52210b

Dois novos casos de vídeos e imagens falsas criadas por computadores, enganando internautas e mesmo ufólogos. Comecemos pelo mais recente, uma espetacular espiral luminosa que teria sido capturada sobre o Canadá.

“Três fotógrafos diferentes forneceram suas fotos a TheWeatherSpace.com com o que parece algo de um filme de ficção científica. Não conseguimos imaginar o que poderia ter causado isto. A espiral na Noruega teria sido causada pelo lançamento de um míssil em território russo. Mas e isto?”, informava o sítio Weather Space, com mais fotos e vídeos. Confira abaixo a primeira das sequências, com links embutidos no próprio vídeo (“from the air“ e “Another zoomed in“) para mais.

Grilos barulhentos, não? Pois mesmo o som dos grilos é forjado. “Embora eu não seja um entomologista, aprecio os espaços abertos e adoro ouvir os grilos aqui em Ontario, [Canadá] quando começam a fazer barulho no início do verão”, comentou Nick Balaskas na lista de discussão UFOupdates. “Fiquei surpreso em ver sons de grilos neste vídeo gravado na parte oeste do Canadá onde pensava que estaria muito frio para eles”.

Há muitos outros problemas que denunciam mesmo aos mais leigos que todos os vídeos são forjados. E dois dias após a divulgação, o próprio autor da fraude já a confessou. Como o mesmo Weather Space informa agora em sua página inicial:

“O que pareciam inúmeras fotografias e vídeos de uma nave entrando no cosmo foi em verdade criado não por uma equipe, mas por uma pessoa. Kevin Martin, um meteorologista do sul da Califórnia, confessou ser o fraudador”.

Toda a história parece ter combinado a brincadeira de Martin com uma certa ausência de rigor apurativo por parte do sítio Weather Space, que foi tanto a fonte única de todos os vídeos, quanto é agora a fonte a expor o autor da fraude. Lucram duas vezes.

Se já havíamos lembrado há poucos meses da regra de ouro da análise de vídeos e fotografias: se a fonte é anônima, o vídeo não possui valor, este caso ressalta uma outra regra importante. Nunca confie em uma única fonte de notícias. No caso do Terra Espanha, este era a única fonte para a suposta invasão de discos na Galícia. E era tudo apenas uma campanha de marketing viral para promover o próprio Terra Espanha. Neste caso da espiral canadense, ainda que nomes diversos para mais de uma suposta testemunhas fossem atribuídos, WeatherSpace era o único veículo divulgando os vídeos.

Como o próprio veículo admite agora, essas supostas múltiplas testemunhas, com nomes e histórias diferentes, eram todas fictícias. Duvide de fontes anônimas. Duvide de fontes únicas. Um evento espetacular no céu deve ser testemunhado por inúmeras testemunhas independentes e noticiado por vários veículos de notícia diferentes.

Foi o que ocorreu com a espiral na Noruega. Um evento real, embora explicado como o lançamento de um míssil.

 

Caças perseguem disco voador?

“Um OVNI. Dois caças. Milhares de discussões pela rede. Centenas de jornais. Dúzias de noticiários na TV. Mais de dez milhões de visualizações. UMA GRANDE FRAUDE”. É como se inicia mais outra exposição de mais outra fraude. Que você confere abaixo:

Veja como o tablóide “The Sun“ citou o ufólogo Nick Pope:

“O perito Nick Pope, que investigou avistamentos OVNI para o Ministério da Defesa, disse: “˜Este é um dos melhores vídeos que já vi. Poderia ser um novo drone ““ isto explicaria os caças militares”.

Pois bem, o autor da fraude criou o vídeo abaixo compilando algo da enorme cobertura que recebeu, incluindo Pope especulando sobre o vídeo para a BBC. E ao final, a partir da marca de 5min45s, mostra “A Verdade”.

Como o vídeo foi criado inteiramente através de computação gráfica. Os caminhões, o céu, tudo foi modelado virtualmente.

Já abordamos aqui as gafes espetaculares de Pope, sempre disposto a dar declarações promovendo mistérios inexistentes aos tablóides britânicos. Pope já vendeu como misteriosos, por exemplo, uma simples formação de aviões em uma notória exibição aérea em seu país.

 

Fraudes novas, lições antigas

Estas fraudes expõem falsos especialistas, e denunciam a credulidade e por vezes pouca responsabilidade de veículos de notícia. Se você acreditou em qualquer um deles, também deveriam ser um alerta: maior ceticismo é necessário. Não se pode afirmar que todo vídeo duvidoso seja uma fraude, afinal, afirmar que um vídeo foi fraudado deve contar o ônus de prová-lo a contento tanto quanto afirmar que seja autêntico. Mas se pode, e se deve, sempre lembrar que todo vídeo duvidoso”¦ é duvidoso.

Toda fonte anônima anula qualquer valor que um registro possua. E como vimos aqui, fontes de notícia, ainda que pareçam respeitáveis, sempre devem ser questionadas quando sejam a única fonte ou mesmo a fonte primária de um evento fantástico.

Nenhuma destas lições, contudo, é realmente nova. São preceitos de análise crítica e racional de qualquer evento extraordinário.

52210b

Atualização 29/05/2010: Os amigos Alejandro Agostinelli e Manuel Borraz continuam no alerta com o desenrolar da estranha história envolvendo o autor da fraude da espiral canadense, Kevin Martin, e o peculiar estilo do sítio “Weather Space”. Confira mais em Factor 302.4: “La “espiral de Canadᔝ: obra digital de un falsificador serial“.

Comments

  1. Sério pessoal, os vídeos são absolutamente mal feitos e descaradamente falsos… o efeito de luz do primeiro é bem feito, mas, ridículo! Uma composição muito mal feita sem nenhuma noção de iluminação, foco, etc…

    1. Mal feito ou não, esse pelo menos tem um vídeo, a maioria das pessoas acreditam em algo cegamente e fanaticamente mesmo não tendo um vídeo, não tendo um áudio, nem tendo imagem.

      As pessoas acreditam porque gostam ou precisam acreditar; a lógica e a razão que se f**am.

  2. Como podem acreditar em imagens com um alto grau de improbabilidade e um grau mais alto ainda de elementos digitais, quem trabalha com imagens acaba por se acostumando com os efeitos (ou defeitos) digitais que o movimento do objeto causa, e mesmo assim, TVs noticiaram como sendo vídeos verdadeiros, ou agiram de má fé, ou por pura incompetência mesmo… É o fim dos tempos, pode acreditar.

    Os únicos efeitos digitais com que me impressionei foram do Viral do Haiti e com o Filme Avatar…(rssss, vamos ser sinceros, a movimentação dos personagem é quase perfeita), de resto, tudo não passa de animação.

  3. O que impede de que o o video mostrando a fraude, também n”ao seja uma fraude a servico de quem queira esconder a verdade, convenhamos e muito mais facil criar desconstrucao da imagem original.

  4. Tudo é fraude, fraude, fraude.Sabem o Por quê? porque “eles querem que pensemos assim…já pensou se a humanidade detivesse as provas, e a confirmação de que tudo é verdade? comía-mos esse povo com farofa no jantar…

  5. Alguns vídeos falsos são divulgados para que acreditemos que não há vida fora da Terra, oque eu acho completamente impossível! é só pensar no tamanho da nossa galáxia. E quantos milhões de galáxias são conhecidas? pensem bem! Quem acredita em Deus sabe que Ele não criaria um Universo infinito com apenas um planeta habitado. Logo, logo teremos a certeza de que nossos “Irmãos” estão próximos do que podemos imaginar! (com todo respeita á todas as opiniões aqui postadas).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *