MENU

Espetaculares fraudes forjadas

catags.png

CeticismoAberto, agora em 459 tags! E muito mais!

1 de fevereiro de 2010 Comments (154) Views: 20085 Ceticismo, Ciência, Destaques

Fracassa suicídio homeopático de céticos britânicos

1023homeopatia

Precisamente às 10:23 da manhã do último dia 30 de janeiro, mais de 400 céticos britânicos ingeriram quantidades maciças de remédios homeopáticos buscando uma “overdose” que, se a homeopatia funcionasse, deveria ter causado sérias consequências. Felizmente, como se queria demonstrar, todos saíram ilesos deste protesto público contra a venda de “remédios” homeopáticos que não possuem qualquer efeito comprovado além do placebo. Uma overdose de pílulas de açúcar não tem efeito maior do que uma bala. De doce, claro.

“Pensamos que não se deveria vender pílulas de açúcar a pessoas que estão doentes. A homeopatia nunca funciona melhor que um placebo. Os remédios são tão diluídos que não há nada neles”, declarou Michael Marshall, da Sociedade de Céticos de Merseyside. E nestas declarações, Marshall estava incrivelmente apenas repetindo as declarações de quem vende tais produtos e mesmo daqueles que os receitam. Explica-se.

Um dos principais alvos da campanha 10:23 foi a cadeia de farmácias “Boots”, que oferece produtos homeopáticos em suas prateleiras lado a lado com remédios que realmente possuem algum efeito. O mais impressionante é que há meses o principal responsável pela rede de farmácias, Paul Bennett, já havia admitido que os produtos são vendidos porque são populares, e não porque sejam efetivos no tratamento de qualquer doença.

“Não tenho nenhuma prova de que esses produtos funcionam. Trata-se da livre escolha do consumidor, e um grande número de nossos clientes crêem que são eficazes”, declarou ao Comitê de Ciência e Tecnologia à Câmara dos Comuns em Londres. A rede de farmácias parece feliz em respeitar a livre escolha de seus clientes quando isto significa lucrar vendendo produtos que não funcionam.

Em resposta ao protesto cético contra a venda de produtos inócuos a consumidores incautos, mesmo o Conselho de Homeopatas da Nova Zelândia já foi forçado a reconhecer que seus produtos não contêm “substâncias materiais”. A porta-voz do conselho, Mary Glaisyer, admitiu publicamente que “não resta nenhuma molécula da substância original”. É reconhecidamente apenas água ou açúcar. Vale repetir, como Bennett reconheceu, sem nenhum efeito comprovado.

Mesmo antes da demonstração cética, um episódio no início de dezembro de 2009 que poderia ser trágico terminou cômico quando a filha do músico Billy Joel, Alexa Ray Joel, tentou se suicidar tomando uma overdose de remédios. O detalhe é que as pílulas eram de “Traumeel”, um produto homeopático para tratar dor nas articulações. Alexa Ray Joel ligou para a emergência e foi rapidamente tratada, mas ainda que não o fosse “nada iria acontecer porque não há nada [no produto]”, disse o Dr. Lewis Nelson, toxicologista do Centro Médico da Universidade de Nova Iorque. Mal sabia ela que estava comprovando a ineficácia dos produtos homeopáticos.

fabricahomeopatia
Acima, fábrica de remédios homeopáticos.
Não é uma brincadeira, a fotografia vem da
Washington Homeopathic Products. É apenas água.

A ausência de qualquer efeito, mesmo em “overdoses” como as ingeridas pelos céticos britânicos, pode soar mesmo benéfica para alguns, já que pelo efeito placebo muitos dizem sentir-se melhores. Tentativas de suicídio que terminam cômicas… que mal haveria na homeopatia? Isto é, além de sustentar uma indústria multimilionária feliz em cobrar altos valores por produtos sem qualquer eficácia real?

Resulta que há prejuízo social muito concreto, incluindo sofrimento e mortes desnecessárias nada engraçadas.

Como relata o jornalista Simon Singh, homeopatas podem oferecer aconselhamento de saúde claramente nocivo. Questionados sobre se pais deveriam imunizar seus filhos com a vacina tríplice, de 168 homeopatas consultados, 77 responderam mas apenas dois indicaram a vacinação. “É evidente que a enorme maioria dos homeopatas não encoraja a imunização”. Aconselhamentos infelizes como estes contribuíram para o ressurgimento de surtos de sarampo em vários países, incluindo o próprio Reino Unido, onde recentemente os casos passaram de dezenas para milhares.

47195653_mmr_466

Vale notar que o surgimento destas milhares de crianças afligidas pela doença muito real e facilmente prevenível está relacionado também com um estudo de 1998 extremamente deficiente supostamente associando a vacina tríplice ao autismo. Andrew Wakefield, autor do trabalho original que espalhou medo e contribuiu para reduzir o número de crianças vacinadas, foi recentemente julgado pelo Conselho Geral de Medicina britânico como tendo agido de forma “desonesta e irresponsável”, com “notório desprezo” às crianças que foram sujeitos de sua pesquisa.

Seria cômico se não fosse trágico: não só seus resultados não puderam ser reproduzidos por ninguém, havendo indicações de que Wakefield os fraudou. Também se descobriu que o médico estava em verdade tentando patentear sua própria vacina tríplice alternativa, além de ser pago para depor em um julgamento defendendo a ligação da vacina tradicional ao autismo, com algumas das crianças em seu estudo sendo filhas dos mesmos pais envolvidos na ação judicial.

Tudo indica que o suposto médico contra as vacinas queria apenas vender suas próprias vacinas. A saúde pública, o bem-estar de milhões de crianças não foi sua principal preocupação, e como consequência, a taxa de imunização caiu e mais de mil doentes ao ano surgiram onde antes surgia apenas um punhado.

A vacina tríplice é segura e múltiplos estudos independentes da Polônia, Dinamarca, Finlândia, o próprio Reino Unido e Japão provam que e não possui qualquer relação com o autismo – no Japão, a tríplice foi interrompida após 1993, sem qualquer feito sobre os índices de autismo.

Não muito diferentes de Wakefield, as farmácias que produzem e vendem produtos homeopáticos não são iniciativas corajosas contra as grandes indústrias farmacêuticas. Ao invés, a indústria homeopática está mais do que feliz em lucrar com aquilo que não possui efeito comprovado, e reconhecidamente não possui qualquer substância ativa. A medicina alternativa é em grande parte apenas uma forma alternativa de lucrar com doentes sem esperança.

O que só se torna mais revoltante nos casos em que tais doentes podem encontrar esperanças concretas de prevenção e cura na medicina “convencional”. Indo desde a vacinação, um dos mais poderosos recursos médicos a controlar e erradicar moléstias da paralisia infantil à varíola, até casos como o de Daniel Hauser, felizmente curado do câncer pela medicina, ou o de Gloria Sam, infelizmente morta através da homeopatia.

Nada cômico.

[via magonia, José Ildefonso, Fabiane Lima. A fotografia do topo é de Allen Green]

Tags: , , , ,

154 Responses to Fracassa suicídio homeopático de céticos britânicos

  1. Tiburcius disse:

    Se olharmos o principio ativo de boa parte dos medicamentos são oriundos de plantas… mas com um hábito de vida que levamos hoje como conservas, exposição direta e indireta a radiações, a homeopatia n tem efeito nenhum.

  2. Luiz Bento disse:

    Fantasticamente bem escrito. Parabéns.

  3. Luana disse:

    Existem homeopatas e homeopatas. Em casos de emergência, quem faz tratamento homeopático deveria abandonar seu médico homeopata se ele continuar receitando apenas “bolinhas” e “aguinhas”.

    Se a pessoa acredita, e a homeopatia faz bem para ela, ótimo, que arranje um bom homeopata e seja feliz. Mas um médico homeopata não devia negar remédios convencionais e vacinas. Ninguém deveria fazer tratamento com um médico assim. Afinal, o que os homeopatas dizem é que esta seria uma medicina que age devagar – ou seja, sendo necessário remédios alopatas (que agem mais rápido) de vem em quando.

    @Mori: Pois é. A homeopatia age tão devagar que não age. Se a pessoa não melhorar sozinha, deve procurar tratamento convencional. Se melhorar sozinha, o homeopata não irá impedi-lo de acreditar, ou poderá até dizer que foi devido ao produto homeopático. Agora, se foi devido ao produto homeopático, por que uma overdose não produz nenhum efeito? Por que nenhum homeopata consegue distinguir seus produtos daqueles que não tem nada homeopático? Por que os próprios homeopatas reconhecem que seu produto não contém nenhuma molécula de ingrediente ativo?
    Porque não foi devido ao produto homeopático.
    O pior é que o mesmo ocorre com homeopatas. Se o homeopata é incompetente e seu paciente morre, não é porque a homeopatia é nociva, é porque aquele praticante não soube exercer corretamente. Agora, se o paciente melhora, foi por causa do tratamento receitado pelo homeopata, óbvio! Mas se foi mesmo, por que estudos controlados falham em demonstrar que o tratamento homeopático tenha qualquer efeito real?
    Porque não é devido ao tratamento homeopático.

    • Lica disse:

      Brasileiros desacreditam em tudo. Em paises evoluidos, apenas sao poucos.

    • Ana Carolina disse:

      Quando a pessoa diz que homeopatia age devagar é porque não sabe o que está dizendo e não conhece os efeitos reais da homeopatia. Meus filhos não tomam remédios alopáticos, o mais velho tem 6 anos, nunca tomou antibióticos. Sempre que estão doentes tomam homeopatia e a melhora é impressionantemente rápida. A última vez que precisei foi por causa de uma tosse muito forte, o médico receitou a homeopatia e menos de 6 horas depois da primeira dose, a tosse já tinha diminuído, no dia seguinte já estava melhor. Acho muito difícil um remédio alopático conseguir uma cura tão rápida quanto o que já vi a homeopatia conseguir para eles.

      • Shirley disse:

        Também sou paciente de homeopatia e concordo Ana Carolina o efeito é bem rápido, questão de horas mesmo. Se as pessoas veem a homeopatia da mesma forma que vem a alopatia, então não entenderão. A homeopatia não é matéria, é energia, não vemos a energia elétrica, mas nos beneficiamos imensamente dela.

    • Rodrigo disse:

      Bom mesmo é tomar Doril pra “acabar” com a dor de cabeça!

  4. Joao Villalva disse:

    Não concordo com o último comentário que tenha sido tão bem escrito. Inclusive porque, que eu sabia o bom jornalismo tem que ouvir o “outro lado”.
    Sei que Matéria Homeopática é especialização médica aceita pelo curriculo de faculdades sérias e pelo Conselho Regional de Medicina como especialização. Não sou médico e não sei como sugerir provas ou avaliar outros testes, mas a partir de ver meu filho, então com 9 meses sair de uma terrível crise de bronquites somente com uma aplicação de remédio homeopático – e com a consciência desta idade não sei se placebo funcionaria – passei a ver com outros olhos a homeopatia….

    • Isis disse:

      Eu sou jornalista e concordo com você, João: matéria mal escrita e manipuladora. Não possui um especialista homeopata confirmando as afirmações que fizeram sobre a homeopatia. Também me pareceu bastante oportuno colocar um exemplo de final feliz do remédio convencional e infeliz do tratamento homeopático, esquecendo que milhares de pessoas morrem de câncer todos os anos mesmo fazendo a “tão eficaz” quimioterapia. Minha mãe está cerca de 10 anos livre dos ataques de fechamento de glote (o que lhe causava asfixia e com risco de morte se uma injeção de adrenalina não fosse aplicada a tempo) devido a sua rinite fortíssima. Ela fez ‘n’ tratamentos com a medicina comum, mas só encontrou paz e eficacia com a homeopatia. Eu, pessoalmente, não faço uso da homeopatia para tratar minha ansiedade como já me foi sugerido, mas reconheço que ela funciona, sim, inclusive em casos graves como o da minha própria mãe.

    • pois é meu amigo, “bem escrito” – depende do que você está buscando no texto.
      também sou um dos que se regenerou da bronquite com homeopatia – na época foi a solução tentada após meses de inalações, idas ao pronto socorro e remédios considerados tradicionais.
      fora os erros claros de argumentação, falsos, como “Mal sabia ela que estava comprovando a ineficácia dos produtos homeopáticos.” – uma coisa não quer necessariamente dizer a outra.
      não morro de amores pela homeopatia, mas também não pela medicina em geral, e muito menos por qualquer pessoa que coloque o método científico ocidental como entidade distribuidora de toda a lógica do funcionamento do mundo.

  5. Gean disse:

    Eu acho que este site tem alguma ligação com a indústria de remédios “normais”.

  6. Joao Villalva disse:

    Os comentário aqui (especialmente os contrários ao ceticismo ‘profissional’) são “censurados” ou só demoram a serem publicados ??

  7. erika disse:

    Materias totalmente parciais não merecem atenção, não há qualquer valor jornalistico nesta reportagem. Tenho três exemplos, meu filho foi tratado com homeopatia, criança com melhor saúde não conheço, curei sua bronquite com as “bolinhas de açucar” que estão citando aqui. Eu consegui diminuir consideravelmente minhas crises de rinite com as mesmas “bolinhas”. Agora um exemplo triste, meu enteado tem crises e mais crises de bronquite, pelo menos de 2 a 3 vezes por mês ele fica doente, e faz uso dos tais remédios “normais”, o mais incrível é que de tão dopado, nenhum remédio mais faz efeito. Lamentável esta reportagem que não mostrou o outro lado.

  8. Carlos disse:

    Dá uma olha nos anúncios do google lá em baixo!

    Ah, e a homeopatia em animas? Alguém tem notícia de experimentos.
    Dizem que funciona. Se funciona como explicar o efeito placebo nos animais?

    Tem até um material da EMBRAPA sobre homeopatia veterinária.
    E aí?

    Talvez as experiências de Masaru Emoto tenham a ver com a homeopatia.
    Ou seja, o pensamento da cura “contagiaria” a água-remédio. Uau!

    Acho que esse lance dos cristais de água daria um excelente artigo.
    Não é Mori?

    • Mori disse:

      O efeito placebo ocorre nos animais… bem humanos que tratam e avaliam se os animais melhoraram ou não. Com o perdão pelo trocadilho que pode soar bem grosseiro, mas não resisti — lembrando que somos todos animais, obviamente. Explico: os estudos veterinários não foram realmente duplo cegos porque os animais humanos envolvidos sabiam quais animais recebiam ou não o tratamento homeopático.

      Sobre Masaru Emoto, ele vende cerveja com seu “hadou”. Seus estudos não possuem qualquer critério. Ainda teremos um artigo sobre ele por aqui, bem como espero, uma melhor abordagem crítica dos estudos de homeopatia veterinária.

  9. Carla Miranda disse:

    Uso homeopatia a 90 anos e nunca tive complicações. Não posso dizer o mesmo desses remédios como ibuprofeno, que deveria aliviar a dor mas provoca é cansaço.

    Já tratei meu cachorro, meu gato, meu cavalo com homeopatia e eles sempre melhoraram. Trato meus filhos, meus netos, meus bisnetos com homeopatia e só levo eles no dentista porque homeopatia não tapa buraco de cárie (ainda).

    Essas campanha de blasfêmias e heresias contra a homeopatia promovida por céticos e cientistas não passa de um embuste da indústria farmacêutica para vender mais remédios. Eles só pensam em lucrar às custas do sofrimento alheio.

    Qual foi a última vez que você foi a um médico e ele te abraçou, fez cafuné, te deu um beijinho na testa e um pirulito? NUNCA! Eles não se importam com você. Isso é algo que só homeopatas de verdade fazem: Se importar com teu bem estar.

    Continuem com essa campanha de difamação, se quiserem. Respeito profundamente vocês e entendo que a liberdade em atacar algo que só faz bem é importante. Sinto muito amor e pena de vocês pseudo-céticos de negação. Um dia encontrarão a verdade de Jesus.

    Abraços.

  10. Ederson disse:

    Por que pessoas confundem Homeopatia com Fitoterapia?
    Elas não sabem que não são farinha do mesmo saco?

    Nas folhas e plantas realmente há uma pequena quantidade do princípio ativo. Pequena MESMO. Pra produzir um comprimido de 500mg de Aspirina por exemplo o ácido acetilsalicílico contido na casca de salgueiro não é suficiente e contem mais toxinas naturais do que o acetilsalicílico em questão. De todos ingredientes de uma folha, raiz ou fruta, todas moléculas nela, a maioria é tóxico ou inútil, só poucos são aproveitados pelo nosso organismo.

    Homeopatia não é chá de folhas, é água com nada dentro.

  11. Tiburcius disse:

    Vamos aos pontos:
    A Anvisa constantemente interdita medicamentos por vários motivos,
    Tá sendo inserido no SUS de maneira discreta, os fitos e os homeos, juntamente com umas técnicas chinesas de tratamento. Fitos e homeos, são complementos, assim como nossa saliva pra dodói é.
    Pra se fazer um chá ou algo parecido n é tão fácil como fazer um café, e é preciso “matinhos secos e água” sim, toda reação química depende de água. Além de local de armazenamento, umidade, interferencia da luz etc.
    Então n é qualquer mané que sabe preparar tal antídoto.
    E como postei antes, com os costumes atuais nossos, podemos levar qualquer capim numa missa de ramos e depois tomar que imagino que pouco adiantará.
    Aproveitando procurem saber sobre ricina por exemplo.

  12. Acid disse:

    Esse artigo foi altamente infeliz em associar homeopatia com “overdose”. Ora, se vc tem em seu pensamento que remédio é só aquilo que tem princípio ativo e que faz mal se ingerido em grandes quantidades, então nem deviam ser ESTÚPIDOS a ponto de se dar ao trabalho de fazer esse teatrinho na inglaterra, ou mesmo um post. Não é e pronto. Psicologia, pra eles, também não é remédio. Pronto. Acupuntura, cromoterapia… essas coisas. Agora deixem os pacientes, muitos que se beneficiam com homeopatia e outros tratamentos “holísticos”, terem o direito de decidir, ok?

    @Mori: Se os pacientes se beneficiassem com a homeopatia, haveria estudos demonstrando sua eficácia. No entanto, os estudos demonstram que a homeopatia é indistinguível do placebo. Ninguém aqui advoga que os pacientes não tenham o direito de decidir. Pelo contrário, os pacientes devem ter todo o direito de decidir por si mesmos, de posse da melhor informação disponível, equipados com uma noção do pensamento crítico, do que é o efeito placebo, do que são testes duplo cego, grupos de controle, o processo de revisão por pares e tanto mais.
    Do contrário, não serão os pacientes a decidir, e sim a ignorância e quem puder melhor manipulá-la para benefício próprio.

  13. André disse:

    Eu desafio qq defensor da Homeopatia me trazer TODAS as reações bioquímicas que ocorrem no processo das alegadas “curas”. Homeopatia é fraude, é crime contra a saúde popular, é charlatanismo, curandeirismo, estelionato e sem vergonhice da grossa.

    • Jesa Nideck disse:

      Tome 3 comprimidinhos de laxante homeopático que terá a prova! HUMMMM

    • César L. Miguel disse:

      Processe os médicos homeopatas por charlatanismo e estelionato.
      Processe as especializações em homeopatia por incitação a charlatanismo e estelionato.

      O que você diz me cheira a difamação.

  14. Acid disse:

    Creio que é muito cedo pra dizer que floral é o mesmo que placebo. Aqui em Recife estão fazendo acompanhamento médico com pacientes que sofrem de câncer e os resultados são animadores, em nível psicológico.
    No “paper” abaixo pode-se ver que o floral é indicado pra tratamento de dor (não entra no mérito se é placebo ou não, e cita um dado importante que é o efeito psicológico do paciente CRER na terapia):
    http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/17631260?itool=EntrezSystem2.PEntrez.Pubmed.Pubmed_ResultsPanel.Pubmed_RVDocSum&ordinalpos=6

    Então, quando vejo manifestações tão parciais contra uma coisa – ainda mais quando a crítica fala dos altos preços, produtos ineficazes e condutas anti-éticas (não temos nada disso na medicina tradicional, né?) – eu fico com um pé atrás, me perguntando: isso é mesmo informação desinteressada? E me lembro da campanha ateísta nos ônibus em Londres, que é tão ridícula quanto qualquer campanha téísta do tipo “Arrependei-vos, Ele está voltando”.

    Spu pró-educação e pró-discernimento. Até pras pessoas não tentarem se matar com produtos homeopáticos :P

  15. Thiago disse:

    Po, Mori, esse seu argumento pra desmerecer o resultado da homeopatia nos animais me pareceu um absurdo maior que a própria homeopatia…

    Quer dizer que meu cachorro melhorou da dor nas costas que sofria com a homeopatia pq eu acredito nela? Meu cachorro é um collie de 11 anos e a dor crônica nas costas não é fruto apenas da idade, mas do problema de cartilagem que a raça possui… Usei a homeopatia, pq o remédio veterinário convencional fortalece o tecido cartilaginoso, mas ataca as células do fígado…

    Segundo seu argumento, o fato de eu acreditar na homeopatia fez o animal ir contra todas as leis existenciais de vida e morte e se curar sozinho devido a recuperação natural do seu organismo?

    Pra pingar as gotinhas eu preciso abrir a boca dele na marra e ainda segurar pra ele não cuspir tudo… Não me diga que ele melhorou pq acha que está tomando remédio… Pra ele aquela “águinha” é um veneno! hahahaha…

  16. APODman disse:

    Acid escreveu,
    “Segundo seu argumento, o fato de eu acreditar na homeopatia fez o animal ir contra todas as leis existenciais de vida e morte e se curar sozinho devido a recuperação natural do seu organismo?”

    O fato de VC acreditar na homeopatia faz com que VC ache que o SEU cachorro se curou devido ao uso do remédio homeopático que vai contra todas as leis físicas, químicas e biológicas.

    Quantos cachorros se curaram do mesmo problema através do uso de remédios homeopáticos ? Foi estatisticamente significante ? Somente respondendo esta questão vc podereia afirmar algo sobre se realmente o remédio homeopático aplicado ao seu cachorro é eficaz ou outras causas que vc desconhece, ou não prestou atenção, podem ter atuado na cura do animal.

    [ ]´s

  17. APODman disse:

    Desculpem, minha última postagem foi referente ao comentário do Thiago.

  18. Thiago disse:

    APODman,

    Blz, vo desligar o micro e dar uma passada no quintal pra ver se na verdade meu cachorro continua chorando e eu não escuto… Ou vai ver as bolinhas de açúcar que eu comprei são alucinógenas e eu to vendo ele bem… Vai ver ele até já morreu e eu brinco de jogar a bolinha para uma carcaça podre, que vejo correr e latir por conta da homeopatia…

    Cada maluco… Parece o veterinário:

    “O remédio para a cartilagem é bastante efetivo e age rapidamente, no entanto possui um efeito colateral acentuado, vindo a prejudicar o fígado do cão no médio prazo.”

    Caraca, fui na consulta pra arrumar uma coisa e vai ferrar outra? Só faltou ele dar um desconto na consulta futura do fígado, caso eu pagasse adiantado…

    • Mori disse:

      Thiago, o que exatamente aconteceu com seu cão, só uma investigação científica poderá dizer. Mas o que a investigação científica envolvendo o teste controlado e metodologicamente rigoroso da homeopatia já demonstrou é que simplesmente não funciona.

      É o que faz com que se sugiram hipóteses alternativas para explicar o que aconteceu no caso que você relatou. Note que se estas hipóteses alternativas parecem absurdas, não se deve esquecer o quão absurdo é que água, sem nenhuma molécula ativa, tenha algum efeito, através de uma suposta “memória” que funciona seletivamente, e que jamais pôde ser demonstrada cientificamente em testes rigorosos — que incluíram, sim, a aplicação em seres humanos e o acompanhamento da evolução de suas moléstias. Isto é, não é que não haja evidência de como a homeopatia funciona, o que ocorre é que não há evidência de que a homeopatia funcione!

      Relatos de que a aplicação de homeopatia teria funcionado deveriam indicar que estudos controlados comprovariam tal, não? Incrivelmente, quando os estudos são conduzidos, os supostos efeitos desaparecem, são indistinguíveis do placebo. Pode soar absurdo, mas é o que a evidência demonstra.

      • César L. Miguel disse:

        Acredito que na homeopatia (e florais) ocorra aquele lance da física quântica: o observador, por se tratar de uma substância muito sutil, acaba influenciando o resultado.

  19. Alzira disse:

    Sou totalmente leiga em homeopatia como em alopatia, mas já vi muitos casos de cura e de insucesso em ambos. O que sei é que médicos homeopatas também se formam em faculdades reconhecidas. Acho ainda, que esta discussão sobre homeopatia, não leva a um resultado relevante, a não ser para quem gosta (e muito) de escrever. Deixemos que o livre arbítreo seja realmente livre, e que cada um decida o que é melhor para si. Vale lembrar que a prática da homeopatia é milenar. Não somos donos de qualquer verdade; sejamos então, pelo menos, racionais, respeitando-nos mutuamente.

  20. JU disse:

    A HOMEOPATIA FUNCIONA E JA FOI PROVADA, PESSOAS QUE TENTAM SE ”MATAR” SAO UNS IMBECIS QUE QUEREM SER DEUSES, PROVANDO QUE O PODER DE NOSSA MENTE NAO TEM EFICACIA POIS TENHO NOVIDADES PRA ESSES DESOCUPADOS, A MENTE TEM UM PODER IMBATIVEL E A HOMEOPATIA SÓ SOMA..
    O PORTADOR DESSA MATERIA REBATE AS PESSOAS AQUI, NINGUEM TA PEDINDO SUA OPINIAO, VC JA COLOCOU O ARTIGO AGORA CALA A BOCA E DEIXA AS PESSOAS SE EXPRESSAREM…É MINHA OPINIAO.

    SE VOCE NAO CONSEGUE USAR SUA MENTE NAO DESACREDITE NO PODER DE OUTROS.

    VOCE NAO VE O AMOR MAS PODE SENTI-LO…

  21. Mojud disse:

    A conclusão que eu chego de tudo isso é a seguinte:

    “O cético é um ignorante, orgulhoso por apontar a ignorância alheia”

    Celebremos!

  22. […] want to subscribe to the RSS feed for updates on this topic.Powered by WP Greet BoxMaiores detalhes AQUI (obrigado, Ulisses) Share and […]

  23. Joao Villalva disse:

    Os comentários 20, 23 e 25 são um excelente resumo do consenso de pessoas lógicas razoáveis que usam suas mentes produtivas e querem e acreditam ser possível algo mais do que o concreto e ‘comprovável’ (se não existisse fé / curiosidade / aceitação do ‘possível’ desde os primórdios será que nossa espécie teria realmente evoluido ?).
    Reforço só a infelicidade ou incapacidade do articulista de não ouvir o outro lado (por exemplo poderia ser ouvidos os responsáveis pela Disciplina Optativa HOMEOPATIA do Curso de Medicina da USP – ver em http://www.fm.usp.br/homeopatia/mostrahp.php?origem=homeopatia&xcod=Disciplina%20Optativa).
    Também não foi comentado que meu filho, então com 9 meses saiu de uma terrivel crise de bronquite com as famosas bolinhas de açucar. Haja placebo para ‘enganar’ uma criança desta idade….
    Concordo com que ceticismo é exercício de ociosidade mental grave, ou como comentei com uma pessoa querida:
    Acho que Ceticismo como filosofia de vida mostra uma alma muito pequena, ou, na incompetência de ser positivo e saber ou querer construir alguma coisa, foca-se somente no negativo, na destruição, na desesperança….Postura de arguição constante, sim, mas dando-se o direito de acreditar em algo não comprovável…. Einsten não era uma cético, pelo que sei…..
    Achei um estudo sobre como as faculdades de medicina encaram… Se valesse a visão dos mais radicais 17 delas deveriam ser fechadas pois oferecem de curso optativo a espaço para pesquisa até Curso de Especialização.
    Aliás.. o que estou fazendo aqui….tenho mais o que fazer…..

  24. Joao Villalva disse:

    Desculpem.. faltou o link para o estudo sobre as faculdades de medicina e a homeopatia:
    http://www.scielo.br/pdf/rbem/v32n3/v32n3a02.pdf

  25. APODman disse:

    E no entanto os “suicidas homeopáticos” não morreram.

    Pq ?

    nota: este não foi a primeira tentativa de céticos se matarem com potentes remédios homeopáticos, na Bélgica em 2004 céticos belgas tb tentaram se matar tomando diluições homeopáticas de veneno de cobra, Belladona, arsênico, petróleo entre outras substâncias tóxicas. Lembro que as soluções foram otimamente “dinamizadas” com diluições de 30C ! Dinamizações como estas é para se tomar o remédio e ficar curado ou tomar e morrer !

    http://www.csicop.org/si/show/belgium_skeptics_commit_mass_suicide/

    Mas nada, nem um morreu ! Estranho este efeito de seleção sobre pessoas da Homeopatia.

    [ ]´s

  26. Ísis Paes disse:

    Na verdade essa idéia de que “se não faz mal, que mal tem?” não condiz com a realidade desses remédios homeopáticos… Tudo bem, todos possuem o livre arbítrio de utilizarem os métodos de cura que bem entenderem, contanto que sejam conscientes de seus reais efeitos. Quem julga os céticos com infelizes são aqueles que ignoram suas capacidades de raciocínio pois não conseguem suportar tantas questões sem explicação (ainda), dando explicações místicas à elas, pois é mais fácil dessa forma. Sem contar os oportunistas que não perdem um chance de ganhar dinheiro as custas de pessoas mal informadas. E mesmo aqueles que não ganham dinheiro, não deixam de estar propagando idéias (que são tomadas como verdadeiras) sem o mínimo de análise científica sobre elas. É claro que não estou defendendo nenhum dos lados. Defendo a idéia do questionamento, da análise. Até porque uma teoria não deve ser ridicularizada por mais incrível que seu conteúdo aparente ser, mas deve ser analizada e comprovada por métodos científicos e lógicos.
    Antes de falar bem ou mal de algo, deve se ter conhecimento do que está se falando. Não necessariamente experiências pessoais e conhecimento empírico condizem com a realidade.

  27. Mario (ou Cheetara) disse:

    idiotas: nasceu um a cada segundo.

    Se a Homeopatia é algo tãão bom assim, tão melhor e mais justo que a medicina cientifica (cientifica por que usa de metodo cientifico para curar) porque diabos eles cobram por isso? digo; já que eles são tão bons (abraçando, se preocupando) por que transformam isso num (terrivel) Grande Industria?

    No mais, nasce um a cada segundo. E por que os suicidas não morreram? alguem não-cético pode tentar explicar?

  28. Mindingo disse:

    Mario (ou cheetara),

    Como diria o tiozinho do Pânico na TV:

    “Eu num intindi u qui ele falo”

    Que bagunça de raciocínio, hein?!

  29. Omegaile disse:

    Não conheço muito o assunto, mas pelo que li em outros lugares, acredito que homeopatia seja realmente efeito placebo.
    Mas tentativa de suicídio por overdose homeopática!!! Isso é imbecilidade e não prova nada.

    Nenhum homeopata disse qual a quantidade segura de dosagem para os “suicidas” poderem ultrapassar. Eu poderia tomar um pacote inteiro de vitamina C e não sofrer mal nenhum, pois a overdose de vitamina C só ocorre a altíssimos níveis, e ainda assim tem efeito fraco.

    A questão é: o que é “quantidades maciças”? Esse dosagem deles foi totalmente arbitrária. Se eles tivessem realmente tomado muito, teriam tido overdose de água.
    http://en.wikipedia.org/wiki/Water_intoxication

  30. APODman disse:

    “Nenhum homeopata disse qual a quantidade segura de dosagem para os “suicidas” poderem ultrapassar. Eu poderia tomar um pacote inteiro de vitamina C e não sofrer mal nenhum, pois a overdose de vitamina C só ocorre a altíssimos níveis, e ainda assim tem efeito fraco.”

    E tomar arsênico altamente “dinamizado” como os suicidas Belgas ?

    [ ]´s

  31. Omegaile disse:

    “E tomar arsênico altamente “dinamizado” como os suicidas Belgas ?”

    Não tinha lido o seu comentário sobre isso.

    Diluir arsênico em proporções homeopáticas e constatar que não faz mal algum, realmente é indício, uma boa evidência de que a homeopatia não funciona.

    Mas reafirmo o que comentei no meu post anterior: a tentativa dos britânicos, nesse caso em particular não é prova, nem indício de nada.

  32. Alessandra disse:

    Muito interessante essa tentativa de suicídio!!! Não entrando em questões puramente metodológicas da própria homeopatia (hoje já muito deturpada em relação ao que era com Hahnemann – quem a desenvolveu)vamos ao método ingênuo da tentativa!
    Em homeopatia pouco interessa a dose do medicamento, ou seja, a quantidade ingerida, e sim a frequencia com que se toma e a potência. Além do que, se a pessoa não é sensível àquele tipo de medicamento, nada adiantará tomá-lo. Então a metodologia aplicada à tentativa de suicídio foi falha e não levou em consideração as peculiaridades da medicina homeopática. Para validar esse protesto, a tentativa de suicídio deveria ser gerenciada por um médico homeopata (verdadeiro é claro! e não aspirantes ou ditos super experientes), com repertorização (escolha do medicamento correto a cada suicida) e aplicação correta, além da escolha da farmácia certa para aquisição de medicamentos.
    Concordo sim com um protesto contra os charlatões da homeopatia e uma regulamentação rígida na área para que eventos como este não sejam necessários nem levantados contra a técnica e sim contra os charlatões.

    Obrigada!

  33. Omegaile disse:

    A Alessandra deu outro argumento que eu não tinha considerado.

    A homeopatia alegadamente funciona se o paciente tomar medicamento com frequência. Então mesmo o “suicídio” com arsênico diluído não é contra-prova da homeopatia.

    Quanto a pessoa ser sensível ao medicamento, alguém precisa esclarecer o que é ser sensível, ou melhor, como um homeopata descobre que o paciente é sensível, e então aplicar esse método para tentar arranjar uma contra-prova.

    Ou seja os “suicidas”, tanto os britânicos quanto os belgas, não tentaram se suicidar com homeopatia, mas sim com uma versão deturpada da homeopatia. Segundo a Alessandra: “a tentativa de suicídio deveria ser gerenciada por um médico homeopata com repertorização e aplicação correta”.

    Repare que eu não estou defendendo nem acusando a homeopatia (particularmente sou cético quanto a ela, mas não vem ao caso). Estou (e a Alessandra também) fazendo um discurso sobre o método de prova, e o método que foi utilizado para tentar invalidar a homeopatia foi errado e anti-científico , portanto nenhuma conclusão se pode tomar.

    • Alessandra disse:

      Omegaile,

      Sabe-se sobre a sensibilidade de um paciente quando se toma conhecimento de sua constituição física o que inclui o tipo de sintoma que o indivíduo apresenta. Mesmo eu que sou homeopata e sou tratada da mesma forma já tomei medicamentos que em mim nada fizeram e sim se comportaram como meras bolinhas de açúcar. Como também tomei outros (aos quais era sensível certamente) que causaram diversas alterações. Por isso a tarefa de determinar a sensibilidade de um indivíduo não é passível de protocolos e sim de conhecimento profundo do que se faz e de tudo o que cerca o ser que se trata. Não é uma técnica, mas uma arte. Quero ver quem tem cara para colocar abaixo essas farmácias “homeopáticas” que já se enfiaram na idéia de indústria. Medicamentos dinamizados são artesanais e assim devem ser sempre.

  34. APODman disse:

    Anti-científico ? Mas o que é científico na Homeopatia ?

    De toda forma são interessantes estes apontamentos,realmente podemos tentar realizar um sucídio homeopático dentro da fundamentação da homeopatia, apenas para tirar a “prova dos três” e satisfazer condições que os homeopatas consideram importantes.

    Apesar de que em se lidando com argumentos metafísicos não verificáveis, “energias” sobrenaturais, etc. sempre existirá margem para o ad hoc salvador da pátria.

    [ ]´s

  35. bebeto_maya disse:

    O mais interessante é que os céticos, hipocritamete, acham muito adequado jogar no mesmo balaio de gato FITOterapia e HOMEOpatia…Sabem que há uma diferença brutal entre ambos, mas o apelo a autoridade médica estabelecida, e também charlatã (movida por interesses pessoais, políticos e das empresas farmacêuticas), é mais forte. Na dúvida, enterre e ciência e se apegue as “autoridades”. No fundo, ceticismo é uma religião, que acerta quando a ciência acerta, porém a segue rumo ao obscurantismo de classes. É conveniente fingir que uma coisa é igual a outra.

    50 anos atrás, cientistas ridicularizavam aqueles que diziam que o DDT era tóxico, e os céticos andavam juntos da “ciência”. 60 anos atrás, ridicularizavam quem afirmava que o fumo matava e os céticos seguiam. 200 anos atrás, quem dizia que lavar as mãos com uma solução de cloro matava bactérias era motivo de chacotas. Céticos são pessoas de pouca personalidade.

    A razão deve nortear a ciência, a ciência usa a razão, mas nem sempre a segue, e quando não o faz, está errada. Os céticos apenas seguem a ciência mas nunca questionam aplicando a metodologia científica, simplesmente porque acreditam na autoridade. Não obstante, já foi comprovado, e publicado na Nature, que 50% dos estudos ciêntificos públicado com peer review são fraudulentos. Ainda que homeopatia seja uma fraude,como creio que seja, a causa dos céticos vai além: A imposição do establshment científico.

  36. APODman disse:

    “O mais interessante é que os céticos, hipocritamete, acham muito adequado jogar no mesmo balaio de gato FITOterapia e HOMEOpatia…”

    “Tu o dizes” ;)

    “Ainda que homeopatia seja uma fraude,como creio que seja, a causa dos céticos vai além: A imposição do establshment científico.”

    Crê que a Homeopatia seja uma fraude ? Eu concluo por isto.

    [ ]´s

  37. curupira disse:

    bebeto_maya,
    Se tu odeias tanto a ciência, por que usa o computador?

  38. bebeto_maya disse:

    “Se tu odeias tanto a ciência, por que usa o computador?”

    Curupira,

    eu não odeio a ciência…esse seu argumento é maniqueísta porque o que afirmei é que a ciência usa uma fração da razão, ela por si sí não é a razão, motivo pelo qual, muitas vezes erra.

    a questão é que computadores, máquinas etc. São aplicações empíricas da ciências onde não há margem para erros e manipulações. Outros ramos como medicina e ciências humanas, infelizmente, são campos vertiginosamente manipulados por interesses de classe e políticos.

  39. Ísis disse:

    Interessante os últimos argumentos sobre a metodologia usada nesse “suicídio” homeopático. Realmente, para não deixar dúvidas, que sejam prescritas por um “médico homeopata” a dose letal, então.
    Porém, um detalhe: Até onde sei, não sabemos em que condições realmente foi feito o dito “suicídio” e se, no caso, eles consultaram homeopatas para verificar que as doses ingeridas eram suficientes para provocar algum tipo de reação adversa em seus organismos.
    Outro dia tive a oportunidade de conversar com uma “médica homeopata”, que contou-me que os remédios homeopas funcionam independente da crença em seus efeitos ou não, dando-me como exemplo alguns clientes céticos e sua experiência própria (quando tomou doses excessivas e sofreu efeitos contrários à cura). Porém, é claro, estas não podem ser consideradas evidências.

  40. Ricardo RJ disse:

    Remédios homeopáticos em 30 ch,não matam ninguém,estudem o Organon de Hanheman para entender o que é a homeopatia.Efeito placebo que provoca remissão de sintomas como broncoespasmo e rinorréia em lactentes,é mesmo difícil de explicar.Convoco os responsáveis pela disciplina de Homeopatia do curso de medicina da USP,e o dr Marcos Zuliam para participar desse debate,pela sua reconhecida credibilidade.

  41. Ísis disse:

    Ricardo RJ,

    Concordo com você que devem ser estudado o assunto antes e vir falar bem ou mal. E realmente estou sentindo falta de um debate sério e aberto sobre o assunto. O que vemos é só manifestações irracionais e pessoas que não possuem um amplo conhecimento do assunto nos debates. Muitas vezes vemos céticos que procuram evidências de um lado e homeopatas que insistem em criticar os céticos ao invés de defender a homeopatia com argumentos racionais e pesquisas complementadas com experimentos. Acreditar não é uma explicação racional que pode ser levada por muito tempo. Podemos considerar esta opção por medidas práticas realmente, enquanto os estudos sobre o assunto ainda não estão aprofundados ou convincentes o suficiente para provar ou não a eficácia da homeopatia. Com certeza existe um incontável conhecimento que ainda não está evidente para os cientistas atuais e para a humanidade, porém, isso não quer dizer que devemos nos abster dele, como se nunca pudéssemos alcançá-lo. E isso não é ser arrogante, é ser realista. Se fossemos desistir à primeira dificuldade que aparecesse, nunca iríamos evoluir e aprender. Com isso, creio que o desejo daqueles que defendem a eficácia da homeopatia ainda seja provar-la em algum momento. Devemos ser imparciais quanto a assuntos que não possuimos evidências para negar ou aceitar e devemos ser sinceros com nós mesmos e com todos para que assim possamos evoluir e adquirir melhores condições de vida e convivência (respeito).

  42. antonio disse:

    É interessante como um cético manobra suas convicções como se fossem baseadas em boa ciência. Mais interessante ainda é desdenhar da inteligência das pessoas por que são usuárias da homeopatia, com se fossem incapazes de analisar oque lhes faz bem. Acho incrível como alguém que demonstra parecer um baluarte dos céticos se deixar levar com tanta facilidade para as convicções sobre os ‘efeitos benéficos da alopatia’. Deveria trazer aqui suas análises sobre as pesquisas médicas que por vez afirma que café faz mal,… e depois afirma que faz bem,… e depois reafirma que faz mal. Ou ele ainda não percebeu a quantidade de contradições que a dita ‘boa ciência’ comete em todos os tempos. Sugiro aprofundar pesquisas na história da maquina Rife, para verificar como os laboratórios farmaceuticos agem em parceria com entidades médicas para defenderem seu exclusivo direito de vender ‘venenos’.

  43. RODRIGO disse:

    DOR DE CABEÇA, RESFRIADO, BRONQUITE, PASSA OU MINORA, COM OU SEM REMÉDIO, SEJA HOMEOPÁTICO OU ALOPÁTICO. BASTA REPOUSAR O CORPO E O ORGANISMO FAZ O QUE A NATUREZA VEM FAZENDO HÁ MILHÕES DE ANOS.

    AGORA, SÓ VOU ACREDITAR EM REMÉDIO HOMEOPÁTICO QUANDO INVENTAREM O ANTICONCEPCIONAL HOMEOPÁTICO. SERÁ QUE A MULHERADA TOPARIA TOMAR UMA BOLINHA DE AÇÚCAR PARA EVITAR A GRAVIDEZ?

    E, NA HORA DO PARTO, AO INVÉS DE ANESTESIA GERAL, OUTRA BOLINHA DE AÇÚCAR.

    SE FUNCIONAR, PASSEMOS A MINISTRAR BOLINHAS DE AÇÚCAR AOS ENFERMOS ANTES DE UMA CIRURGIA CARDÍACA. OU DE UM TRANSPLANTE DE RINS.

    E, DEPOIS, BOLINHAS AZUIS PARA CURAR TUMORES, TRAUMATISMO CRANIANO ETC

    • Robinson disse:

      Rodrigo, você pelo jeito não entende nada de parto. Se soubesse um pouco sobre doulagem e parto natural saberia que a anestesia prejudica não só a mãe, como o bebê e o trabalho de parto em si, por mais “segura” que muitos estudos que elas dizem (sim, existem estudos comprovando a minha afirmação).
      Minha esposa teve um parto natural sem anestesia só com ajuda de massagem banho quente e óleos essenciais (efeito psicológico que sim, ajudo a minorar a dor).

  44. Lucas disse:

    Bem.

    Salta aos olhos a mesma atitude dos dois grupos que aqui se manifestam: um dogmatismo. Seja em relação à ciência (ao atribuir a resolução desse problema sempre a instâncias científicas), seja em relação a um princípio causal (que também é científico, mas a ciência demanda um pouco mais além de causa e efeito). Explicitar relações de causalidade sempre envolve escolhas, princípios, contingências, sendo a verdade resultado de um processo que envolve luta. É necessária cautela para não tomar uma postura dogmática (creio que todos, senão a grande maioria dos posts apresentam tal postura), tendo em vista que o site propõe a divulgação do ceticismo, quando todo o dito apresentado aqui aponta fortemente em direção a uma seita científica dogmática.

  45. Ísis disse:

    antonio,

    Evidênciar as possíveis características negativas da alopatia não comprovam a eficiência da homeopatia. Sejamos sensatos.

  46. […] Sobre o tema, considero esta manifestação um ponto de vista humorado e realista dos fatos, confiram: http://www.ceticismoaberto.com/ciencia/2811/fracassa-suicdio-homeoptico-de-cticos-britnicos […]

  47. antonio disse:

    Possíveis características negativas Dona Ísis? Em que mundo voce vive? Se a própria bula do medicamento alerta para as contra indicações, que caso não tenha notado são sempre em número muito maior que as indicações. Veja bem, estou apenas levantando o aspecto de que não se deve meter a colher de pau no que as pessoas fazem ou deixam de fazer, simplesmente querendo ridicularizar os que tomam homeopatia. Se milhares de pessoas que usam a homeopatia afirmam que ela é benéfica não vejo motivo para duvidar delas, assim como aquelas que tomam medicamentos alopáticos e tambem acreditam que em sua cura. Eu não advogo para uma causa nem para a outra, apenas ressalto o fato de que acredito piamente que os remédios alopáticos já mataram milhões de pessoas no mundo, ao contrario da homeopatia, no entanto esse aspecto passa ao largo da análise ‘parcial’ do nosso amigo cético. FAÇA COMO EU, MÉDICO SOMENTE EM EXTREMA NECESSIDADE. O MESMO PARA REMÉDIO(DROGA).

  48. Ísis disse:

    antonio,
    Concordo sobre o fato de que a alopatia pode e causa muitas reações adversas nos pacientes e também que as pessoas tem a liberdade de utilizarem os métodos de cura que bem entendem. Porém não é por isso que não devem ser feitos estudos sobre tais metodologias para que medicamentos e métodos agressivos e tóxicos ao organismo sejam elimidados como opções de tratamento e que tratamentos mais eficientes sejam comprovados. Lí em algum lugar, o qual não me lembro no momento, uma citação interessante que dizia que: Os remédios homeopáticos não possuem “efeitos colaterais” talvez por simplesmente pois não possuirem efeito algum (fora o placebo). Logicamente a alopatia também deve ser submetida a testes que comprovem sua eficácia. E reafirmo que o fato de que ainda que algum tratamento alopático seja ineficaz isso não comprova a eficácia da homeopatia. Esta é a questão. Comprovar-se a eficácia de tais metodologias. Compreendo seu ponto de vista e concordo que existem pessoas extremistas, mas não é caso dos céticos, pois estes são céticos à tudo até que se tenha evidências que comprovem o assunto que estiver em questão. De certa forma a medicina foi banalizada e devido à isso inúmeras pessoas utilizam de medicamentos sem saber seus reais efeitos e componetes, apenas por conta do conhecimento popular. Mas destaco o fato de que o conhecimento popular não é o problema, mas sim o hábito de não questionar as razões de nossas próprias atitudes.

  49. bebeto_maya disse:

    Ísis,

    “[…]mas não é caso dos céticos, pois estes são céticos à tudo até que se tenha evidências que comprovem o assunto que estiver em questão.”

    Como tinha dito antes, céticos formam uma seita. Eles não são céticos em relação a tudo que não foi provado, eles são céticos em relação a tudo que não venha do establshment.

  50. Ísis disse:

    bebeto_maia,

    Se desejar se fazer claro, explique seu parágrafo “Como tinha dito antes, céticos formam uma seita. Eles não são céticos em relação a tudo que não foi provado, eles são céticos em relação a tudo que não venha do establshment.”. Em que se baseou para tal afirmação?

    De qualquer forma não concordo com ela. Destaco o parágrafo abaixo, para reflexão, de um artigo publicado na Folha de São Paulo, postado neste site: http://almanaque.folha.uol.com.br/filosofiasextoempirico.htm

    “… Podem perguntar-nos se o ceticismo é uma seita. Se se entende por seita a adesão a muitos dogmas, decorrentes uns dos outros e em conexão com fenômenos que se sucedem —e se se entende por dogma a atribuição de verdade a uma coisa obscura— então diremos que o ceticismo não é uma seita.
    Mas se por seita se entender a diretriz que resulta de um raciocínio apoiado no fenômeno, indicando esse raciocínio o modo de vida que parece correto, e correto tanto no sentido da virtude como num sentido geral, de viver retamente, então podemos dizer que o ceticismo também é uma seita. Pois adotamos um modo de raciocinar apoiado no fenômeno que nos ensina a viver de acordo com os costumes de nossa pátria, com nossas próprias leis, nossas tendências e nossas impressões…”

    E ainda afirmo que se se deriva do establishment ou não, isso independe do pensamento lógico-racional utilizado pelos céticos em suas análises. Baseado nas definições de ceticismo: “Doutrina que afirma que não se pode obter nenhuma certeza a respeito da verdade, o que implica numa condição intelectual de dúvida permanente e na admissão da incapacidade de compreensão de fenômenos metafísicos, religiosos ou mesmo da realidade”; ceticismos científico: “Uma postura científica e prática, em que alguém questiona a veracidade de uma alegação, e procura prová-la ou desaprová-la usando o método científico”; e ceticismo filosófico: “Uma postura filosófica em que pessoas escolhem examinar de forma crítica se o conhecimento e percepção que possuem são realmente verdadeiros, e se alguém pode ou não dizer se possui o conhecimento absolutamente verdadeiro”. (fonte dessas definções: http://pt.wikipedia.org/wiki/Ceticismo)

  51. Agnaldo disse:

    Para início de conversa, eu não acredito na homeopatia e nunca acreditei.
    Vamos ao caso. Quando eu tinha 15 anos (hoje estou com 42) tive um problema com verrugas nos dedos das mãos. Eram aproximadante 12 no total. Na época eu era funcionário de uma farmácia e não existia medicamento via oral para acabar com as verrugas (e não sei se hoje existe). A única maneira era usar medicamentos para passar nas verrugas e não resolvia nada ou ir a um consultório médico para que fossem “cortadas”. Uma pessoa indicou um remédio homeopático (via oral – bolinhas) que teria sido usado por uma amiga e teria dado resultado. Bastaria tomar o remédio por 30 dias e após 90 dias do início do tratamento as verrugas iriam desaparecer. Bem, como eu não tinha muito a perder, pois o medicamento não era caro, e mesmo descrente, resolvi tomar o medicamento homeopático. Cumpre o tratamento à risca. 30 dias tomando as bolinhas açucaradas, o que eu achava muito gostoso, e aguardei, descrente, mas ansioso, a passagem dos 90 dias. Exatamente após os 90 dias, as verrugas começaram a desaparecer e em algumas semanas eu não tinha mais nenhuma em minhas mãos, acredite quem quiser. A pergunta que eu deixo é: se tivessem dito que as verrugas desapareceriam em 20, 40,60, 80 ou 100 dias, será que a cura teria ocorrido dentro desses prazos? Eu acredito que sim.

  52. bebeto_maya disse:

    Primeiro, Ísis.Folha de São Paulo é um veículo jornalistíco e não fonte primária, menos ainda cientifico. Ou seja, está impregnado de ideologia progressista e literatura selecionada.

    Segundo, você já dá a resposta:

    “Mas se por seita se entender a diretriz que resulta de um raciocínio apoiado no fenômeno, indicando esse raciocínio o modo de vida que parece correto, e correto tanto no sentido da virtude como num sentido geral, de viver retamente, então podemos dizer que o ceticismo também é uma seita. Pois adotamos um modo de raciocinar apoiado no fenômeno que nos ensina a viver de acordo com os costumes de nossa pátria, com nossas próprias leis, nossas tendências e nossas impressões…””

    Ou seja, ceticismo é uma seita. O que ocorre é que o manifesto das seitas é sempre polido, como acima, mas a análise crítica do fenômeno nos permite enxergar as coisas como são: Ceticismo é uma seita, porque eles não são cientistas que fazem análises empíricas de fenômenos, apenas coletam informações secundárias de fontes escolhidas e selecionadas para sustentar o ponto de vista do establshment ciêntífico, que, como já afirmei antes e já foi publicado na Nature, está impregnado de interesses pessoais e políticos.

    Assim quando querem provar o erro colhem informação de segunda mão, de fontes imparciais e “de protestos”. Desperdiçando todo o procedimento ciêntifico.

  53. Ísis disse:

    Aparentemente não há mais nada que possa discutir com você, bebeto_maia.
    Você baseia seus argumentos em suas próprias crenças não analisadas, como quando diz: “Assim quando querem provar o erro colhem informação de segunda mão, de fontes imparciais e “de protestos”. Desperdiçando todo o procedimento ciêntifico.” Está “deturpando a imagem” real do ceticismo. Não compreendeu nem o que escrevi. Você que está usando as idéias que melhor lhe convém ignorando as verdades incovenientes. E está fazendo afirmações sem nenhuma base comprovada.
    Contudo, vejo que este debate não nos levará mais à lugar algum. Temos idéias que divergem sobre o tema em questão e isso, no momento, não irá mudar. Será mais eficiente que nós continuemos nossas buscas por verdade e conhecimento indivudualmente.

    Até mais!

  54. Lord Dracon disse:

    Excelente artigo.

    Algo que acaba sendo mais cômico do que trágico são os comentários dos defensores da homeopatia. Só groselha.

  55. Stéfano Jorge disse:

    Natural. Argumentos “homeopáticos” têm conteúdo científico também homeopático: se analisar bem, não têm nenhum princípio ativo.

  56. Roberto da Silva Ribeiro disse:

    Afirmar que “não existe nada” no remédio homeopático é um erro, pois levaria a acreditar que as moléculas desaparecem! O correto é dizer que “estatisticamente” não há nada. O número de Avogrado é um número estatístico. Se eu comecei o processo de diluição com 10g da substância X, no fim do processo terei 10g da mesma substância, mesmo com moléculas espalhadas por um volume imenso, mesmo diluídas no oceano. A probabilidade estatística de eu encontrar uma molécula dessa substância é que é tendente a zero. Entretanto, pode ser que eu dê “azar” e encontre cinco ou seis moléculas em um frasco, onde estatisticamente não deveria haver nenhuma.

  57. […] um artigo interessante sobre o assunto, vale a pena ler: Fracassa suicídio homeopático de céticos britânicos. Uma overdose de pílulas de açúcar!!! Tags: homeopatia, opinião Partilhar! Twitter Digg […]

  58. antonio disse:

    Não perca tempo bebeto_maia, o passatempo dessa nossa Dona Isis é ficar ‘cutucando’, ora um, ora outro. Cegueira mental é um mal terrível e ceticismo fundamentalista nada mais é do que um vazio da alma. Os dois juntos então…é desespero total.

  59. Antonio Cezario disse:

    entendo que desde que o homem existe no mundo, ele tem buscado maneiras de se curar de suas doenças.
    a forma de compreender as doenças e consequentemente de tratá-las é muito diferente. A “ciencia” considera que somente as terapeuticas “cientificamente provadas” tem eficácia. mas as curas sempre existiram ( se é que em algum momento da vida temos a saúde plena), mesmo antes da ciencia existir como tal.
    O conhecimento homeopático vem se consolidando ha mais de 200 anos, e muitos tem se beneficiado deles.
    Todas as terapeuticas funcionam e nao funcionam. tudo depende do pensamento de quem esta usando.

  60. Giovane disse:

    Ceticismo seita? DAonde? Cético é apenas alguém que quer uma prova para evidênciar algo, nada mais.
    Seria quase como afirmar que o ateísmo é uma religião, sendo que ateus tem apenas em comum a descrença a algum deus qualquer.
    Sinceramente eu não entendi as afirmações acima!

  61. cris disse:

    Não sei porque tantos comentários sobre o assunto. O que são 400 pessoas perto de uma nação com mais de 60 milhões de habitantes?

  62. bebeto_maya disse:

    Giovane,

    “Ceticismo seita? DAonde? Cético é apenas alguém que quer uma prova para evidênciar algo, nada mais.”

    Eu já disse porque ceticismo é uma seita. Porque a fundamentação teórica é clara e dignificante, mas na prática, ceticismo é uma seita encabeçada por sujeitos como Richard Dawkins, e cheia de contrasensos e literatura selecionada.

    Céticos, por exemplo, do aquecimento global, são tratados como escória e não são aceitos pelos céticos do “establshment”.

    • Caruê disse:

      Virou moda acusar tudo de seita. Ceticismo é uma metodologia na qual analisamos as fontes (que realmente muitas vezes não são primarias. Afinal ninguém tem tempo de fazer o experimento da lamina de ouro para acreditar nas partes do átomo) da melhor forma possível para depois inferir a confiabilidade. Sua generalização é grotesca.

  63. Yawara disse:

    Para conhecimento: Pseudo-ceticismo

    O termo pseudo-ceticismo ou ceticismo patológico é usado para denotar as formas de ceticismo que se desviam da objetividade. A análise mais conhecida do termo foi conduzida por Marcello Truzzi que, em 1987, elaborou a seguinte conceituação:

    Uma vez que o ceticismo adequadamente se refere à dúvida ao invés da negação – descrédito ao invés de crença – críticos que assumem uma posição negativa ao invés de uma posição agnóstica ou neutra, mas ainda assim se auto-intitulam “céticos” são, na verdade, “pseudo-céticos”.

    Mais informação em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Ceticismo#Pseudo-ceticismo

  64. Julio disse:

    Mas creio que se eles fossem diabéticos, talvez poderiam ter se suicidado com exito…com tanto açucar que ingeriram….hahahhahah

  65. Martel disse:

    “Como tinha dito antes, céticos formam uma seita. Eles não são céticos em relação a tudo que não foi provado, eles são céticos em relação a tudo que não venha do establshment.”. ( 2 )

  66. marcos disse:

    É muito fácil falar que a homeopatia não funciona. Mas, alguém de vocês já parou para estudar esse medicina profundamente? Acho que não! Falar é muito fácil, porém não são vocês que analisam e comprovam diariamente o efeito da homeopatia no dia-a-dia das pessoas.

    Uma mentira nunca pode ser sustentada por muito tempo. A homeopatia existe desde 1980.

    Na verdade os remédios possuem o “princípio vital” da substância utilizada. Não é nada material.

    • Oshyoga disse:

      Uma mentira não pode ser sustentada por muito tempo? Algumas já duram mais de 2 mil anos…

      Tive duas pessoas, parentes, que largaram tudo para seguir um tratamento homeopático da diabete, sabem onde estão agora? Mortas.

  67. Samurai disse:

    [quote]É muito fácil falar que a homeopatia não funciona. Mas, alguém de vocês já parou para estudar esse medicina profundamente? [/quote]
    Sim, e o que foi verificado em estudos seguindo o método científico é que homeopatia é tão efetiva quanto placebo. Dê uma pesquisada neste site mesmo e verá referencias a estudos sérios.

    Agora, os defensores desta pseudociencia, fora as evidencias anedóticas, tem alguma prova que esse bullshit de homeopatia funciona? Se tem, porque não postam aqui?

    Agora, se é questão de fé, então não dá mesmo para discutir, pelo menos não em bases racionais e o negócio é apelar mesmo para os ad hominens como alguns fãs desta pseudociencia tem feito aqui.

  68. Samurai disse:

    “Uma mentira nunca pode ser sustentada por muito tempo. A homeopatia existe desde 1980”
    Bom, seguindo esse raciocínio então a terra é oca em seu interior, e existe uma civilização avançada lá! Afinal esse “conceito” existe desde o começo do século, ninguem sustentaria uma mentira por tanto tempo, não é mesmo? Ou não.

    E essa pseudociencia da homeopatia existe desde antes de 1980.

    Agora, os defensores desta pseudociencia seriam mais convincentes se tentassem refutar cada fato apresentado neste post pelo Mori.

    Segue um link para um estudo apontando que a eficácia da homeopatia é identica a de placebos:
    http://www.ncbi.nlm.nih.gov/sites/entrez?cmd=Retrieve&db=pubmed&dopt=Abstract&list_uids=16125589&query_hl=3

  69. Daniel JM disse:

    Cético que é cético, deve se basear em informações consistentes, e a partir delas construir um racional que desafia a crença. O artigo é primário, e mostra mais ignorância do que ceticismo. Independente de mérito, o artigo é primário, e para quem tem um pouco mais de informação, faz mais por desacreditar o cético, e consequentemente fortalecer a crença. Lamentável.

    DJM

    • Mori disse:

      E seu comentário mostra mais acusações do que argumentos e evidências. Com a área de comentários aberta, é uma pena que ninguém realmente forneça as evidências sólidas que contrariariam os argumentos simples expostos no artigo.

  70. Químico disse:

    Como químico fico arrepiado que uma prática baseada em conceitos esotéricos como dinamização e potencialização esteja em prática em pleno século XXI, pior, tenha respaldo legal!!! :O(

    Pergunto:
    – Será que os homeopatas tomam café homeopático com diluição quase infinita pra tirar o sono? Oras, segundo a homeopatia o efeito deveria ser potencializado… Eu não conheço nenhum homeopata, mas DUVIDO que algum o faça! Mas deveria, se acredita na sua teoria. O próprio gosto deveria ser até mais forte ou pelo menos igual!

    – Sobre a energização, pq um refrigerante não muda o gosto e o seu efeito estimulante, afinal Coca-cola tem cafeína, conforme é mais ou menos chocalhada na viagem? Sim, pq umas vem de perto, outras de longe. Outras ainda por estradas esburacadas…

    – Ainda sobre a potencialização, pena que as baratas e moscas sejam ignorantes e desconheçam os efeitos da homeopatia. Sim, pq se funcionasse os fabricantes de inseticidas iam ficar ricos, afinal basta diluir milhões de vezes o princípio ativo pra potencializar o efeito! Iam vender água com efeito devastador pra os insetos e toxidade zero pra o ser humano e ecosistema! Só que na realidade a única forma dessa água, digo, inseticida matar uma barata é afogada :O)

    – E pra finalizar, vai uma pergunta que duvido que qualquer fabricante de medicamentos homeopáticos consiga explicar! Como é que eles conseguem arrumar vidraria pra colocar os remédios? Sim, pq qt mais vc dilui mais potencializa o detergente utilizado!!!

    – Como evitar que os contaminantes, normalmente abaixo de 1% no produto puro introduza efeitos colaterais? Sim, pq qdo vc dilui milhões de vezes, a diferença em termos percentais entre a concentração do princípio ativo e contaminante tende a ZERO!!!
    E agora, alguma explicação???

    Só existem 2 explicações na prática: o efeito placebo, puramente psicológico portanto, ou qdo a concentração final anda na faixa dos mg ou ug, que é a mesma de muitos medicamentos alopáticos.

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Homeopatia

  71. Ricardo disse:

    A homeopatia é reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina. Este mesmo conselho reconhece a alopatia. Se a homeopatia não funciona a medicina tradicional talvez não funcione também.

  72. Gustavo disse:

    Aiai. Isso cansa.
    Ninguém nunca disse que, quimicamente, existe mais coisas na homeopatia do que dizem ter.
    A ciência, então, só consegue enxergar a constituição de um medicamento homeopático e a consequência dele nos seres humanos.
    A ciência prova. Prova do que a homeopatia é constituída e o que ela faz.
    A homeopatia falha. E desde quando medicamentos cuja eficácia tenha sido provada cientificamente nunca falharam?
    “Mas… Não tem nada de mais no medicamento homemopático!”. Fato. Mas é fato também que muitas pessoas são curadas. Placebo? É, pode ser.
    Mas e daí? O que importa no final das contas? A pessoa saudável ou o efeito ativo do medicamento no organismo? O efeito do medicamento, claro. Afinal, de que vale a pessoa, não é mesmo?
    Homeopatia deve ser só uma jogada psicológica. Mas se isso evitar o sofrimento das pessoas, sem que outras sofram em compensação, acho que tá tudo bem.
    Ah, mas é claro… Pessoas sofrem por causa da homeopatia… Sofrem sim. Os donos das indústrias farmacêuticas, por exemplo. Coitados. De um lado pessoas pagam barato por uma águazinha que cura. Do outro, pessoas detonam seus organismos com medicamentos perigosos e caros… Que também curam, né.

  73. Aresius disse:

    Gustavo sua argumentação é ridícula, seguindo a sua lógica não haveria sequer necessidade de medicamentos ou vacinas, poderíamos todos nos curar das docenças através de efeito placebo.
    Poderíamos comparar a homeopatia com aquelas religiões extremas que pregam que deus curará todos os seus males, em alguns casos a fé realmente vai fazer bem para a pessoa em outros ela irá morrer porque deixou de buscar auxílio médico e o placebo não foi suficiente para curá-la.

    • meiocético disse:

      buscando auxílio médico alopático sempre não vai morrer!!! sei não, vide Tancredo Neves……..tinha toda ciência a disposição.

  74. Apoptose disse:

    Ok. Minha visão da homeopátia. De antemão deixo claro que me considero um cético e que não me considero um especialista no assunto, homeopatia.

    Homeopatia funciona, para algumas coisas. E existem uma série de pre-requisitos para que ela funcione.

    Digamos que você é alérgico a… cabelo de buceta. Então o remédio é feito com uma diluição absurda utilizando-se como base uma solução de cabelo de buceta.

    Então no frasco que você recebe tem uma ou duas micro gramas de cabelo de buceta e o resto é água.

    Após trocentos anos sendo submetido a uma quantidade constante, e mínima, da substância a qual você é alérgico ocorrem alterações na resposta imune. Mudando o tipo de anticorpo produzido pelo organismo submetido ao tratamento. Antes do tratamento sendo produzidos anticorpos IgE, após o tratamento anticorpos IgG.

    Os anticorpos IgE se ligam aos mastócitos agindo como mediadores para a degranulação dos mesmos. Com a produção reduzida de IgE e aumentada de IgG a hipersensibilidade a pelo de buceta é reduzida.

    Na maioria das infecções crônicas nossos organismos produzem anticorpos IgG. Estes são mais específicos contra os antígenos que geram sua produção. Porém, demoram mais tempo para que sua produção se inicie. São os anticorpos mais fodões, e fazem o que tem que fazer melhor.

    Então. Considerando que a homeopatia forneça o contato com o antígeno (pelo de buceta) tempo suficiente para que o organismo desse indivíduo produza anticorpos IgG de alta afinidade contra pelo de buceta o tratamento funcionaria SIM.

    Ou então o cara pode tomar um anti-histamínico.

  75. fabikka disse:

    Vale o bom senso.
    Toma quem quiser.
    Eu adoro homeopatia e melhoro sim.
    se é placebo, ou não , eu é que sei

    Pesquisa muito parcial e a propósito a indústria farmaceutica lucra trilhoes de vezes mais que a homeopática, e um remédio homeopético custa 10 reais.

  76. virmondes vieira machado disse:

    É impressionante a ignorancia de determinadas pessoas que a meu ver ainda se encontram na idade da pedra com relação ao mundo cientifico.É preciso que estudem um pouco de física quantica para que possam entender o principio que rege a homeopatia.A homeopatia se baseia na cura energética.A medicina alopática ainda se baseia nos principios ponderáveis e newtonianos já ultrapassados!A homeopatia tem como objetivo curar o doente na sua totalidade.Enquanto na alopatia o objetivo não é o doente,mas a doença,onde todos são tratados da mesma maneira.Na homeopatia a individualidade do doente é que importa.

  77. Gil Cleber disse:

    Não li a matéria pois sabia, de antemão, que seria perda de tempo: o título já diz tudo, ou seja, é apenas mais um ataque contra a homeopatia, atitude no mínimo BURRA.
    Não é com atacar ou ridicularizar um tema que se alcança conhecimento: o conhecimento só é alcançado através de estudos sérios, e sobre a homeopatia ainda há muito o que se aprender.
    Aqueles que atacam a homeopatia valem-se de argumentos no mínimo duvidosos.
    Por exemplo, já ouvi esses tais dizerem que a homeopatia não funciona porque não é capaz de tratar esta ou aquela doença. Pergunto: a alopatia é eficaz contra todas as doenças? Resposta: não.
    Outra maneira é sempre desacreditar o paciente que afirma ter obtido resultados positivos com um medicamento homeopático, fazendo-o passar por inidôneo ou ignorante. Ora, nem todos são ignorantes, mas os “críticos” não percebem (ou fingem não perceber) isso.
    Uma outra maneira é o argumento fraquíssimo de que, uma melhora após o uso de um medicamento homeopático é tomada como conseqüência do medicamento, mas que um efeito nem sempre o é da causa esperada. Ora, isso é uma bobagem, porque o mesmo ocorre com tratamentos feitos com remédios alopáticos – do que eu conheço casos. E assim vai.
    Vejamos um exemplo concreto: conheço uma senhora que é hipertensa e se trata com alopatia. Ela cumpre rigorosamente a dieta prescrita pelo médico, procura viver da forma mais saudável possível na sua idade, faz uma alimentação adequada e usa os remédios determinados por seu médico e com a supervisão destes. Porém os remédios nem sempre funcionam, apesar do uso regular, e às vezes ela tem de ser levada rapidamente à clínica ou ao hospital com a pressão muito elevada. Se a alopatia é tão “científica”, porque também não funciona em tais casos? (essa senhora é minha tia, portanto conheço bem o caso)
    Um outro fator a se considerar em qualquer tratamento é que, embora todas as pessoas se pareçam fisicamente, diferem muito fisiologicamente, e é por isso que alguns sofrem de hipertensão e outros não, alguns são mais susceptíveis a resfriados e outros não, alguns desenvolvem cânceres e outros não, etc. Isso mostra que a resposta a determinado tratamento dependerá muito das peculiaridades de cada organismo.
    A homeopatia funciona, sim, como tratamento eficaz contra muitas enfermidades, o que já foi demonstrado até em animais (que não são susceptíveis de “sugestão” [efeito placebo]); porém, como qualquer forma de tratamento, tem suas limitações. E, principalmente, ainda é muito pouco conhecida. Mas eu não tenho dúvida de que o futuro trará surpresas nesse campo das quais os ignorantes se verão envergonhados de suas críticas tolas e superficiais.

  78. Gabs disse:

    não se esqueçam que a industria farmaceutica dos “remedios de verdade” investem alto nesse tipo de propaganda a qual acaba derrubando seu concorrente (os homeopaticos). Todos estes “respeitaveis medicos” que citaram ai podem ter sido facilmente pagos para dizer que os remedios da concorrencia nao funcionam.

    • Oshyoga disse:

      Ah não, teoria da conspiração não! Não gosto da ética dos laboratórios, mas também ai dizer que querem derrubar os remédios homeopáticos já é duro, não se pode fazer uma acusação dessas sem provas, é a mesma coisa que dizer que Satanás está por trás do artigo contra homeopatia e como prova disso dizer “ora, eles não tentaram se suicidar? É coisa do capeta isso… “

  79. Vitor disse:

    o homeopatia só cura desitratação, já que aqueles remédios são só água

  80. Carlos disse:

    Então eu estou levando vantagem por aqui… kkkk

    Eu não sou cético (apesar de não acreditar em nada), também não sou ateu (já disse que não acredito em nada !), eu não sou nada e ponto final. Vamos morrer virar adubo e antes disso lembrar que perdemos tempo com esses títulos tolos.

    Em relação a homeopatia, eu acho impressionante como as pessoas teimam eu buscar alguma coisa que não exista. Fica todo mundo esperando um milagre acontecer, encontrar uma fórmula mágica e etc.

    Esse mundo já tem besteira demais, é impressionante.

  81. Maro Chies disse:

    O que estarrece é o fato de que praticamente todos os adeptos da homeopatia são simpatizantes do espiritismo… É Papai Noel e Coelhinho da Páscoa juntinhos…
    Mas tem gosto para tudo e inteligência para poucos.

    • Ricardo disse:

      ..e todos os adeptos do ceticismo dogmático são praticantes de ironias infantis ao invés de conhecerem os argumentos que há do outro lado. Aposto que vc é petista…

  82. paulo6jr disse:

    Um grupo de sectários esperam o GABARITO “DEFINITIVO” de CETICISMO ABERTO para emitir juízo de valor – também definitivo -, sobre algo que revelam – pela forma de opinarem – desconhecerem.
    Há homeopáticos placebos e não.

    Todos, a maioria ou minoria é/são? Façamos uma pesquisa científica mais precisa e laboriosa, e não tendenciosa como esta acima.

    Conheço homeopáticos com eficácia terapêutica a médio e longo prazo.

    Recorri a um homeopático devido aos sérios efeitos colaterais proporcionados pelo alopático, e funcionou.

    OBS.: Não sou espírita e nem ‘crente’.

    Passei a desconfiar da integridade da ciência oficial ao constatar que sua metodologia ‘pura e aplicada’ está a serviço do capital.

    Conspiração? Entrem para uma pós na área e verão. Os que negam têm medo de perderem suas famigeradas bolsas e ‘orientadores’.

  83. paulo6jr disse:

    … e seus empregos.

  84. paulo6jr disse:

    Um grupo de sectários esperam o GABARITO “DEFINITIVO” de CETICISMO ABERTO para emitir juízo de valor – também ‘definitivo’ e sem acrescentar nada relevante – sobre algo que revelam desconhecerem (tanto ou mais que eu).

    Parece haver homeopáticos placebos e não.

    Todos, a maioria ou minoria é/são? Façamos uma pesquisa científica mais precisa e laboriosa, e não tendenciosa como esta acima.

    Conheço homeopáticos com eficácia terapêutica a médio e longo prazo.

    Recorri a um homeopático devido aos sérios efeitos colaterais proporcionados pelo alopático, e funcionou.

    OBS.: Não sou espírita e nem ‘crente’.

    Passei a desconfiar da integridade da ciência oficial ao constatar que sua metodologia ‘pura e aplicada’ está subserviente ao capital.

    Conspiração? Entrem para uma pós na área e verão. Os que negam têm medo de perderem suas famigeradas bolsas, ‘orientadores’ e seus empregos.

    Após faturar bilhões com a venda do VIOXX, laboratório retira-o do mercado.

    Valeu o risco: o faturamento suplantou todas as eventuais indenizações. Conspiração?

  85. paulo6jr disse:

    Na homeopatia que me submeti, a minha esposa (nutricionista clínica e especializada em farmacologia) administrou o homeopático sem eu saber que se travava de um medicamento homeopático.
    Agora vão dizer que ela tem formação e qualificação profissional duvidosas.

  86. paulo6jr disse:

    HOMEOPATIA FUNCIONA?

    http://hypescience.com/22264-homeopatia-funciona/

    O TESTE DE JUSTIÇA DE REJEIÇÃO A HOMEOPATIA

    http://www.science20.com/all_true/testing_fairness_my_rejection_homeopathy

    ……………..
    Parece que a derradeira pesquisa que concluirá pelo SIM ou pelo NÃO ainda está por vir, ou estou enganado?

  87. […] houve muito mais em 2010! Destacamos como “Fracassa o suicídio homeopático de céticos britânicos” – aguardem […]

  88. Logos1983 disse:

    Pra mim a atitude dos britânicos não é muito eslarecedora ao tentar condenar as práticas homeopáticas, mas apenas um tanto presunçosa… Se as medicações da homeopatia se definem como naturais e mais seguras nunca seria um possível um suícidio por overdose… Ou o que seria mais tóxico? Uma sobredose de benzoadiazepinas ou de raízes de valeriana???

  89. Marcelo disse:

    Engraçado, quando vou a algum consultório médico, principalmente ginecologistas, acompanhando minha esposa, há sempre um batalhão de represntantes de laboratórios na sala de espera, com suas maletas e papeladas promocionais. O curioso é que nunca vi um represntante de laboratórios homeopáticos nesses consultórios. Por que será, hein?

  90. […] Céticos britânicos fracassam na tentativa de suicídio homeopático […]

  91. […] campanha 10:23 foi lançada há um ano no Reino Unido, onde quase 400 participantes tomaram uma “overdose” em eventos semelhantes ao redor do país após uma das maiores cadeias de farmácias britânicas […]

  92. Jazzus disse:

    Não possuo absolutamente nada a favor da homeopatia.

    Mesmo assim me questiono: o que há de científico em tentar um suicídio com esse tipo de medicação?

    Desde quando a letalidade de um medicamento é prova de sua eficácia?
    Mais do que isso, se alguém realmente viesse a falecer, o que estaria provado, senão o fato de que há letalidade no composto?

    Muitos medicamentos não possuem dose letal.

    A ignorância independende de crença religiosa, nesse caso.

    Os condutores desse evento não passam de sujeitos em busca de holofotes, ao invés de pensadores guiados pelo método investigativo.

    Ridicularizam a si mesmo, tentando imputar essa imagem em outrem.

    @Mori: Leia o texto antes de comentar. Indicam-se as referência clínicas e acadêmicas.

  93. Vanilda disse:

    Interessante ninguém ter dito que existe homeopatia veterinária, agrônoma e pediátrica…
    Gostaria de ver como o “placebo” se aplicaria aqui já que nas 3 especialidades ela funciona, como qualquer um pode pesquisar e conferir!

  94. Antônio José Lopes Alves disse:

    Apenas um adendo, talvez fosse melhor colocar fracassa entre aspas.

  95. Paulo Roberto Fernandes disse:

    Acho interessante como pessoas com meia dúzia de informações se sentem com a autoridade de se pronunciarem sobre assuntos que não entendem absolutamente nada. A ação da homeopatia não é química mas energética. Não age sobre o corpo físico mas sobre o corpo astral, aliás como acontece com a acupuntura. Garanto que muitos desses céticos, que estão cheios de argumentos vazios, já se submeteram a tratamentos de acupuntura e não tiveram o senso crítico de observar que essa prática também não tem nenhum respaldo na ciência oficial. Além disso, só para terminar, eu uso nos pés, como a esmagadora maioria da humanidade, um instrumento chamado sapato, e nunca ví e ninguém também me deu notícia, de que a ciência tenha provado a eficácia desse instrumento.
    Esse movimento contra a homeopatia é, a meu ver, uma ação da superficialidade a deserviço da experiência da humanidade.

    • Victorrmoraes disse:

      Astral? Que porra é essa? Não venha com história de “energias” pra cima de mim. Energia é a capacidade de realizar trabalho rapaz, é foda ver um monte de leigo usando termos físicos pra falar merda. Agora, você vem me dizendo que acredita em uma pseudomedicina, baseada inteiramente em erros experimentais, a qual não se sabe absolutamente nada, somente que age como placebo, e ousa dizer que os céticos não entendem absolutamente nada?
      Agora, até aí tudo bem, mas sobre o comentário dos sapatos eu vou ter que te zoar. Sapatos servem pra proteger seu querido pé do meio externo (leia-se chão), que pode causar danos ao mesmo! Pronto, aí está a eficácia dele. Pronto, te provei a eficácia desse instrumento. Não temos quantificdao o tanto que o sapato protege seu pé, mas ele protege, isso é fato. O grande problema da homeopatia é que as pessoas acham que ela funciona, mas não! Procure “auto-sugestão” no google. Se ela funcionasse, mas não tivessemos embasamento teórico pra provar isso, tudo bem. Mas novamente, ela não funciona. Todos os testes homeopáticos em larga escala, em blocos casualizados, dão resultados insignificativos. A grande merda é que a pesquisa científica hoje em dia perdeu o bom senso e insiste em publicar estudos feitos de maneira duvidosa e que desconsideram o fator ambiente.

      • Ricardo disse:

        Victor, deixe a agressividade de lado. Nosso corpo possui energias, que interferem em todas as nossas funções. A existência dessas energias é comprovada cientificamente, só não se conseguiu estudar como elas funcionam.

        Tanto a homeopatia quanto a acupuntura tem resultados evidenciados em amostragens enormes de pacientes que só recorreram a essas ciências quando todos os tratamentos convencionais falharam, ao ponto de serem reconhecidas pelos conselhos médicos, cobertas por convênios médicos e recomendadas em muitos hospitais.

      • Juliana Cardoso disse:

        Caro Victor, energia nao eh um conceito mistico mas cientifico. Tem um lugar na celula que a produz e chama-se mitocondria. Nosso campo energetico ou aura- que o amigo se referiu como astral- tambem pode ser medido em modernas maquinas de captacao atuais. Voce tambem ja deve saber -ou ter feito- a RNM(Ressonancia Nuclear Magnetica): mesmo raciocinio. Teoria quantica de Einstein e a partir disso muito temos na fisica moderna.
        Novamente reafirmo que a homeoptia ja foi descrita e aprovada tanto nos EUA quanto no SUS…os artigos sao tantos e tao serios que fico horrorizada de ver isso aqui!!!!!

    • Juliana Cardoso disse:

      Concordo com voce, estou horrorizada com tanta brutalidade!
      Ceticismo que ignora a Ciencia eh ignorancia.A ciencia comprova as energias sutis! Sugere interesses de uma industria que eh carissima, ja que a homeopatia eh substancialmente barata. E alem disso promove a saude, nao somente combatendo a doenca! Pra mim eh o casamento perfeito e principalmente em termos de saude publica. Isso eh muito serio pois eh contraproducente ao bem de todos

  96. Quem aí se habilita a tomar 10 comprimidos da Homeopatia Almeida Prado nº 46 e depois tomar mais 10 Valerianas?

    • Khadija disse:

      Possíveis craectarísticas negativas Dona Ísis? Em que mundo voce vive? Se a própria bula do medicamento alerta para as contra indicações, que caso não tenha notado são sempre em número muito maior que as indicações. Veja bem, estou apenas levantando o aspecto de que não se deve meter a colher de pau no que as pessoas fazem ou deixam de fazer, simplesmente querendo ridicularizar os que tomam homeopatia. Se milhares de pessoas que usam a homeopatia afirmam que ela é benéfica não vejo motivo para duvidar delas, assim como aquelas que tomam medicamentos alopáticos e tambem acreditam que em sua cura. Eu não advogo para uma causa nem para a outra, apenas ressalto o fato de que acredito piamente que os remédios alopáticos já mataram milhões de pessoas no mundo, ao contrario da homeopatia, no entanto esse aspecto passa ao largo da análise ‘parcial’ do nosso amigo cético. FAÇA COMO EU, MÉDICO SOMENTE EM EXTREMA NECESSIDADE. O MESMO PARA REMÉDIO(DROGA).

  97. Reinaldo Campos disse:

    Um tubarão é capaz de detectar apenas algumas gotas de sangue caídas no mar, a uma distância considerável. A taxa de diluição desse sangue na água do mar, é bem maior que a taxa de diluição encontrada nos medicamentos homeopáticos. Com instrumentos humanos atuais, não há como se detectar qualquer traço de sangue na água, mas se o animal detecta, é porque alguma coisa há na água para ser detectado. Será que o corpo humano não seria capaz de perceber algo parecido?

  98. Amavel_cendon disse:

    já fiz tratamento homeopático para curar minha asma. não podia subir uma rua a 45º. não conseguia andar muito tempo no plano. aos 13 anos eu não fazia eduacação física. hoje, graças à alopatia, que produz remédios de verdade eu faço coisas que não fazia quando criança. eu subo morro inclinado a 80º eu ando no plano sem parar. mas, infelismente, eu tenho 45 anos, e perdi minha infância e adolecência graças a esse bando de charlatães da industria homeopática

    • Ricardo disse:

      Com muita gente aconteceu o contrário.
      O seu problema não foram os charlatões, mas sim a ignorância dos seus pais, que escolheram um tratamento em detrimento a outro, ao invés de usar ambos como medicinas que se complementam.

  99. Excelente… Respeitosamente publiquei em meu blog, com os devidos créditos… Confira também: http://ethosproject.blogspot.com/2011/12/crenca-na-homeopatia.html

    • daniela disse:

      A piada é boa mas a informaçao do artigo é leviana… Trato minha filha com homeopatia desde que nasceu, e a resposta é excelente. Até os 5 anos só tinha tomado remédio halopático para febre. Ainda assim, sua médica, pediatra e homeopata, nunca contra-indicou vacinas e muito menos remédios necessários em casos de emergência. Minha filha é muito saudável, enquanto que filhos de amigos, que tomam antibiótico desde os 6 meses, ficam super doentes volta e meia. É preciso ser mais cuidadoso com este tipo de informaçao, até por que vivemos na era da medicação exagerada.

  100. Jesa Nideck disse:

    È só tomar 3 comprimidinhos de laxante homeopáticos e esperar algumas horas que terão a prova.

  101. Celso disse:

    Agua????? E feito de alcool!

  102. Francisco Szneczuk disse:

    Se remédios homeopáticos proporcionam efeito placebo de fato, como que ele atua em bebês com apenas meses de vida? Você realmente acha que ele está sofrendo algum efeito placebo?

  103. Roberto disse:

    Adorei a reportagem. Pena que só vim a lê-la hoje, passados três anos. A qualidade da matéria se comprova pelo debate provocado por ela, que persiste até agora. O ceticismo aberto é uma posição lúcida para todos os tempos e pessoas.

  104. Ricardo disse:

    Faltou colocar na matéria o outro lado, ou seja, dos homeopatas, reconhecidos por conselhos médicos de todo o mundo.
    Há muitos casos, inclusive com crianças pequenas – onde o efeito placebo teria poucas possibilidades – que melhoraram muito sua rinite alérgica com tratamento homeopático, quando os tratamentos convencionais já tinham falhado.

    É errada a informação de que não há evidências de que a homeopatia dê resultados. Há sim. Tanto quanto na acupuntura, nossa ciência ainda te dificuldade de conseguir explicações técnicas, mas o resultado por amostragem de pacientes que reagiram com esses tratamentos APÓS o tratamento convencional falhar é MUITO GRANDE.

    Não fosse isso, não seriam ciências reconhecidas e recomendadas, inclusive, por médicos que trabalham com a medicina tradicional.

  105. dezenas de pessoas reunidas pra tentar o suicídio com homeopatia.
    pense nisso. olhe para essa foto.
    simplesmente ridículo.

  106. marco menelau disse:

    É incrível como determinados cidadãos britânicos revelam tamanha idiotice. A homeopatia tem mais de 250 anos de existencia. É uma especialidade médica, aprovada e reconhecida pelo CFM, que lhe dá título de especialista. No mundo inteiro, existem mais de 1 milhão de médicos homeopatas, entre odontólogos e veterinários. Ficam dizendo que é placebo, quero ver me provar efeito placebo em cachorro e gato? ah! paciencia. Sou médico homeopata, e constato resultados extraordinários em meu consultório! Há muitos anos. outros colegas também. É estúpido e idiota quem critica sem conhecer! ingleses burros e estúpidos! O remédio homeopático não funciona por processos quimicos seus imbecis, mas por uma interação vibracional com o corpo humano. São remédios energéticos. Muita estupidez e burrice. mas até burrice tem limite! Lixo puro!

  107. Marcio disse:

    Falar que a indústria de medicamentos homeopáticos é multimilionária é piada né…
    Se comparado com um medicamento alopático, um homeopático é extremamente mais barato.
    Sem falar que a indústria farmacêutica tradicional, além de faturar bilhões de dólares por ano, é uma das mais mercenárias e nojentas que existem. Sou médico, então sei do que falo. Muitos representantes farmacêuticos já me ofereceram viagens, congressos e outros mimos para eu receitar medicamentos novos caríssimos que ainda nem foram testados devidamente. Entre receitar um medicamento desses, cujos efeitos colaterais são imprevisíveis e sabendo que meu paciente vai ter muita dificuldade pra comprar, e receitar um medicamento homeopático que, se sabe, não causa dano nenhum e é muito mais barato, fico com a homeopatia.

  108. Juliana Cardoso disse:

    Mori:
    Acho indicado o livro “Mensagens da Agua” de Masaru Emoto para uma compreensao clara e reveladora da energia sutil e seus poderosos- e misteriosos!-efeitos.
    Albert Einstein fundamentou a teoria quantica ha mais de 90 anos, porem ainda temos um pensamento estruturalmente newtoniano no Ocidente. Acreditamos tanto na solida materia enquanto somos puramente energia! Para qualquer sabio ou estudioso do Oriente isso seria insano. Tanto a Medicina Tradicional Chinesa quanto a Medicina Ayurvedica, que datam de mais de 5000 anos revelam tal sabedoria; na India a homeopatia faz parte do sistema unico de saude e nos EUA os americanos- que sao tao cientificos- ja incluiram a homeopatia e a acunpuntura em seu sistema integral de saude que visa resgatar uma medicina mais inteira. Pesquise Medicina Integrativa. Leia os milhares de artigos cientificos que comprovam a homeopatia!
    Por que eu respondo tudo isso pra voce? Por que tenho a esperanca de que voce seja uma pessoa realmente integra em busca da verdade; que voce nao esteja provocando alarde em falso e que voce nao faca parte desse grupo de pessoas as quais grande parte esconde claramente uma INDUSTRIA FARMACEUTICA ALOPATICA em nome de que??????? Todos sabem…$$$$$$
    Mas muito, muito poder $$$
    Fraternamente, Juliana

    • Daniel disse:

      Não fale sobre o que não sabe que você acaba fazendo papel ridículo.

      1. Emoto é uma fraude e não um cientista. Ele não tem qualquer formação acadêmica, nunca publicou resultados reprodutíveis e só tem fama sustentada por um séquito de inocentes e charlatães.

      2. Apesar das contribuições essenciais para a quântica em seu estágio embrionário, Einstein foi o maior crítico da quântica moderna o que é perfeitamente de acordo com sua filosofia realista naturalista. Einstein era um dos maiores defensores do que você tenta chamar de “pensamento estruturalista newtoniano” e por isso ele via a quântica como uma teoria incompleta.

      3. Energia é uma propriedade física de sistemas físicos e não uma substância!! Não somos feitos de energia da mesma forma que uma bola azul não é feita de azul. Essa baboseira de “somos feitos de energia” não passa de misticismo new age e não ciência. E não faz o menor sentido também…

      4. Você acha que é coincidência que a taxa de mortalidade nesses “5000 anos de sabedoria” seja altíssima se comparada à atual depois do desenvolvimento da medicina científica? Não acho. Se você discorda, veja o número de mortes em vilarejos que só tem acesso aos saberes tradicionais de medicina comparado com um vilarejo com um único posto de saúde com um médico de verdade. Ou se for mais corajosa, tome remédios a base de chumbo, pólvora, plantas tóxicas e cancerogênicas etc ao invés de remédios com eficiência e efeitos colaterais testados e conhecidos para tratar uma doença séria. Sintomas imunes, dor e mal estar genérico não conta!

      5. A indústria de “terapias alternativas” movimenta MAIS DE 30 BILHÕES DE DÓLARES por ano só nos EUA e os praticantes dessas barbaridades tem um enorme poder de lobby tanto nos EUA quanto na Inglaterra. Para você ter ideia, em ambos os países, remédios alternativos podem ser vendidos sem qualquer verificação de eficácia, muito diferente de um remédio de verdade que é extremamente regulado. Tentativas da comunidade médica em reverter esse absurdo sempre resultaram em reações extremas de entidades que defendem os praticantes dessas simpatias.
      Vários médicos que questionaram a eficácia desses pseudo-tratamentos foram alvos de ataques jurídicos, políticos e pessoais. Nunca houve um homeopata, chiropracta ou acupunturista que se dispôs a defender seus métodos por métodos científicos, sempre por essas formas baixas de ataque.

      A industria das terapias alternativas não é controlada por santos que só pensam no bem alheio. Ela é uma industria poderosa, riquíssima e, no final das contas, muito mais imoral do que a industria farmacêutica. Por mais que as farmacêuticas estejam envolvidos em atitudes absolutamente indefensáveis, ao menos eles entregam produtos que funcionam…

      Apesar de tentar ter ensinado algo, espero que enxergue que só falou besteira e aprenda com isso. Eu também preferi manter a esperança de que você vá ler o que escrevi com atenção, estudar e aprender que medicina alternativa não é alternativa para medicina. Não passa de uma tremenda fraude para um grupo de espertos obter lucros imorais de um público inocente e ignorante.

  109. Guilherme Carregosa da Costa disse:

    Existem poucas coisas mais imbecis do que o conceito de “energia do principio ativo”. Em pleno século XXI o misticismo ainda é muito forte. Lamentável! Provavelmente a maioria das pessoas que acreditam em homeopatia, também acreditam em astrologia, ou que a evolução não existe, e por aí vai. As pessoas que não intendem como a ciência funciona se deixam enganar por soluções mágicas. Triste. A ciência ainda é a melhor forma de explicar o funcionamento do universo e de tudo que está incluso nele.
    Ótimo texto… Parabéns!!!

  110. Guilherme Carregosa da Costa disse:

    *entendem (maldito autocorrect)

  111. Wendel disse:

    Melhor texto sobre homeopatia que já li na vida. Parabéns!

  112. Marco disse:

    Alguém pode explanar sobre a constante de Avogrado para explicar tal refutação?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *