Ceticismo twilight_zonerodserling.jpg

Published on maio 19th, 2010 | by Kentaro Mori

24

“OVNIs são reais”, disse… Carl Sagan?

twilight zonerodserling ufologia destaques ceticismo

Prepare-se para entrar em uma outra dimensão. Uma dimensão de rumores, fantasias e ignorância. É a dimensão em que se aventura a revista UFO brasileira, que anunciou há pouco:

Jornalista revela segredos que J. Allen Hynek sabia de Carl Sagan
A jornalista investigativa e autora Paola Leopizzi-Harris revelou a um programa de entrevista que o doutor J. Allen Hynek declarou a ela que estava nos bastidores de um dos muitos eventos que Sagan fez. “Eu sei que os UFOs são reais, mas não arriscaria minha pesquisa de financiamento, como você (Hynek), para falar abertamente sobre eles em público”, segundo palavras de Sagan.”

É um texto tão insólito em todos os aspectos e, todavia, é importante ressaltar que diversos entusiastas de boa fé – mas fé talvez demasiada – levaram a falsa notícia muito a sério. Destrincharemos aqui todas as suas falsidades, e no caminho, você caro leitor pode descobrir alguns detalhes inusitados da vida e obra de Carl Sagan. Mas comecemos com a falsa notícia em si mesma.

 

Por Zland!

Uma ufóloga diz ter ouvido de um outro ufólogo há mais de vinte anos o comentário de que esse ufólogo teria ouvido de Carl Sagan a declaração bombástica. Essa é a suposta notícia. Em nenhum veículo de notícias sério este literal “disse-que-disse-que-disse” seria mais do que um rumor de pouca credibilidade, e ninguém jamais poderia tomar este rumor como uma grande revelação. Mas lembremos que estamos em uma outra dimensão.

A fonte da falsa notícia é a “ZlandCommunications News Network”, uma rede de notícias formada por um blog no serviço gratuito blogger. Não foi o blog gratuito que disseminou o factóide, contudo, e sim o serviço PRWeb, dedicado a divulgar press releases, comunicados à imprensa. O detalhe é que o serviço PRWeb divulga comunicados à imprensa a qualquer um que pague, ou mesmo gratuitamente, dando um certo ar de seriedade a qualquer informação, verdadeira ou falsa. Confira como exatamente a mesma falsa notícia parece muito mais respeitável no sítio PRWeb. Foi esse o canal através do qual a notícia inventada ganhou o mundo.

Em uma busca rápida não pude encontrar sequer quem é o responsável pela “ZlandCommunications”. Uma fonte aparentemente anônima para um boato. Mas Paola Harris não é uma desconhecida. Nós já a conhecemos, por exemplo, por promover o falso vídeo de um disco voador na Itália, um material que mesmo ufólogos italianos que defendem que somos visitados por extraterrestres se abstiveram de divulgar por ser fraudulento. Incrivelmente, é um boato anônimo com uma fonte duvidosa. Fica ainda pior.

 

Financiamento?

Analisemos a declaração de Carl Sagan em si mesma. Ela teria sido feita em 1984, nos bastidores e em um dos intervalos do Tonight Show em que tanto Hynek quanto Sagan participaram. Em 1984, Sagan já era uma celebridade de imenso sucesso, principalmente devido à série televisiva Cosmos de 1980 e por ter levado o prêmio Pulitzer pelo livro “Os Dragões do Éden” em 1977. Com a fama e reconhecimento, veio também a riqueza: em 1981, Carl Sagan recebeu um adiantamento de 2 milhões de dólares para escrever um romance de ficção científica, que se tornaria o livro “Contato”. Dois milhões de dólares de adiantamento, o maior adiantamento para um livro já feito até então.

Parece um homem que em 1984 estaria muito preocupado com verbas de financiamento para suas pesquisas? Sagan já era milionário, sem depender de verbas acadêmicas, públicas, de qualquer natureza. Sagan se tornou rico cativando diretamente o público, sem jamais curvar-se ao sensacionalismo barato. A acusação de que comprometeria sua coerência por motivos financeiros é demonstravelmente absurda.

Mas, consideremos ainda a possibilidade de que Sagan soubesse que “os UFOs são reais” e por algum motivo qualquer, que não fosse financeiro, não falaria abertamente a respeito em público. Seria isso plausível?

 

Simpósio OVNI de 1969

Não! A vida de Sagan é fantástica porque entre suas muitas obras podemos descobrir que chegou mesmo a lutar ferozmente, ao custo de algo de sua credibilidade acadêmica, a favor da pesquisa científica de OVNIs. Seu envolvimento com o tema inclui desde a participação oficial na década de 1960 do comitê que investigou o projeto Blue Book da Força Aérea americana de estudo de OVNIs – um comitê que julgou o trabalho dos militares “vazio e desdenhoso” e recomendou a criação de um projeto acadêmico científico adicional de investigação do tema, que resultou no relatório Condon – até a organização de um simpósio a respeito na maior organização científica americana, a Associação Americana para o Progresso da Ciência, que edita a própria Science.

O congresso, realizado em 1969, contou com a participação dos principais ufólogos da época, como James McDonald e o próprio J. Allen Hynek, que tiveram amplo espaço para apresentar sua evidência e defender suas teses no coração do establishment científico. Paul E. McCarthy escreveu um trabalho fascinante que aborda os bastidores da organização deste simpósio, e revela os atritos que o próprio Sagan teve com alguns dos principais críticos do assunto, como Edward Condon e Donald Menzel, que também fizeram parte do simpósio e viam com muita desconfiança mesmo a participação de ufólogos. Leitura mais do que recomendada: “Politicking and Paradigm Shifting”.

Hynek e McDonald participaram do simpósio, que Sagan publicou no livro “UFOs: A Scientific Debate”. Apresentaram sua evidência. Há 40 anos, como hoje no entanto, essa evidência era como permanece sendo inconclusiva. Temos casos inexplicados e quando muito intrigantes, mas nenhuma evidência de visitação de civilizações extraterrestres. O envolvimento direto de Sagan com a ufologia diminuiu muito depois disto, o que é completamente compreensível. E acertado.

Hynek continuaria por mais de uma década, até sua morte, a buscar comprovação à ufologia, sem sucesso, sem comprovar um único caso como alienígena. Seus discípulos continuam nesta busca até hoje, sem sucesso. Pode ser uma busca válida, na qual mesmo este autor se inclui. Mas é inegavelmente uma busca ingrata e infrutífera após mais de meio século. Sagan, como vimos, investiu na divulgação científica e a alimentar a esperança e a inspiração na exploração especial e à busca por inteligência extraterrestre através da radioastronomia, que produz resultados e avanços independente do contato.

Ao contrário de Hynek, Sagan teve enorme sucesso, tanto pessoal quanto em um legado presente na memória de milhões. Sem depender de verbas governamentais, a riqueza e o sucesso de Sagan são mais do que compreensíveis pelo simples retorno do gigantesco público que o adora até hoje. Seria uma grande conspiração governamental talvez caso Sagan não tivesse enriquecido.

 

“UFOs estão em nosso céu”

“Concordar com a idéia de que os UFOs estão em nosso céu não significa comprometer-se com muita coisa: UFO é a sigla inglesa de “Objeto voador não identificado”. É um termo mais inclusivo que “disco voador”. É inevitável que existam coisas perceptíveis que nem o observador comum, nem mesmo um especialista eventual compreendam. Mas, se vemos algo que não reconhecemos, por que devemos concluir que é uma nave estelar? Uma ampla variedade de possibilidades mais prosaicas se apresenta”.

É como Sagan trata do tema em “O Mundo Assombrado pelos Demônios”, leitura essencial e sua última manifestação sobre o tema, declarada e explicada claramente em mais de um capítulo. Sagan ainda lembra como:

“Somos bombardeados regularmente com relatos extravagantes de UFOS divulgados por publicações sensacionalistas, mas é raro ouvirmos algo sobre a sua merecida reprovação. Isso não é difícil de compreender: o que vende mais jornais e livros, o que acumula ibopes mais elevados, o que é mais divertido de acreditar, o que repercute mais os tormentos de nosso tempo – naves alienígenas acidentadas ou trapaceiros experientes pilhando os crédulos?”

O comentário parece relevante aqui, e com um detalhe revoltante. Apesar da revista UFO brasileira ser a responsável por traduzir a notícia em inglês, originária de Paola Harris e da misteriosa ZlandCommunications no exterior, há indicações de que seria o próprio editor da revista UFO, Ademar Gevaerd, a fonte original de todo o rumor!

Há quase dois anos, o mesmo Gevaerd e seus associados tentaram, inacreditavelmente, fundar no Brasil o “Instituto Carl Sagan”, alegando que:

“Muitos pensam que Sagan faleceu sem conhecer o resultado de sua busca …. No entanto, a verdade é bem diferente. Sagan tinha estreita relação com entidades governamentais norte-americanas dedicadas à investigação do Fenômeno UFO, e o próprio Joseph Allen Hynek, considerado o pai da Ufologia Moderna, garantiu que ele tinha profundo conhecimento da presença alienígena na Terra”.

Dias depois de denunciarmos este absurdo, Gevaerd e seus associados recuaram. Mas este boato que Gevaerd teria ouvido de Hynek deve soar familiar. É essencialmente a mesma história contada por Harris. E há pouco, o mesmo Gevaerd comentou que quando contou tal história a Paola Harris, a mesma parecia desconhecê-la, sugerindo sim que Harris teria criado esta história a partir de seu próprio boato. É o Brasil exportando boatos, e importando novamente. É uma outra dimensão. Uma dimensão de rumores, fantasias e ignorância.

Citemos Sagan, em seu próprio livro, mais uma vez: “o que vende mais jornais e livros, o que acumula ibopes mais elevados, o que é mais divertido de acreditar, o que repercute mais os tormentos de nosso tempo – naves alienígenas acidentadas ou trapaceiros experientes pilhando os crédulos?”.

Atualização: Este texto foi atualizado, com a remoção de referências à possível má-fé ou a falsidade das alegações. Estes elementos podem ser julgados por cada leitor.

Tags: , , , , ,


About the Author

+



24 Responses to “OVNIs são reais”, disse… Carl Sagan?

  1. Claudio says:

    Interessante texto comentando mais uma situação polêmica envolvendo a revista UFO. É fundamental dentro da pesquisa ufológica que se busque acuradamente a origem ou fonte de certas notícias, se possível indo diretamente ao encontro das pessoas que veicularam determinadas informações, comentários e relatos. Dessa forma se evita divulgar uma notícia que possa ter uma aparência duvidosa. Nesse caso em pauta, acredito que não houve má fé do editor da revista UFO em divulgar tal notícia. Porém seria necessário ir mais a fundo e buscar informações adicionais que o possam comprovar ou descartá-lo.
    Não seria necessário expor Carl Sagan como um crente enrustido nos discos voadores porque inúmeros cientistas tão importantes quanto ele sempre defenderam a existência dessas visitas. O próprio J. Allen Hynek foi um cientista consagrado e respeitado em todos os círculos científicos de sua época e nem por isso deixou de realizar pesquisas fundamentais dentro da UFOLOGIA sendo considerado por todos os ufólogos sérios como o maior e mais bem informado pesquisador do tema em sua época sendo referência até hoje a qualquer interessado na área. Muitos céticos esbarram na imensa credibilidade, seriedade e respeitabilidade de Hynek quando resolvem fazer qualquer crítica ao seu trabalho. Portanto, não acredito que o site da revista UFO ou de sua revista estejam querendo usar o nome de Sagan para dar credibilidade ao fenômeno UFO. Seria, ao contrário, uma incoerência querer usar o nome desse cientista como referência dentro da UFOLOGIA visto que sua obra mais utilizada pelos céticos, ” O Mundo assombrado pelos demônios ” é um hino de intensa crítica e ceticismo frente ao fenômeno UFO, sem falar de que se Sagan realmente era bem informado sobre os UFOs, jamais deixaria de mostrar franco respeito a inúmeros casos que evidenciam um contato com inteligências extraterrestres. Não acredito que fosse esse o caso, com o imenso respeito que eu tenho pelo trabalho de Sagan como astrofísico e divulgador da ciência. A UFOLOGIA conta hoje com inúmeros profissionais e cientistas de gabarito e respeito para comprovar essas incríveis manifestações que ocorrem em nosso planeta, não necessita de um apoio que surgiu de um comentário, mesmo que verídico, depois de tanto tempo da morte de Sagan, para se tornar respeitável como já o é.

  2. Fabio says:

    Epa! O japa removeu meu comentário!

    • Mori says:

      Sim, eu removi temporariamente, Fabio. Juridicamente há vários casos em que os responsáveis pelos sítios acabam sendo responsabilizados pelos comentários, e achei necessário deixar o comentário pendente por ora.

      Busquemos centrar nossas críticas às fantasias, às informações duvidosas, evitando qualquer comentário pessoal.

      O próprio texto que escrevi foi atualizado, se você conferir, em relação ao que foi publicado originalmente.

      Agradeço a compreensão.

      • Leonardo says:

        Que legal, você quer que as pessoas falem o que você quer!!!
        Pensava que se tratava de um site sério!
        Sem liberdade de expressão!!!
        Depois se eu disser que céticos não passam de manipuladores serei ridicularizado, não passam de ignorântes ilustrados!!!

  3. Samurai says:

    Pois é! Eu gostava de folhear a revista UFO nas bancas, mas incomodava um pouco o jornaleiro pois as vezes eu não conseguia segurar a gargalhada, acho que ele não gostava de eu rir de uma revista “séria”, e ele a considerava assim pois ela vendia bem.
    Com o tempo as estorinhas cômicas começaram a ficar repetitivas.

    Agora, e se eu afirmar que a irmã de um amigo ouviu do colega do clube do livro que o tio dele é primo do faxineiro da edição da revista UFO e esse cara ouviu o Gevaerd dizer para seus “reporteres” e “editores”: Bom, que estória vamos inventar para enganar os trouxas e vender revistas este mes?

    Exijo o mesmo nível de credibilidade em minha “noticia”, OK?

  4. Glenn Hummes says:

    “Somos bombardeados regularmente com relatos extravagantes de UFOS divulgados por publicações sensacionalistas, mas é raro ouvirmos algo sobre a sua merecida reprovação. Isso não é difícil de compreender: o que vende mais jornais e livros, o que acumula ibopes mais elevados, o que é mais divertido de acreditar, o que repercute mais os tormentos de nosso tempo – naves alienígenas acidentadas ou trapaceiros experientes pilhando os crédulos?”

    Se o homem é capaz de iludir a si mesmo e a outrem com farsas religiosas, porquê não o fazer também com outro extremo, vida fora da Terra?

    Não só são iludidas como se iludem por estórias de outros, e acabam querendo ter a mesma experiência. E por ingenuidade, outros os seguem e ainda misturam a ufologia com espiritismo e até umbanda…

    Não duvido da existência de vida fora da Terra, mas cada dia mais acredito que não sejam estas “naves” algo extraterrestre. Ou que hajam realmente abduzidos. Para mim, são apenas pessoas carentes de atenção que acham na ufolatria uma válvula de escape para suas frustrações.

  5. J.C says:

    “…o que acumula ibopes mais elevados…”

    aê Ibope desde 1984, fazendo sucesso no exterior…só faltou vc citar, q quando perguntado sobre o q ele achava da ufologia, Sagan respondeu:

    “Não é uma brastemp mas…”

  6. Tiago says:

    Sinceramente não vejo problema algum em um cientista de vasto conhecimento como foi CARL SAGAN , ter fé na possibilidade de vida extra-terrestre .

  7. “o que vende mais jornais e livros, o que acumula ibopes mais elevados, o que é mais divertido de acreditar, o que repercute mais os tormentos de nosso tempo – naves alienígenas acidentadas ou trapaceiros experientes pilhando os crédulos?”.

    Sei que me divirto muito com o seu trabalho derrubando os trapaceiros.

  8. Maroívo P. Caldeira says:

    Olá, meu amigo.

    Vi a sua entrevista no Jô Soares e procurei por este site na net. Isso que você faz é uma coisa essencial para a humanidade. Vivemos no tempo em que todos os jornais têm uma coluna, muitas vezes diária, de astrologia; mas, não tem sequer uma coluna mensal de ciências. Nos nossos tempos, pessoas vendem curas milagrosas o tempo todo. É preciso que haja mais informação e educação para que possámos nos livrar dessa escuridão intelectual e cientifica que vivemos. Eu, como educador e como físico, me sinto na responsabilidade de tentar inverter esse quadro tão vergonhoso que eu vejo por aí. É bom saber que eu não estou sozinho nessa árdua tarefa.

  9. Leonardo says:

    É necessário ser ignorânte (pra não dizer megalomâniaco/burro) para pensar que nessa imensidam que é o espaço, estarmos sozinhos, e mais, se somos enganados pelos proprios governos de diferentes nações, como duvidar a existência de extraterrestres entre nós???
    Isso é uma clara demostração da impiedade da ignorância! (como sempre)…

    • Danilo says:

      Hehehe certeza que você tá com uma camiseta escrito “I Want to Believe!”…

      Veja se consegue diferenciar as 2 frases a seguir: 1-) Não existem provas de vida alienígena inteligente.
      2-) Não existe vida além da Terra.

      • Segundo says:

        ateuzinho, (evangélico) pra vc se nao pode ser provado entao so existe vida aqui, vc é muito inteligente rapaz, parabéns,

  10. ciro says:

    Acho que para toda e qualquer pesquisa deve-se ser exaustiva e lógica para provar algo, que exista, não exista ou que provem algo muito provável de acontecer.

    Existem na literatura vários livros antigos e raros,com um detalhamento exarcebado de cada caso, mostrando esses fenomenos duvidosos na história deixando o leitor com o pé atrás sobre este outro universo que poucas pessoas tem ciência que existe.

    Em relação a divulgação destes fatos exóticos, falta uma abordagem científica mais detalhada, não tão robusta claro, mas, o suficiente para provar por evidências o que não pode ser visto por todos, pode-se fazer uma analogia ao átomo.

    Sabemos que existe, temos evidência experimentais que existe, mas não podemos ver.

  11. Sem comentários para essa revista UFO. Parei de comprar quando tinha 15 anos de idade pelos motivos expostos aqui. Falta de seriedade e austeridade científica, algo que adquiri por volta dos 16 anos de idade, mesmo crescendo no meio de um monte de baboseiras ufológicas e até espiritualistas.

    Ou seja, os editores de tal revista estão sofrendo de dissonância cognitiva com uma pitadinha de mau-caratismo, tal qual é a situação mental de alguém ainda infantil o suficiente para lançar notíciais sensacionalistas.

  12. Victor Mesalla says:

    Todo cientista adoraria ter uma evidencia sólida de vida extraterrestre! Giodarno Bruno queimou na fogueira por declaração de que cada ponto no céu era uma estrela, cada uma com planetas, cada planeta com pessoas… Mas, a ciência chegou em um ponto de avanço que as novas teorias não são acompanhadas de novas evidências. Os cientistas não tem certeza sobre: 1) existência do graviton (natureza da gravidade); 2) universo infinito ou finitio; 3) existencia de multiversos; 4) tamanho/volume de um próton (apenas uma estimativa); 5) que diabos é o emaranhamento! Entre inúmeras outras dúvidas que são menos fundamentais, mas, igualmente, desconcertantes como: 1) como a água acumulou-se na Terra; 2) se a evolução das espécies possuem mecanismos internos; 3) se há vida em Marte;;;
    Todo cientista gostaria de por as mão em uma nave alienigena ou em tecido alienigena. Vingar Giordano Bruno! Mas, boa parte da ciência moderna hoje está baseada em teorias que necessitariam de compravação cientifica impossiveis de realizar em laboratório. Hawkins clama por um acelerador de particulas do tamanho do sistema solar. Einstein viu a física quântica e apavorou-se! Pois, a física quântica é a inimiga n1 da Teoria da Relatividade… Mas, tantos relatos de avistamentos, tantas teorias de universos e dimensoes extras, tanta especulação sobre viagens no tempo, que não custava estes fenômenos UFO receberem uma pesquisa definitiva.
    Como tudo resta inconclusivo ficar na máxima de Seagan “que alegações espetaculares necessitam de evidências espetaculares…” não satisfaz a quem fica sem explicação para coisas que nunca poderia ter sida vistas, ou presenciadas como foram, e portantas pessoas, inclusive presidentes dos E.U.A!

  13. Fernando says:

    Parabéns Kentaro! Faz tempo que leio estarrecido as barbaridades que alguns “ufólogos” tentam nos fazer engolir. Todos os ufólogos sérios que se aproximaram da ciência se afastaram dos ufólogos birutas, isso é fato.
    Qto a tal “revista”, é no mínimo lamentável a tentativa de disseminar esse tipo de boato em relação ao Carl Sagan.

  14. Pingback: Livres Pensadores.org » Textos do Blog » Estaríamos sendo visitados por ETs?

  15. Atila Rosa says:

    Ola,

    Li só um pedaço por enquanto, até o tópico financiamento, e antes mesmo de concluir o resto, prefiro comentar sobre isso.

    Vc usa do argumento de que um milionário não precisaria de financiamento para levar adiante uma pesquisa…

    Tem certeza???? Cara, as maiores empresas do mundo se utilizam de financiamento para levar qualquer coisa adiante. Até para expandir as plantas industriais se valem de financiamentos bilionários.

    Pq não uma pesquisa que tomaria tempo, e quem sabe para achar alguma resposta realmente conclusiva, TODO o dinheiro dele. E se a resposta fosse negativa, contra a suposta opinião dele, não seria horrível ter dependido vários anos, e montanhas de dinheiro para concluir que estava errado? Se simplesmente pode-se pensar “eu acredito e basta” ou “Eu não acredito por não haver provas contundentes por sí só.” Ou até um “Acreditar ou não tanto importa, isso não vai alterar em nada meu atual modo de vida.”

    Veja bem, o argumento do financiamento é TOTALMENTE inválido.

  16. Mack says:

    Se realmente houvesse seres de outros planetas, e se eles fossem mais evoluidos do que nós; certamente já teriam se manifestado de forma clara e evidente; simplesmente por serem superiores a nós. Como os depoimentos de OVNIS não tem fundamentos consistentes, ficamos com duas alternativas:Ou eles existem mas são miseravelmente mais atrasados do que nós; ou eles simplesmente não existem.
    Olhando pela perspectiva da probabilidade baseado na imensidão do universo, seria quase certo a existencia de “ets”. Todo o universo sustentado vida somente num pequeno planeta chamado Terra? Seria até meio estranho isso! Contudo, eu nunca vi nada disso em toda a minha vida. E tambem não contamos com provas concretas e palpavel para que venhamos afirmar a existencia de seres de outros mundos.

    • Segundo says:

      Se ponha no lugar deles se por acaso existem: “tipo de sociedade altamente avançada de outro planeta observa a Terra de longe a milhares de anos, e vê tudo que fazemos por aqui, vc acha mesmo que eles iriam querer contato direto com nós? vendo toda a desgraça que acontece por aqui?

  17. Pingback: O Melhor de Ceticismo Aberto em 2010

  18. Segundo says:

    Ninguém ainda notou que o autor desse site é ateu e não acredita em nada? Tem vários assuntos que não tem explicação mas mesmo assim ele enrola e enrola nos artigos e nao diz nada com nada, pq nem ele sabe explicar, e ainda tem tapado aqui que vai na onda dele, vcs vão longe caros colegas, boa sorte.

  19. marcia regia says:

    será que nossa confusa historia não nos mostra mesmo que de forma confusa por nossa propria causa confusa que não chegamos nem ao meio do caminho de uma possivel evolução e historia num futuro distante mas já se torna patente que futuro não teremos e o mais provável é que não pela mão de Ets mas por nossa propria insana ciencia eu digo insana não desreispeitando a magna ciencia que a tantos avanços surpeendentes e o que é melhor reais no dia a dia de todos nós, avaliem, nós sem analgésicos ou celulares pois então essas mesmas coisas das quais dependemos tão estupidamente a ponto de comprometer outras muito mais vitais que acreditamos que irão durar para sempre e não sofrem o impacto de nossa ocupação a consciencia de harmonia com a natureza se perdeu na morte de tantas civilizações tidas como primitivas para que se erguesse uma civilização tão diferente e tão insana. hj somos globais e ainda não chegamos ao ponto de aprendizado exato para um salto na evolução de nossa anima análoga a o sapo na frigideira:não pula mas é p pular.
    ainda ninguém nem sagan foi feliz em provar que não há ovnis mesmo com todo seu cohecimento de causa isso pq não se pode provar realemte a histeria em escala mundial e tão aleat´ria se formos seguir o rigor do método se não se pode afirmar tb não se pode negar .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑