MENU

A Pegada Meister

OVNI Gigante fotografado por Satélites?

15 de agosto de 2009 Comments (30) Views: 4574 Ceticismo, Ciência, Ufologia

Os 223 Genes (de Sitchin)

imagem de quem Adão — o protótipo dos humanos modernos, Homo Sapiens — foi criado?”. É com essa pergunta que Zecharia Sitchin, autor do livro O 12o Planeta, nos introduz a descoberta de genes “enigmáticos”, parte do anúncio feito pelo consórcio internacional do projeto Genoma em fevereiro de 2001.

Em um sumário de suas descobertas preliminares publicado no periódico Nature, no meio de 150 páginas dedicadas ao tema, o projeto internacional apresentava onze importantes achados – entre eles o de que 223 de nossos genes “parecem ter sido transferidos de uma gama de espécies bacterianas”, em uma transferência horizontal na árvore evolutiva.

Em outras palavras, parte de nosso magnífico genoma não seria fruto de uma contínua evolução que foi selecionando de nossos ancestrais mais remotos ao lindo bebê Homo Sapiens à sua frente, mas teria em algum momento de nossa história adentrado direta e clandestinamente de simples bactérias!

Zecharia Sitchin logo entraria clandestinamente nesta história científica, com sua nota intitulada:

“O caso dos genes alienígenas de Adão”
Sitchin defende que nós fomos criados através de engenharia genética por seres extraterrestres, os Anunnaki de Nibiru (o “12o planeta”), e teríamos sido feitos “à sua semelhança” a partir de hominídeos que habitavam este primitivo planeta quando de sua visita.

Na nota, ele encaixa os 223 genes em suas histórias, aparentemente sem muitos problemas. Primeiro, é preciso notar como o cerne desta descoberta seria o de que temos genes em comum com bactérias. E enquanto os cientistas sugeriram que foram justamente inseridos por e elas e delas, também teriam notado que “não está claro se a transferência foi de humanos a bactérias ou de bactérias a humanos”. As bactérias poderiam ter adquirido os genes de nós. Nesse caso então o quê teria inserido esses genes? Ou quem? E de onde?

“Leitores de meus livros devem estar sorrindo agora, pois já sabem a resposta”, escreve Sitchin. Extraterrestres, é claro, os Annunaki. Eles “vieram à Terra há aproximadamente 450.000 anos” em busca de ouro. Depois de 150.000 anos, exaustos, resolveram criar sua mão-de-obra: “Enki — o cientista chefe — iniciou um processo de engenharia genética, adicionando e combinando genes dos Anunnaki com os dos hominídeos já existentes”. E o resultado foi nada menos que nós, Homo sapiens, a mão-de-obra terrestre para os extraterrestres.

“É assim”, ele sugere, “que nós chegamos a possuir estes peculiares genes extras. Foi à imagem dos Anunnaki, não de bactérias, que Adão e Eva foram criados". O Projeto Genoma teria descoberto os “genes alienígenas de Adão”, uma “corroboração pela ciência moderna dos Anunnaki e suas proezas genéticas na Terra”.

Uma busca no Google em março de 2004 mostra que esta nota de Sitchin foi reproduzida por mais de 4.000 sítios on-line. Infelizmente, está errada.

O caso dos genes bacterianos dos vertebrados
O problema com os “genes alienígenas de Adão” é que os genes discutidos e anunciados não seriam originais de “Adão”, isto é, não seriam exclusivos ao homem moderno. Teriam sido inseridos em nossa linhagem evolutiva há centenas de milhões de anos, e não há 300.000 anos, como Sitchin claramente afirma. Seriam genes presentes em todos os vertebrados, possivelmente presentes neles há pelo menos 450 milhões de anos atrás. 

O próprio Sitchin cita a informação, embora de forma habilidosa para que não evidencie o problema. Enquanto o anúncio original publicado na Nature diz que:

“uma análise mais detalhada feita por computador indicou que pelo menos 113 desses genes são comuns em bactérias, mas entre eucariontes, parecem estar presentes apenas em vertebrados” (ênfase inserida)

O autor de O 12o Planeta cita o trecho desta forma:

“A equipe do Consórcio Público, conduzindo uma busca detalhada, descobriu que em torno de 113 genes (dos 223) ‘são comuns em bactérias’ — embora estejam completamente ausentes mesmo em invertebrados” (ênfase inserida)

Ao invés de dizer que os genes estão presentes em vertebrados, e não apenas em humanos, diz que estão “ausentes mesmo em invertebrados”. Sitchin exibe suas habilidades literárias.

Nosso talentoso autor também cita várias vezes um artigo publicado no periódico Science. Curiosamente, não cita que no mesmo artigo podemos ler que “alguns pesquisadores suspeitam que o genoma vertebrado antigo recebeu genes bacterianos” (ênfase inserida). Curioso, pois tanto a frase anterior quanto a posterior são citadas.

Os seres vertebrados surgiram há milhões de anos, e nem mesmo Sitchin defende que foram os Anunnaki a criá-los. Segundo ele, os Anunnaki teriam vindo ao nosso planeta há “apenas” 450.000 anos, supostamente criando o ser humano há 300.000. Como tais genes podem ser encontrados também em outros vertebrados, não são “genes de Adão”, muito menos devem ser alienígenas. O anúncio feito pelo Projeto Genoma sempre se referiu aos possíveis genes bacterianos dos vertebrados.

E há mais. Ou menos.

O caso dos genes inexistentes
Tais genes bacterianos transmitidos lateralmente aos vertebrados podem mesmo não existir. Apenas quatro meses depois do anúncio de descobertas preliminares do Projeto Genoma, a mesma Science publicou um artigo do The Institute for Genomic Research que pretendia “corrigir o registro”, segundo Steven Salzberg. O novo estudo, centrado especificamente na questão, reduzia os genes possivelmente adquiridos lateralmente a pouco mais de 40, “tendendo a zero” à medida que mais genomas e mais buscas fossem realizadas.

Mais um mês e a própria Nature também publicaria outro estudo feito pela GlaxoSmithKline que igualmente contrariava a promiscuidade de genes entre bactérias e vertebrados. Analisando parte dos genes em questão, o estudo defendeu que eles “podem ser explicados em termos de herança através de origem comum ao invés de um pulo de bactérias a vertebrados”.

“O relatório publicado na Nature em fevereiro de 2001 tinha o seguinte título geral: ‘Seqüenciamento e análise inicial do genoma humano’. Era um relatório preliminar, que divulgava genericamente o que se tinha aprendido até aquele momento. E se aprendeu muito”, disse o bioquímico Jorge H. Petretski em uma lista de discussão sobre ufologia, a BURN. “Mas alguns meses depois… já se tinha aprendido mais um pouco”, completou. 

Mal para Zecharia Sitchin, que pretende revelar a “verdadeira” história não só da humanidade, como de seres extraterrestres, datando de centenas de milhares de anos.

– – - 
Com agradecimentos a Jorge H. Petretski pela ajuda na correção desta ‘referência’

Leia mais:
THE CASE OF ADAM’S ALIEN GENES – O relato original de Zecharia Sitchin sobre os 223 genes 
Got bacterial genes?
Researchers Challenge Recent Claim That Humans Acquired 223 Bacterial Genes During Evolution 
Setting the Record Straight

Referências:
– Lander, E.S. et al. Initial sequencing and analysis of the human genome. Nature 409, 860-921 (February 15, 2001). http://www.nature.com/genomics/human/papers/409860a0_r_4.html  
– Salzberg, S.L. et al. Microbial genes in the human genome: lateral transfer or gene loss? Science 292, 1903-1906 (June 8, 2001). Published online May 17, 2001. 
– Stanhope, M.J. et al. Phylogenetic analyses do not support horizontal gene transfers from bacteria to vertebrates. Nature 411, 940-944 (June 21, 2001). http://www.nature.com/nature/links/010621/010621-3.html

Tags: , , , , , , , , , ,

30 Responses to Os 223 Genes (de Sitchin)

  1. […] incident where Sitchin creates non-existent mysteries out of trivial scientific data. I already wrote in Portuguese about his antics with “Alien Genes”, allegedly “corroboration by modern science of the […]

  2. […] cria mistérios não-existentes a partir da distorção de dados científicos corriqueiros. Em “Os 223 Genes (de Sitchin)” mostramos como este vendedor de histórias distorceu descobertas anunciadas pelo Projeto Genoma […]

  3. Renegado disse:

    A ciência ainda é o melhor caminho, pena que há vezes que ela toma um caminho que leva em direção ao ponto de partida, ou até a um ponto muito anterior. Porém, ela continua a caminhar.

  4. joão barbosa dos santos neto disse:

    De qualquer forma, sendo verdade ou ficção, Zecharia foi uma mente brilhante em pesquisa ou imaginação.

  5. Rosinha disse:

    Eu tenho uma duvida grande, quem sabe vcs aqui podem me ajudar a solucionar. Penso que o Sitchin passou vinte anos traduzindo as plaquetas, e pode escrever sobre nibiru, sobre os sumérios, e sobre o fim do mundo, certo? E alguns dizem que é mentira, que é enganação, ok? Então, onde está a verdadeira tradução das plaquetas? Como, até hoje não apareceu ninguem pra “provar”, com a mesma grandiosidade que Sitchin está errado?? Gente!! O cara que fizer isso, vai vender muito livro, vai ficar super importante!
    Não consigo entender como até hoje, esse Super cara não apareceu. Alguém aqui, sabe me responder? Mas, quero saber de provas concretas. Porque as plaquetas estão lá…e quem for linguista pode e deve desmentir, se é que esse é o caso, o que eu não acredito!

      • Jose Paez disse:

        Rosinha, Zezharia Sitchin está certo. Mas outros pesquisadores não se conformam não serem eles os vencedores. Eu pertenço a um grupo de filologos. Em 1960 descobrimos como interpretar os sinais, chamados massoreticos, deixados pelo profeta Ezra e seus alunos no texto aramaico da Biblia. Nos fizemos a tradução usando este “codigo” que os judeus atuais acham que se trata de sinais musicais. A Biblia lida aplicando o codigo massoretico é muito mais real e logica, e proxima das teorias de Sitchin, que a que foi traduzida as nossas linguas. Mas, como no caso de Sitchin, ninguem aceitou. Ninguem é profeta na sua terra. Saudsações

  6. GLAUCO disse:

    BOA REPORTAGEM, É UMA PENA QUE ESTÁ CLARA A TOTAL AUSÊNCIA DE IMPARCIALIDADE NO SENTIDO DE QUE O AUTOR SE ACHA NO DIREITO DE PENSAR QUE ESCREVENDO DESTA FORMA ESTARIA DESMASCARANDO UM CIENTISTA MODERNO QUE DEDICOU TODA SUA VIDA A UM TRABALHO CIENTÍFICO DESTA MAGNITUDE, INFELIZMENTE NÃO LEVADO COM A TAMANHA SERIEDADE QUE DEVERIA.

  7. jeronimo graciano disse:

    Acho que não é o caso de apenas apontar alguma falha na teoria de Sitchin. Ele, me parece, ser metódico, pesquisador dedicado que inclusive foi consultor da Nasa. Penso que existem muitos interesses em jogo e seria muito mais produtivo aprofundar essa pesquisa. Têm muitas evidências claras que os sumérios detinham conhecimentos científicos, que somente foram comprovados há poucos anos.

  8. André disse:

    A Pesquisa nunca vai conseguir desbancar um processo de experimentação. Quando se pesquiza um assunto, se faz baseado em obras de pensadores que não encontrando material de pesquisa para sanarem suas dúvidas, vão atraz das evidências para descobrir a verdade. atravez de um método científico de tradução e descobertas nunca antes feitas. Para desbancar isto só a realização de uma outra busca, por exemplo, outro estudioso de Línguas estudando as plaquetas sumérias e desenvolvendo um raciocínio que no mínimo coloque dúvidas sobre aquele que o zacharia fez.

  9. Zecharia_Sitchin disse:

    todo site que entro relacionado a esse tema – Zecharia Sitchin todos o chamam de louco, a unica coisa que posso dizer que loucos são vcs por serem cegos e acreditarem numa biblia que fantasia que  Deus criou adão e eva e que por causa de uma maça  foram expulsos do paraiso que depois tiveram filhos por ai em diante se deu a criação da humanidae- que foram os primeiros humanos na terra…  mas se foram os primeiros a serem criados por Deus , aonde entra os homens das cavernas os dinossauros nessa historia toda….. eles conviveram entre si no mesmo periodo da historia, afinal adão e eva depois  ja eram inteligentes e porque os homens das cavernas eram desprovidos de inteligencia ou tinham pouco, e como Caim que matou abelo sendo expulso para terra de enoch se casou com uma mulher e teve filhos, da onde surgiu tal mulher se so existiam adão e eva , caim e abel e sua irma ninguem mais…. acreditar em fantasias ou em um homem que dedicou sua vida toda a estudar  um legado deixado pelos sumerios, leiam mais  e procurem pesquisar mas  para saber  averdade sobre a criação… a biblia nada mais é que um fake copiado das tabuas sumerias e da biblioteca de um rei sumerio da epoca — toda historia de adão noé etc. estão nas tabuas sumerias muito antes de jesus cristo existir ou moises ou a biblia ser escrita pela maõs dos mentiros da epoca que mudaram 50% do que era real… ate a epoca de noe que não tinha esse nome e sim outro, contando a historia do diluvio estão nas tabuas sumerias,  então ate esse momento da historia estão la o que não esta soão o moneto em que começa a historia de jesus cristo que dai sim foi contada pelos apostolos e pessoas da epoca, e para os leigos que nao sabiam a china existiu muito antes de jesus cristo nascer, louco são aqueles  que não conseguem enxergar o obvio— acreditar em uma fantasia ou em alguem que dedicou a vida toda  com pesquisas e fatos concretos  com provas …. enquanto a humanidade estiver com vendas nos olhos  sera isso um bando de pessoas que criam sites para falar sobre coisas que nem ao menos entendem . copy cola da internet –

  10. EduardoTDV disse:

    O Cara viveu 20 anos ou mais da vida dele  estudando as placas sumerias , viajando o mundo todo aprendendo varias linguas e trabalhando para Nasa entre outros orgãos dos Estados unidos e outros paises – e para quem leu todos os livros dele incluindo os livros dos autores a qual ele proprio pesquisou, afinal pra quem leu todos os livros sabe que muitas coisas em seu livro se baseiam  tambem em outros livros  de autores mais antigos… juntando com as placas sumerias traduzidas foram criadas as cronicas, resumindo–antes de falarem sobre certos temas, procurem se informar, ler , pesquisar se aprofundar nos estudos,  o trabalho de Sitchin é um trabalho serio ,anos de pesquisas e traduções juntamente com ele estão envolvidos muitas outras pessoas do governo americano ( NASA ) incluindo arqueologos e tradutores de outras linguas tambem, portanto ele não foi um simples escritor de livro ou um louco. continuem acreditando  naquilo que querem que vc acredite desde que nasceu e deixem os loucos mostrarem a vcs o quão vcs estão cegos…..

  11. Zazu disse:

    caramba eu fico impressionado com a capacidade deste sitezinho ridiculo só criticar os outros que estudam a vida inteira sobre um assunto e tem uma crença formada e de repente vem um ze punheta qualquer e fala que nada e verdade, o que leva aos idiotas que seguem este site ter certeza de q pelo menos metade das coisas aqui sao reais?

  12. M. Z. disse:

    Primeiro falam que a NASA não presta, e depois usam o fato fictício do cara ter trabalhado para a NASA como argumento a favor do cara…
    Quanta coerência! rs

  13. Edupicollo disse:

    Antes de dar um opinião ou apoiar um fato contraditório, faça o mesmo que Zecharia Sitchin fez, vá atrás dos fatos, 20 anos de estudos nessa areá valem muito meu amigo, então cale a boca e vai estudar sobre essa civilização, assim você terá base para suas afirmações.

  14. Paulo Gabriel disse:

    Uma coisa que eu aprendi lendo é que se deve levar em conta tudo quanto você puder sobre quem escreveu: por onde andou, quem foram seus pais, onde trabalhou, em que ele acredita, se fosse para tomar partido qual partido seria, se prefere laranja ou limão… Acredito que quem escreve é igual a quem lê: está sempre propenso a se dedicar, acreditar, trocer, para o ponto de vista que mais tenha sintonia com a pessoa que ele é naquele Momento Tempo. Acredito também que essa influencia inserida ao fato que inspirou o relator do mesmo seja absorvida por quem vai retransmitir o fato e repassada, adicionando também, sua parcela de “pessoalidade”. Zecharia Sitchin antes de tudo, me parece ser uma pessoa impulsionada pelo prazer de revalar algo a alguem, mais do que por outros motivos, até mesmo motivos não tão nobres. Mas ele deu só um passo, a humanidade tem que dar os próximos por si só. Até Jesus(para alguns Ele foi um cara que dá crédito a forma como uso seu nome agora) foi mal compreendido, incompleto (propositalmente), e pessoal(ataque de histeria no templo). Meu caro amigo leitor e estudioso, garimpe aquilo que te serve e acredite naquilo que te satisfaça pessoalmente, pois não faltarão respostas às perguntas e as mentes curiosas terão infinitamente algo com o que se ocupar. Se existe uma verdade sobre tudo, e em milenios ela ainda não foi sintetizada, não estarão escritas em meia duza de pedrinhas de barro e nem em um sitezinho qualquer da minuscula fração do universo que é essa tal de Internet. Há de se manter aberto, cetico, calmo e entusiasmado com cada detalhe e cada grande obra. E guarde seus grandes preconceitos para seus amigos: pois nós temos a mania de achar que nossos radicalismos são nossos grandes trunfos, e tão inteligentes no achamos quando chamamos alguem de idiota que um grito de “idiota!” tornou-se a grande expressão da nossa sabedoria. Guade isso para seus amigos, não jogue suas “perolas” a nós, porcos.

  15. Jehad Ali Shargawi disse:

    Os genes contidos não vinham dos anunakis e sim dos homenídeos que os adquiriu através do processo evolutivo, a mudança p/homo sapiens foi muito rápida se comparada ao processo de evolução dos ancestrais do homo sapiens, se voce pegar um homo sapiens de 200mil anos e coloca-lo em nossa frente voce não notará a diferença, exceto pelo fato das informações, o que o Dr Zecharia Sitshin nos trouxe, foi a luz da verdade, ele simplesmente participou das transcrições das placas de barro originais da Suméria, que sequer alguma editora se interessou em citá-las, aquele lugar foi banido dos anais da hitória para dar sustentação a uma banalidade tal criada por igrejas interessadas somente em dominação, escravidão social, se voce não sabe o código de hamurabi ainda hoje serve de base para o código de leis da humanidade, então isso é mentira também? o que mais é mentira e invenção, tenho 46 anos e nunca em minha vida as respostas vieram como avalanches em meu cerébro preenchendo lacunas nunca antes resolvidas, os códigos sociais, a escrita, amatemática, etc…vieram de Roma, de Israel???de onde vieram, as mentiras, a Biblia, mal contada, as estorinhas pra boi durmir que ouvi desde criança, ora meu amigo, se voce analizar a biblia foi escrita com a mão do interesse romano-judaico, apesar de o Dr Zecharia Sitshin ser judeu, eu como árabe o respeito e muito, porque todos viemos da mesma região, somos filhos de Sumérios, não de macacos como dizia Sir Charles Darwin em sua ” teoria”, teoria é claro, mas Sitshin não éra um teórico, e sim apenas um tradutor que trouxe a luz da verdade para mentes que sabem o que leem e pensam!

  16. Daniel disse:

    Ninguém conseguiu comprovar qualquer fato bíblico. Nem mesmo que jesus ou os apóstolos existiram, ou mesmo moisés, ou em que época.
    As mitologias (grega, maia, nórdica, suméria) fazem mais sentido que essa bíblia hebraica,que parece mais um escárnio à inteligência humana.
    Sejam sinceros. As crianças se deixam convencer pelas histórias bíblicas por respeito e piedade aos pais.
    Eu me considero religioso. Mas aceito a ideia de que a bíblia é um câncer cultural. É a propaganda da má religião.
    Mas os tempos estão mudando (e rapidamente).

  17. Pedro disse:

    O Zecharia Sitshin sabe muito mais do fala, e tudo que ele diz faz mais sentido que a Biblia, mas a maioria das pessoas preferem viverem enganadas.

  18. Vilson Censi disse:

    Somos bactérias? prefiro mil vêzes ser de origem extraterrestre!

  19. Qtzal disse:

    Resumo do atual Planeta Terra: Sem detalhes cientificos.
    Somos todos temporarios. Pronto!… no plano material e nesta dimensão de erros e acertos.
    Ultra Resumo No caso de Dr. Z. Sitchin é, divulgou e arrancou da poeira os primórdios jovens de nosso atual conhecimento.
    Foi “convidado” a permanecer na América!.
    E a não se aprofundar mais!…
    Porque? Motivos sentimentais, e eu sou um IP.
    Se eu voltar aqui conto mais…

  20. Qtzal disse:

    Descanse em paz Soberbo Dr. Sitchin!

  21. [email protected] disse:

    Meu amigo. Há alguns pontos ai que precisam ser esclarecidos de um modo geral mais amplo. bem fato é que o vasto material arqueológico estudado se não é esta entre os mais antigos da humanidade. e fato é que o pessoal que o escreveu entre outras “façanhas” tinham mapeados todo o nosso sistema planetário inclusive planetas apenas descobertos no séc. passado com precisão matemática e científicas; chegando ao absurdo de conhecerem até as luas destes planetas e até ter lhes dado nome {isto a seis mil anos atrás} e fora os dados de sua. Sobre sitchin: Zecharia Sitchin. nasceu em Baku, no Azerbaijão; nascido na Rússia e criado na Palestina(1920-2010)O nosso professor, nosso mentor desde a adolescência você abriu diante de nós a porta da VERDADEIRA HISTÓRIA.pesquisador aclamado internacionalmente e autor de 14 livros que contam a história e pré-história da humanidade e do planeta Terra através da combinação de arqueologia, a Bíblia e antigos egípcios e mesopotâmicos com os textos mais recentes descobertas científicas que vão desde a exploração do espaço à biologia. Capaz de ler milenar tabuletas cuneiformes sumérios;nasceu na Rússia e cresceu na Palestina, onde adquiriu um profundo conhecimento de línguas antigas ;Estudou na London School of Economics e Ciências Políticas e graduado pela Universidade de Londres, graduando em história econômica foi jornalista e editor em Israel durante muitos anos, mais tarde ele fez sua casa em Nova York uma vez que foi convidado para ser consultor da NASA.a dimensão do trabalho de Sitchin foi tao grande que ele se tornou consultor particular do general norte americano Colin powell que posteriormente se tornou secretário de estado americano.Sitchin era um dos poucos seres humanos capazes de escrever, falar e traduzir o Aramaico, bem como textos originais antiquíssimos da Bíblia em Hebraico e Grego, também escrituras Védicas(Indianas).Assim como Zecharia em hebraico significa “Lembrado por Deus”, nós também vamos lembrar o que você tem nos ensinado e compartilhar esse conhecimento com outras pessoas. Você é realmente um raio de luz que tocou a todos nós! AGORA MEUS AMIGOS PENSEM…. levando tudo isto em conta bem como a manipulação a degradação e o aniquilamento da raça humana dia a dia por certas “partes”. As suas obras não são DISCUTIDAS NÃO SE FALA DELAS NO HORÁRIO NOBRE DAS NOVELAS DOS JORNAIS COM APRESENTADORES FANTOCHES E NOS HORÁRIOS DOS BBBs e nem sequer foi noticiado o seu falecimento ENTENDERAM? E TAMBÉM FAÇO GOSTO EM DEIXAR MEUS CUMPRIMENTOS AOS SRs. : Zecharia_Sitchin14 DE JUNHO DE 2011 ÀS 17:31; Rosinha6 DE MARÇO DE 2011 ÀS 19:58; EduardoTDV14 DE JUNHO DE 2011 ÀS 18:09;
    Paulo Gabriel24 DE OUTUBRO DE 2011 ÀS 18:31;Jehad Ali Shargawi12 DE DEZEMBRO DE 2011 ÀS 22:48 E AOS DEMAIS QUESTIONADORES.

  22. ariue gon disse:

    o que tenho a dizer e que luzes vem superando a ignorancia, e que atraves de comentarios divulgados desse tipo venho podendo analizar tudo o que me enfiaram na cabeça desde criança, e estou caminhando

  23. MarceloS disse:

    Nossa achei fantástico tipo o site é como se fosse feito ou o é por fãs de um “filme” ou “obra” onde detanto ler e ver a respeito se tenta mostrar os “erros” de “filmagens” ou de “tradução” e colidir com outras coisas. Vocês devem se ater a uma coisa Zecharia Sitchin não impoem suas descovertas ele simplesmente teve cunhão pra meter a cara e estudar coisas que ninguém se arrisca mesmo até hoje a estudar… e traduziu as tabuas sumerianas… e nenhum livro de escola ira colocar lá que ele o fez ou mesmo que tentou… disso eu garanto… não se as coisas continuarem como esta…

    E entre outras coisas ele “redescobriu” os esqueletos das Tumbas Reais de Ur. no Museu Britânico em Londres o qual provaria tudo isso e muito mais com o DNA mitocondrial dela, mas de quem é interese não fazer isso ???????????????????????????????????

    http://www.ochacaljusticeiro.blogspot.com.br/2010/12/pgdu-projeto-genoma-da-deusa-ur.html

    Há eu também não to aqui pra ficar dizendo o que quem e porque, quem quiser que vá atrás !!!!!!!

  24. Edilson disse:

    Como ZS citou certa vez:” Existe a palavra tabu no planeta Terra: ‘Extraterrestres'”. Quando é citado essa e outras palavras tabus em nosso cotidano, ainda infelizmente, ocorre a ridicularização do assunto.
    Somos nascidos e principalmente criados sob o paradigma “Estamos sós no universo… criados por Deus”

  25. Delei! disse:

    Tem bobo pra tudo, né?
    Até pra fazer um picareta como o Zaca um idolo.
    Chamem seus livros de biblia se quiserem. Da no mesmo.
    Puro fanatismo sem fundamento.

  26. joão disse:

    Como saber se as tais placas são verdadeiras? Quem as encontrou
    era pessoa idonea? E se o tal viveu 20 anos de vender seus livros forjando teorias fantasticas?

  27. Lewis disse:

    A teoria dos astronautas da antiguidade é mais plausível do que qualquer teoria religiosa. Eu também não acredito muito na teoria de Darwin. Afinal, já pararam pra pensar nós humanos não parecemos fazer parte da terra, a impressão que fica é que fomos trazidos pra cá. Enfim, é só minha opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *