evoluiram para obito por conta de tratamentos alternativos. Quer gastar dinheiro com homeopatia gaste, mas não abandone o tratamento convencional; assim como, não atribua a cura da doença a homeopatia quando usar os dois.

  118. luciana says:

    Tenho pena desse bando de gente tão ignorante que acredita somente no que se enxerga…seria de dar muita risada que vcs todos caissem duros tomando toda essa medicação…Me pergunto o seuinte…não é estranho que vcs do nada resolvam fazer uma campanha contra a homeopatia?Já passou pela cabeça de vcs que todos tem o direito de escolher o tratamento que mais lhe convem? Por que esse direito de escolher deixa vcs todos tão irados? E vem com esse papinh0 furado que não existe interesse algum por trás de tudo isso? ta bom…vou dizer que acredito tanto quanto vcs dizem acreditar na halopatia.

  119. Gugu says:

    Porcos dos infernos. Claro que isso teria de vir da Inglaterra. Por que não vão escovar os dentes?

  120. Lucimara says:

    Sem falar de controlar os sintomas, e sim de curar a doença, além de infecções, quais são as doenças CURADAS por medicamentos ?

  121. paulo6jr says:

    Com este tipo de “experiência descontrolada”, CETICISMO ABERTO corre no risco de atirar no próprio pé.

  122. paulo6jr says:

    Eduardo classifica “cientificamente” doenças como “doenças de verdade” e “doenças de mentira” e, para comprovar recorre aos famigerados e nada confiáveis (definição dos próprios céticos) vídeos do youtube.

  123. Paulo Adriano says:

    O que esses sujeitos conseguiram provar é que os remédios homeopáticos não são agressivos ao corpo (ainda bem que não fizeram o teste com uma caixa de Valium) Tambem é obvio que, nos níveis de diluição praticados, NADA haja sob o ponto de vista químico. O mais triste de tudo é ver pessoas não acreditando e não se dispondo a entender nada além do que afeta seus 7 limitados sentidos físicos ou que pode ser detetado pelas análises químicas. É uma pena que talvez nunca venham a conhecer os resultados de uma Homeopatia séria e bem praticada

  124. Maurício says:

    Desafio qualquer cético a provar que a homeopatia é pior do que a alopatia para casos de alergia ou bronquite aguda. Impossível! E se o seu filho nascesse com alergia crônica, eu garanto que você apelaria para a homeopatia.

    Para infarto e traumatismo craniano, até meu filho de 10 anos concorda que a homeopatia não é indicada. A maioria dos estudos pseudo-científicos sobre o assunto nada mais fazem do que comprovar isso, o óbvio.

  125. mario says:

    quanta papagaida…
    Eu so me cuido com homeopatia e demais procedimentos “alternativos” patropísticos. Azar de vocês que tem que viver a base de remédios e acham que estao defendendo o bem maior da humanidade. kkkkk
    bilhões são gastos com homeopatia? E com remédios inuteis? trilhões? Ou quadrilhões (logo logo chegaremos a essa potência avogadrristica, tão desejado nos balanços superavitais da tão bondosa industria farmaceutica)? Homeopatia não cura sintoma, vai na causa. se a gente não consegue provar como funciona, isso é so mais uma prova da ignorância humana, como milhares de outras (guerras pra se alcançar a paz, matança de seres inocentes (animais) por puro prazer ou para “confirmação” de pesquisas e por ai afora). provem que essa campanha não é financiada pela industria farmaceutica e eu tomo uma overdose de rivotril dãããrr. Eu sou capaz, eu sou legal! cambada de inhames. É bem provavel que eu não seja publicado aqui, mas ta aí meu recado assim mesmo. Por via das dúvidas, conheço duas senhoras com cancer que depois de desenganadas pelos médicos e sua “ciência” toda, recorreram a terapias homeopaticas e estão vivas até hoje para contar a história. Se foi placebo ou não, o que importa é que se curaram e radio e quimio, de nada adiantaram.
    Porque, se a alopatia é tão boa, não se torna filantropica e ajuda o resto do planeta que não tem acesso a ela? Que movimento mais patético. Que não se consegue comprovar seus efeitos, tudo bem, mas que não funciona, é outra historia bem diferente. E eu nem vou citar talidomida e outras “maravilhas e milagres” atestados pela ciência. deixo para os sábios de plantão.
    Só sei que eu não tomo remédio nem a pau e tenho mais saúde que qualquer um aqui que quiser me confrontar. Porque prefiro passar minha vida cuidando e investindo em minha saúde e não poupando para as minhas doenças. Saúde se faz dia a dia e não no consultório de um médico ou no balcão de uma farmácia, lugar para se falar de doenças mesmo. Essa é a premissa inicial de qualquer terapia “mutcho loca”. Meus pesâmes, seus doentes. Vocês são verdadeiros comédias. Mas não me preocupo, com qualquer dezreal, vc compra uma aspirina pra resolver sua dor de cabeça

  126. almir fucci says:

    Com certeza estes “céticos” devem acreditar mais e confiar que o planeta e a humanidade precisam acreditar muito mais no poder das bombas atômicas, nas sementes trangênicas, na devastação da Amazônia, na guerra eterna(EUA/Israel) contra os Palestinos para exterminar todo o mal. Estes mesmos céticos devem pensar que, para se ter saúde é preciso fazer uso de remédios alopáticos e os “céticos “,deveriam saber, que a grande indústria farmaceutica alopática é uma das principais causas de mortes e propagadoras de doenças “modernas” atualmente. Porque os “céticos” não tomam não tomam uma overdose de alopáticos pra ver o que acontece e depois conta pra gente.

  127. Krugger says:

    O principal argumento dos defensores da homeopatia é criticar as grandes multinacionais. Pois é graças a essas empresas que tempo televisores (Sony, LG, Samsung), carros (Ford, GM, Honda, Kia), tênis (Nike, Adidas, Reebok)e remédios. As empresas lucram com isso? CLaro que sim. Nã vivemos em um mundo de caridade. Porém, não entendo pq as consultas dos médicos homeopatas custam tão caras e os remédios idem. A margem de lucro da indústria da homeopatia é muito elevada. Alguém poderia me explicar o motivo?

  128. almir fucci says:

    Pura babaquice, quero ver eles engolindo uma overdose alopática (diazepan e outros) e dizer que ficou tudo bem.

  129. Krugger says:

    Uma coisa que admiro na homeopatia é o lado romântico. Vejam algumas coisas:
    - tratamento individualizado
    - remédios feitos pelo médico para aquele paciente, e não algo padronizado produzido por uma multinacional
    - pessoas que normalmente usam acreditam em energia, espíritos, fantasminhas, vidas passadas, vidas futuras, carmas, cirurguas espirituas, reiki, rezadeiros, sessão de descarrego, etc.

    Quando tomo uma aspirina não quero saber se a Bayer é alemã ou ver o balancete da empresa. Meu objetivo é curar uma dor. Pq os homeopatas não vão para a África resolver os problemas do continente? Pq não dinamizam a vitamina B em reservatórios de água e resolvem os problemas de anemia? O papo é bonito, mas na prática só funciona para as tias doenças espirituais.

  130. Ana says:

    Acredito que esta seja uma discução infundada, uma vez que não somos médicos (pelo menos eu não sou). Mas eu acredito no que vivenciei:
    com 1 ano de idade (e crianças são incapazes de forjar reações) estava com 40°C de febre e uma verminose não diagnosticada. Foi tratada com homeopatia e curou.
    Por tanto eu acredito que a homeoatia tenha surtido efeito. Agora já que os céticos aqui falam que não tem eficácia, fico feliz que “agua com açucar” tenham sido suficientes para limpar os vermes e eu não ter meu organismo “sujo” com alopatias.

  131. Jimmy says:

    É importante lembrar que a ‘overdose’ homeopática é um “erro crasso”! Se deseja-se provar que a homeopatia não funciona a primeira regra clara a ser seguida é ‘tomar a homeopatia’ conforme as indicações padrões! Não vejo nenhuma seriedade nesta iniciativa de tomar uma overdose, pois é claro que nestas condições a homeopatia não terá efeito algum! Estão fazendo algo que não é honesto do ponto de vista de um ‘princípio homeopático’, além de contrariar casos clínicos já desscritos pela ciência que garantem os efeitos benéficos da homeopatia na cura de doenças em animais e até em plantas. Assim sendo, não considero esta iniciativa válida! Lastimável ainda notar que os princípios homeopáticos que tendem a curar as pessoas e seres com algo mais barato esteja sendo combatido pelo ceticismo (que não considero ceticismo, pois o cético de verdade não tomaria homeopatia em overdose, e sim, tentaria entender e desmistificar os conceitos até que sua validade fosse notoriamente descartada). Fazer ciência cética é para poucos. Considere isto como uma crítica construtiva. Se desejam provar que a homeopatia não funciona, sigam-na a risca e, mais que isto, precisem dela. Não se cura uma pessoa saudável.

  132. Visconti says:

    Quanta ignorância. O pior é que não vejo ninguém fazendo um ato contra o Sarney, por exemplo.

  133. Pedro says:

    Só queria que alguém me explicasse como a homeopatia curou minha asma.

  134. nasser says:

    homeopatia, religião e placebo são iguais; se alguém acredita, e surte efeito, deixa ela quietinha acreditando que foi por causa disso.

  135. João Henrique says:

    Queria sugerir a vocês ceticos, que tomassem umas 10 capsulas cada um de complexo homeopatico 46 (Almeida Prado), mas só tomem se tiver um banheiro por perto por que a coisa vai ficar feia, é so aguardar um pouquinho.

    @Mori: É porque o efeito não é homeopático. Há substãncias químicas em quantidades relevantes, principalmente em uma superdose. Veja como a química de verdade é simples, objetiva e facilmente demonstrável. Tome laxante, vá ao banheiro. Com a homeopatia, é algo tão “complexo” que nem os presidentes de associações homeopáticas chegam a um acordo sobre se uma “overdose” é “perigosíssima” ou se “não terá nenhum efeito”. E ainda assim, investe-se dinheiro público em algo sem fundamentação, ou justificativa, objetiva.

  136. Krugger says:

    Se as pessoas aqui tivessem estudado metodologia da ciência iriam ver que o argumento científico necessita de provas. Coisas como “eu usei e deu certo” não servem para provar nada. Quando tenho um pequeno resfriado, não tomo nada e logo fico bom. Se tivesse tomado bolinas de açúcar provavelmente diria que foram elas que me curaram. Muitos dos pequenos problemas de saúde se resolvem sozinhos. É tolice acreditar nesse papo de energia e coisas do tipo. Ah sim, muitos dos espiritualistas homeopatas que conheço são pessoas, digamos para não ofender, no mínimo excêntricas.

  137. paulo6jr says:

    Ceticismo aberto sempre atuou como porta-voz da NASA, da ASN, da CIA, do FBI, da ABIN … e agora, da INDÚSTRIA ALOPÁTICA.

  138. Krugger says:

    Claro, a CIA mantém um campo de concentração em algun lugar desconhecido, cheio de ETs. O que são os cartÕes magnéticos com chips? Servem apenas como localizadores para que não possamos fugir. A TV Globo nos hipnotiza e nos obriga a votar no Sarney.

    Esse é o discurso de quem acredita em homeoptaira. Apenas palavras sobre conspiração, mas nenhuma prova. O dia em que me mostrarem que a homeopatia funciona, irei usá-la. Por enquanto só aceito verdades científicas.

  139. Krugger says:

    Desculpem pelos erros de digitação.
    algun = algum
    homeoptaira = homeopatia

    Acho que estou precisando de uns florais.

  140. Andrea says:

    gostaria de sugerir que procurassem entender a dinamica da Homeopatia (que nao age de forma ponderal, como, por exemplo, 500 mg de acido acetil salicilico em uma reação quimica no corpo humano) e que, ainda, buscassem informação sobre o interesse dos grandes laboratorios alopaticos em banir a Homeopatia do mercado.
    Quando voce toma 1 ou 1000 globulos de Homeopatia, por exemplo, voce toma somente uma dose (que nao é ponderal). Se voce a repete frequentemente, entao poderá (e, nao, deverá) perceber algum efeito nao desejado, isso dependendo das caracteristicas individuais de quem toma.
    Entao, nao há significado em se tomar, de uma vez, todos os globulos de um frasco! Quem o faz, demonstra ignorancia no assunto; desconhece os fundamentos da Homeopatia.
    Aproveitem para entrevistar pessoas que se tratam com Homeopatia. Questionem os beneficios, a diminuição da suscetibilidade a doenças em geral e, principalmente, o preço dos medicamentos, muitissimo inferior aos alopaticos (e que nao dao lucro às industrias farmaceuticas). Leiam sobre os fundamentos da Homeopatia.
    Lembrem-se que houve época em que falar que a Terra era redonda era um absurdo… O fato de nem tudo ser explicado pelo nosso atual estagio de conhecimento (e por metodologias nao adequadas) nao quer dizer que certas coisas nao existam…
    Por fim, creio que a Homeopatia vai sair fortalecida de todo esse processo!

  141. Uriel says:

    O que há de fato é uma loucura generalizada. Blogueiros que só vivem a blogar, recopistas que só vive a recopiar e palpiteiros que só vivem a palpitar, achando com isso que sabem ciência.

    Acham que métodos duplo-cego, evidência forte, não sei mais o quê resolve. E citam métodos como se fossem técnicos do mais profundo conhecimento. Mas na verdade, não sabem nem como se entra num laboratório.

    Querem ser de utilidade pública?
    Sugestão 1.

    Façam uma campanha por distribuição de remédios alopáticos para os necessitados. Organizem-se neste sentido.

    Sugestão 2.
    Façam uma campanha para baratear os remédios alopáticos para toda a população.

    Sugestão 3.
    Vão aos locais carentes. Ouçam a população e montem esquemas de auxílio permanente. Façam ONGs com seus próprios esforços e não contem com o governo.

    Sugestão 4.
    Façam campanhas para mais hospitais, melhores salários para médicos alopatas, mais leitos.

    Sugestão 5.
    ~Se fizerem sua parte espontaneamente em prol de uma sociedade mais saudável, e assistida, não sobrará tempo para perseguir a homeopatia e espíritas, e estarão dando grande contribuição humanitária aos semelhantes.

    A homeopatia que se dane sozinha, deixem ela com usuários espíritas. Façam a sua parte com honra, brio e valor. MEXAM-SE E PAREM DE PROFESSAR O QUE NÃO SABEM COM AS BUNDAS NAS POLTRONAS. MUITAS PESSOAS PRECISA DE AÇÕES, DE BRASILEIRTOS DEDICADOS E COM AMOR NO CORAÇÃO.

    Se fizerm isso, me chamem que vou junto trabalhar de graça! PAREM DE ASNEIRAS E DE PENSAR QUE SÃO MAIS INTELIGENTES QUE OS OUTROS! SAIAM DE SUAS OSTRAS, VÃO TRABALHAR!

  142. Krugger says:

    Pq falam que os remédios alopáticos são tão caros? Boa parte dos remédios custa menos que 10 reais. Quanto remédios homeopáticos custam isso? Os remédios caros precisam remunerar os investimentos em pesquisa. Depois que a patente expira, entra o genérico. Claro que no remédio homeopata sempre se pode acrescentar mais água e continuar usando. Se eu colocar mais água no Nescau da minha filha, com apenas uma lata ela poderá se alimentar para sempre?

  143. ANTENOR VIEIRA JUNIOR says:

    RESPEITO TODA MANIFESTAÇÃO, POIS DEMOCRACIA É ASSIM.
    SUGIRO CAMPANHA NACIONAL CONTRA A CORRUPÇÃO, ALTOS IMPOSTOS, ETC. ETC.

  144. Djavan says:

    O pessoal vem aqui para criticar os céticos, se não gosta das matérias não entra no site… Simples assim….

  145. Krugger says:

    AS pessoas não entendem que algumas doenças são de fundo emocional. Nesse caso, o efeito placebo funciona muito bem. Quantas pessoas, quando nervosas, tomar água com açúcar? Isso não torna essa mistura um remédio.

    Quanto a quem falou que ficou curado da asma, esse é o tipo de problema que muita gente manifesta quando está tenso, ansioso. Se a causa da ansiedade desaparece, a asma idem. Não existem pessoas que vomitam antes de acontecimentos importantes? Nem sempre as pessoas vomitam pq comeram uma cachorro quente estragado.

  146. raph says:

    Infelizmente todos os laboratórios lucram com o mercado de medicamentos, seja medicina oficial ou alternativa, a verdade é que quase sempre tomamos mais remédios do que deveríamos, e muitas vezes os remédios errados.

    Uma coisa é certa: médico não pode prometer cura, e sim tratamento. E, se parte do tratamento passa pela crença na melhora, se essa crença produz efeito tão poderoso e misterioso, que funciona (de algum forma estranha) mesmo em animais, deixemos que cada um se trate como quiser.

    Porém, há que se informar quais tratamentos são cientificamente comprovados em sua eficácia, simplesmente porque esse tipo de tratamento necessita estar num patamar superior aos alternativos.

    E que os alternativos sejam complementares aos oficiais, jamais substitutos.

    Agora, guerra de opinião por guerra de opinião, o ceticismo passará longe de ambas…

    Abs
    raph

    @Mori: Excelente, raph. Só é bom ressaltar que a ausência de comprovação científica à eficácia da homeopatia não é questão de mero confronto de opinião. Avaliações do Comitê de Ciência e Tecnologia no Reino Unido, de coordenadores de programas da OMS e revisôes das mais extensas de testes clínicos deixam clara a situação.
    Não confrontamos nossa opiniâo à dos homeopatas. Buscamos conscientizar a população ao fato de que a homeopatia não possui fundamentação científica. Simples.

  147. Logos1983 says:

    Tanto mais louvável se tais pessoas se organizassem para promover estilos de vida saúdaveis… Pois doenças como hipertensão, diabetes, cancêr, cardiopatias, comuns nas pessoas acima de 50 anos são de causa multifatorial:dieta, tabagismo, estresse, sedentarismo, etc.

    Causas que podem ser sanadas com a promoção de hábitos de saúde. Infelizmente os próprios médicos se limitam a receitar medicações de tratamentos sintómaticos. E inexiste a relação médico-paciente para a construção de uma cura.

    O protesto parece mais uma provocação gratuita e rancorosa, quando existem reais urgências na sociedade.

  148. Uriel says:

    Mori:

    Claro que o ceticismo aqui colocado, confronta sua opinião com a dos homeopatas, claro que fazem cerradas campanhas contra a homeopatia, claro que somente mostram um lado dos fatos. Na própria OMS há opiniões. No Reino Unido que não é como o Brasil nessas experimentações eles até podem deter outra visão, mas onde estão as contestações do outro lado? Não há? Duvido!

    Por que não admitir que o Brasil é lider na aplicação e eficiência da homeopatia e os milhões de usuários, a maioria espírita, estão satisfeitos, mesmo sem deixar de lado a alopatia, pois esta não pode e nem deve ser substituída completamente?

    Mori, não use argumentos unilaterais e não substime nossa inteligência, por favor. Vocês batem seguidamente em tudo o que seja proveniente do espírito como se a tudo conhecessem.

    RAPH: Que os alternativos sejam complementares aos oficiais, jamais substitutos isso certamente dirá respeito a homeopatia aqui destacada, principalmente.

    Entretanto, guerra de opinião por guerra de opinião, o ceticismo passará longe de ambas…, isso não é verdade. Primeiro que o cetiticismo como demonstrado aqui é somente destruidor, segundo não há guerra; os milhões de espíritas estão quietos nos seus cantos, trabalhando seus ideais. Não se metem com ninguém, só uns poucos vêm aqui mostrar suas indignações.

    O ceticismo sim, com toda a peculiar arrogância do “eu sei, a ciência sabe que vocês mentem e enganam a população” se mete a defensor irrestrito da verdade, seguidamente provocando e fazendo campanhas difamatórias.

    Fazer protestos como o Mori colocou aqui no artigo, é ceticismo que passa longe? Por favor… E onde estão aqui no CA artigos explicitamente e com peso real a favor da homeopatia? Você já leu algum?

    Se houve, que eu não lesse, ou se haverá, com toda a certeza se terão infiltrado os desmentidos e no final a ironia graciosa e ácida cética apagará qualquer indício falso de postura democrática.

  149. Suyndara says:

    Contestações do outro lado?

    Claro que há, infinitas aliás, basta olhar em todas as matérias que saíram na mídia que irá encontrá-las.

    O problema é que os homeopatas se contradizem, ora ameaçam chamar a polícia e a anvisa por que corríamos sérios risco de morrer de verdade por que o medicamente estava super potencializado…

    Ora partiram pro desespero e começaram a duvidar da dosagem da própria farmácia homeopática (eu pensava que eles fossem confiáveis em suas dissoluções, ao menos, mas parece que nem os próprios homeopatas concordam com isso).

    E o pior, o próprio Dr. Rubens Dolce Filho, presidente da Associação Paulista de Homeopatia, afirmou que não iria acontecer nada conosco por que não havia “nada”, a diluição era muito grande. (Isso pode ser visto no vídeo da folha de SP)

    Decidam-se homeopatas: A diluição potencializa ou não o efeito?

    []’s

  150. Uriel says:

    Suyndara nos conta mais uma histórinha cética do ouvi não sei aonde, li sei lá de quem e vou correndo dizer aos amiguinhos céticos.

    Infelizmente nunca verei tal cena, mas adoraria apreciar a irresponsabilidade Suyndarana diante de sérios, honestos e receitadores homeopatas, a provar-lhes essas infantilidades.

    Homeopatia e calar-se em certas horas, são os melhores e sábios remédios.

  151. Kruegger says:

    O problema da homeopatia é que eles rejeitam os métodos cisntíficos tradicionais. É como aquele sujeito que tem um metro e meio, mas quer provar que é mais alta tentando construir um novo sistema mátrico, pois o existente não atende às suas necessidades. A ciência trabalha em cima de fatos objetivos. Ultraduluição, memória da água, vidas passadas, nada disso pode ser comprovado cientificamente. Isso só existe por meio de crenças. Não se pode falar em ciência quando o principal argumento é a fé. POr não haver uma verdade científica, cada homeopata fala alguma coisa. É como se a çonta 2+2 tivesse inúmeros resultados de acordo com a visão de cada um.

  152. Kruegger says:

    Desculpem pelo erros de digitação. O certo seria métrico, ultradiluição e conta.

  153. regina says:

    Prezadíssimo Mori,
    O ceticismo aberto tem searas muitíssimo mais importantes para sua atuação. Infelizmente, ao contrário da homeopatia, nichos “imexíveis” seriam tocados. Por exemplo, as religiões neo-evangélicas, onde aí sim o “placedo” psicanalítico corre solto. Mas eu entendo: o vespeiro é grande, e é muito mais fácil mexer com a homeopatia – afinal, não há comprovação, né? Ao contrário das contribuições monetárias para Deus…
    Falta aos céticos (entre os quais me incluo) a coragem de um Richard Dawkins&cia.

  154. Uriel says:

    Ué, Mori, que sacanagem é esta? Apagou meu comentário, ou foi o sistema?

    E não veio justificar se não ofendi ninguém?

  155. Uriel says:

    O comentário apareceu, depois desapareceu e reapareceu!

    Pareceu um fantasma, cruzes!

  156. APODman says:

    Contradições notadas entre os Homeopatas:
    .
    - A senhora que interviu ao final da manifestação em São Paulo alegando que apenas se tomássemos 1 comprimido a cada 3 horas durante um dia poderiamos ter complicações, logo depois apontou em uma participante cética que esta já manifestava “sintomas da ação da Belladona” ( detalhe: ela nem havia tomado Belladona ;) )
    .
    - Já Marcia Gutierrez, presidente da Associação Brasileira de Farmacêuticos Homeopatas disse: “Não é inócuo. Quem tomar pode ter sinais e sintomas. Se algum deles tiver alguma predisposição, pode haver um agravamento disso. É uma irresponsabilidade recomendar comprar remédio e tomar o vidro inteiro.” e ainda “Fazer uma brincadeira com medicamento é um risco sanitário.” Segundo ela, a intenção não é impedir o protesto, mas garantir a segurança da população e informar. “Minha preocupação é se as pessoas sabem o que estão fazendo.”
    .
    - Já Rubens Dolce Filho, presidente da Associação Paulista de Homeopatia disse: “Você pode tomar um litro do remédio, e não vai acontecer nada. Se tomarem por muito tempo, vão ter sintomas. Com uma dose só, não vai acontecer nada.”
    .
    Porém na reportagem do Jornal da Record Marcia Gutierrez disse que os manifestantes viriam a sentir os efeitos da ação do remédio ao longo do dia.
    .
    Decidam-se Homeopatas !
    .
    [ ]´s

  157. Suyndara says:

    Uriel,

    Que pena pra você, eu sei a origem e fonte de todas as minhas afirmações, e você?

    []’s

  158. Murilo Neves says:

    Em primeiro lugar, é uma falácia torpe dizer que os homeopatas rejeitam a medicina tradicional. Como existem bons e maus médicos, existem bons e maus homeopatas. Existem homeopatas que podem teimar num tratamento mais leve do que a doença exige, como existem halopatas que receitam antibióticos ao primeiro espirro.
    Eu e minha família nos tratamos sempre com homeopatia, eu e meus irmãos, desde que nascemos. Modéstia à parte, temos saúdes invejáveis. Conto nos dedos da mão as vezes na vida em que tomei antibióticos – sempre indicados, obviamente, por minha homeopata – e curei um problema no joelho que tratava há muito tempo com antibióticos fortíssimos quando voltei a trata-lo com homeopatia e acupuntura.
    Quem não acredita nunca tomou, e mesmo que resolvesse tomar depois de décadas de antibióticos obviamente não obteria os mesmos efeitos. Mas conheço muita gente que tem os mesmos benefícios que eu com a homeopatia. E, sinto muito, amigos céticos, a estatística é uma ciência.

  159. Carlos M. says:

    É Regina, també já fiz esse questionamento ao Mori há muito tempo atrás em outra matéria (não lembro qual).
    Admiro o trabalho dele e gosto muito do site, que sempre trata de assuntos interessantes e conta com a participação de bons debatedores, por isso estou sempre acessando-o. Mas em matéria de religião só vejo ataques ao espiritismo (na época que eu o questionei ele me disse que muitos desses artigos não eram de sua autoria e ele só abria o espaço) e muitissimo raramente ao catolicismo. Realmente ele não mexe em certos vespeiros e isso não pega bem. Como professor posso atestar que, em termos de religião, há grupos muito mais problemáticos, obscurantistas, verdadeiramente contrários ao avanço da ciência, absolutamente mais influentes e que crescem rapidamente junto a determinados segmentos da população. Porém nunca vi eles sendo combatidos e contestados aqui, como acontece com o espiritismo. Por que?
    Creio que essa é uma lacuna no trabalho de divulgação científica do Mori que uma hora ele terá de preencher.
    Forte abraço.

    • Mori says:

      Olá, Carlos, Regina,

      Obrigado pelos comentários. Já publiquei, há poucos dias mesmo, um artigo questionando um suposto milagre atribuído ao papa João Paulo II:
      http://www.ceticismoaberto.com/fortianismo/6008/um-milagre-oficialmente-reconhecido-mesmo-um-milagre

      Penso que já havia comentado antes que de fato há muitos artigos questionando alegações associadas ao espiritismo, e em comparação, muito menos relacionados a outras religiões, como o catolicismo. Estou buscando corrigir isso, gradualmente.

      Mas deve estar claro: Ceticismo Aberto é uma iniciativa que não tem como objetivo confrontar a religião frontalmente. O objetivo é promover a análise crítica de alegações paranormais, sobrenaturais. Não nos furtamos, nem nos furtaremos, a abordar alegações dessa natureza que sejam mesmo fundamentos de algumas religiões. Mas isto é consequência, não objetivo.

      Kentaro Mori

  160. APODman says:

    Suyndara escreveu:
    “E o pior, o próprio Dr. Rubens Dolce Filho, presidente da Associação Paulista de Homeopatia, afirmou que não iria acontecer nada conosco por que não havia “nada”, a diluição era muito grande. (Isso pode ser visto no vídeo da folha de SP)”
    .
    Uriel escreveu:
    “Suyndara nos conta mais uma histórinha cética do ouvi não sei aonde, li sei lá de quem e vou correndo dizer aos amiguinhos céticos.”
    .
    Quanto ceticismo (:D) ! Mas veja vc tb a declaração a que a Suy se refere (feita por Rubens Dolce Filho, presidente da Associação Paulista de Homeopatia) ao 1:00 minuto do vídeo nesta matéria:
    .
    - http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/871244-manifestantes-se-reunem-para-tomar-overdose-de-remedios-homeopaticos-em-sp.shtml
    .
    [ ]´s

  161. Suyndara says:

    Citação de Murilo:

    “E, sinto muito, amigos céticos, a estatística é uma ciência.”

    Uma pequena correção: Estatística é uma ferramente da Metodologia Científica e curiosamente nem uma pesquisa que a tenha utilizado NUNCA comprovou a eficácia da Homeopatia.

    O “eu usei e melhorei” não passa de uma evidência anedota.

  162. Uriel says:

    Suyndara,

    Suas fontes para mim são sempre as mesmas coisas porque de céticos para céticos é a eterna ladainha que nunca muda.

    Mas as minhas são de crentes, de homens que não se importam com as difamações. Pena né? Você esperava que lhe explicasse como a homeopatia já nasceu inteligente, como atua em dinamizações de dentro para fora, numa forma energética chamada corpo vital para o corpo físico.

    Mas não falarei. Aliás, a convido, ou o convido, desculpe, a assistir palestras espíritas sobre homeopatia, quem sabe fique algum resíduo que valha a pena. Sabe como é, uma mentira aqui, outra mentira ali; às vezes escapam verdades que possam servir.

    Senão, tem importância não. Pra que insistir, né mesmo? O ceticismo dá show todos os dias, é autosuficiente, e o Mori agora é Promotor de Eventos! Eta coisa fantástica e muito original!

    Aliás, gostei do visual. O próximo protesto quero ir também, deve ser mesmo divertidíssimo. O melhor mesmo é depois, a chopada e espetinho de churrasco!

    Me convide Mori! Adoro patuscadas!

  163. APODman says:

    “Suas fontes para mim são sempre as mesmas coisas porque de céticos para céticos é a eterna ladainha que nunca muda.”
    .
    Fontes da Suy: Dr. Rubens Dolce Filho, presidente da Associação Paulista de Homeopatia.
    .
    [ ]´s

  164. Suyndara says:

    Uriel,

    O que percebo é que você tomou o protesto como uma “ofensa pessoal”, o que não é verdade, a crítica não é a crença alheia e sim a desonestidade intelectual e no uso de verbas públicas para financiar placebos.

    Não duvido da boa fé dos usuários e nem dos médicos que utilizam e acreditam nesse tipo de tratamento.

    Minhas fontes são sim científicas, medicamento é uma questão de saúde pública e deve ser tratada com a gravidade que isso merece, todo medicamento lançado no mercado é testado por no mínimo 10 anos para ter sua eficácia comprovada, bem como seus possíveis efeitos colaterais observados.

    O mínimo que se espera é que essa seriedade e honestidade seja praticada pela “medicina alternativa”, não se brinca com a vida e nem com a saúde das pessoas.

    É uma questão política e não religiosa, como vc faz crer.

    []’s

  165. Uriel says:

    Você não entende mesmo Suyndara. Falei ao vento. Nada sinto de ofensas pessoais, isto não me toca. Acho sim bizarro, até engraçado, no duro!

    Você fala de cîência, de mau uso de verbas, de fontes científicas de anos de experimentações no mercado. Mas não observa os erros da alopatia, os crimes perpetuados contra a população, as verbas muito mais polpudas que foram também desviadas contra o povo. E todos os medicamentos criminosos e assassinos que sabiam assim serem desde o início, e mesmo assim permaneceram a enriquecer uns poucos, obedeceram os regulamentos, as metodologias, os critérios técnicos etc.etc. Que seria isso?

    Incoerência pura, perseguições, demências céticas? Ou estou sendo tão duro com céticos como céticos são com espíritas e homeopatas?

    A homeopatia é ciência, e vocês não desejam aceitar simplesmente porque não gostam, acham feia, espírita, trata das coisas num plano abstrato embora com resultados concretos. E isso dói no ceticismo autosuficiente! Ciência é somente a oficial não é mesmo?

    Os médicos homeopatas são honestos, os consumidores são boa gente, mas a homeopatia é uma mentira e enganação! Dá pra entender o que você atribui a milhões? Esnobar a inteligência de tantos em nome de métodos que tantas mil vezes falharam?

  166. Uriel says:

    Apodman, estou começando duvidar de sua inteligência.

    Não percebeu meu silêncio, para não envergonhá-lo. No entanto, vou alertá-lo de que, você realmente ou não sabe interpretar o que Dr. Rubens disse e quer impor a burrice Apodman aos outros ou está se fingindo de bobinho.

    Prefiro a primeiro hipótese, mas quem sabe esteja enganado. Luz no fim do túnel.

  167. Renato says:

    Quanto mais avança a ciência, mais os crentes querem se prender às suas tolices pscicologicamente confortantes. Mas não devemos desistir, pois em muitos países com gente mais culta, o ceticismo já vem ganhando muitos defensores e as crenças cada vez mais diminuindo.

  168. Kruegger says:

    Quando céticos dizem que não usam a homeopatia pq esta não tem comprovação científica, os “crentes” sentem-se ofendidos. Só para efeito de comparação, é como o sujeito que se recusa a comer a hóstia pq não acredita que ali está o corpo de cristo, mas tão somente um pedaço de biscoito de farinha de trigo. O sujeito se recusa a admitir que utiliza algo que não foi comprovado.

    Eu já fiquei 7 anos sem ir ao médico, pois não adoecia. Pelo raciocínio dos homeopatas, posso me considerar um ser evoluído, quase um mutante, haja vista as poucas vezes em, que adoecia. É claro que nesse tempo tive um pequeno resfriado, por exemplo, mas este se curava sozinho, como boa parte dos problemas de saúde corriqueiros.

    Existem uns doidos que dizem que vivem há 5 anos sem ingerir qualquer alimento sólido, alimentando-se apenas da luz solar. Quando uma equipe tenta testar a veracidade dessa afirmaçção, monitorando os caras 24 horas por dia, eles acabam adoecendo e desistindo. Depois colocam a culpa na equipe de filmagem. Pq será?

  169. raph says:

    @Mori “Não confrontamos nossa opiniâo à dos homeopatas. Buscamos conscientizar a população ao fato de que a homeopatia não possui fundamentação científica. Simples.”

    Sim eu sei, aquele comentário sobre guerra de opinião era dirigido as pessoas que comentam contra e a favor aqui (e noutros fóruns), e muitas vezes não saem de um mero embate de opinião.

    Acho que a primeira coisa que um homeopata tem de avisar a seu paciente é que não existe comprovação científica para seu tratamento (ou, no mínimo, que existem muitos cientistas que questionam sua eficácia), mas que ele crê que ela funciona. Assim existe uma relação de sinceridade entre ambas as partes, e também existe menos risco do paciente se tratar APENAS com homeopatia, ignorando outros tratamentos.

    Abs
    raph

  170. Murilo Neves says:

    Suyndara, respeito muito sua opinião sobre a estatística não ser uma ciência. Infelizmente, a ENCE (Escola Nacional de Ciências Estatísticas), o Departamento de Estatística do Instituto de Cências Exatas da UNB e o dicionário Michaelis, só para dar alguns exemplos, discordam. O mesmo ceticismo que dá o direito de negar a homeopatia também o permite negar a estatística como ciência. Enfim, cada um tem direito a uma opinião.
    Para quem só quer prevalecer suas idéias, argumentos jamais serão suficientes. Um relato nunca passará de anedota, se não for o interesse ao interlocutor.
    Curioso, ao tratar de medicina, é desprezar os casos e voltar-se somente aos laudos. A eficácia de um medicamento deve se verificar na prática, e um tratamento valida-se na melhora de seus usuários, e não num laudo teórico.
    Tanto que, como já disseram, milhões são gastos em pesquisas com remédios alopatas e em suas experiências com pacientes, nem sempre bem sucedidas.
    Aos que sugerem de forma tão delicada (e muito madura, diga-se de passagem) que tratem seus familiares com câncer ou doenças mais graves com homeopatia, faço uma outra sugestão, igualmente delicada e madura. Concentrem-se nas bulas e em todos os laudos das alopatias e fiquem tranquilos, esqueçam inclusive a observação médica. Afinal, se a ciência (e como ciência aqui cito apenas aqueles ramos aceitos pelos céticos, que pelo visto são diferentes do resto da população) comprova sua eficácia, ufa, a vida está salva.

  171. Kruegger says:

    A estatística é uma ciência, muito útil para explicar diversos fênomenos. Creio que o Suyndara quis dizer foi que a estatística sozinha não explica nada, assim como a matemática. Se eu somar 2 laranjas com 3 peras, eu não terei 5 “laperas” ou 5 “peranjas”. No máximo posso dizer que tenho 5 frutas. As pessoas podem manipular os dados, ainda que façam as contas corretamente. As secretarias de segurança fazem isso para reduzir o número de crimes. Por exemplo, quando ocorre uma chacina e morrem 5 pessoas, é mais fácil tratar as 5 mortes como um único crime. Assim, para efeitos contábeis morrer 1 pessoa ou 5 pessoas tem o mesmo significado, pois o que se está relatando não é o número de vítimas, mas apenas o evento em si. Se eu pular do vigésimo andar e por acaso sobreviver, isso não invalida a lei da gravidade.

  172. Suyndara says:

    Murilo,

    No contexto que foi colocado, deu a entender que estatística como uma “simples contagem de casos favoráveis” era por si só uma Ciência.
    E isto está bem longe de ser verdade.
    A estatística é uma ferramenta (fundamental) para a Metodologia Científica, e ao contrário do que pareceu, não quis desmerecer a matéria e sim enaltecê-la, já que sem ela é impossível falar em resultados científicos comprovados.
    E é justamente nesse ponto que estou focando: todos os ditos trabalhos que aprovam a homeopatia ou não utilizaram a estatística, ou o fizeram de forma supercial e errada. Resumindo: validade científica, zero.
    Então Murilo, sinto muito, mas estatística NÃO está a favor da Homeopatia como você afirmou no começo.
    Tudo o que vc tem são apenas evidências anedotas que em nada comprovam a eficácia dessa terapeutica.
    E a propósito, eu sou bioestatística.

    []’s

  173. Uriel says:

    RAPH:

    Você está confuso ou atordoado. Sua sugestão é de todas as formas surrealista tanto para espíritas e usuários da homeopatia quanto para médicos homeopatas.

    Então um médico homeopata que fez faculdade e cursou depois homeopatia, trocou a ciência por pajelança?

    Então Samuel Hannemann não usou da mais profunda ciência para trazer a homeopatia?

    Então preparar medicações homeopatas com tecnologia moderna, examinar o paciente com instrumentos e auscultações – métodos tradicionais da ciência – entender sobre pressão, cardiopatia, diabetes, problemas sanguíneos, viroses, etc, etc., não é usar e enquadrar o tratamento nos métodos da ciência?

    Então médicos homeopatas que sabem que o corpo vital é que recebe as dosagens e dinamizações para que depois ocorram as transferências para o corpo biológico, que conhecem toda a fisiologia de ambos os corpos, não usam estes da mais alta ciência, que a alopatia se recusa admitir?

    Então por que um percentual de céticos fazem bizarras campanhas e outros acadêmicos, quando são, vêm falar de duplo-cego, evidências fortes, efeito placebo e um monte de estereótipos batidos e cansados, que nem sabem direito o que é isso, e muitos nunca entraram num laboratório, por causa disso o médico homeopata tem de MENTIR ou se desculpara com o paciente? Faça-me o favor!

    Olhe, andei olhando seu blog e não cheguei a conclusão se você é espírita ou cético.

  174. Suyndara says:

    Uriel,
    .
    Os erros cometidos pela corrupção que afeta o sistema de saúde não justificam a aprovação de magia.E ninguém aqui está falando que aprova esse tipo de falcatrua.
    .
    Ainda assim, é de uma irresponsabilidade tremenda dizer que por conta de 1 ou 2 crimes que foram cometidos, devemos deixar a população sem tratamento adequado ou tentando curar doenças apenas com água e áçucar, não acha?
    .
    Tanto é irresponsabilidade que até mesmo os homeopatas preferem tratar doenças simples, como forma alternativa e não “substitutiva”.
    .
    Se o paciente morrer? Eles farão o quê? Vão dizer que a água não estava potencializada o suficiente? Eles vão presos, e eles sabem disso.
    .
    Ao menos a alopatia tem eficácia comprovada e cura de fato os doentes. Então sim, darei meu apoio a ela.
    .
    Com saúde pública não se brinca!!!
    .
    Mas você acha mesmo que é uma questão pessoal para os céticos? que se as bolinhas fossem azuis a gente ia gostar mais de homeopatia pq elas seriam mais bonitinhas? Que ingenuidade.
    .
    Todo mundo tem o direito de acreditar no que quiser, isso não me incomoda, mas acho que as pessoas tem o direito também de saber que podem correr riscos, seja por não procurarem um tratamento adequado, seja por um efeito nocebo.
    .
    Mas já que você citou, se fosse pelo fato de espíritas gostarem de homeopatia (e nós céticos não “gostarmos” de espíritas…rs), então você deveria nos apoiar não é mesmo? Afinal o próprio Kardec alertou: “Se o Espiritismo estiver em erro em relação à ciência, que se modifique naquele ponto e que siga a ciência”.
    .
    Sim, eu realmente não acho que os médicos homeopatas estejam agindo de má fé, apenas por fé, o problema é que medicina é coisa séria, feita com resultados, dados e comprovações científicas. Coisa que boa vontade só não resolve.
    .
    []’s

  175. APODman says:

    Uriel disse:
    “Apodman, estou começando duvidar de sua inteligência.
    Não percebeu meu silêncio, para não envergonhá-lo. No entanto, vou alertá-lo de que, você realmente ou não sabe interpretar o que Dr. Rubens disse e quer impor a burrice Apodman aos outros ou está se fingindo de bobinho.”
    .
    Em todas as letras o Dr Rubens havia afirmado no vídeo que o que estavamos tomando já não possuia uma molécula do soluto. Ou seja, era ou água, ou açucar puros ( talvez com alguns contaminantes ). Mas certamente vc com seu entendimento superior nos poderia explicar o que realmente foi dito ( o que faltou ser dito ) , mas claro: embasado na mais alta ciência, por favor.
    .
    “Então um médico homeopata que fez faculdade e cursou depois homeopatia, trocou a ciência por pajelança?”
    .
    Sim. Desde quando os princípios da Homeopatia não são demonstrados e solicitam apenas fé em energias e processos metafísicos para explicar seus “mecanismos”.
    .
    “Então Samuel Hannemann não usou da mais profunda ciência para trazer a homeopatia?”
    .
    Não, em parte pelos mesmos motivos acima.
    .
    “Então preparar medicações homeopatas com tecnologia moderna, examinar o paciente com instrumentos e auscultações
    – métodos tradicionais da ciência – entender sobre pressão, cardiopatia, diabetes, problemas sanguíneos, viroses, etc, etc., não é usar e enquadrar o tratamento nos métodos da ciência?”
    .
    Não quando resultado destas análises é uma conclusão fundamentada em falácias como Cum Hoc Ergo Propter Hoc, Non Causa Pro Causa e Non Sequitur.
    .
    E tecnologia moderna tb é utilizada para fabricação de balas e pirulitos, algo nada diferente de bolinhas de açúcar homeopáticas.
    .
    “Então médicos homeopatas que sabem que o corpo vital é que recebe as dosagens e dinamizações para que depois ocorram as transferências para o corpo biológico, que conhecem toda a fisiologia de ambos os corpos, não usam estes da mais alta ciência, que a alopatia se recusa admitir?”
    .
    Não, afinal o descrito acima faz parte do escopo das crenças espiritualistas, não da ciência. Ou vc poderia citar algum artigo científico publicado em alguma revista ou jornal científico com bom fator de impacto sobre a demonstração da existência do “corpo vital” ?
    .
    “Então por que um percentual de céticos fazem bizarras campanhas e outros acadêmicos, quando são, vêm falar de duplo-cego, evidências fortes, efeito placebo e um monte de estereótipos batidos e cansados, que nem sabem direito o que é isso, e muitos nunca entraram num laboratório, por causa disso o médico homeopata tem de MENTIR ou se desculpara com o paciente? Faça-me o favor!”
    .
    Estereótipos não, princípios básicos de metodologia científica, que a “alta ciência homeopata” parece ignorar sistematicamente.
    .
    [ ]´s

  176. Lisangelo says:

    O protesto 1023 eh uma forma bem humorada de chamar a atencao para um fato pouco divulgado. Ao contrario do que a maioria da populacao pensa, homeopatia nao eh sinonimo de remedio ‘natural’ ou feito de ‘ervas’. Tanto os ceticos e cientistas como os homeopatas concordam que os preparados homeopaticos NAO contem principio ativo detectavel apos as diluicoes. Ou seja sao feitos de nada. A discordancia comeca quando os homeopatas alegam que a agua utilizada no preparado armazena uma ‘energia residual’, uma ‘memoria’ e que esta ‘memoria’ trataria a enfermidade do paciente. Essa eh a questao central e que precisa ser provada para que a homeopatia seja considerada cientifica. E para provar eh preciso que haja estudos onde:
    - se explique a natureza desta ‘energia residual’. Ela eh magnetica, atomica? Pode ser captada e medida por aparelhos?
    - essa ‘memoria’ da agua. Qual eh o processo onde ela se forma? Quando tempo a agua retem tal informacao? Eh possivel, mesmo apos diversas diluicoes, um laboratorio analisar a agua e descobrir qual substancia e quantidade foram utilizadas?
    - como essa ‘memoria’ elimina um virus, ou trata a enfermidade? Seria uma forma natural de nanotecnologia? Existe algum tratado que explique esse funcionamento?

    Se as respostas para as perguntas acima estiverem no campo do subjetivo, da crenca, da metafisica, lamento. Neste caso os ceticos nao podem aceitar a homeopatia como cientifica e sendo assim, nao podem recomenda-la como medicacao eficaz.

  177. Uriel says:

    Suyndara:

    Você é adolescente? Tem problemas com leituras, interpretações, assimilações de textos. Depois dessa Ó:

    “Ainda assim, é de uma irresponsabilidade tremenda dizer que por conta de 1 ou 2 crimes que foram cometidos, devemos deixar a população sem tratamento adequado ou tentando curar doenças apenas com água e áçucar, não acha”

    1 ou 2 crimes? Você veio de onde, de Marte? E desde quando eu descartei a alopatia?

    Olhe parei com você. Não há menor possibilidade de diálogo!

    Passar bem!

  178. Uriel says:

    Apodman, você e o Raph são as mesmas pessoas?

    O Raph, apesar de estar sempre em cima do muro, desejando agradar espíritas e céticos, me parece muito mais inteligente.

    Mas você vem inquirir e explicar do que não sabe? Ò ceticismo rasteiro, fanatizado e de almanaques. Tudo a mesma ladainha.

    No seu caso, calar é a mais profunda sabedoria!

    Nem vou replicar suas tolices! Pra quê?

  179. Suyndara says:

    Uriel,
    .
    Então seja honesto e diga que “parou” por que não tem mais argumentos,se bem que nunca teve nenhum mesmo, só faz ataques pessoais desesperados e diz que não está ofendido.Sei.
    .
    Só um conspiracionista acharia que remédios alopatas são “criminosos”, ou um ignorante total no assunto. O que vai ser?
    .
    Mas tudo bem, aceito sua desistência.
    .
    []’s

  180. Suyndara says:

    “Nem vou replicar suas tolices! Pra quê?”
    .
    Traduzindo: não tem respostas.
    .
    Fique à vontade, calar é a melhor forma de não passar vergonha em público. :-)
    .
    []’s

  181. Magno says:

    Gostei do comentário da Suyndara quando ela diz:

    “Todo medicamento lançado no mercado é testado por no mínimo 10 anos para ter sua eficácia comprovada, bem como seus possíveis efeitos colaterais observados.”

    Deixa ver se eu entendi:

    Quer dizer que a vacina contra a gripe H1N1 já vinha sendo testada a uns oito anos mesmo antes da gripe aparecer?
    É isso mesmo?

  182. Suyndara says:

    Responde primeiro:

    Vacina é medicamento?

  183. Kruegger says:

    Não sou da área médica, mas a vacina é um caso especial. Vejam que todo ano tem uma nova vacina contra a gripe tradicional, pois o vírus é mutante. Nesse caso, não é necessário esperar 10 anos, pois já se conhece a METODOLOGIA de como produzir vacinas contra a gripe. Da mesma forma, ainda não surgiu uma vacina contra a dengue, pois nenhuma foi aprovada pelos métodos científicos.

  184. Lisangelo says:

    Quanto ao debate sobre se a OMS apoia ou nao o uso da homeopatia. Essa noticia divulgada pelo UOL eh esclarecedora:
    http://noticias.uol.com.br/ultnot/cienciaesaude/ultnot/bbc/2009/08/21/oms-alerta-para-risco-de-homeopatia-contra-aids-e-malaria.jhtm

  185. Magno says:

    Vejamos:

    “REMÉDIO: Qualquer agente que cure, alivie, ou EVITE doenças.” (Aurélio).

    Então, segundo o Aurélio, a vacina é sim, um remédio com ação preventiva.

    Ou será que o Aurélio está errado?

  186. Magno says:

    Continuando:

    MEDICAMENTO: Substância ou preparo que se utiliza como REMÉDIO.

    Portanto, segundo o Aurélio, medicamento também seria remédio.

  187. Craig says:

    Magno, a pergunta que não quer calar:
    E todas as vacinas alopáticas funcionam?

    Já vi e tive notícias de vários idosos que tiveram seríssimos problemas com a tal vacina do idoso, adoeceram seriamente e voltaram a pegar gripes o ano inteiro.

    Haverá algo errado com as vacinas ou com os métodos? Vacina é medicamento sim, é veículo de cura! As injeções comuns, anestésica e outras também são. A diferença está somente na semântica, não no instrumento.

    Mas certamente alguém aqui já vai se apressar em esclarecer-nos. Aguardemos.

  188. Suyndara says:

    Basear seus comentários em definições do dicionário é dar um atestado total falta de conhecimento no assunto.

    Estamos falando de remédios prescritos para tratar doenças.

    Vacinas são medidas preventivas de doenças, especialmente viroses e possuem uma base médica bem diferente dos medicamentos para sua fabricação.

    Uma vacina é fabricada geralmente com formas atenuadas do vírus, e o seu mecanismo de ação é bem simples: fazer com que o organismo produza anticorpos eficientes para combater o vírus (ou bactéria) que provoca determinada doença.

    Por isso sempre são feitas novas vacinas contra gripe, o vírus sofre mutações e o organismo precisa produzir anticorpos contra essas novas formas.

    O princípio de ação dos medicamentos é bem diverso e justamente por isso seguem regras diferentes de preparação e controle.

    []’s

  189. Suyndara says:

    “Vacina é medicamento sim, é veículo de cura!”
    .
    Água benta também é, então?
    .
    Definição da medicamento, segundo a farmacologia:
    .
    “toda a substância ou associação de substâncias apresentada como possuindo propriedades curativas ou preventivas de doenças em seres humanos ou dos seus sintomas ou que possa ser utilizada ou administrada no ser humano com vista a estabelecer um diagnóstico médico ou, exercendo uma acção farmacológica, imunológica ou metabólica, a restaurar, corrigir ou modificar funções fisiológicas.”

    Que é diferente da definição de vacina:
    .
    “são substâncias, como proteínas, toxinas, partes de bactérias ou vírus, ou mesmo vírus e bactérias inteiros, atenuados ou mortos, que ao serem introduzidas no organismo de um animal, suscitam uma reação do sistema imunológico semelhante à que ocorreria no caso de uma infecção por um determinado agente patogênico, desencadeando a produção de anticorpos que acabam por tornar o organismo imune ou, ao menos mais resistente, a esse agente (e às doenças por ele provocadas).”
    .
    []’s
    .

  190. Magno says:

    Craig, não defendo a homeopatia, mas acho que essa discursão ferrenha em desmoralizar a homeopatia e defender a alopatia deixa a entender que é uma campanha da indústria farmaceutica.

    Se somos cético, então sejamos cético também com os remédios alapáticos.
    É uma campanha a favor da saúde pública?
    Então vamos questionar também os alopáticos, como fiz em relação a vacina contra a gripe H1N1.

    Que mal tem nisso?

    Quer dizer que se eu só questionasse os homeopático, estaria no agrado dos que se dizem cético?

    Eu me considero cético, pois me questiono sobre tudo que deixa margem a questionamentos, incluindo a própria ciência.

    Não sou um cético dogmático, mas também não dou total crédito ao que se diz científico.

  191. Magno says:

    Suyndara, respondi a sua pergunta de modo direto, do jeito que voce me perguntou.

    Não me foi perguntado como eram feitos as vacinas e como eram feitos os medicamentos de ação corretiva.

    Agora por favor, me responda a pergunta que fiz, já que voce afirma que TODOS os medicamentos são testados por no mínimo dez anos antes de serem lançados no mercado.

  192. Lander says:

    lisângelo, esse texto seu não mostra nada deixa de falar besteira cara.

    se for assim, trate um HIV com aspirina. que é alopático. é tão sem nexo quanto falar que homeopatia funciona pra cancer/hiv etc. nenhum homeopata decente indicaria homeopatia. do mesmo jeito que nenhum médico indicaria aspirina pra curar essas doenças.

  193. Kruegger says:

    Mas ser cético não significa acreditar que o remédio alopático funcione 100% das vezes. Se eu digo que uma vacina contra a gripe te protege, isso não significa que todas as pessoas que tomaram vacinas contra a gripe não ficarão gripadas. Existem tratamentos que apresentam chance de sucesso de 60%. Dessa forma, existe 40% de probabilidade de insucesso. QUanto aos idosos, existe uma tendência de as pessoas associarem a morte dos mesmos ao fato de terem tomado vacina. Se pegarmos uma pessoa de 85 anos e a vacinarmos, aumentam suas chances de sobrevivência caso elas venham a contrair uma gripe. Isso não significa que todas elas sobreviverão. Além disso, a pessoa porde morrer por N outros motivos. Parece aquela história que minha contava do parente que almoçou, foi tomar banho em seguida e acabou morrendo. A culpa era do banho.

  194. Lander says:

    por que tudo que eu escrevo diz que é comentário repetido?

  195. Pingback: Livres Pensadores.org » Textos do Blog » 10:23 – Resultado da Campanha

  196. Suyndara says:

    “Mas você vem inquirir e explicar do que não sabe? Ò ceticismo rasteiro, fanatizado e de almanaques. Tudo a mesma ladainha.
    No seu caso, calar é a mais profunda sabedoria!
    Nem vou replicar suas tolices! Pra quê?”
    .
    Caro Uriel, compreendo sua decisão, o peso do ônus da prova não é para seus braços acostumados a carregar meras alegações extraordinárias.
    .
    [ ]´s

  197. Magno says:

    Suyndara, fiz apenas uma pergunta e voce não me respondeu, ao invés disso fez outras perguntas. Mas vou tentar responder todas.

    Antes vamos fazer duas correções:

    Basear meus comentários em definições do dicionário não é dar um atestado total da minha falta de conhecimento no assunto. Voce perguntou se vacina era medicamento. Que resposta q

  198. Lisangelo says:

    Texto meu Lander? Tu se referes a noticia divulgada pelo UOL e pela BBC Brasil?
    “A Organização Mundial de Saúde (OMS) endossou uma carta enviada pela organização Voice of Young Science Network, condenando a promoção do uso de homeopatia para o tratamento de malária, tuberculose, Aids, influenza e diarreia infantil em países em desenvolvimento, principalmente na África ao sul do Saara.” (…) “Os jovens médicos citam exemplos de clínicas homeopáticas promovendo o tratamento no Quênia, Tanzânia, Etiópia, Gana e Botsuana, mas a organização afirma não ter estatísticas precisas sobre a proporção de pacientes tratados, já que o setor não é regulamentado.

    “Nós estamos pedindo à OMS que condene a promoção de homeopatia para tratar tuberculose, diarreia infantil, influenza, malária e HIV”, diz a carta.

    “A homeopatia não protege as pessoas nem trata dessas doenças.”
    “Aqueles que trabalham com as pessoas mais pobres e do mundo e mais distantes de centros urbanos já enfrentaram dificuldades para oferecer a ajuda médica necessária.”

    “Quando a homeopatia é usada em vez de tratamento efetivo, vidas são perdidas”, diz o documento.”

    Envie os seus xingamentos para essas clinicas.

  199. Craig says:

    Concordo com sua visão.

    O que não dá para concordar é com a ferrenha vontade de ganhar a discussão de Suyndara. A discussão criou asas e voou para as páginas técnicas dos vocábulos, dos dicionários, da wikipedia.

    Daqui a pouco vou invocar os espíritos de Rui Barbosa, Camões, Shakeaspeare, e por que não de Samuel Hannemann! KKKK!

    Ora, pois, pois, vacina é medicamento para a cura, seja preventivo ou não.

  200. Lisangelo says:

    E antes que se afirme que sao apenas clinicas homeopaticas desinformadas da Africa que estao receitando homeopatia para doencas serias, eh interessante assistir este programa da rede CBC do Canada sobre Homeopatia. O programa Marketplace (http://www.cbc.ca/marketplace/2011/cureorcon) defende os direitos dos consumidores canadenses e ficou preocupado com uma tentativa de regulamentar tal pratica não comprovada.
    “Perhaps most disturbing we learn that some homeopaths are treating cancer patients with homeopathic remedies. A leading cancer specialist says there is no role for homeopathy in the treatment of cancer, that it is a “scam that is not evidence-based.”" Talvez o mais perturbador seja descobrir que alguns homeopatas estão tratando pacientes de câncer com remédio homeopáticos. Um especialista em câncer fala que não há papel para a homeopatia no tratamento de câncer, isto é uma fraude não baseada em evidências.”

  201. Magno says:

    Desculpe, enviei por acidente, mas vamos lá:

    Suyndara, fiz apenas uma pergunta e voce não me respondeu, ao invés disso fez outras perguntas. Mas vou tentar responder essa também.

    Antes vamos fazer duas correções:

    Basear meus comentários em definições do dicionário não é dar um atestado total da minha falta de conhecimento no assunto. Voce perguntou se vacina era medicamento. Que resposta queria que te desse?

    E vacina não é um veículo de cura. É de prevenção.

    Voce pergunta se agua benta também é medicamento;

    Bom, vai depender do entendimento de cada um. Mas se a vacina é um veículo de prevenção (não de cura), que faz o organismo criar anti-corpos; então se a agua benta indus o cérebro a fazer com que o corpo crie métodos de prevenir ou curar uma doença, ela seria um remédio sim.

  202. Suyndara says:

    Magno,

    Você apenas perguntou se a vacina da gripe havia sido testada durante 8 anos antes de ser lançada.

    Eu estava falando sobre medicamentos, lembra?

    Minha pergunta posterior era sim pertinente por que a sua dúvida deixou claro que estava confundindo os conceitos de vacinas e medicamentos.

    E uma resposta colada do Aurélio não é uma boa fonte de conhecimento para diferenciar esses dois conceitos.

    Já te expliquei como as vacinas são feitas, é óbvio que seguem um protocolo diferente.

    Já os remédios seguem outro protocolo, que passam por testes contínuos durantes anos.

    Procure se informar melhor antes de fazer as afirmações.

    []’s

  203. Suyndara says:

    Craig,

    Ganhar discussão? Tem medalhinha no final? Quem é o juiz?

    kkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Que piada.

    Não pretendo que você ou outro homeopata qualquer concorde comigo, mas não vou deixar de exercer meu direito de opnião pq você discorda dela.

    “Ora, pois, pois, vacina é medicamento para a cura, seja preventivo ou não.”

    Vai insistir no erro mesmo depois que mostrei a diferença entre os dois?

    []’s

  204. Suyndara says:

    Desde que a água benta tenha sua eficácia comprovada, sim.

    A questão aqui é justamente essa: “dizem” que homeopatia cura, mas NÃO há nenhuma comprovação científica de tal feito.

    E segundo os homeopatas, muitos nem a chamam de medicamento e sim de “terapeutica” por que envolveria outras coisas (metafísicas e energéticas não explicáveis e não comprováveis), além do composto químico.

    []’s

  205. Franciscodog says:

    Só para ajudar na discussão:
    A vacina do idoso (gripe) tem vantagem estatística quando se compara grupos de idosos vacinados X não-vacinados em relação a número de Pneumonias, INternação hospitalar e óbito secundário a infecção respiratória.
    PEssoas vacinadas podem ter gripe, pneumonia e até mesmo morrer.
    COmo as cepas virais são diferentes a cada ano, a vacina é “refeita” em cada ano para “pegar” os viros mais frequentes.

  206. Suyndara says:

    Sobre a produção de fármacos, tem um link bem interessante e didádico com todas as etapas do processo:
    .
    _http://www.daiichisankyo.com.br/PandD/EtapasDesenv.aspx
    .
    Legislação brasileira que regulariza a fabricação de medicamentos:
    .
    http://www.infarmed.pt/portal/page/portal/INFARMED/LEGISLACAO/LEGISLACAO_FARMACEUTICA_COMPILADA/TITULO_II/TITULO_II_CAPITULO_II/018-A_DL_92_2005_VF.pdf
    .
    Agora me digam, as diluições homeopáticas passam por TODAS essas etapas?.
    .
    Onde estão os resultados desses testes então?
    .
    Por que alopatia, apesar dos erros eventuais, todas as informações científicas estão disponíveis para estudos e análises.
    .
    Eu comprei um medicamento homeopático, sem receita prévia, mesmo contendo um composto altamente perigoso (a belladona) em sua composição , ao menos teoricamente, já que a overdose provou que só havia água e o pior: sem bula!
    .
    Homeopatia é nada!
    .
    []’s

  207. Suyndara says:

    Não dá pra levar a sério um medicamento sem bula, sem receita, sem contra-indicação e sem teste de eficácia algum?
    .
    Saúde é coisa séria, ora pois.
    .
    []’s

  208. Magno says:

    Suyndara, voce fica desviando e não consegue concluir nada.

    Sei muito bem a diferênça entre a vacina e os medicamentos corretivos.

    Sei também que até as vacinas precisam ser primeiro testadas em cobaias não humanas, para depois serem feitos teste em humanos para avaliarem sua eficácia e possíveis efeitos colaterais o que leva anos.

    Então por que a pressa em aprovar a vacina contra a gripe H1N1, sem passar por uma avaliação mais detalhada?

    Não venha me dizer que era a urgência em combater uma possível pandemia. Eu mesmo não me submeti a essa vacina, como também vários conhcidos meus, e não conheço pessoalmente uma única pessoa que tenha contrido essa gripe, nem antes e nem depois .

    A razão da minha pergunta, era pra ver se voce tinha a capacidade de pelo menos duvidar da eficácia dos alopáticos.

  209. Lander says:

    Lisângelo, o texto foi você que postou, nesse sentido estava falando do seu texto (o que foi postado por você).

    e continua sendo um texto estúpido, do mesmo jeito que alguns comentários atrás postei um da istoé falando o contrário, do benefício da homeopatia e de como a OMS reconhece como tratamento contra determinadas doenças.

    e o texto é idiota sim. nenhum homeopata incentiva pessoas com HIV ou cancer a usar homeopatia, do mesmo jeito que um alopata não vai receitar aspirina. são tratamentos para doenças diferentes, e o fato da aspirina não funcionar pra cancer e hiv não significa que seja um remédio ineficiente.

    agora repara os países que estão sendo citados na reportagem. só os países da africa que não tem condição nenhuma, são precários e mal recebem remédios convencionais. é mesmo tão injusto assim tentarem a homeopatia num lugar onde os remédios alopatas não chegam?

    pelo amor né. se fosse aqui no brasil, argentina, na américa do sul ou norte, europa, sei lá. tudo bem de reclamar de médicos homeopatas receitando para essas doenças. mas em paises que o remédio alopata nem chega? é muita birra de vocês pseudo intelectuais. sinceramente é triste ver céticos pensando assim. tem tanta coisa que era infundado, que não conseguia ser provado por nenhum método e hoje em dia é aceito. se todos tivessem essa cabecinha que você, mori, e outros tem, essas coisas nunca teriam saido do papel, já que não podiam ser provadas na época.

  210. APODman says:

    “é mesmo tão injusto assim tentarem a homeopatia num lugar onde os remédios alopatas não chegam?”

    É injusto da mesma forma, países africanos não deveriam ser privados de medicação efetiva para solução de seus males de saúde e largados a magia e superstição da Homeopatia.

    Mas talvez a idéia seja não deixar estas pessoas morrerem (já que homeopatia e nada é a mesma coisa, ou seja, se dependerem dela fatalmente irão morrer) com uma angustiante sensação de que foram esquecidos pelo resto da Humanidade.

    [ ]´s

  211. Suyndara says:

    Magno,

    Eu conlui minha opnião no primeiro post que fiz no site, de lá até aqui é só bate papo informal.

    O que teve de errado com a vacina para H1N1? Ela foi sim testada e foi um grande feito ter sido descoberta.

    Todo aquele papo de que era perigoso foi coisa de conspiracionismo, não passou de blefe.

    Agora, vc diz:

    “A razão da minha pergunta, era pra ver se voce tinha a capacidade de pelo menos duvidar da eficácia dos alopáticos.”

    Dos alopáticos, assim no plural, é claro que não.

    A medicina tradicional cura milhares de pessoas todos os anos.

    Agora, se você está se referindo ao fato da medicina ter também seus problemas, isso é óbvio.

    Médicos que ganham mal e atendem mal, governo que desvia verba, remédios falsificados no mercado negro, fora outros problemas pontuais.

    Mas uma coisa não exclui a outra, não se julga um todo pelo erro de alguns.

    Já a Homeopatia, NUNCA foi comprovada, essa é a diferença. E ela também consome verbas públicas.

    []’s

  212. Franciscodog says:

    também para ajudar no debate. Atendi vários casos suspeitos de H1n1 na época, 5 confirmados por sorologia. felizmente nenhum paciente meu morreu, apesar de um ter ficado bem grave, necessitando de Terapia Intensiva. Na época vi dois paciente morrerem de H1N1. O que se viu depois estatisticamente é que a mortalidade era bastante similar a gripe comum (de novo a estatística).

  213. Alex Silvano says:

    Os ativistas morreram? Porque o site oficial não tem nenhuma informação depois do dia 5… dia da suposta overdose… Será que tomaram caixas e mais caixas de complexo 46.. Gostaria muito de ver um idiota desses tendo ataque por overdose em praça pública… Eu não ajudaria… Pelo contrário, ainda diria pro imbecil – homeopatia não funciona? blz… Então, morte não existe… Seu babaca!

  214. APODman says:

    “Será que tomaram caixas e mais caixas de complexo 46″

    O Almeida Prado 46 possui a seguinte composição:
    .
    Picossulfato de sódio 0,005 g
    Cássia senna 1DH 0,020 g
    Polygonum punctatum 1CH 0,015 g
    Collinsonia canadensis 1CH 0,015 g
    Excipiente qsp 1 comprimido
    (Lactose, celulose microcristalina e estearato de magnésio)
    .
    Dadas as baixas diluições ( 1 DH, 1CH ) na realidade o complexo 46 é um produto alopático.
    .
    Mas se ele fosse de 20C para cima ( uma legítima diluição homeopática ) eu tomaria não um frasco, mas litros dele se estivesse disponível.
    .
    [ ]´s

  215. APODman says:

    O caso do Alex é um exemplo daquilo que frequentemente noto:
    .
    Usuários de Homeopatia possuem dificuldade em diferenciar Homeopatia, de Fitoterapia, ou ainda identificar quando um remédio dito Homeopático possui diluições dentro do cientificamente aceitável, que permitem na verdade identifica-lo como alopático.
    .
    [ ]´s

  216. APODman says:

    Obrigado Franciscodog, interessante o depoimento !

    [ ]´s

  217. Claudio Cunha says:

    Ser cético não significa que ao ter uma visão científica do mundo esta visão seja a única e a melhor. E que o resto é treva. É um absurdo com a visão científica, que não se dá esta importância toda, pois fundamentalismo não combina com a busca da (s) verdade (s). Isto posto, temos que ir devagar, pois há muitos interesses (como diria Brizola) em jogo. Sim, interesses políticos e econômicos. Explicando sinteticamente, uma substância para ser utilizada pela população leva, em média, dez anos entre pesquisa e lançamento comercial do produto. Estes dez anos têm um custo médio de um bilhão de dólares. E estes produtos, em sua maioria, são propriedade de corporações, que logicamente visam o lucro (e aí não vai juízo de valor). A recuperação deste investimento, tendo o produto aceitação no mercado (o termo que eles utilizam é mercado mesmo, não paciente ou afim) leva, em média de dez a quinze anos. Ou seja, um segundo produto só será lançado quando o primeiro se mostrar comercialmente lucrativo. Estamos falando de quinze anos, em média. E, lamentavelmente, os médicos são os principais divulgadores destas marcas, induzindo seus pacientes a utilizar determinado produto em detrimento de outro, sem dar explicações maiores sobre o porquê da opção. No máximo, com ar superior, perguntam: “- Sua saúde é genérica?”. Então diversas opções são descartadas com fúria e discriminação. Um exemplo, é que é cientificamente comprovado que pensar de forma otimista (terapia cognitiva) nos faz melhorar. Isto ocorre através de mecanismos complexos que ocorrem em nosso sistema imunológico e que não cabe aqui dissertar. Praticamente todos os médicos e pesquisadores dirão que é bruxaria, charlatanismo etc. quando não é. É uma verdade. Outro exemplo é a terapia de Gerson (ou medicina ortomolecular). É uma terapia cara e complexa para execução, mas verdadeira. Mas, admitir que funcionam diminuirá o lucro das corporações. Simples assim. O mesmo ocorre com a homeopatia. Portanto, creio que se deva encará-la com a curiosidade explicativa. Será só efeito placebo? Ao passar de 50% não é mais. Algo está ocorrendo. E este algo que deve ser estudado e não jogado à fogueira. Tomemos o lado da população, das pessoas, do ser humano e não das corporações, pois como diz na Bíblia (vale pela provocação do ensinamento), não se pode servir a dois senhores ao mesmo tempo.

  218. Lisangelo says:

    Lander, se voce acha o texto idiota eh um direito seu. Mas repare que logo apos eu tambem coloquei um artigo sobre a tentativa frustrada de regulamentacao da homeopatia no Canada, America do Norte. Onde defensores desta pratica estao sim recomendando homeopatia para portadores de cancer.
    Mas como eu disse ainda na minha primeira postagem, essa nao eh a questao central. O importante eh os defensores da homeopatia compravarem o que afirmam. Que semelhante cura semelhante atraves da memoria da agua. Existem tratados sobre isso? Foram analisados por instituicoes independentes? Foi quantificada essa energia residual ou memoria da agua?
    Eh isso que os ceticos, nos quais me incluo, querem saber.

  219. Magno says:

    Parabéns Cláudio Cunha!

    Isso sim é discernimento.

    VALEU!!!!!

  220. Franciscodog says:

    “Ser cético não significa que ao ter uma visão científica do mundo esta visão seja a única e a melhor. E que o resto é treva. É um absurdo com a visão científica, que não se dá esta importância toda, pois fundamentalismo não combina com a busca da (s) verdade (s). “
    Segundo o Ceticismo Científico é a melhor, não a única. Mas ai a discussão remete a Epistemiologia.

    “Isto posto, temos que ir devagar, pois há muitos interesses (como diria Brizola) em jogo. Sim, interesses políticos e econômicos. Explicando sinteticamente, uma substância para ser utilizada pela população leva, em média, dez anos entre pesquisa e lançamento comercial do produto. Estes dez anos têm um custo médio de um bilhão de dólares. E estes produtos, em sua maioria, são propriedade de corporações, que logicamente visam o lucro (e aí não vai juízo de valor). A recuperação deste investimento, tendo o produto aceitação no mercado (o termo que eles utilizam é mercado mesmo, não paciente ou afim) leva, em média de dez a quinze anos.”
    Verdade, como qualquer coisa no regime capitalista justamente a oportunidade de lucro é que funciona como motor para o desenvolvimento tecnológico.

    “ Ou seja, um segundo produto só será lançado quando o primeiro se mostrar comercialmente lucrativo. Estamos falando de quinze anos, em média.”
    Verdade parcial, hoje em dia existe muito competição e não costuma demorar tanto, só que muitas vezes o preço é cartelizado quando sai um equivalente ou similar.

    “ E, lamentavelmente, os médicos são os principais divulgadores destas marcas, induzindo seus pacientes a utilizar determinado produto em detrimento de outro, sem dar explicações maiores sobre o porquê da opção. No máximo, com ar superior, perguntam: “- Sua saúde é genérica?”. Então diversas opções são descartadas com fúria e discriminação.”
    Verdade parcial. Sou médico e nunca tive essa atitude, alguns remédios (genéricos inclusive) tem funcionamento ruim na prática clinica, facilmente verificável como nos anti-hipertrensivos, ou sedativos no CTI.
    Infelizmente a grande maioria dos médico brasileiros tem como principal fonte de informação a propaganda dos laboratórios – sim , é sério isso.
    Por determinação todas as receitas atuais devem conter primeiro o nome da substância e entre parênteses o nome da medicação sugerida, faço isso rotineiramente.
    Recentemente saiu uma normação para relação com a indústria farmacêutica, apesar de eu admitir que na prática ainda exista muita promiscuidade no meio.

    “Um exemplo, é que é cientificamente comprovado que pensar de forma otimista (terapia cognitiva) nos faz melhorar. Isto ocorre através de mecanismos complexos que ocorrem em nosso sistema imunológico e que não cabe aqui dissertar. Praticamente todos os médicos e pesquisadores dirão que é bruxaria, charlatanismo etc. quando não é. É uma verdade.”
    É verdade que o estado de “humor” tenha influência sobre a Saúde e a eficácia terapêutica, o próprio efeito placebo é um exemplo disso (o inverso também é verdade). Nunca vi nenhum médico ou pesquisador desmerecer isso.

    “ Outro exemplo é a terapia de Gerson (ou medicina ortomolecular). É uma terapia cara e complexa para execução, mas verdadeira.”
    Não há evidências de funcionamento da terapia ortomolecular na pratica clinica, apesar de várias constatações dos seus efeitos “in vitro”. Num passado recente o CRM rejeitou tal especialidade, não sei se isso já mudou. Se conhece algum artigo que comprove essa eficácia gostaria de examina-lo.

    “ Mas, admitir que funcionam diminuirá o lucro das corporações. Simples assim.”
    Falso. Um dos ramos que ganha mais dinheiro dos laboratório, clínicas de exames complementares e para o próprios profissionais de saúde é a terapia ortomolecular. Mesmo aceitando que de fato funcione, não altera em nada os outros cuidados clínicos.

    “ O mesmo ocorre com a homeopatia. Portanto, creio que se deva encará-la com a curiosidade explicativa. Será só efeito placebo? Ao passar de 50% não é mais. Algo está ocorrendo. E este algo que deve ser estudado e não jogado à fogueira.”
    Infelizmente os trabalhos científicos (duplo cego randomizados) até hoje falharam em demonstrar efeito estatisticamente significante do tratamento homeopático. Caso possua algum artigo que contrarie isso gostaria de examinar.

    “Tomemos o lado da população, das pessoas, do ser humano e não das corporações, pois como diz na Bíblia (vale pela provocação do ensinamento), não se pode servir a dois senhores ao mesmo tempo.”
    De acordo

  221. Franciscodog says:

    Sò corrigindo, no penúltimo parágrafo onde le-se “do tratamento homeopático” eu queria dizer “da medicação homeopática”.

  222. raph says:

    @Uriel: “Olhe, andei olhando seu blog e não cheguei a conclusão se você é espírita ou cético.”

    Minha religião é meu pensamento, e me considero cético sim, embora não ache que a verdade seja apenas objetiva.

    Quando falo sobre o médico homeopata informar ao paciente de que a homeopatia não é comprovada pela ciência (ou que é no mínimo bastante contestada), quero dizer simplesmente que a ciência ainda não comprovou nada objetivamente, apenas isso (na verdade comprovou o efeito placebo, que ninguém sabe exatamente o que é e pelo visto [a maioria] nem quer saber. mas fato é que o efeito placebo funciona, a pesquisa deveria partir daí).

    Ou seja, não quer dizer que ela não funciona. Ninguém provou que ela não funciona, apenas a ciência diz que é efeito placebo. Ora, o efeito placebo funciona (a ciência mesmo aforma). Então “alguma coisa funciona, embora não saibamos o que”.

    Da mesma forma, dizer que um tratamento é alternativo ou não comprovado não o coloca automaticamente no mesmo nível de TODOS os demais, como você quis entender… Um médico homeopata não é um acupunturista, que por sua vez não é um médium nem tampouco um xamã.

    Abs
    raph

  223. raph says:

    @Claudio Cunha “Será só efeito placebo? Ao passar de 50% não é mais. Algo está ocorrendo.”

    O efeito placebo é muito mais do que isso. Há pesquisas sobre anti-depressivos, por exemplo, em que se deduz que a maior parte do efeito do tratamento se deve ao placebo. A vitamina C é um dos maiores placebos da história, em relação ao tratamento de resfriados, embora muitos relatem melhora e existam medicamente específicos para resfriado compostos quase exclusivamente de vitamina C. E por aí vai…

    O que tem de ser estudado é o efeito placebo. O mistério está aí.

    Links que podem interessar:

    http://noticias.r7.com/saude/noticias/estudo-revela-que-antidepressivo-reboxetina-e-ineficaz-20101013.html

    http://textosparareflexao.blogspot.com/2009/06/placebo-nocebo.html

    http://www.quackwatch.com/01QuackeryRelatedTopics/DSH/colds.html

    Abs
    raph

  224. Uriel says:

    Raph:

    “Minha religião é meu pensamento, e me considero cético sim, embora não ache que a verdade seja apenas objetiva”.

    Desculpe, continuo sem entender seus discursos.

    Por mera curiosidade, já que seu blog é bem arrumadinho, etc., indo de Kardec e Chico a Carl Sagan e Dawkins, como se defendessem as mesmas coisas, então pergunto: além de se “considerar cético”, você tambem se “considera espírita”?

    Se achar impertinência de minha parte, não precisa responder, tudo bem!

  225. harry says:

    É logico que nessa campanha boba tem a mão das grandes industrias farmaceuticas!

  226. roxxon valdez says:

    eu só pergunto uma coisa remédio alopático cura alguma coisa ou enriquece laboratórios que vendem essas porcarias eternamente.

  227. Capitão says:

    @Uriel:

    Creio que todo questionamento é válido, por isso lhe questiono o seguinte: o que, no fundo, você tenta descobrir ao questionar se alguém é cético e espírita?
    Qual é a sua motivação?

  228. mario says:

    LEMBRA DAQUELE MAGICO NO FANTASTICO QUE DARIA UM MILHÃO DE DOLARES PARA COMPRAVAÇÃO DA MEMÓRIA DA AGUA, ELE FICOU PREOCUPADO, POIS A MEMORIA DA AGUA REPASSADA VARIA VEZES, A HOMEOPATIA FUNCIONA SIM!!, MAS NÃO DA FORMA DA ALOPATIA, DEIXO UMA PERGUNTA, OS ANIMAIS NÃO FALAM, MAS COMO QUE A ARNICA JUNTO COM A CALENDULA, TOMADO ANTES DE UMA CIRURGIA, DIMINUI O SANGRAMENTO E INCHAÇO E A RECUPERAÇÃO É MUITO MAIS RAPIDA DO QUE DAQUELE PACIENTE QUE NÃO FEZ USO DA HOMEOPATIA, A HOMEOPATIA NÃO É NA QUANTIDADE E SIM NA FORÇA MEDICAMENTOSA. SE VOCE BUSCAR NA ALOPATIA A DOSAGENS TAMBÉM NÃO SÃO CERTAS. TENTA ORVEDOSE NO CONGRESSO NACIONAL PARA MUDAR A RUMO DO BRASIL.

  229. Vitor Antônio Comparini says:

    Já vi estudos fantásticos de homeopatia, como ação antiinflamatória da arnica 7CH comparados com grupo placebo em ratos que foram expostos com raios UV, estudos associados com Kirliangrafia (eletrobiografia -PESQUISEM), além de inúmeros casos clinicos que tive oportunidade de evidenciar em toda minha vida. Um grande exemplo foi minha noiva conseguir reverter uma leucemia quando criança apenas com homeopatia. Por favor não me venham falar de efeito placebo.

    Realmente é muito complicado implantar a homeopatia em um sistema único de saúde que é culturalmente “alopático”.

    Uma consulta com um homeopata não deve ser baseada apenas nos sintomas, mas também no histórico de toda a vida do paciente, de seu biotipo e comportamento, como fazer uma consulta dessas em 5 ou 10 minutos no SUS? Como o médico vai evidenciar a resposta do medicamento homeopático? Como ele vai medir uma eventual agravação medicamentosa? Quem sabe mesmo do assunto “homeopatia” (como -espero eu- esse pessoal que fez camiseta bonitinha e fez farra na praça tomando “overdose” homeopática) sabe o que estou falando.

    O pessoal deveria estar questionando o efeito absurdo do paracetamol, entre outros, no fígado de quem toma. “Ah mas é a longo prazo”, verdade, ninguem aqui tem pressa de morrer né?

  230. Kruegger says:

    Vitor Antônio Comparini

    Então pq esses resultados que vc atesta não aparecem nos experimentos científicos? Esse é o problema da homeopatia. É um tal de “eu tomei”, ” eu vi”, ” eu acredito”, etc. Mas e a comunidade científica? Tomo aspirina não porque a minha vizinha tomou e fez efeito. Tomo pq o remédio foi testado, aprovado e receitado por um profissional qualificado (médico). Fabio Junior e Elba Ramalho afirmam que viram discos voadores. Isso não comprova que os discos voadores existem.

    No caso da leucemia da tua noiva. Será que o diagnóstico correto foi feito e realmente era leucemia? Existia alguma chance de a medula voltar a funcionar normalmente?

    Existem pessoas que acreditam ter sido curadas de AIDS apenas com orações. O ideal é submeter isso a testes científicos rigorosos. Apenas falar não comprova nada.

  231. Uriel says:

    CAPITÃO:

    Motivação? Nenhuma! Coerência, sempre!

    Não gosto de tratar com pessoas que ficam em cima do muro. Podem estar zumbi, anestesiadas por forças estranhas, ou ser assim mesmo, mas precisam acordar!

    Nesse caso, veja só que não se pode servir a Deus e a Mamon. Não existe a religião do pensamento, isto é um subterfúgio de quem não deseja contrariar interesses, amigos, ou não quer compromissos.

    Você pode ser religioso sim e ser avançado nas suas reflexões, estar bem acima da média religiosa, ser universalista e estudar outras correntes, religiosas ou místicas. Aí, tudo bem! Porém ser cético e religioso ao mesmo tempo, nunca! Escrever odes a Carl Sagan e Richard Dawkins, e endossar ou frequentar o espiritismo, sei lá, é a mais pura e absoluta das incoerências! São energias que se chocam!

    Pois Chico e Kardec eram da fé, da reencarnação, do espírito, de Deus! Sagan e Dawkins, abominam a fé, a religião, o espírito e Deus! Pensam que a ciência é tudo! Dizem (um já se foi) que a fé era um mal, uma praga da humanidade, um atraso, idem as religiões!

    Pode alguém cantar hosanas a esses dois e ao mesmo tempo ao Chico e Kardec? Onde está a coerência?

    Muito mal na parada, muito mal mesmo, vamos descer do muro e assumir uma ou o outro!

  232. MONICA BATISTA SILVA says:

    Nao concordo com a colocacao sobre a homeopatia.Meu filho de 26 anos tratou desde que nasceu em funcao de alergias respiratoria graves ,sem nunca ter feito uso de remdedios alopatas.Vivencie muito sofrimento com a doenca mas mantive o equilibrio acompanhado de um excelente medico da area,um dos grandes homeopatas do Brasil,Dr. Derly Gomide.Homeopatia exige tranquilidade e equilibrio para quem acompanha a crianca e no caso do paciente adulto. A homeopatia e mais profunda ,ela vai a fundo e trata as causas ,por isto e lenta. Somos como um relogio ,nosso ponteiro deve permanecer sempre no meio onde habita o equilibrio ,caso contrario ficaremos sempre agarrados de um lado ou de outro.
    Dificilmente tinhamos remedios alopatas em casa , mas quando era necessario o medico recomendava e com certeza o resultado era imediato.Vejo nas casas de familiares e amigos farmacias inteiras ,ai pergunto : Onde a homeopatia esta errada?
    Com certeza tem dedo de grandes corporacoes nesta campanha absurda.

  233. MONICA BATISTA SILVA says:

    Kentaro , sinto dizer que a barbaridade que colocou na abertura e de uma infelicidade tamanha. Sera que vc realmente procurou MEDICOS HOMEOPATA para te receber as informacoes devidas? Todo medico homeopata da receita sim,com o conteudo do remedio sinalizar os ignorantes do assunto , a Prefeitura de Belo Horizonte tem um trabalho serissimo nos posto de saude com homeopatia,e a realidade nao e como vcs aqui estao falando nao. Tem dedo sim das grandes corporacoes farmacueticas, isto e bem claro..

  234. APODman says:

    Uriel:
    “Pois Chico e Kardec eram da fé, da reencarnação, do espírito, de Deus! Sagan e Dawkins, abominam a fé, a religião, o espírito e Deus!”
    .
    Chico e Kardec apoiavam a idéia da “superioridade da raça branca”.
    .
    Kardec inclusive considerava que o genocídio de culturas Ameríndias era justificável do ponto de vista espiritual pois ajudaria aos espíritos destas culturas a “evoluirem” (obviamente que para um “grau de espiritualidade superior”, como aquele dos brancos europeus).
    .
    Isto é de Deus ?
    .
    Se for prefiro Dawkins e sem dúvida Sagan !
    .
    [ ]´s

  235. Uriel says:

    Apodman.

    Mostre onde está isso que você diz em relação ao genocídio.

    Quanto a superioridade da raça branca, é também necessário entender que todas as raças são cíclicas, têm nascimentos, apogeus, decadências e mortes. Mas mostre por favor onde Chico e Kardec “apoiavam” a superioridade da raça branca.

    “Isto é de Deus?” Explique-me, também, por favor o que é ser de Deus para você, já que questiona homens religiosos como Chico e Kardec. O que é ser de Deus, você deve saber muito bem!

  236. Magno says:

    APODman, endosso o comentário do Uriel.

    Não sou espírita e nem sigo qualquer religião ou doutrina, mas estudo sobre tudo que me é possível, incluindo o espiritismo Kardecista, que por sinal, tenho todos os livros de Kardec em um tipo de bíblia e te garanto, não vi nada relacionado a racismo e apoio a genocídio.

    Peço que me indique em que livro e em que página se encontra racismo e apoio a genocídio para que eu possa apriomorar meus estudos.

    Desde já agradeço.

    Fico no aguardo.

    Abs.

  237. APODman says:

    Ao final do dia trarei as fontes e citações ( não descontextualizadas, garanto ) que dão suporte ao que afirmei.

    [ ]´s

  238. Vitor Antônio Comparini says:

    O pessoal perdeu o foco na homeopatia e está discutindo religião…

    Voltando a homeopatia, sobre o que aquele senhor sensacionalista do vídeo da campanha diz, charlatanismo e oportunismo existem em qualquer tipo de comercio, infelizmente, inclusive na alopatia, em relação a eles tentarem industrializar a homeopatia, eu como homeopata sou contra mesmo, pois sendo que uma das bases dela é o individualismo – nenhum organismo é igual ao outro, e cada um deve ser tratado de uma forma individual.

    Acho que quem não consegue se destacar inovando, quer se destacar criticando. Sempre foi e sempre será assim. Homeopatia tem o telhado de vidro mesmo.

    Abraços.

  239. Adriano says:

    Sobre homeopatia e altas doses.
    Aqui em Niterói existe o CCIN (acho que é Centro de controle de intoxicações), que é ligado ao Hospital Antonio Pedro. Se uma pessoa tem qualquer tipo de intoxicação, liga pra lá e eles explicam o que fazer de imediato fora correr pro médico(tipo, seu filho tomou alvejante ou qq outra coisa).
    Bom, outro dia ligou uma mãe desesperada que o filho tomou todas as bolinhas de homeopatia, o vidro todo! A menina que atendeu é minha amiga, trabalha lá, pegou o manual para ver o que fazer, mas ao mesmo tempo tinha uma professora de homeopatia por perto e ela perguntou ao mesmo tempo;;; “o que digo pra mãe?”

    resposta: diz pra ficar de olho que o máximo que pode acontecer é ter uma dor de barriga….

    entendam como quiser. se quiser. liguem para qq centro de intoxicação do Brasil e perguntem o mesmo, exagerem, digam que foram 4 vidros inteiros, liguem para professores de homeopatia, médicos homeopatas,etc…

  240. Uriel says:

    Vitor:

    Na falta de assuntos convicentes pula-se para religião. Tem razão, volte-se para o foco da homeopatia.

    Você sabia que há somente 500 milhões de usuário da homeopatia em todo o planeta?

    Doidos, estúpidos, idiotas, gente desgovernada!

    500 milhõoooes! Esse mundo está mesmo perdido! Será que não avisaram aos 500 milhões que homeopatia é efeito placebo, e que o placebo homeopata só não dá certo em pedras?

    Explique-lhes também que não se confirmam os princípios ativos da homeopatia em testes laboratoriais, exatamente como a alopatia, porque a homeopatia é outra ciência. Só isso!

    E por quê?

    Ora, essa, porque senão homeopatia não seria homeopatia seria então alopatia! Óbvio não? Mas tem gente querendo que homeopatia seja medida e testada exatamente como alopatia. Em certas coisas tá bem, mas noutras, nadinha!

    Coisa chata,ortodoxia pura dos alopatas, concorda? Pra que ciência alternativa, deixa tudo como está, não é mesmo?

    E olhe, não é por falta de explicações de especialistas homeopatas, que estão cansados de convidar a quem duvida a acompanhar tratamentos homeopatas. Fazer o quê se os críticos não vão lá e preferem Ó…. teorias!

    Explique-lhes também, por favor, junto com o Apodman, porque a homeopatia é o segundo sistema mais usado no mundo, e a alopatia é o quarto.

    Com certeza haverá muitas explicações céticas, lógicas e concretas sobre esse quadro de preferências mundiais.

    O resto é besteira, coisas de religião, espiritismo, fé, místicos da Nova Era, etc! Bando de doidos desmiolados!

  241. Adriano says:

    Vitor se fossem 5 milhoes ou 500mil usuarios, mudaria algo para você? o número de pessoas que acredita em saci-pererê no Brasil, segundo a associação é de 4,5milhões, o que isso significa?

  242. Uriel says:

    Já estava desconfiado mesmo que eram 500 milhões de analfabetos, toscos, incultos, ogros, não conhecem alopatia, nunca saíram de casa, não têm televisão, ninguém lê os jornais para eles.

    Enfim, são só 500 milhóes de usuários da homeopatia, nos países de primeiro mundo, de Londres a Moscou, de Moscou a Bombaim, de Bombaim a Paris, de Paris a Washington, etc, etc. das maiores cidades culturais do planeta, que fazem da homeopatia o segundo sistema mais utilizado no mundo. Uns bobos alegres, imitadores, modistas há mais de 150 anos!

    Realmente sendo uma das maiores estatística do universo, não quer dizer nada, nadinha! Coisinha boba! Retrato enormes de culturas atrasadas, tupiniquins estrangeiros!

    Dá até vontade de chorar, esse mundo está mesmo virado de cabeça para baixo, imagine só 500 milhões usando hoemopatia!

    O pior mesmo é não poderem ler os comentários do Adriano.

    Ah, a propósito, eu acredito em sacis-pererês.

  243. Giovanini says:

    Nosso alimento é envenenado pela indústria Farmacêutica.

    Fazemos uso “homeopático” de conservantes, agrotóxicos, hormônios etc.

    Ficamos doentes

    A mesma indústria lhe fornece a “cura” com seus alopáticos.

    Efeitos colaterais + Alimentação = Garantia na compra de medicamentos de uso contínuo.

    Ciranda cirandinha vamos todos cirandar…

    Se homeopatia é = placebo.
    Estudem o placebo.
    E protestem contra o “cirandinha”
    hehehe

    Mas, como disse o Físico e Astrônomo Marcelo Gleiser em seu último post “Rir é o melhor Remédio”

    hehehe

    Então, riam disso tudo…

  244. Giuliano says:

    Como um Analista de Sistema pode garantir que a Homeopatia nao funciona, se pelo menos fosse Medico, o Problema dessas pessoas é que pensam que descobriram a Polvora… Sr Webmaster ANALISTA DE SISTEMA do site, tente entender a Homeopatia antes de fazer ou dizer Merda, pois Garanto a voce, que conheço um ENGENHEIRO ELETRICO, que fez MEDICINA (PUBLICA UNIRIO) hiper inteligente e defende a tese da HOMEOPATIA, e infelizmente, vc é um simplies ANALISTA DE SISTEMA, se conforme com isso.

  245. Adriano says:

    E aí Uriel, blz. E você e mais vários milhões acreditarem em saci-pererê faz com que eles existam?
    Você ou uma penca de pessoas acreditar em algo nãi significa nada.

  246. APODman says:

    “Um terço dos russos acredita que o Sol gira em torno da Terra”
    .
    (AFP / iG) Pesquisa revela que um terço da população russa acredita que o Sol gire em torno da Terra. Ao todo, 32% dos russos rejeitam a ideia de um sistema de planetas que se movimentam em torno do Sol, 4% a mais que em 2007, quando um estudo semelhante foi feito pelo Centro Russo de Opinião Pública e Pesquisa.
    .
    ————————————–
    .
    Uma pesquisa nacional do Ibope feita exclusivamente para ÉPOCA mostrou que quase um terço dos brasileiros acredita – 145 anos depois da Teoria da Evolução de Darwin – que o homem foi criado por Deus nos últimos 10 mil anos e já na forma atual. Mais da metade, 54%, acredita que o homem se desenvolveu ao longo de milhões de anos, mas nada foi aleatório: Deus planejou e dirigiu o processo. O mais curioso, porém, é que 89% acham que o criacionismo deve ser ensinado nas escolas. Pior: 75% acreditam que se deve substituir a Teoria da Evolução no currículo.
    —————————————
    E por ai vai.
    .
    - 47 milhões de pessoas ( 1/3 dos russos ) não podem estar erradas: o Sol gira em torno da Terra.
    .
    - 108 milhões de pessoas não podem estar erradas: Criacionismo é ciência…
    .
    …assim como a Homeopatia
    .
    [ ]´s

  247. APODman says:

    500 milhões de pssoas usandoa homoepatia.
    .
    E nenhum estudo científico com espaço amostral relevante consegue demonstrar que ela possui algum efeito maior do que não se tomar nada !
    .
    Impressionante !
    .
    [ ]´s

  248. Uriel says:

    Vocês são ótimos, os argumentos, então, imbatíveis!

    O Adriano é tão simplista que chega a ser genial! Ave Cesar!

    O Apodman, bem esse não me enganei desde a primeira vez.

    Mas, digamos que seja verdade essa pesquisa dos russos, etc, etc.

    Mas, porém, todavia, entretanto, no entanto, acreditar em notícias é uma coisa, experimentar medicação é outra completamente diferente, e sentir efeitos mais diferente ainda. Até animais sabem quando uma planta é boa ou ruim para eles…

    E a homeopatia é experimentada, usada, e teimosamente continuada por somente 500 milhões de idiotas de todas as culturas do mundo quer sejam médicos, cientistas, estadistas, literatos, artistas, religiosos, místicos, professores, ou simplesmente pessoas, enfim 500 milhões de desavisados de todas as profissões e atividades, que muitos se formaram, mas não tiveram acesso às notícias médicas. Tadinhos!

    Realmente, 500 milhões escolher uma ciência e a ciência ser uma mentira, não quer dizer nada, nadinha mesmo Adriano! Vige!

    Essa tar de homeopatia é mermo marvada da breca, sô! Cumé que cunsegue inganá tanta gente esperta, uái. Mas na internet o buraco é mais imbaxo, aqui nem vem, nóis é esperto da breca! Nóis teoriza, mais acerta!

    Pena que todos esses burros, orelhudos, brucutus, e tanta gente do arado, das colheitas, do campo, enfim, que ainda acreditam no sistema geocêntrico sigam também com a homeopatia.

    Entretanto, essa massa fantástica e inacreditável em torno de um sistema ou ciência, também de vez em quando deve usar alopatia. Pois a alopatia ainda é necessária, mesmo para os 500 milhões de homeopatas ignorantes!

    God bless Apdman and Adriano, pois sem iguais a eles não haveria passa-tempos na internet!

    And God bless também os céticos internautas, porque sem eles, sem seus protestos e argumentos, o mundo marcharia irremediavelmente para a dissolução!

    Fuuui!!!

  249. regina says:

    Uriel, isso aí.
    Acho triste, e também uma perda de tempo, que o Mori, que já deu tanta contribuição ao ceticismo, e ainda tem muito pra fazer, embarque nisso. Assim como outros companheiros céticos… Aliás, seguindo os ingleses, Mori vai condenar Belo Monte também? Afinal, vai ser uma das maiores usinas hidrelétricas do mundo, com custo de operação quase nulo e que não joga poluentes na atmosfera (tirando o CO2, dãaaa, ele já é um componente básico da atmosfera a milênios…), mas vai atrapalhar a vida idílica de umas tribos – alguém acredita que não existem poderosos lobbies atuando para manipular o povo de lá? O capitalismo é fera, com certeza um lobby das multi farmacêuticas teve a “brilhante” idéia de mobilizar os céticos com o argumento de que homeopatia, hummm, parece não ser bem científica. Deixa eles mobilizarem o Tea Party deles! Acorda, gente. Homeopatia NÃO é astrologia, por exemplo. Já ouviram falar de EMPIRISMO? Todo mundo sabe que no dia a dia tem coisinhas que funcionam mesmo sem comprovação científica, porque nem precisa. Precisamos ressuscitar Locke pra discutir a homeopatia. Se funciona funciona, ora bolas! Uma criancinha precisa de justificativa científica pra saber que se brincar com fogo se queima?
    De novo, Mori, tenho certeza que o mundo espera muito mais de nós céticos do que brigar com o empirismo que deu certo. Certo? Abraço, não leve a mal.

  250. APODman says:

    “E a homeopatia é experimentada, usada, e teimosamente continuada por somente 500 milhões de idiotas de todas as culturas do mundo quer sejam médicos, cientistas, estadistas, literatos, artistas, religiosos, místicos, professores, ou simplesmente pessoas, enfim 500 milhões de desavisados de todas as profissões e atividades, que muitos se formaram, mas não tiveram acesso às notícias médicas. Tadinhos!

    Realmente, 500 milhões escolher uma ciência e a ciência ser uma mentira, não quer dizer nada, nadinha mesmo Adriano! Vige!”
    ————————————
    Existem médicos, cientistas, estadistas, literatos, artistas, religiosos, místicos, professores, ou simplesmente pessoas, que abraçam o Criacionismo Terra Jovem defendndo ( e ensinando em escolas públicas norte americanas ) que acreditam no Genesis de forma literal afirmando que Adão e Eva de fato existiram como descrito, que o mundo possui apenas 6000 de idade, etc.

    Mas ainda acho admirável que 500 milhões usam Homeopatia ( qual sua fonte ? ) e no entanto não existe nem um único artigo científico demonstrando que remédios homeopáticos possuem algum efeito acima de nada.

    E não foi por falta de tentativa de provarem o contrário !

    ————————————–

    “Homeopatia NÃO é astrologia, por exemplo. Já ouviram falar de EMPIRISMO? Todo mundo sabe que no dia a dia tem coisinhas que funcionam mesmo sem comprovação científica, porque nem precisa.”

    Não vejo diferença alguma entre as duas.

    [ ]´s

  251. APODman says:

    A propósito:

    “Suprema Corte Indiana determina que astrologia é ciência”

    - http://ceticismo.net/2011/02/06/suprema-corte-indiana-determina-que-astrologia-e-ciencia/

    A Astrologia faz parte da cultura na Índia. 1,2 bilhões de pessoas não podem estar erradas: Astrologia é ciência !

    [ ]´s

  252. Kruegger says:

    Minha teoria sobre a homeopatia é a seguinte:
    - É mais forte entre pessoas de esquerda, que acreditam que as multinacionais são a imagem de satã.
    - É adotada fundamentalmente por pessoas místicas, que acreditam em karma e reencarnação.

    Como o marxismo não tem fundamentação científica (quando dizem que o regime não deu certo, então aquilo não era socialismo) e até agora ninguém me convenceu da existência dos espíritos, continuo com a alopatia.

    Esses dias experimentei um remédio alopático pq estava com aftas. Bom, quando não tomo nada a afta tbm vai embora, só que demora um pouco mais. Ou seja, de qualquer modo ficaria bom da afta, mas o remédio alopático acelerou o processo de cura.

  253. regina says:

    Krueger,
    Você acertou, eu sou comunista, atéia e acredito em reencarnação (portanto adoto homeopatia quando acho que a alopatia vai ser complicada, cara e duvidosa)! Você deve ter algum poder parapsicológico! Agora, sociologia não é “ciência” no sentido estrito ( vamos pra Locke e Hegel de novo), e portanto não vai MESMO haver comprovação “científica” dos méritos do comunismo. Isto está ligado a outra ocisa totalmente diferente: “valores” e “princípios”. Abraço.

  254. Rickd says:

    Eles são muito espertos, para afastar as suepeitas de fraude embarcaram na ideologia anti-capitalismo de demonizar a industria farmaceutica.

    Basicamente, os homeopatas convenceram os marxistas que eles são uma força de combate ao capitalismo e grandes empresas.

    Uma pena, pois o marxismo e a esquerda sempre andou de mãos dadas com o ceticismo e o ateísmo.

    Perdem a esquerda que cede sua ideologia e apoio a uma fraude, perde a saúde das pessoas e ganham os farsantes.

  255. Pingback: Cafezinho homeopático « METROPOLIS

  256. Murilo Neves says:

    Sunydara novamente afirma: a Homeopatia NUNCA foi comprovada. Aparentemente, para pessoas céticas, se um laudo não comprova, não serve. Escravos da “ciência”, parece que ao optarem por esse estilo de vida, perdem a capacidade de filosofar. Triste involução, reduzir a vida e o ser humano a apenas aquilo que uma máquina puder comprovar, enxergar, afirmar.
    Só pelo google encontrei inúmeros dados de pesquisa favoráveis à homeopatia. Inúmeros mesmo. Todos com dados suficientes para quem quer apenas verificar, e não estentoriamente duvidar. Isso, claro, não serve aos céticos. Para eles não interessa que alguém seja curado, interessa apenas se isso pode ser comprovado.
    As ditas quinhentas milhões de pessoas que fazem uso da homeopatia devem ter a saúde muito fraca, visto que, uma vez que algo não se observa em laboratório, algo simplesmente não é possível.

    Ciência obtusa, medrosa, mesquinha.

    Quanto à manifestação (não era esse o objeto de discussão?), algumas perguntas permanecem:

    Sunydara afirmou que com medicina não se brinca. No entanto, o que foi essa manifestação senão uma brincadeira de criança? Da mesma forma que “tomar e ficar bom” não credencia um remédio, o fato de você não acreditar nele não o descredencia. A homeopatia é uma prática medicinal devidamente reconhecida, e a atitude neste manifesto foi desrepeitosa, irreponsável e infantil.

    Que fórmulas foram ingeridas durante a manifestação? De onde vieram os medicamentos? Em que deu essa brilhante manifestação?

    E, finalmente, a pergunta que não quer calar: O QUE OS CÉTICOS TANTO GANHAM COM ISSO? Será que é só mesmo o dinheiro gasto pelo governo com homeopatia? Será que é tanto dinheiro assim que justifica tamanha indignação? Já que se falou tanto em dados, alguém tem algo que comprove que pessoas estão morrendo por se tratar com homeopatia? Alguém pode PROVAR que não funciona?

  257. Adriano says:

    Murilo, td bem? :)
    Provar que não funciona é legal :-) ótima argumentação. Prove que coelhos não voam! prove que cocoterapia não funciona!
    Quem alega que deve provar….isso parece bem óbvio. Quem diz que homeopatia funciona, que comprove.
    Uriel, seu “argumento” de quantidade é fantástico, nota-se que você é uma pessoa muito culta e sabe discutir realmente. tentei ser simples contigo pois sua falácia é tão óbvia…mas deixa pra lá…

  258. Murilo Neves says:

    Oi Adriano, tudo ótimo, e você?
    EU não tenho que comprovar nada. A homeopatia é uma prática medicinal reconhecida, portanto, aqueles que deveriam ter sido convencidos de algo em algum momento já foram.
    Quem está discutindo algo já estabelecido é que deve aprofundar o motivo. Portanto, se a homeopatia é uma prática reconhecida e usual, seus usários estão satisfeitos e não há PROVAS de que não funciona, então o resto é histeria.
    Quanto a provar que coelhos não voam e que cocoterapia (hein?) não funciona, prefiro me abster de comentários. Peça para o papai bloquear seu computador para essas discussões e te ensinar joguinhos, ou programações mais educativas. Essa discussão, até onde eu sei, é para adultos.

  259. Adriano says:

    haha Murilo, ok.
    algumas perguntas,seja honesto nas respostas.
    Você sabe se a Homeopatia é reconhecida no mundo todo?
    Se você alega que algo funciona, deve provar. Não pedir que outro prove que não funciona. Aí o que acontece? os homepatas fazem estudos, seguem as normas de estudos , grupo com placebo, grupo com homeopatia…sabe o que acontece com os resultados em 95% dos casos? homeopatia=placebo! em 5% dos casos existe homeopatia>placebo ou placebo>homeopatia! Se estudar um pouco de estatística vais saber porque.
    Quanto a desqualificar uma pessoa por sua idade e não por seus argumentos, é outro tipo de falácia…você pode dar uma estudada em lógica e argumentação,um bom texto vai melhorar muito seus argumentos, juro que é pra melhorar que te dou essa sugestão…). isso se tiver tempo, senão pode continuar no esquema com megaargumento “ahh é uma criança, então suas idéias não valem nada” :-)

  260. Murilo Neves says:

    Vamos lá, Adriano:
    Sei que a homeopatia é reconhecida na França, Inlgaterra, Itália, Suíca, Espanha, Irlanda, Escócia, Hungria, Holanda, Bélgica, Rússia, Estados Unidos, México, Índia e Israel (além, é claro, do Brasil).
    Quando uma prática já reconhecida é questionada, volto a argumentar, quem questiona é que deve trazer novos dados. A diluição dos princípios ativos nos remédios homeopáticos é o princípio de seu funcionamento, e que eles não serão detectados em laboratório já se sabe, não é novidade. Se estivéssemos questionando a implementação da prática homeopática, compreenderia o argumento insistente. No entanto, mesmo assim, a homeopatia já é reconhecida, utilizada, e seus usuários estão satisfeitos. Quem não está satisfeito que venha com argumentos melhores do que “os pacientes estão melhorando, mas como o laboratório não acusou, eu não acredito”.
    E, a tempo: eu não o desclassifiquei por idade, mas pelos argumentos mesmo. A questão da idade foi – obviamente – uma ironia, figura de linguagem pela qual tenho muito apreço. Eu não disse “ah, é uma criança, então suas idéias não valem nada”. Pelo contrário, dialoguei com suas idéias para depois te chamar de criança. Sei bem que crianças podem ser muito mais consistentes que muitos que escreveram por aqui. Quanto ao meu texto, fique tranquilo, não estou preocupado com isso. Sou claro e objetivo, tenho boa escrita (sei disso) e sempre lembro, por exemplo, de abrir parênteses antes de fecha-lo, usar maiúsculas em começo de frase, essas coisinhas básicas. E, claro, JAMAIS uso carinhas feitas de pontuação. Um bom texto é claro em suas intenções, não precisa de pequenos guias de humor pra ser compreendido.
    Não ganho nada com isso, portanto não, realmente não perco meu tempo estudando para argumentar melhor, como você sugere. Não é minha intenção aqui praticar o onanismo retórico, então, bastaria que você respondesse minhas perguntas (como eu respondi prontamente as suas!) e poderíamos seguir em frente.

  261. Adriano says:

    ok Murilo. Vamos por partes, como diria Jack.
    Sobre carinhas de pontuações, servem para deixar o texto, que está sendo feito em comentários de posts, mais suave, mostrando a intenção de discutir e não matar com quem estamos em contato. :-)
    Vamos a alguns pontos:
    1) usuários de homeopatia satisfeitos, de onde você tirou isso? temos alguma pesquisa para analisar? Qual o índice de satisfação? podemos cruzar esse índice por tipo de doença tratada? satisfação pra curar resfriado deve ser bem maior que pra curar irritação de pele não? note que estou perguntando, não sei as respostas.
    2) Quais as doenças que são curadas sistematicamente por homeopatia, com efeito > placebo? você poderia me informar?
    3) se eu te apresentar diversos estudos que mostram que o efeito da homeopatia é igual ao efeito placebo, isso mudaria alguma coisa em sua fé?

  262. Franciscodog says:

    “1) usuários de homeopatia satisfeitos, de onde você tirou isso? temos alguma pesquisa para analisar? Qual o índice de satisfação? podemos cruzar esse índice por tipo de doença tratada? satisfação pra curar resfriado deve ser bem maior que pra curar irritação de pele não? note que estou perguntando, não sei as respostas.”
    Nunca vi nenhuma pesquisa a respeito, de qualquer maneira a Qualidade Percebida não é considerado um bom indicador de eficácia terapêutica, é utilizada mais pelo pessoal do “medical business”
    Na minha prática clínica tenho vários pacientes que se tratam com homeopatia e estão muito satisfeitos (nunca encontrei nenhum que reclamasse)

    “2) Quais as doenças que são curadas sistematicamente por homeopatia, com efeito > placebo? você poderia me informar?”
    Aí tem uma diferença fundamental na abordagem. Não existe nenhuma comprovação de que as medicações hoemopáticas com diluição igual ou além do número de Avogrado tenham superioridade sobre o placebo. Isso não quer dizer que o tratamento homeopático não seja superior ao placebo, já que nesse tratamento está incluído a relação médico paciente.

    “3) se eu te apresentar diversos estudos que mostram que o efeito da homeopatia é igual ao efeito placebo, isso mudaria alguma coisa em sua fé?”
    Hum, acho que essa pergunta é somente para o Murilo responder

  263. “Coma merda! Um bilhão de moscas não podem estar erradas.”

  264. Magno says:

    APODman, voce cita:

    “Chico e Kardec apoiavam a idéia da “superioridade da raça branca”.”

    “Kardec inclusive considerava que o genocídio de culturas Ameríndias era justificável do ponto de vista espiritual pois ajudaria aos espíritos destas culturas a “evoluirem”.”

    O Uriel e eu, pedimos que colocasse aqui em que livro e página se encontra isso.

    Então, como respota, voce se oferece a mandar por email. Por mim tudo bem, mas acho que, como voce faz essa declaração em público, deveria colocar as referências também em público, para não correr o risco de ser chamado de leviano.

    Abs.

  265. Raneman says:

    As perspectivas aleatórias de que algo irá atingir o equilibrio da energia vital do ser humano vai além do que o homem ainda pode saber sobre a vida e sua energia vital, energia esta que contem nos medicamentos homeopaticos não podendo ser meranmente obtido uma overdose de um fenomeno que só tende ao equilibrio de tal energia afim de manifestar apenas o bem quando o mal não tem sua vez mesmo quando se tente usar tal mecanismo para atigi-lo sendo apenas o bem prevalecendo na energia que regem os medicamentos homeopáticos por isso digo desafio qualquer um quanto a eficacia deles…

  266. Roberto Ribeiro says:

    Só uma questão metodológica: como vai ser o controle da experiência? As pessoas certamente farão exames antes e depois do experimento. Também imagino que elas não deverão estar tomando medicamentos, senão, se houver algum efeito, ninguém saberá se se trata de reação ao remédio homeopático ou ao remédio “não homeopático”. Não é?

  267. Pablo Mateus says:

    ASSISTI ESTA REPORTAGEM.
    Percebi que NENHUM deles era médico. NENHUM deles estudou um mínimo de 6 anos na faculdade e fez mais um mínimo de 2 anos de residência.

    E vocês ainda querem relevar essas insinuações?

    Remédios homeopáticos surgiram justamente (um dos motivos) para burlar os efeitos colaterais dos remédios alopáticos.

    Um monte de leigo falando merda… O que podemos fazer?

  268. Franciscodog says:

    Sr. Pablo, sou medico, estudei 6 anos, fiz 3 de residência, chefiei a residência e chefiei a clinica medica de um grande hospital.
    Não existe nenhum trabalho duplo cego randomizado multicentrico que comprove eficácia em qualquer medicação homeopatica com diluição equivalente ou maior que o numero de avogrado.
    Se o Sr. conhece algum teria o maior interesse em verifica-lo, estou no aguardo
    Abraços

  269. Adriano says:

    Pablo Mateus,

    Seus requerimentos de estudo de medicina são fora de propósito. Você não precisa ser piloto profissional para dizer que o carro não está acelerando quando você pisa no acelerador.
    Nos estudos conhecidos, sobre eficácia da homeopatia, quase nenhum aponta maior eficácia do que o placebo.
    Nos poucos casos que existiu eficácia maior, foram descobertos erros de procedimento ou numa segunda análise ou tentatica de reprodução, a eficácia não apareceu mais.

  270. Otto Pessanha says:

    Concordo plenamente que seja abusivo o preço cobrado por medicamentos alopáticos, que os preços pagos pelos medicamentos pagam exponencialmente as pesquisas. Que somos massacrados por uma indústria que visa apenas o lucro.

    Mas vamos pensar numa coisa: Medicamentos homeopáticos não surtem efeitos (além do efeito placebo, já foi provado e re-provado) e são feitos de nada mais que água e açúcar (testes de laboratório provam isso também). Pelo menos a indústria alopática está cobrando a pesquisa e os princípios ativos dos remédios (eu compro genéricos por 10, as vezes 5% do preço de um remédio “de marca”) cobrar, mesmo que R$ 10,00 por um punhado de açúcar e água? É ganhar muito mais, proporcionalmente, que a alopatia!

    Então a desculpa da “indústria de remédios”, não cola, porque pelo menos a gente paga por alguma coisa que funciona na alopatia e trocando isso pela homeopatia, é trocar um segmento da indústria que só visa o lucro por outro que faz o mesmo! Simples assim.

    Tanto a Alopatia quanto a Homeopatia só querem uma coisa: O teu dinheiro. A diferença é que a Alopatia te dá algo em troca, a Homeopatia, muito pouco.

  271. Sergio M says:

    Comentário de Carla Holandino, professora adjunta da Faculdade de Farmácia da UFRJ, (sim a UFRJ reconhece a homeopatia) coordenadora do Laboratório Multidisciplinar de Ciências Farmacêuticas a respeito de um debate sobre gastos públicos com homeopatia no Reino Unido.

    “Quando eu vi pela primeira vez a reportagem no Jornal Nacional, em horário nobre, me perguntei: ‘Com que objetivo o parlamento britânico faz um relato como este?’ A Inglaterra é considerada um dos berços da homeopatia. Tive oportunidade de conhecer pessoalmente o Royal London Homeopathic Hospital em 2006, quando esse hospital foi sede de um importante congresso científico na área de homeopatia. O trabalho feito lá é fantástico e um número muito significativo de pacientes vem sendo beneficiado com a terapêutica homeopática de maneira absolutamente gratuita.

    O próprio parlamento britânico reconhece que a homeopatia custa aos cofres públicos o equivalente a R$ 500 mil por ano, quantia irrisória dentro do orçamento britânico, que destina R$ 300 bilhões à saúde, de maneira geral. Ou seja, o tratamento homeopático é muito mais econômico do que o alopático, não há como comparar.

    Além disso, os benefícios da terapêutica homepática vêm sendo cada vez mais divulgados em todo o mundo. A doutora Charlote Mendes da Costa, da Associação Britânica de Homeopatia, enviou ao parlamento o resultado de um estudo científico feito com 6,5 mil pessoas, com diversas patologias, o qual concluiu que mais de 60% dos pacientes tratados com a homeopatia ficaram curados. Por que esse estudo especificamente não foi levado em consideração pelo parlamento britânico? A resposta é simples: por motivos econômicos e políticos.

    A indústria farmacêutica é a mais poderosa do mundo atualmente. Seríamos ingênuos em pensar que a polêmica em torno da homeopatia diz respeito apenas à carência dos mecanismos de ação dos medicamentos homeopáticos. Quantos novos medicamentos são lançados no mercado por ano, sem que sua eficácia clínica ou que seus mecanismos de ação sejam completamente conhecidos? Desde que comprovados os benefícios de novas drogas para determinadas doenças que não podem ser tratadas pelos medicamentos existentes, elas passam a ser inseridas nos protocolos clínicos para que os pacientes possam ser beneficiados. Então, por que a homeopatia deve ser excluída do Serviço Público de Saúde Britânico? Apenas por não ter comprovação científica?

    A afirmação do deputado Phil Willis de que ‘os remédios homeopáticos não passam de pílulas de açúcar’ mostra um profundo desconhecimento acerca dos inúmeros trabalhos científicos que mostram os efeitos biológicos, bioquímicos, fisiológicos, curativos e terapêuticos dos medicamentos homeopáticos em humanos, animais, plantas, cultura de células, dentre outros.

    No Brasil, a agronomia e a veterinária mostram muitos relatos científicos sobre os benefícios da homeopatia no solo, nas plantas, no gado. As hortaliças e as frutas orgânicas, o ‘gado verde’, estão em nosso mercado com força total, sendo valorizados cada vez mais, porque esses alimentos são isentos de agrotóxicos, hormônios, dentre outros aditivos, e, ao contrário, são apenas tratados com homeopatia. Será que aqui também vamos atribuir os benefícios da homeopatia ao efeito placebo? A resposta é não!

    A homeopatia é uma terapêutica recomendada pela Organização Mundial de Saúde e reconhecida no Brasil como especialidade médica desde 1980, farmacêutica desde 1991, tendo ainda o reconhecimento dos conselhos de Medicina Veterinária e Odontologia. A aceitação e a procura pela homeopatia pela população brasileira, pelos órgãos públicos e por profissionais da área de saúde vêm crescendo enormemente nos últimos anos. A implementação da Política de Práticas Integrativas e Complementares vem dando força à homeopatia, que já vinha sendo timidamente disponibilizada nos serviços do Sistema Único de Saúde.

    A terapêutica homeopática completa 214 anos em 2010. O Brasil vem se destacando no cenário internacional, com a publicação de trabalhos científicos de altíssimo nível, já há algum tempo. Desde 1970 experiências brasileiras são citadas em relatórios da OMS. O governo está começando a ‘colher’ os frutos de um investimento importante que cada vez mais será percebido pela sociedade, que precisa ter acesso a práticas integrativas e complementares de saúde dentro do SUS, dentre as quais destacamos a homeopatia.

    Os dados que são divulgados no Brasil e em outros países do mundo vão na ‘contramão’ do que o parlamento inglês propõe. Ou seja, privar a população britânica de ter acesso a esta terapêutica é, no mínimo, uma irresponsabilidade e falta de conhecimento total dos estudos que vêm sendo feitos em todo o mundo acerca da eficácia e dos benefícios do tratamento homeopático”.

  272. Adriano says:

    Sobre :
    Enviado por Sergio M em 22 de fevereiro 2011 às 22h26

    Comentário de Carla Holandino, professora adjunta da Faculdade de Farmácia da UFRJ

    “Então, por que a homeopatia deve ser excluída do Serviço Público de Saúde Britânico? Apenas por não ter comprovação científica?”

    “O Brasil vem se destacando no cenário internacional, com a publicação de trabalhos científicos de altíssimo nível, já há algum tempo.”

    Minha pergunta: tem ou não tem trabalhos científicos publicados que provam a eficácia do medicamento homeopático?

  273. Franciscodog says:

    Adriano, existem estudos clínicos sobre as medicações homeopáticas, porém os estudos clínicos são bastante rigorosos.
    São exigências mais ou menos padronizadas que as medicaçoes para serem “confirmadas” necessitam passar por estudos multicêntrico duplo-cego randomizados mostrando variação estatística superior ao placebo.
    infelizmente esse trabalhos rigorosos até hoje falharam em mostrar benefícios de medicações com diluição igual ou acima do Número de Avogrado

  274. Lander says:

    uma dúvida para os céticos (e é uma dúvida sincera, gostaria mesmo de explicação).

    efeito placebo nos humanos eu entendo. a pessoa ACHA que está melhorando e por isso melhora, sabe-se lá por que acontece, mas acontece. poderia justificar o funcionamento de homeopatia. mas por que funciona em animais também? animal não tem como saber se aquilo é remédio, se é açucar… enfim.

    e falar que funciona por efeito placebo é ridículo, já que animal não tem capacidade de entender o que significa o açucar que ele está ingerindo. e mais absurdo ainda se argumentarem que é por que os humanos sabem que é remédio. então quer dizer que o fato de um humano saber cria poderes mágicos no humano e ele cura o animal magicamente? me poupe né.

  275. Adriano says:

    Lander,

    boa pergunta mas péssima conclusão de texto. Você inventa uma resposta idiota, atribui aos céticos e pede para poupá-lo :-) muito interessante.

    Você poderia indicar algum estudo sobre eficácia de homeopatia em animais? Ou está falando do que ouviu falar? (melhor,” escrevendo sobre o que ouviu falar”)

  276. Lander says:

    Adriano, estou falando pelas pessoas que já escreveram aqui e dizem tratar seus animais só com homeopatia e funciona, e pelos céticos que responderam que isso é efeito placebo no animal. mas como se justifica um efeito placebo em animais?

  277. Adriano says:

    Lander,

    o problema está aí. Muitos dizem que existe efeito da homeopatia provada em animais, mas os estudos sobre os casos não são científicos.
    Muita gente diz que homeopatia funciona, mas daí a estar funcionando mesmo, sob rígido controle, vai uma distância enorme.

  278. Adriano says:

    Efeito placebo em animais me parece que seria injustificável, caso fosse afirmado.

  279. Soraya says:

    Cara, acho que a homeopatia é a coisa mais real que existe, o que prova que nós mesmos temos a cura pra tudo porque nosso corpo, organismo tem uma capacidade ilimitada; se acreditamos realmente que vamos fikar bons, iremos; é como se nós mesmos, ao emitir esse desejo e essa fé ao cerebro, ele irá corresponder. Esses rémedios servem apenas para dar respaudo a tal chamada “fé” (não precisamente religiosa) e logo, apresentarem uma melhora significativa!
    Comecei a ler seu site hoje e já estou adorando, apesar de por vezes apresentarmos idéias contraditórias né? mas é isso que dá sentido a vida, as dúvidas e os mistérios, enfim você descreveu parte de meu pensamento perfeitamente no tema: só sei que nada sei (Acho que é esse!) hehehehehe! Abraços! Estarei sempre que puder lendo! :}

  280. observador says:

    Sr. Mori, estás a par do malefício que sua visão cética está distorcendo conceitos milenares de tratamento que envolvem os princípios da homeopatia? Por um acaso pesquisastes a fundo os mecanismos que produzem cura e alívio dos sintomas de diversas enfermidades através da homeopatia? Com que autoridade o senhor se julga capaz de desmerecer uma disciplina médica reconhecida por toda comunidade mundial e que ajuda pessoas do mundo inteiro a aliviar alguns dos seus males? Já ouviu falar em efeito placebo? sabe o que significa a frase mente sã, corpo são? Faz idéia pelo menos dos poderes que a mente humana possui, e de sua capacidade de despertar a cura? O senhor parece que está se tornando além de cético, cego também.

  281. Soraya says:

    Desculpe, Sr. observador, as vezes o que gera conflito não são as opniões diferentes, mas sim, a falta de respeito que duas ou mais partes tem uma pela outra! Tudo bem, nós, acreditarmos em tal efeito, mas há pessoas na sociedade como o escritor desse site, que discordam e ele criou esse site, justamente para expor a opnião dele e pronto! Tem coisas que já li de ontem pra hoje nesse site que condordo, umas abriram umas idéias, outras me geraram mais dúvida e outras que não concordo e isso não implica minha falta de respeito para com ele, pelo contrário eu o admiro muito, pq, pelo menos em mim, despertou mais ainda minha curiosidade e essa curiosidade me abre muito a mente principalmente pelos mistérios do corpo, da mente e do universo, isso pra mim é sinonimo de crescimento intelectual e só há avanço se houver estudo, mas só há estudo se houver interesse e só há realemnte um interesse quendo se disperta a curiosidade e a pergunta que nunca cala em mim: mas porque isso?! Não concordo com o fato de você querer impor sua opnião em conjunto com a falta de respeito! Você tem total direito de expor opniões, acreditar em Deus e seja lá no que for! Não concordas? tudo bem, mas sem colocar nas entrelinhas uma imposição de opnião!!! Obg! :)

  282. Gil Cleber says:

    O palhaço do Randi fez escola no Brasil. E depois alguém tem alguma dúvida de que este é um país de imitadores?

  283. Adriano says:

    Gil Cleber,
    e os homeopatas estão copiando de onde? Ou homeopatia foi criada no Brasil? Qual o problema de ter pensamento crítico? Se você deseja ter fé, problema seu, chamar de palhaço quem você acha que pensa diferente de você mostra sua falta de educação e habilidade de debater idéias.

  284. Catarino says:

    Só um adendo, pra ser “overdose homeopatica” de verdade, seguindo os “preceitos homeopáticos” de que quanto menor a quantidade da substancia, maior a cura, pra ter uma overdose é só tomar o mínimo possível do remedio, ou seja, não tomar nada.

  285. Rafael P. says:

    Na minha opinião, cada um se trata com o que acredita. Se a pessoa crê que aquilo vai funcionar, quem vai falar que não funcionou?

    A homeopatia é uma outra linhagem da medicina e quem procura médicos homeopatas sabem que as pílulas são de açúcar.

    Muita gente procura curandeiros, chás, sal grosso, amuletos. E precisa condenar, fazer protesto contra?

    Tem gente q acredita que só a oração cura doenças. Precisamos sair às ruas e queimar as bíblias?

    Apóio muito o cetisismo, mas contra certos fatos, não há argumentos.

  286. Adriano says:

    Rafael P.,

    muita gente que se trata com homeopatia não sabe como o medicamento homeopático é feito, que é feito de “energia”, que precisa ter fé para que funcione. Muitos acreditam que é apenas mais um ramo normal da medicina, com medicamenteos estudados e testados, o que sabemos não ser verdade.

  287. Maria says:

    e não tinha,sei lá, 40 milhões de alemães errados há uns 60/70 anos atrás?

    tantas pessoas erradas/certas…. prá mim,mais de 1 bilhão de católicos estão errados.

    a unanimidade é burra,a maioria pode ser,também. ou viveríamos em um mundo,ao menos, melhor.

    concordo que,depende da pessoa para ser verdade.Mas, cientificamente pode não ser. Ou sociologicamente pode ser o pior. Ou seja, talvez não funcione mesmo. E a gente não faz desmatamento há 5 mil anos?E isso não é ruim? Não quer dizer que algo repetido por tanto tempo seja bom, ou a escravidão seria,pois o sistema escravista existiu por centenas de anos.Não quer dizer que uma cultura que vingue por muitos anos é o melhor.

    *sei que as comparaçõe são grotescas,mas é proposital…

  288. Cavalheiros, devemos dar valor a opinião da professora Carla Holandino, da UFRJ, no post mais acima. Se ela trabalha com esse assunto e conhece-o profundamente, então existe pouco bom senso em desmerecer cientificamente (ou mesmo moralmente) a pratica homeopática.

    Estudos sérios já foram feitos sim, mas não com o rigor que querem os laboratórios das indústrias farmacêuticas (aliás, nenhum interesse em medicamentos baratos e livres, certo?). O lobby é enorme e a indústria não está preocupada com nosso bem-estar, e mesmo em tratamentos que funcionem, muitas vezes se esforçam por desmenti-los para não comprometer seus lucros.

    Mesmo assim resultados da homeopatia, formais ou relatados, são abundantes, mesmo no meio científico.
    Algumas formas de experimentos impossibilitam a verificação. Pois, se você faz um experimento onde ESPERA ter um resultado negativo, provavelmente terá. Não por força do pensamento, mas porque você vai isolar apenas os fatores que CONSIDERAR relevantes num determinado estudo.

    É como tentar provar que um objeto é azul usando lentes vermelhas(e sem saber que esta usando-as).

    Novas fronteiras da ciência raramente são desvendadas usando-se premissas antigas. E dadas as idéias da homeopatia, podemos ver que se trata de uma área da ciência pouco explorada e talvez por isso mesmo ainda pouco acreditada.

    É válido algum ceticismo saudável e investigador sobre o assunto, alias, é assim que caminha a ciência de fato. O que realmente é prejudicial, são comentários niilistas, conservadores, radicais e de mente fechada que por vezes vemos sobre esse e outros assuntos.
    Esses, ao contrario do ceticismo verdadeiro, contribuem apenas para criar uma desagradável troca de desrespeitos entre os defensores do assunto e pessoas com a mente fechada.

    Cada um tem, atualmente, meios de verificar por conta própria a validade e a veracidade do tratamento homeopático, desde que tenha a cabeça aberta, independente da sua visão anterior sobre o assunto.

    Verifique!

  289. Mari says:

    Sinceramente achei isso muito estranho. Eu por exemplo, sou extremamente alérgica a antibióticos e não posso tomar nenhum remédio normal. Minha única opção é me tratar com homeopatia, não tive escolha, já que tenho vários problemas de saúde. Queria uma explicação para eu já ter me curado até de uma pneumonia só com ”bolinhas com açúcar”. Eu sou cética, sou atéia e não acredito nessas coisas de fé e não acredito que se eu acreditar que o remédio vá curar ele vai curar. Como eu estou viva até agora? Será que eu tenho uma espécie de poder de auto-cura? rs

  290. Marister says:

    É claro que uma ”overdose homeopática” não vai resultar em nada. Não tem como existir uma overdose homeopática porque realmente não tem como isso fazer efeito nenhum. Não por a homeopatia ”ser feita de nada” , e sim porque com a homeopatia só se obtém resultados com o tempo e continuidade no tratamento de acordo com as dosagens certas, só assim faz efeito. Então é uma ignorância supor que uma ”overdose homeopática”, na qual não vai obter efeito algum, comprovaria que a homeopatia é feita de nada, uma vez que estão ignorando a forma do tratamento da homeopatia.
    E como assim os remédios são feitos somente com açúcar? E quanto ao semelhante cura semelhante? Não sou especialista no assunto, mas já fiz um trabalho sobre homeopatia no colégio e pelo que me lembro o material usado pra fabricar o remédio é colhido de quem já está enfermo e os remédios são fabricados com este material. Por exemplo, em alguém gripado é colhido o material da secreção dessa pessoa e com isso é feito o remédio ”para gripe”, e por aí vai. Sem contar que os remédios variam de acordo com o organismo da pessoa, então uma pessoa com uma doença toma um medicamento e outra pessoa com a mesma doença toma outro, mas ambos contém o material colhido de outra pessoa com esta mesma doença. (Não sei se consegui explicar direito!)
    Por isso que se diz ”o semelhante cura semelhante”.

  291. antonio andrada says:

    Quanto Trolóló inútil….A Homeopatia não pode ser explicada por efeito placebo pois é comprovada, aceita e estudada em animais pela medicina veterinária à décadas, parece que só os “céticos irracionais” não sabem disso!

    Para quem não sabe nada de homeopatia veterinária:

    ARENALES, M. C. O Histórico da Homeopatia na Medicina Veterinária. Botucatu: Revista Agroecológica, Editora Agroecológica, 2002. Disponível em:
    Acesso em: 6 fev 2007

    Alguns exemplos de Pesquisas no Brasil:

    HONORATO, L. A. A interação humano-animal e o uso da homeopatia em bovinos de leite. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 2006. Dissertação de Mestrado em Agrossistemas. 120 p. Disponível em:
    Acesso em: 5
    jan 2007.

    ALMEIDA, A.C.; FRANCESCHINI, F.S.; SOARES, T.M.P.; SILVA, D.B. Redução nos índices de mastite subclínica com o uso de homeopatia. In: CONGRESSO
    LATINO-AMERICANO DE HIGIENISTAS DE ALIMENTOS, 1., 2003, Belo Horizonte. Revista Higiene Alimentar, São Paulo: GT Editora, v.17, n.104-105, p.7-8, 2003.

    alguns poucos exemplos de livos de Pesquisadores:

    CAVALCANTI, A. M. S. Introdução à homeopatia. Niterói: Instituto de Saúde Comunidade da Universidade Federal Fluminense, 2003. 83 p. Apostila. Disponível em: . Acesso em: 12 jul. 2008.

    BENEZ, S. M. Manual de Homeopatia Veterinária. São Paulo: Robe Editorial, 2002,
    594 p. BARBOSA NETO, R. M. Bases da homeopatia. Campinas: Liga da Homeopatia, Curso de Medicina da Universidade Estadual de Campinas, 2006. 71 p. Disponível em:

    Acesso em: 6 jan. 2007.

    Está em manuais do Ministério da Agricultura:

    BRASIL, 2002 Ministério da Agricultura, Pecuária e do Abastecimento. Instrução Normativa no 051 de 18 de setembro de 2002. BRIONES, F. Manual de medicina veterinaria homeopatica: teoría y práctica de la aplicación de la homeopatia en medicina veterinaria. Santiago de Chile: Hochstetler, 1990. 242 p.

    E pra quem quer provas laboratoriais sobre “CURA” direta- Pesquisas sobre o efeito da Homeopatia sobre o sistema imunológico:

    BELLAVITE, P.; CONFORTI, A.; PONTAROLLO, F.; ORTOLANI, R.; Immunology and Homeopathy. 2. Cells of the Immune System and Inflammation. eCAM, v. 3, n. 1, p. 13-24, 2006. doi: 10.1093/ecam/nek018

    BELLAVITE, P.; CONFORTI, A.; PIASERE, V.; ORTOLANI, R. Immunology and Homeopathy. 1. Historical Background. eCAM, v.2, n. 4, p. 441-452, 2005. doi:10.1093/ecam/neh141

    BELON, P.; BANERJEE, A.; KARMAKAR, S.R.; BISWAS, S.J.; CHOUDHURY, S. C.; BANERJEE, P.; DAS, J.K.; PATHAK, S.; GUHA, B.; PAUL, S.; BHATTACHARJEE, N.; KHUDA-BUKHSH, A.R. Homeopathic remedy for arsenic toxicity?: Evidencebased findings from a randomized placebo-controlled doubled blind human trial. Science of the Total Environment , v. 384, p. 141-150, 2007. doi:10.1016/j.scitotenv.2007.06.001

    BERNAL-OCHOA, F.; RUIZ-HERNANDEZ, A.; BERNAT, R. Lachesis muta 200 as a hypotensive. British Homoeopathic journal, v.86, n. 1, p.35-36, 1997.

    CESAR, B.; ABUD, A.P.R.; DE OLIVEIRA, C.C.; CARDOSO, F.; GREMSKI, W.; GABARDO, J.; BUCHI, D.F. Activation of mononuclear bone marrow cells treated in vitro with a complex homeopathic medication. Micron, v. 39, n. 4, p. 461-470, 2008.

    CESAR B, ABUD AR, DE OLIVEIRA, CC, CARDOSO F, DI BERNARDI RP.; GUIMARÃES FSF, GABARDO J, BUCHI DF. Treatment with at Homeopathic Complex Medication Modulates Mononuclear Bone Marrow Cell Differentiation. eCAM, 2009.in press dói: 10.1093/ecam/nep119.

    Para quem ainda não entendeu, a Homeopatia é corroborada em laboratório a muitas décadas e funciona em animais, existem milhares de artigos científicos na web- (adeus efeito placebo) vejam por exemplo o resumo da Tese de doutorado de SIMONE MARTINS DE OLIVEIRA para programa de Biologia Celular e Molecular do Departamento de Biologia Celular, Setor de Ciências Biológicas, Universidade Federal do Paraná:

    EFEITOS DE MEDICAMENTOS HOMEOPÁTICOS SOBRE A LIBERAÇÃO DE
    ESPÉCIES REATIVAS POR MACRÓFAGOS PERITONEAIS E A EXPRESSÃO DE
    MARCADORES DE CÉLULAS DE MEDULA ÓSSEA DE CAMUNDONGOS.

    “Alguns tratamentos homeopáticos modulam o sistema imunológico. Com o objetivo de verificar a ação de medicamentos homeopáticos, estudos com macrófagos peritoneais e células da medula óssea de camundongos foram realizados com Mercurius solubilis (Merc sol), Aconitum napellus (Acon), Atropa Belladonna (Bell), Arsenicum album (Ars), Lachesis muta (Lach), Thuya occidentalis (Thuy) e Bryonia alba (Bry). Estes medicamentos, além de serem utilizadas na clínica para tratamento de doenças inflamatórias e infecciosas, demonstraram, em trabalho anterior, ação sobre macrófagos. Liberação de óxido nítrico (NO), peróxido de hidrogênio (H2O2) e anion superóxido (O2 -) por macrófagos foram analisados in vitro (antes e após interação com leveduras) e ex vivo em reação colorimétrica. Células da medula óssea foram imunomarcadas: ex vivo para linhagem hematopoiética e após cultivo e cocultivo com macrófagos para CD11b, todos quantificados em citometria de fluxo. Os macrófagos cocultivados foram processados para Microscopia Eletrônica de Varredura. Todos os medicamentos ativaram morfologicamente estas células e aumentaram a liberação de NO in vitro. Merc sol diminuiu a liberação de O2 – in vitro, ex vivo e H2O2 após interação com levedura. Aumentou a expressão de CD3 ex vivo, e CD11b não aderente in vitro. Acon diminuiu NO, O2 – e H2O2 após leveduras e O2 – ex vivo. Aumentou H2O2 e CD45R ex vivo e CD11b não aderente in vitro. Bell diminui O2 – e H2O2 após leveduras e O2
    - in vitro. Aumentou O2- ex vivo, CD45R e diminuiu Ly-6G. Ars diminuiu NO após leveduras, O2 – in vitro e ex vivo e H2O2 ex vivo, Aumentou a expressão de CD3 e CD11c ex vivo e CD11b aderente da co-cultura. Lach aumentou NO ex vivo, diminuiu NO e H2O2 após levedura e O2 – e H2O2 in vitro e ex vivo. Aumentou expressão de CD3, CD45R, CD11c ex vivo e diminui CD11b ex vivo e em não aderentes da co-cutura. Thuy diminuiu O2 – in vitro, com levedura e ex vivo. Aumentou CD3, CD45R e CD11c ex vivo, e em co-cultura CD11b aderente e diminui não aderente. Bry aumentou H2O2 e diminuiu O2 – ex vivo. Aumentou Ly-6G, CD11c e CD11b ex vivo, e e em co-cultura CD11b aderente e diminui não aderente. Dessa maneira, pode-se dizer que medicamentos homeopáticos ativam macrófagos, promovem melhora na defesa celular e redução de estresse oxidativo, e atuam na diferenciação e/ou proliferação das células de medula óssea.”

    Parem de acreditar na Propaganda Inbecilizante da Industria farmacêutica alopática, a homeopatia é parte de programas de pós graduação de norte a sul do Brasil! oh… “ceticismo de boa qualidade” neste site, pelo menos serve para rir.

  292. Fa says:

    Eu faço um tratamento com Cristais que me são indicados através da Radiestesia …. Placebo ou não, me ajudou muito a reequilibrar tudo aquilo q me afetava de maneira prejudicial …

  293. Nata says:

    Meu Deus, quanto absurdo, fiz tratamento com homeopatia para bronquite e fui curada. Será então que me curei sozinha? Já que a homeopatia não funciona… Ou será que uma pessoa que tem problema de respiração desde quqe nasceu de uma hora para outra pode se curar do nada? Eu particularmente acredito na bomeopatia e sou prova da sua eficácia. Renata.

  294. Victor says:

    Sou Farmacêutico e posso afirmar que nenhum alopático curou minha rinite. A Homeopatia curou. Não é porque existe meia duzia de homeopatas que não entende a ciência da coisa e fazem merda que você vai condenar um tipo de tratamento centenário. Homeopatia não cura malária nem câncer. A Ciência toda se baseia na capacidade do corpo de se defender e se curar. Não adianta tratar com homeopatia um corpo ferrado e incapaz de reagir. Ele não vai responder ao tratamento. Por favor, estude mais sobre o assunto antes de ser “Cético”. Medicamentos homeopaticos passam por testes de DUPLO CEGO e até mesmo de TRIPLO CEGO frente a placebos antes de serem liberados para comercialização. Existem farmacopéias sobre esses medicamentos. Apenas isso já prova que eles não placebos.

    O Homem tem mania de condenar tudo aquilo que nossa ciência não consegue explicar satisfatóriamente. Aprenda o seguinte, Homeopatia não é baseada em química. Homeopatia é puramente baseada em FÍSICA. E = MC², conhece? Existem N parâmetros físicos que provam que existe uma quantidade maior de energia naquelas “Bolinhas de açucar” homeopáticas do que em bolinhas de açucar normais.

    Mas vamos assumir que seja placebo. Quantas pessoas foram curadas pelo placebo? Uma porrada. Então que tal uma sugestão: Se o poder de cura da mente é tão forte, porque não prescrever placebos para certas doenças no lugar de alopáticos? Vocês deveriam fazer uma passeata contra os alopáticos, porque esses medicamentos causam tantos efeitos adversos, que são uma verdadeira bomba para o organismo. E os médicos alopatas, tão irresponsáveis quanto os homeopatas, precrevem benzodiazepínicos, barbituricos, corticoides indiscriminadamente. Graças a alopatia, temos hoje um sem número de viciados em medicamentos no Brasil.

    Palmas palmas.

    Então, no fim das contas, as passeatas tem que ser contra médicos ignorantes e irresponsáveis. Alopatas pra dizer que a alopatia é foda se recusam a prescrever homeopatia, florais, fitoterapicos e qqr merda que faça alusão a uma medicina alternativa. As indústrias tem que continuar lucrando com sua doença. Já os homeopatas e outros praticantes de medicina alternativa se recusam a prescrever alopatia pra provar que a medicina deles é a foda. Sugestão: Vamos trabalhar em conjunto?

  295. Alexandre Tavares says:

    Parabéns ao Antônio Andrada pelas fontes acadêmicas citadas.

    E gostaria de acrescentar uma experiência pessoal…

    Durante minha infância eu sofria de bronquite muito intensa cujo tratamento alopático, durante uma crise muito forte, quase me levou à morte devido a um choque anafilático após administração intravenosa de Aminofilina.

    Tinha crises freqüentes, 1 a 2 por mês, que não só causavam desconforto, como às vezes necessitavam de internação. Enfim, com o tratamento homeopático as crises, antes tão frequentes, se reduziram a algumas poucas espaçadas de anos, que geralmente não passavam de leve falta de ar. Fazem 15 anos que não tenho mais crises, graças à homeopatia.

    Outro ponto importante é que tive 3 homeopatas me acompanhando no tratamento, em momentos diferentes. Todos médicos, sendo 1 com especialidade em pediatria e 2 clínicos gerais, sendo que um deles é pesquisador em Medicina Ortomolecular e possui 3 livros publicados. Achei importante citar pois vi em comentários acima a alegação de que os homeopatas não eram instruídos e não se submetiam à uma graduação em medicina, com 2 anos de especialização, etc.

  296. Livia says:

    Eu gostaria de saber se os manifestantes ja pensaram em fazer outro tipo de experiencia. Do tipo, ao invéz de tomar uma superdose de uma só vez, tomar varias doses pequenas por uma semana e ver se acontece algo.

    Eu sugiro aos loucos que realmente acreditam q substancias diluida e dinamizada nao funciona e vao fazer o teste em si mesmos para comprovar sua crença, a ingerir uma dose do medicamento por um prazo.

    ah, precisa de sugestao pq nao conhece a Homeopatia, ne. Ta aqui, Sponja de primeira. A quantidade q proponho nao é nada absurda, apenas 6 gotas, 3x ao dia, por meia semana, acho q esta bom. Ah, o melhor é tomar 20 min antes das principais refeicoes.
    Quem realmente quer provar q homeopatia nao vale de nada, nem pesquise para saber os efeitos deste medicamento, afinal ninguém quer ser induzido. Faz parte da comprovacao. Mas, os efeitos serao percebidos nao so por vc. Fica tranquilo, vai dar para ir trabalhar sim, e não é so vc q vai saber os sintomas, nao da cura mas de provocar a doenca, ja q a homeopatia trata com a proposta de similis curantun – cura por semelhantes. Mais ou menos como a doenca em doses fracas para curar ela qd atinge o organismo.

    Depois seja bonzinho e conte o resutado de sua experiencia ao mundo, e aqui.

    As pessoas q eu conheco q nao creem na homeopatia nao quiseram experimentar, ainda crendo nada acontecer ao organismo. Disseram q depois se submeteriam a esta experiencia.
    Elas continuam sendo contra a homeopatia, divulgam isso, acham q nao ha nada no medicamento alem de agua e alcool, ou açúcar nos tabletes e globulos, mas receiam a experiencia.
    A homeopatia tem remedios extremamente mais baratos q a alopatia. Ja parou para pensar se isso tem impulsionado uma corrente contra ela.

    Ah, eu descobri os efeitos da experiencia tomando o remedio errado qd estava… Isso nao importa. O usuário vai saber no q deu.

  297. Cíntia Abruzzini says:

    Quem não entende de Física Quântica, nunca vai entender a homeopatia… Abçs

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑